História The New Blood - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Academia, Bruxos, Fantasia, Híbrido, Lobos, Luta, Princesa, Romance, Sobrenatural, Vampiro
Visualizações 6
Palavras 702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Resolvi mostrar um outro ponto de vista dessa vez, espero que gostem...

Capítulo 26 - Hoje tenho um anjo...


Fanfic / Fanfiction The New Blood - Capítulo 26 - Hoje tenho um anjo...

Naomi me chamou lá para cima, não entendi bem porque ela queria falar a sós comigo...

Fomos para o quarto dela, eu não estava gostando disso.

Naomi: Vem cá, senta aqui na cama.

Eu sentei e fiquei encarando ela.

Naomi: Fique calma, você está tensa (ela deu um risinho), eu só quero saber como você se sente...você disse que dorme em locais pequenos, fiquei intrigada com isso.

Nemi: É...eu normalmente tenho um outro tamanho, eu tenho cerca de dez centímetros e na nossa "comunidade", vivemos na natureza e sozinhas então para proteção e para não incomodar as mais velhas eu ficava em locais apertadinhos, onde ninguém me via.

Eu me senti incomodada em admitir que eu era excluída e que as outras fadas me viam como um incômodo, eu não sou fã de ficar contando desvantagem... Outro motivo pelo qual eu sempre me virei sozinha, eu sempre fui deixada de lado por todos, na verdade a maior parte das fadas são mesmo ao deus dará, mas comigo foi pior por saberem que eu seria a protetora da fênix, por isso só as que irão ficar comigo nessa tarefa me ajudaram a viver menos mal... eu não aceito a ajuda de ninguém por conta disso, e aceitar que a Naomi me trate como eu nunca alguém fez, como uma criança, é bem estranho. Eu não contei nada disso para Naomi, mas ela sabia que a pergunta certa me faria pensar no que me incomodava e assim ela quebrou a barreira entre nós e viu tudo o que eu sentia e pensava, pude ver em seu olhar antes mesmo dela começar a falar.

Naomi: Desculpe invadir sua privacidade, sei que com a família não é certo, mas eu precisava saber mais sobre seu passado e porque você parece sofrer tanto...

Nemi: Tudo bem, eu não iria achar palavras para falar isso.

Naomi: Vamos deixar claro, eu não sou suas antigas companheiras, eu vejo suas necessidades e vou supri-las. Eu vou cuidar de você como uma criança que você é e ninguém mais vai te deixar de lado outra vez, eu estarei aqui. E você vai aceitar meus cuidados e mimos sem pestanejar.

Olhei contrariada para ela e ela continuou.

Naomi: Vou deixar seu quarto perfeito para você, você vai dormir em sua cama e não no armário. E, eu não quero saber de você se escondendo de ninguém. Hoje eu vou te por pra dormir já no seu quarto, mas se você se sentir sozinha é só bater na porta que vou abrir para você dormir comigo. Eu vou trancar hoje por conta do Richard dormir aqui, mas se você quiser dormir conosco eu não me importo e acredito que ele também não. A gente só tem que deixar o quarto sem iluminação natural depois das oito da manhã.

Nemi: Eu não vou vir pra cá não (eu me acabei de rir).

Naomi: Menina maldosa (ela também riu).

Ela me pegou no colo e me envolveu em seus braços num carinho bem gostoso, isso me faz perceber o quanto sinto falta de ter uma mãe ou pelo menos alguém por mim... Ela me levou para o outro quarto que estava com roupa de cama lilás e verde água, tinham tamém cortinas da mesma cor e um tapete peludo branco por todo o chão, era tudo muito fofinho e em cima da cama tinha a boneca de bano que ela me dera. Ela me deitou e me entregou a boneca para eu segurar, ela sentou ao meu lado e me fez carinho enquanto cantou uma musiquinha que me deixou bem tranquila "Não precisa ter medo, seu anjinho está aqui, não precisa ter medo, você pode dormir. Hoje podes ficar tranquila, daqui eu não irei sair, podes descansar ao seu lado vou ficar e de você irei cuidar. Não precisa temer hoje seu anjo eu vou ser, podes dormir em paz e de manhã vais me ver sorrir ao te acordar para levantar, seu café eu farei e tudo o mais te ensinarei, agora dorme princesa, dorme com os anjinhos e sonhe comigo". Depois disso fiquei molinha de sono e fechei os olhos, quando vi já estava sonhando com um voo livre em meios as macieiras...


Notas Finais


Ironicamente não falei do Joseph rsrs, mas nem sempre um anjo é um ser divino não é mesmo?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...