História The Marriage - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Candice Swanepoel, Justin Bieber
Tags Candice Swanepoel, Contrato De Casamento, Violencia
Visualizações 531
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 26 - It's her


- Eu mudei porque eu quis – Ele suspirou – Não estava cansada do jeito que eu te tratava ? Está conseguindo.

 

- De um dia pro outro ? – Cruzei os braços – Você dizia que a Carrie era a única mulher que queria nessa casa,você odiava a sua filha, e principalmente, ME ODIAVA !  - Eu gritei na última frase. – Agora vem dizer que foi porque você quis ?

 

- Se acha que eu estou mentindo, qual a sua suposição ?

 

- Amor não seria, você é um homem frio, capaz de não transmitir sentimento nenhum pra ninguém, á não ser pela própria família.

 

- SERÁ QUE DÁ PRA VOCÊ APENAS VOLTAR LÁ PRA BAIXO ? – Ele se aproximou de mim, seus olhos transpareciam ódio.

 

Jeremy chegou na porta e puxou Justin pelo braço, o afastando de mim.

 

- Mandy,desça. – Ele mandou apontando para a porta, eu apenas o obedeci.

 

Ele encostou a porta e coloquei meu ouvido contra a mesma, tentando ouvir tudo o que diziam.

 

- O que você que está fazendo ? – Jeremy falou com um tom de fúria.

 

- Ela me irrita.

 

- Temos um trato Justin, não estrague isso, eu pensava que iria bater nela. – Ele suspirou.

 

- Eu ? Bater nela ? Ficou louco ? – Mentiroso.

 

- Desça agora e fique com a sua esposa, anda.

 

Desci as escadas rapidamente e me joguei no sofá,vi Matheus entrando pela porta , eu corri para o abraçar.

 

- Parabéns maninha. – Ele sorriu e beijou a minha testa.

 

- Obrigada, pensei que nem vinha. – Falei surpresa, dando um sorriso de orelha a orelha.

 

- Não poderia faltar.

 

Sentamos no sofá e nos abraçamos novamente, Justin e Jeremy desceram pela escada,eu não dei muita atenção.

 

- Mais tarde vou trazer uma pessoa para conhecer, irá ficar meio surpresa. – Ele sorriu – É a minha namorada.

 

- Sua namorada ? A Carrie ? – Justin nos olhou desentendido, arqueando a sobrancelha.

 

- Sim, ela mesma.

 

Ele resolveu ficar quieto, ele fechou seus punhos e sentou no outro sofá, Matheus e eu ainda continuamos á conversar, ele apenas me falava da sua namorada, ele estava gamado nela, Justin não parava de nos observar nenhum minuto.

 

(...)

 

 

O celular de Matheus apitou, ele o pegou do seu bolso e sorriu.

 

- Ela está me chamando, vou buscar a Carrie, já volto. – Ele me deu um beijo na bochecha e levantou do sofá.

 

Ele foi praticamente correndo para a porta, levantei e fui até o jardim, eu queria um tempo longe de todo mundo, eles riam e conversavam, todos felizes.

 

Fique em pé em frente a piscina,olhando meu próprio reflexo, fui surpreendida por uma mão quente tocando o meu ombro.

 

- Pode me explicar quem era a menina que Matheus estava falando ? – Justin me olhou sério.

 

- Era a namorada dele, algum problema ? – Arqueei a sobrancelha.

 

- Com o mesmo nome da minha ? Isso é muito estranho.

 

- Isso é por acaso, não existe só uma Carrie no mundo. – Voltei a minha visão a piscina.

 

- Eu estou sentindo agonia, isso tem alguma coisa , está estranho demais. – Ele começou á andar de um lado pro outro.

 

- São só nomes parecidos, vai ver que não é quando ela chegar aqui. – Falei tentando o acalmar, mas não, ele não parava.

 

- Ela está viva.

 

- Ela deve estar longe com Sophie,

 

- Mas ela pode estar aqui – Ele insistiu.

 

- Essa expressão é de felicidade ou de tristeza ? Se ela estiver viva, tchau contrato.

 

- Dane-se o contrato.

 

Ele me encarou e foi até a porta da cozinha, entrando na mesma, revirei os olhos e voltei até lá, só em pensar que ainda iríamos viajar sozinhos me dava dor de cabeça, iria ser entre brigas e mais brigas, esse casamento não iria dá certo nunca.

 

(...)

 

Ouvimos o barulho de motor de carro, Justin estava ansioso, esperamos alguns minutos e Matheus entrou, mas estava sozinho.

 

- Onde está Carrie ? – Justin perguntou olhando para todos os lados.

 

- Ela não veio, se sentiu mal.

 

- Está de brincadeira ? – Ele bufou e revirou os olhos, subindo as escadas.

 

- Ela não estava muito bem. – Matheus se sentou ao meu lado e encarou a suas mãos.

 

- Tudo bem, talvez outro dia a conhecemos, irei falar com Justin.

 

Subi as escadas e adentrei no seu escritório, tinha várias fotos dela espalhadas pela mesa.

 

- Justin ? – Falei o chamando para o universo, ele estava pensando em outra coisa.

 

- O que ?

 

- Acha que é ela ? Ela deu um desculpa para não vir. – Falei me aproximando.

 

- Eu tenho que encontrar ela, ela está com a minha filha. – Justin me encarou.

 

Justin se levantou e rasgou a primeira foto que pegou , ele fervia de ódio.

 

- Eu te odeio Carrie. – Ele disse em um sussurro, ele estava me assustando , mas eu entendia, sua filha foi seqüestrada pela própria mãe.

 

- Devemos agora focar em descobrir se é a Carrie ou não.

 

- Isso quem sabe é o seu irmão. – Justin me encarou – Tem que tirar informações dele.

 

- Eu sei disso, mas Matheus está cego de amor, ele não iria me dizer, ele só fala dela.

 

- Não me interessa, ele vai me dizer querendo ou não. – Ele foi até a janela de vidro – A vida de Sophie que está em jogo.

 

- Carrie não seria capaz de matar a própria filha.

 

- Seria, eu a conheço bem, para se vingar, ela é capaz de tudo. – Ele abaixou sua cabeça.

 

- Ainda temos que resolver a viagem, iremos apenas nós dois. – Falei nervosa.

 

- Eu não vou. – Ele falou serio.

 

- Não vai ? Justin, é meu aniversário , foi um presente dos seus pais, eu sempre quis para a Miami.

 

- Eu tenho que resolver assuntos com os detetives, eu não posso.

 

- Eles vão resolver, será que não posso me divertir uma vez ? Eu estou mais preocupada que você, faz tempos que não saio de casa, pelo amor de Deus.

 

Ele se virou para mim e bufou , concordando com a cabeça, suspirei de alivio e encarei as fotos na mesa, pegando uma delas, onde estava Justin e Carrie abraçados, mas eu senti a camada da foto grossa, tinha duas fotos , coladas uma na outra, eu descolei , era uma turma,eu procurei Carrie, eu fiquei surpresa, Matheus estava ao seu lado na foto.

 

- Você nunca viu essa foto ? – Falei mostrando a foto para o Justin. – Matheus está ao lado de Carrie, então...

 

- É a mesma. – Ele serrou os punhos, saindo pela porta com fúria.

 

- O QUE VOCÊ VAI FAZER ? – O acompanhei até a sala.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...