História The Neighbor- JOSHLER - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Twenty One Pilots
Personagens Josh Dun, Personagens Originais, Tyler Joseph
Tags Josh Dun, Joshler, Twenty One Pilots, Tyler Joseph
Exibições 106
Palavras 1.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então eu decidi não fazer uma segunda temporada porque sei lá eu não quis,tirei seis dias de ferias,quase uma semana,olha e o meu recorde porque eu gosto muito de escrever aqui,e estava anciosa pra ter novas ideias logo,e aí esta.
Lembrem-se de que eu dei um salto temporal muito grande desde que eles se sepaparam,então seria mais ou menos 11 anos,eles agora com 28 aninhos,e o Tyler amorzinho com 27 Ne,todos sabemos que o Joshie e uns meses mais velho que o Tyler.
Falei demais,boa leitura.
E ah,desculpem pela introduçao demorada e enrolada.

Capítulo 24 - CAP.24-Reconciliação


Fanfic / Fanfiction The Neighbor- JOSHLER - Capítulo 24 - CAP.24-Reconciliação

Um ano.   

Dois anos.. 

Três anos... 

Quatro anos...

Cinco anos....

Seis anos...

Sete anos...

Oito anos...

Nove anos...

Dez anos...

Onze anos...se passaram desde o ano em que eu e Josh nós separamos,não que tenha sido algo facíl,além do mais tivemos que continuar juntos por um bem maior: A banda.

Não deixei que ele tocasse suas mãos mais em min,então ele não tocou mais,viramos uma espécie de "amigos por obrigação",porque realmente houve uma epoca em que eu odiei ele,e ele me odiou,foi uma epoca em que ele começou a namorar muitas garotas e alguns garotos também,eu não fiquei com muitas pessoas porque sempre tive a impressão de que isso fosse uma coisa meio idiota,porque perder seu tempo beijando alguém que em uma semana você nem vai mais lembrar? 

Moramos em casas separadas e distintas em Columbos,Ohio. Por escolha minha mesmo,a gravadora achou melhor que ficassémos juntos na mesma casa para termos um melhor desenvolvimento entre nós dois,mas eu rejeitei á ideia,porém,nos shows nós apenas tocamos e quando saímos do palco somos "desconhecidos",em entrevistas tento ficar ao máximo sem olhar pra ele mas as vezes e impossível,porque  querendo ou não eu ainda tenho tesão nele e me sinto apaixonado,e doí,porque quando eu terminei com ele,ele não ligou,ele voltou pra droga da festa e ele e a Halsey até namoraram por uns dias,mas não deu muito certo,porque em pouco tempo ela começou a ficar muito famosa pela voz,digamos que ela entrou numa turnê idiota,e eles não se viram mais,só em algumas premiações que fomos obrigados á ir.

Mas tem um detalhe crucial,eu estou casado com a Jenna,desde o ano passado,não que eu ame ela,mas ela se importa comigo,ela cuida de min e essas coisas,e uma boa distração pra min,ela e bonita,gosto de olhar no fundo de seus olhos azuis penetrantes e tentar lembrar de qualquer vestígio daquela Jenna que eu achei que conhecia quando namoramos por dois dias no colégial,mas eu não encontro,porque ela mudou radicalmente,é como ela disse um dia "Eu mudo,eu mudei".

Hoje era mais um daqueles dias em que eu seria obrigado a dar entrevistas,eu fui,eu respirei fundo e respondi cada uma das perguntas com certa irônia e seriedade na maioria delas,Josh sempre ficava muito calado,só falava quando era perguntado.

O fato da gente não trocar mais palavras me machuca tanto,a gente não troca uma palavra sequer há uma semana,ele disse 'Oi"  é eu só assinto porque não tenho muito mais a fazer.

Entrei no camarim e fechei a porta,e por algum milagre Josh entrou no mesmo camarim que eu,quer dizer,ele sempre pegava o quarto do lado do meu,só pra não me olhar,mas as vezes isso soa ridículo demais,ele tem vinte e oito anos e eu tenho vinte e sete,não temos mais dezesseis e dezessete,somos adultos agora,mas estamos agindo como crianças há onze anos 

Ele se sentou em uma cadeira e pude perceber que seus olhos estavam vermelhos,assim como seu rosto,ele havia chorado é muito

-Ah.- Foi a única coisa que saiu da minha boca.- Eu acho que vou sair daqui.- Caminhei até a porta e ele apertou o meu pulso,fazendo-me olha-lo com certa veemência.

-Fica,Tyler.- Ele pediu,mordendo o lábio inferior.- Por favor..- Ele sussurou,um sussuro que transaparecia dor.- Debby..

-Sua namorada.- Disse e ele largou meu pulso.

-Ela me largou,- Aquilo que ele disse gerou certa felicidade em min.- Já estávamos juntos há um ano,cara.

