História The Model And The Photographer - Jikook - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Love, Model, Namjin, Photograph, Sugahope, Vhope, Yaoi
Exibições 367
Palavras 1.856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello, Hello <3 Óia só, mais um capitulo, bonitinho, cheirosinho e totalmente pra vcs <3<3
Bjkas e boa leitura <3

Capítulo 11 - Eu senti sua falta


Fanfic / Fanfiction The Model And The Photographer - Jikook - Capítulo 11 - Eu senti sua falta

Park Jimin se levantou, e saiu em meio a multidão, me deixando de boca aberta. O que foi aquilo?

Talvez eu tenha passado do meu limite? Sim, com toda certeza.

Park Jimin, você não passa de uma pessoa solitária também, não é? Eu não sei nada sobre você, realmente, mas hoje você mostrou uma lado seu, que eu desconhecia.

---

Jimin não voltou em momento algum, e talvez já estivesse em sua casa, me achando um idiota. E eu nem sei por que ele explodiu daquele jeito, sendo ele que sempre foi calmo e provocante. Talvez eu não tivesse direito algum de ter falado aquelas coisas para ele, sendo que o que ele disse é verdade. Eu não o conheço, e provavelmente nem conhecerei mais. Ele deve estar muito bravo, e ele tem razão em ficar. Eu estou com raiva de mim mesmo, por que ele não estaria?

- O que faz sozinho aqui, Kookie? - Taehyung apareceu, sentando-se ao meu lado - Você está bem?

- Tae... - Choraminguei - Eu sou um completo idiota.

- O que aconteceu? - Observou-se atentamente - Está chorando?

Eu não sabia que estava chorando até que Tae tivesse me dito. Eu não queria estar chorando, nem ao menos estava triste. Estava com raiva, certo? Isso não é tristeza, ou é?

- Eu... eu não estou chorando - Limpei as pequenas lágrimas que haviam escapado - Eu acho que Jimin nunca mais irá querer me ver.

- Park Jimin? Eu o vi saindo há alguns minutos - Lembrou-se - Mas ele não estava nada bem.

- Droga - Sussurrei - Eu não sei o que aconteceu, as palavras saíram sem minha permissão.

Certo, agora, talvez eu estivesse soluçando um pouco. Taehyung percebeu e me abraçou de lado.

- Seja lá o que você tenha feito, vai passar - Afagou meus cabelos - Você só precisa admitir seus erros.

- Eu nem sei por que estou assim - Funguei - Eu praticamente estava sempre a reclamar de Jimin, por ele me provocar tanto.

- Você está apaixonado, Kookie - Riu.

- N-Não, eu não estou - Suspirei - Eu nem o conheço, nem tem como eu gostar de alguém assim.

- Está bem, pode ser que ainda não esteja apaixonado, mas com certeza se importa com ele, certo?

- A-Acho que sim, mas eu estraguei tudo, Tae - Eu parecia uma garotinha sentimental. Talvez fosse o álcool.

- Vá para casa, e descanse - Sorriu, com aquele sorriso retangular que eu achava tão charmoso - Eu irei avisar aos outros, que você não estava se sentindo bem.

- Valeu, Tae - Abracei-o mais uma vez, e sai do bar.

A noite hoje estava fria, bagunçando meus cabelos e consequentemente me deixando mais pra baixo ainda. E a culpa era minha, se eu ao menos não tivesse bebido.

Fui dirigindo devagar, minha condição não estava tão boa assim, e um acidente era a última coisa que eu queria. O caminho estava tão longo, que parecia ser horas de viagem, e minha mente não estava tão perto assim da realidade. Eu fui dirigindo até minha casa e durante todo o percurso, fiquei pensando na minha mais nova burrada.

Park Jimin sempre foi perfeito, eu que reclamava demais. 

***

Acordei na manhã seguinte com a maior dor de cabeça possível, e sequer lembrava de ter chego em casa e adormecido. Provavelmente nem havia conseguido chegar em minha cama, já que no momento estou caído no sofá, totalmente fedido.

Levantei-me, sentindo uma leve dor nas costas, e fui para o banho. Eu estava horrível, a vida de bêbado já era, nunca mais iria beber em minha vida. Assim evitarei conflitos e aparências horríveis.

