História The Mafia - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Amor, Justin Bieber
Exibições 89
Palavras 903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nuca imaginei a minha primeira historia com tantos leitores. Vou confessar quando eu postei essa historia eu era totalmente desorganizada. Não tinha noção de nada. Mas hoje estamos aqui no fim dela. Eu quero dizer a todos meus leitores, que eu amo vocês. Todos estão em uma parte do meu coração. Vou sentir falta de vocês, dos comentarios que eu amei. Mas logo, eu volto com uma historia que já está quase pronta. 

Muito obrigado mesmo. 

Capítulo 43 - Fim



Cheguei em casa ouvindo uns gritos e só lembro de ter achado a Dani largada no chão sangrando e pedindo para ajudar a Julie. Trouxe elas correndo para o hospital. Mandei Chaz ficar em casa para avisar os outros. Meu coração estava saindo pela boca.


Fazem quase duas horas que eu estou aqui, nada de informações. Quero tirar a minha arma e dar na cabeça de alguém. Minha mulher e minha filha podem não sobreviver.  E eu estou aqui igual um idiota sem fazer nada.


-parentes da paciente Daniela- um senhor todo de branco apareceu. Quando vi já estava na sua frente perguntando.


-então doutor como elas estão?


-bom, o estado é grave. Nós só podemos salvar uma, ou o bebê ou a mãe. 


-eu não quero saber eu quero as duas.- digo


-podemos tentar mas pode ser de grande risco. Nenhuma pode sobreviver.


Autor pov


Enquanto Justin estava naquela apreenção. Dani estava tentando lutar para viver. Ela sabia que precisava viver e sua Julie também.


Vestida como um puta, a garota andava pela rua com um sorriso. Quem visse poderia achar que a garota ganhou a melhor coisa da sua vida. E ela poderia dizer assim. 


-pare, você vai pagar por tudo que fez. Acha que eu não descobri? Acha que eu não vi o que fez com a Dani? 


-o que eu fiz querido Chaz?- ela perguntou com um sorriso falso.


-para que fazer isso? Ele já não disse que não quer nada com você?


-não é por ele. Se não fosse ela nós estariamas juntos. 


-você só era uma puta que ele comia. Aprenda.- ela retira um revolver da sua bota.


-repete, que você já era.- ela diz com raiva nos olhos.


-atira vamos ver se tem coragem.- ela ficou o olhando. Chaz percebeu que ela estava nervosa, pois não conseguia nem segurar a arma corretamente. - ninguem meche com a Dani entendeu?- ele tirou a arma do cós de sua calça e acertou dois tiros na garota que estava na sua frente. - espero que vá para o inferno Tiffany. Te encontro lá- ele se vira e sai andando como se nada tivesse acontecido.


Justin pov


-filho- minha mãe entra pela porta correndo.- o que aconteceu?- ela pergunta me dando um abraço que eu estava precisando essas horas. 


-mãe eu posso perder elas.- digo soltando as lágrimas que estava segurando.


-calma vai dar tudo certo.- ela passa a mão nos meus cabelos.


-faz horas que elas entraram. Você foi até mais rápida chegando do Canadá. - digo me sentando



      *                    *                       *


-Responsaveis por Daniela.- todos nós levantamos. Os garotos e a Kath já estavam aqui no hospital fazia tempos. 


-como ela tá.-pergunto


-foi um milagre, deu tudo certo. Conseguimos fazer o parto com sucesso. 


-então elas estão bem?


-sim, tivemos sorte que a bebê já estava de oito meses. E a moça está dormindo no quarto, tivemos que sedala. - ele diz olhando nos seus papeis.


Isso é um milagre. Eu tenho que agradecer a tudo. As pessoas mais importantes da minha vida estão vivas. A minha alegria agora é tão grande. 


-posso ver minha filha?- pergunto


-sim ela está no berçario. Mas temos que esperar um tempo para todos exames prontos para ela poder ter contato com todos.- ele responde- sua esposa está no quarto 500. Daqui a pouco ela acorda é sempre bom ter alguem do lado.


-obrigado.


Dani pov


Abro meus olhos tentando me acostumar com a luz. Reparo que não estou no meu quarto e sim no hospital. Começo a me lembrar de tudo, mas ai eu apaguei e acordei aqui. Coloco a mão sobre minha barriga. Cade minha filha? Meu Deus, cade a Julie? Começo a chorar desesperada, eu perdi a minha filha não é para menos. 


Esculto a porta se abrindo, mas as lágrimas estão tomando conta dos meus olhos. Não consigo perceber quem esta do meu lado.


-ei o que aconteceu? Está sentido dor?- era Justin. Agarro o puxando para mim. 


-Justin. Cade a minha filha?- pergunto com dificuldade.


-ei, calma.- ele diz se sentando na maca junto comigo.-está tudo bem. Ela nasceu a nossa Julie é linda.- ele diz secando as minhas lágrimas.


-nasceu?- dou um sorriso.


-sim. Ela é linda igual a mim. -ele diz


-dúvido. Quero ver minha filha- digo


-ela está fazendo exames. Temos que aguardar.- concordo com a cabeça.


-eu não lembro de nada.- falo


-eles tiveram que te cedar. Eu fiquei com tanto medo de perder vocês.- ele me da um selinho. 


Fazia um tempo que estavamos olhando um para o outro. Justin começou a se mecher, querer falar alguma coisa.Ele estava estranho.


-está tudo bem?- pergunto


-sim. É que eu queria ter feito uma surpresa para você. Ontem era para ser um dia feliz, mas aconteceu tudo aquelas coisas. Mas hoje também é um dia feliz pois nossa Julie nasceu.- dou um sorriso.- então queria fazer ele mais feliz ainda.- ele coloca a mão no bolso, e retira de lá uma caixinha.- Dani, eu não sou bom com palavras, mas desde o dia que eu vi você eu percebi que é a mulher da minha vida. Você me deu as coisas mais importantes da minha vida, a Julie, você. Uma família.Então eu queria te perguntar. Quer casar comigo?- ele abriu a caixinha. Tinha duas alianças lindas com várias pedrinhas vermelhas. 


-é claro que eu aceito.- nessa hora os dois já estavam derramando lágrimas.- eu que tenho que te agradecer. Você que me deu tudo. Me deu a Julie. Agora uma família. Eu te amo- falo o abraçando. 


-eu também te amo. Prometo lhe fazer a mulher mais feliz.






 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...