-Sinto muito.- Menti.- Eu..ah..

-Não sinta.- Ele arfou.- Você e eu somos desconhecidos agora.

-Somos.- Afirmei.- É não e minha culpa.

-Eu sei que não é.- Ele entendeu.- É minha.

-Sim.- Afirmei.

-Mas olha só,estamos conversando agora mais do que conversámos em onze anos é tudo graças a Debby ter terminado comigo.

-Porque terminaram?- Não hesitei em perguntar.

-Ela disse que estava muito ocupada com as coisas,e a serie dela na Disney e a banda dela também e..

-Entendi.- O interrompi e me sentei na borda da mesa que tinha alí.- Vocês eram um belo casal.

-Jebby.- Ele revirou os olhos e sorriu de lado.- Não é real,quando ela postou no Twitter a galera ficou louca.

-Bom,ela era muito nova pra você,um cara de vinte e oito anos com uma garotinha de vinte e três,não pega muito bem.- Mesmo sabendo que era idiotice dizer aquilo,continuei.- Além do mais ela deu prioridade á coisas,as coisas dela,ao trabalho dela e não á você,portanto ela não te merece.

-Foda-se de qualquer maneira.- Ele esbanjou irritação.- Foda-se ela é as merdas dela,eu só estou concentrado em Twenty one pilots agora.

-Bom,então...- Sorri de lado e fitei os pés.

-Mas tem outra coisa que eu estou concentrado.- Ele se levantou na cadeira e eu engoli em seco quando ele se posicionou entre as minhas pernas e pôs as mãos na minha cintura,enquanto eu levei minha cintura mais pra trás ainda sentado na mesa tentando me afastar,uma tentativa falha porque ele me apertou mais a ele e eu estremeci,tentei dizer algo mas não consegui formular palavras.- Ty..

-Josh,eu sou casado.- Enfatizei mas ele não deu ouvidos e me beijou e eu deixei (?), sim eu deixei e retribui o beijo,que em segundos era quase desesperado era quase como se estivessemos desesperados pra fazer isso,eu não sei ele,mas eu estava porque sinceramente onze anos,vendo o cara que você ama beijando outras bocas e amando outras pessoas,além de te dar gelo quase sua vida toda,e um saco! E ter a boca dele ali encostada na minha,sua lingua em uma luta com a minha,enquanto sua mãos estavam se esfregando na minha cintura até o meu pescoço com certa agressividade,prendi mais minhas pernas na cintura dele e ele segurou minhas costas,me levando ate o sofá.

Ele deitou em cima de min e começou a fazer movimentos de vai e vem mesmo que ainda estivessemos vestidos,minhas mãos escorregaram pelas suas costas e eu agarrei o braço dele quando senti sua boca no meu pescoço,ele dava beijos e chupões,gemi e me senti ficar duro,rápido demais.

-Uh...-Gemi enquanto ele continuava com aqueles movimentos de vai e vem,seus cabelos que agora eram um tipo de platinado meio verde pingavam suor na minha testa,não estávamos transando,só nos pegando e nem estava tão quente quanto parecia,mas por dentro estávamos em chamas.

Ouvimos vozes se aproximando do camarin e em um instante Josh pulou de cima de min e me olhou,me deu um braço pra que eu levantasse,eu ainda estava duro,meu tesão nele estava aumentando.

-Me desculpa se..- Antes que ele terminasse eu o beijei de novo e ele me envolveu em seus braços quentes e singelos,suspirei em contento e sorri quando nós separamos,juntamos nossas testas e olhei para ele,um breve sorriso se formou em seu rosto.- Te vejo depois Ty..

Ele saiu da sala e deu de ombros com Jenna que não ligou muito e me abraçou mas se separou assim que me notou suado.

-Ta tipo uns 17° graus Tyler.- Ela passou a mão pelo meu rosto.- Correu uma maratona?

-Aqui ta meio calor.- Ri nervoso.- Hum,como entrou aqui?

-Eu estava te esperando no carro lá fora,então você demorou e eu resolvi vir aqui é te buscar,acho que todos sabem quem é Jenna Joseph aqui.- Ela sorriu.- Enfim,eu trouxe um lanche também.- Ela estendeu uma sacola.

-Obrigado.- Sorri - Vamos,então.

Ela nem sequer se preocupou em questionar tanto o porquê do meu estado,talvez ele nem tenha visto os chupões que viriam a ficar roxos,espero que ela não tenha olhado para as minhas calças.

De qualquer maneira,Josh e eu nós pegamos,eu praticamente traí ela,e não me sinto mal (?) Porque eu amo (?) Josh,e hoje foi o melhor dia da minha vida em onze fucking anos.




Notas Finais


Oii,demorei? Mas postei.
Desculpa se não tem muito dialogo,não sou boa com isso,ou não estou boa hoje com isso,de qualquer maneira espero que tenha gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...