Eu estava com medo de chegar na empresa, não sabia como olhar para Jimin, e nem como me desculpar. E se ele estiver ocupado demais me odiando para desculpar-me? Eu com certeza me sentiria um lixo, e Park Jimin teria toda a razão. 

- - 

O local onde trabalhava estava silencioso, eu suava feito louco. 

" Kookie, não irei hoje, 'to de porre"

Era uma mensagem de Hoseok. Maravilha, enfrentarei o inferno sem o meu fiel escudeiro.

Em passos lentou, passei pela porta, e subi até o set de fotos. Meu coração estava a mil, minha respiração descompassada e pesada. Isso apenas por causa de Park Jimin. Codigitei a ideia de sair correndo, assim que a porta do elevador abriu-se.

- Jungkook, rápido, venha - Taehyung apareceu na porta, me puxando rapidamente para dentro do set - Temos trabalho para fazer, pegue sua câmera e vá - Ele me empurrou levemente na direção que eu deveria ir.

Está bem, isso foi confuso. Para quê tanta euforia?

Peguei minha câmera em minha bolsa e fui tirar as fotos. Ponderei quem seriam os modelos de hoje, mas meu raciocínio foi cortado, ao ver Park Jimin, totalmente diferente. Seus cabelos agora estavam negros, totalmente charmosos. E ele sorria. Sorria para as câmeras como nunca fez. Aquilo me pegou de surpresa, ele estava tão diferente, totalmente diferente do Jimin que eu conhecia.

Ele trajava de terno, totalmente social, com um óculos quadrado, com lentes. Seus olhos levemente sombreados, com uma cor escura, destacando seus olhos finos. E por fim, um cigarro, ainda acesso, em suas mãos. 

Seu olhar era divertido, mas não era direcionado para mim. Ele sequer chegou a me perceber. E o pior? Ele ficava se esfregando na modelo ao seu lado. Suas mãos em sua cintura, acariciando levemente, e vez ou outra, sua boca em seu pescoço. Como um casal provocante e poderoso.

Aquilo doeu. Sim, eu não não conseguia me concentrar direito, e minhas mãos tremiam. Seus corpos estavam muito grudados, e aquilo estava me incomodando. Estava me irritando.

Seu sorriso estava me desnorteando, e me abalando. Eu não queria aqueles sorrisos direcionados para ninguém mais além de mim. Eu já havia visto sua expressão de contentamento e felicidade, e era a coisa mais adorável do mundo, e que eu não queria que ninguém mais visse. Eu queria me sentir especial.

Mas eu estava merecendo aquilo. Eu causei tudo isso, e tudo pelo meu egoismo e medo. Se eu fosse um pouco menos covarde, eu estaria bem. Jimin estaria bem.

E bem... as sessões acabaram, e eu sequer recebi um olhar seu.

Eu simplesmente me afastei e esperei em um canto qualquer. Eu estava muito arrependido, e aquilo estava martelando em minha cabeça. 

Não tive escolha, e fui para o outro set.

Jin parecia feliz em fotografar seu namorado. Seu sorriso era genuíno e totalmente apaixonado. Min Yoongi parecia estar feliz também. Todos pareciam feliz hoje, feliz até demais.

Ou era eu o melancólico?

***

 No dia seguinte, Taehyung acordou-me para a vida. Deu-me um tapa em minha cara e me mandou tomar vergonha na cara, disse-me que eu estava me tornando um idiota perdedor. E ele estava certo. Depois de sua bronca, e drama, fui à procura de Jimin.

Fui para todos os cantos possíveis, e não o achei. Eu já estava desistindo, quando me toquei que os banheiros não haviam sido vasculhados por mim. Inspirei fundo, e dei o primeiro passo até o banheiro mais próximo. Quando cheguei perto da porta, prendi a respiração e entrei, receoso.

Ele estava ali, com os braços cruzados, e com os olhos direcionados para a porta.

- Estava me procurando? - Sua voz estava mais dura.

- Sim... - Soltei o ar que prendia, e me esqueci de tudo. Travei ao encarar suas orbes escuras e desafiantes.

- Bem, você me achou - Sorriu, minimamente - O que quer?

- Eu.. ahn... - As palavras me faltavam - Eu...

