História The memories - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Orfã
Tags Romence
Visualizações 6
Palavras 1.382
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Um presente diferente


avistei duas meninas mais velhas que eu, eu conhecia elas, e como eu conhecia...

uma delas fez sinal para que eu se aproxima-se, como eu sou burra achei que não teria nenhum problema, então eu fui

eu: gente eu vou ali rapidenho, vcs adiantam e já pedem o sorvete e quarda lugar para mim hein!

Yato: se o Jimin não comer seu sormeve kkk

Jimin: olha o bullyng pessoal

eu: Yato vc não deixa hein

Yato: vou tentar

esperei eles irem e quando já estavam em uma certa distancia me aproximei das garotas que tinham cara de simples jovems...mas não eram

×××: eai iumy, hj é seu aniversario né?!

eu: sim, mas oque querem?

××××: bom já que é seu aniversário queremos só dar um presente

elas riram de um jeito maléfico, eu tentei sair daquele local mas quando eu ia sair uma delas puxaram meu braço e me prensando contra a parede

tudo passou tão rápido, uma me xingava de diversos nomes e a outra me batia

ela me dava socos tapas e eu era fraquinha não conseguia revidar

eu já muito fraca e machucada cai no chão, ela me deu um chute muito forte na barriga muito forte mesmo, elas saíram dando risada como se fosse a coisa mais engraçada do mundo

eu me levantei com dificuldade pelo chute forte, peguei meu celular para ligar para Yato, eu não iria lhe contar nada do que avia acontecido, não queria lhe preocupar com nada, liguei e ele atendeu rapido

Yato: iumy, onde está? estamos na sorveteria sentados em uma mesa a sua espera, se não se apresar Jimin vai acabar com seu sorvete - ouso risadas de kin e Jimin afirmando oque Yato dizia

peguei o maior intusiasmo que tinha para que ele não percebece nenhum tipo de dor ou desconforto, pois Yato era bom em descobrir a verdade

eu: kkkk então...eu não estava muito bem sabe, reolvi vir para casa, mas não se preocupe, vou tomar um remédio e estara tudo bem

Yato: calma, vc não esta bem? mas estava super animada?!

eu: é-é foi meio que de repente por isso achei melhor vir para casa

Yato: a ok a gente já esta indo! mas iumy, tem certeza que esta bem?

eu: sim, coisa boba, não precisa ir embora por minha causa! fique e depois venha, ta tudo bem

Yato: ok descanse e tome um remédio, a gente já esta indo

eu: ok tchaoooo

Yato: até

ele desliga e eu pude suspirar aliviada e desmanchar o sorriso falso em lagrimas, eu não gostava de mentir para Yato e não sabia o por que da quelas meninas fazerem isso, mas sei que não foi a primeira...deis do 5° ano é sempre assim, o Yato nunca soube, quando via algum roxo eu falava que avia caido e rapidamente mudava de assunto e ele não descobria, mas dessa vez elas não tiveram nem um pouco de dó, sinto meu corpo todo dolorido, olho meu braço já podendo ver alguns roxos

suspirei e andei com dificuldade pois minha perna e minha barriga doía de mais, acho que o chute que me deu foi muito forte, esta realmente doendo muito

enquanto caminhava as lagrimas rolavam insistentemente, demorei pela perna que eatava doendo muito mas quando cheguei minha sorte foi que a omma de Yato e maomi não estavam lá, provavelmente saíram para o shopping, entrei e fui mancando até o quarto de Yato adentrando o mesmo devagar, logo fui tomar um banho para relaxar e tirar as dores

...

tomei meu banho me troquei e coloquei uma roupa velha para ficar em casa

me centei de vagar na cama pois meu corpo todo doía muito, peguei uma caixinha que tinha no seu quarto, ja  que eu me machucava muito, Yato deixa essa caixinha debaixo da sua cama, peguei a mesma e a abri pegando uma pomada para os roxos e bandeides para os cortes e uma pomada para os arranhois não arderem

passei a pomada nos roxos, os bandeides nos cortes e a pomada nos arranhões, olhei para minha perna e ela se encontrava roxa e meio inchada - foi tão forte assim???!!! - falei para mim mesma, peguei uma pomada antiinflamatório e passei no tornozelo, levantei e manquei ate o banheiro, não avia lavado o cabelo por ter o lavado antes se sair, então fiz apenas um rabo de cavalo, fui mancando ate a cama me deitando devagar por conta da dor na barriga, iria tentar dormir para esquecer um pouco aquilo...

