História The Monster Interior - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais
Tags Confusão, Distúrbio, Dupla Personalidade, Inocencia, Jikook, Jimin!seme, Jungkook!uke, Monster
Exibições 208
Palavras 536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então pessoas! Eu to postando fic nova..
Essa fic é meio dark, e trata de um disturbio certo?
Se você não gosta tem o botão de voltar do seu celular, e o botão de fechar do navegador, é só clicar :)
Se você gosta, tamo junto e vamo nessa!

Capítulo 1 - Prologo


Fanfic / Fanfiction The Monster Interior - Capítulo 1 - Prologo

_ Senhor Park?

O assistente entrou lentamente dentro da sala podendo ter a visão de seu chefe em frente a sua mesa cheia de papéis, o olhar do ruivo foi até o jovem a sua frente, era um olhar penetrante acompanhado de um sorriso de lado. O maldito sorriso de Park Jimin

_ Entre Jungkook, já lhe disse para chamar-me apenas de Jimin, já somos amigos. – Organizou os papéis em suas mãos logo os colocando dentro da gaveta.

_ É... Bem senhor, a reunião com os fornecedores começará em alguns minutos, já estão na sala de reuniões esperando.

_ Ótimo. – Sua voz grave ecoou por todo a sala enquanto ele ajeitava sua gravata – Venha comigo Kookie, quero que anote todos os detalhes da reunião.

Seu chefe tinha esse costume de lhe tratar tão intimamente e Jungkook se sentia envergonhado com esta atenção que recebia do mais velho. Sempre o chamara de Senhor Park por hábito e convivência, apesar da insistência do mais velho para que lhe chame apenas de Jimin.

Naquele dia, o Jeon acordou com um mal pressentimento e por isso durante todo o dia ele dava sinais de nervosismo. Sinais esses que eram bem capitados pelo Park, como suas manias

A mania de morder a tampa da caneta, de tamborilar os dedos em qualquer superfície que encontrar, bater o pé distraído no chão. Eram características de seu assistente que o Park sabia de cor e salteado.

Jimin conhece Jeon há três anos e há exatamente um ano, se descobriu apaixonado por seu assistente.

Por isso o presidente o trata bem todos os dias, desde os bom dia’s, sorrisos e até já chegou a chama-lo para jantar, mas o mesmo sempre recusava com uma desculpa diferente.

Talvez o Park não fosse o que o Jeon queria, era isso que Jimin sempre pensava e por isso tratava de as vezes surpreender o pequeno assistente.

Logo ambos chegaram na sala de reuniões e Jungkook sentiu uma vertigem ao passar pela porta, isso não passou despercebido pelos olhos do Park que lhe perguntou se estava tudo bem.

O assistente apenas lhe respondeu com um breve sim.

A verdade era que ele estava com medo. Medo de que aquilo acontecesse em seu horário de trabalho, medo de que seu lado obscuro fosse revelado ao seu chefe.

Jungkook não tinha noção dos sentimentos que o Park nutria por si, mas sem que o Park soubesse ele os retribuía, só não podia manter nada com o seu chefe, primeiramente por ser seu chefe, e segundo por seu segredo.

Ah.... Este segredo no qual guarda a tantos anos e que o atormenta tanto, Jungkook nunca soube o que era aquilo e sempre sentiu medo, seria uma maldição? Algum castigo por algo que fez?

O Park nunca reparou, mas sempre que chamava o Jeon para um jantar de negócios, viagem de negócios, ou algo que o tirasse de sua zona de conforto, o Jeon sempre recusava e inventava uma desculpa.

Afinal, o que o Jeon escondia?

Era seu monstro interior.

 

Você pode me chamar de monstro

Estou rastejando em seu coração, baby

Irei te virar, te quebrar e te engolir

Irei te roubar e desfrutar de você

Eu vou te bagunçar toda

 

-EXO

 


Notas Finais


O capitulo ta curto por ser prologo, mas o próximo vai ser maiorzinho certo? Beijo na bunda e até a proxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...