- Diga de uma vez - Ele parecia se divertir com a minha confusão.

- Eu queria me desculpar por anteontem - Falei tão rápido, que nem cheguei a entender-me.

Jimin tentou assimilar minhas palavras, ficando um pouco fora de ar.

- Desculpe, eu não entendi nada - Vidrou seu olhar em mim.

Enquanto eu me preparava para falar tudo novamente, só que com mais calma, Jimin aproximou-se de minha pessoa, em passos lentos. Eu travei novamente, e tudo que ele fez, foi puxar-me para dentro e fechar a porta. Seu corpo prensou-me contra a parede ao lado, fazendo-me arfar assustado.

- Diga - Sussurrou em meu ouvido.

Eu havia sentido falta dessas provocações, foi como se uma chama de esperança tivesse surgido em meu interior, com esse pequeno gesto. Como se tivéssemos voltado ao normal.

- Me desculpe por todas as coisas que eu disse, no bar - Suspirei, sentindo sua boca em meu ouvido. Sua respiração fazia-me cosquinha.

- Eu sei que sim, sua preocupação é nítida - Riu, causando-me arrepios - Eu só precisava que dissesse essas pequenas palavras.

- Você parecia diferente nas sessões, parecia... feliz.

- Eu atuo muito bem, certo? - Afastou-se, e me deu as costas por um segundo, antes de sentar-se na pia - O que achou dela?

- Eu pensei que estivesse me ignorando - Sussurrei, baixinho e vergonhoso - Pensei que tinha estragado tudo.

- Oh, e quem disse que eu não estava dando-lhe um gelo? - Seu sorriso era debochador, e com um leve tom de cinismo.

Levantei meu olhar para ele, incrédulo. 

- Se eu não tivesse feito aquilo, você estaria aqui? Admitindo que errou? Que sentiu minha falta? - Algo em seu olhar me fazia querer me aproximar, como se estivesse me tentando a pecar.

E eu me aproximei, lentamente.

- Eu não sei...

- Eu queria te fazer perceber, que como qualquer outro, eu tenho os meus limites - Suas mãos me puxaram para mais perto - Que minha paciência tem um fim, e que... meu coração não é de pedra. 

- Me desculpe por isso - Abracei-o - Eu não queria ter dito aquelas coisas.

- Eu sei, foi o álcool - Acalmou-me, afagando meus cabelos - E não tinha como você saber, certo?

Jimin aproveitou meu abraço, para provocar-me novamente, com beijos em meu pescoço, e esfregando sua ereção na minha.

E eu sentia falta desse toques, e dessa sensação.

- O que aconteceu? Não vai negar-me? - Afastou-se e arqueou a sobrancelha.

- Eu realmente senti sua falta.

Atrevi-me a começar algo mais quente. e o puxei para um beijo.

Um beijo quente e fervoroso, cheio de mágoas e súplicas. Um beijo delicioso, e sensual.

Jimin riu entre o beijo, e apertou minha cintura, me fazendo soltar arfares. Sua boca era totalmente a melhor que eu já provei. Sem dúvidas. Nossas línguas batalhando por controle, e poder, mas ao mesmo tempo aproveitando-se com leves chupadas. Se não fosse a falta de ar, eu nunca mais desgrudaria desses lábios tão lascivos. Jimin separou nossas bocas, e com um bônus de pequenas mordidinhas no fim.

- Eu devia ter feito isso antes - Zombou.

- Não seja bobo - Bati de leve em seu tronco - Isso quer dizer que estamos de bem?

- Sempre estivemos - Abraçou-me novamente, apertando-me como eu fosse escapar de novo.

Sorri, nada estava perdido, e eu realmente percebi que necessitava de Jimin. Ele me completava, e me provocava de um jeito totalmente excitante. 


Notas Finais


Quem ai esperava um lemon e.e Bom, o próximo, O PRÓXIMO huahua <3

Espero que tenham gostado, e deixe-me fazer uma auto-promoção aqui... estarei fazendo uma provável two-shots de Jikook <3 Ainda estou escrevendo, mas logo eu a posto, e gostaria muito que vocês a visse :') E quando eu postar, irei deixar o link aqui, pq amo todos vcs huahua.

Digam o que acharam do capitulo, hehe <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...