/\ YATO on /\

eu não tinha acreditado muito na historia de iumy, então estava preocupado em voutar para casa, Jimin avia comido o sorvete de iumy e estava conversando com kin, aqueles dois....

eu: bom Galerinha cansei de ficar de vela, a gente pode ir embora já esta ficando tarde - não era mentina pois já estava quase escurecendo, o tempo passou muito rápido

kin: vamos, eu quero ver a iumy

Jimin: vamos então

nos levantamos pagamos tudo e saímos da sorveteria, eu me senti uma verdadeiramente vela, Jimin e kin conversavam todos os assuntos pociveis parecia um verdadeiro casal, o caminho inteiro foi os dois conversando o que me deu uma certa raiva pela vela, mas ainda bem que chegamos rápido

quando cheguei a maomi estava na sala conversando com minha omma, parecia um assunto sério

maomi: ha oi gente, entra a iumy ta lá em cima no seu quarto....relaxa ela ta bem

Jimin: gente eu vou indo, vamos kin

kin: sim vamos, Yato fala para iumy que mandei um BJ, depois eu vou ligar para ela

eu: ok pode deixar

Jimin e kin fecharam a porta e eu fui caminhando devagar, subindo as escadas com cuidado vai que ela esta dormindo, com cuidado caminhei ate a porta que estava meio aperta

/\ IUMY on /\

quando acordei minha irma estava entrando no meu quarto, eu falei a historia não verdadeira, disse que estava meio mal e vim para casa, ela me deu um remédio pedi que fosse de dor musculares ela estranhou mas não resitou e me deu, deitei um pouco mas não conseguia mais dormir então fiquei vendo a vista da janela de Yato, sera que ele ficaria brovo por eu ter dormido em sua cama?.....acho que não

estava de costas, ouvi a porta sendo aberta, me virei rápido era Yato com a e expressão meio assustada...foi ai que percebi que estava de regata, peguei minha blusa de manga comprida bem rápido me cobrindo

/\ YATO on /\

eu vi pela fresta meio aberta da porta, as costas, braços e os ombros de iumy estava cheios de roxos e arranhões, me assustei deixando a porta fazer barulho ao ser aberta

ela logo se vira assustada e veste uma camiseta de manga comprida

iumy: a-a desculpa Yato ter d-dormido na sua cama

eu: iumy não tente disfarçar pq eu vi, pq vc esta tão machucada assim?

eu me a próximo dela e ela logo se afasta se recolhendo

Iumy: não é nada eu apenas cai e me machuquei um pouco

eu: iumy fale a verdade! vc não caiu - me aproximei e percebi sua perna meio roxa e levantada como se tivesse a machucado - sua perna, oque aconteceu?

iumy: eu cai da escada e a machuquei só isso!

eu: haa claro só isso, iumy vamos ao medico

me aproximei e segurei seu braço com proposito de puxala mas ela se encolheu e fez uma expressão de dor, parei em sua frente agarrei seu braço e puxei a manga, tinha uma marca de mão bem vermelha como se tivesse a puxado com força

eu: iumy alguem te bateu?!!, pois uma escada não iria fazer isso

iumy: eu cai da escada só isso!

/\ IUMY on /\

quando ia me soutar sinto uma pontada muito grande na barriga, eu ia disfarçar mas estava doendo de mais oque me fez colocar mão livre na barriga e me encolher, Yato percebe e se aproxima mais

Yato: iumy me fala a verdade depois, agora a gente vai para o hospital

não tive tempo e nem forças para dizer gualguer coisa, ele me carregou no colo estilo noiva e foi caminhando depressa, abriu a porta com rapideis e força, desseu as escadas a presa, entramos na sala e maomi se levantou e veio ate nos perguntando a que aconteceu, Yato apenas disse que precisávamos ir ao hospital, sua omma acentiu e fomos saindo as presas para o carro, adentramos o memo e maomi perguntava as coisas e Yato disse tudo oque eu falei


...


o caminho foi longo mas chegamos e Yato saio do carro comigo as presas


Notas Finais


hello, foi isso desculpa a demora eu não estava na aqueles dias bons

desculpa qualquer erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...