História The New Descendants - Capítulo 26


Escrita por: ~ e ~Colins_Hyuuga

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões, Como Treinar o seu Dragão, Descendentes, Enrolados, Ever After High, Frozen - Uma Aventura Congelante, Valente
Personagens A Fada dos Dentes, Alistar Wonderland, Alvin, o Traiçoeiro, Anna, Apple White, Ashlynn Ella, Astrid, Bafo e Arroto, Banguela, Batatão, Blondie Lockes, Bocão, Breu, Briar Beauty, Bunny Blanc, Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Carlos de Vil, Cedar Wood, Cerise Hood, Chad, Coelhão, Daring Charming, Darling Charming, Dente-de-Anzol, Dexter Charming, Doug, Elsa, Evie, Flynn Rider, Gothel, Hans, Hopper Croakington II, Hunter Huntsman, Jack Frost, Jane, Jay, Kitty Cheshire, Kristoff, Lizzie Hearts, Lorrie, Madeline Hatter, Mal, Melequento, Mérida, Norte, Olaf, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Princesa Audrey, Príncipe Ben, Rainha Elinor, Rapunzel, Raven Queen, Rei Fergus, Sandman "Sandy", Soluço, Stoico
Tags Apple, Astrid, Carise, Dagelle, Dagur, Daring, Darizze, Darlapple, Darling, Dexraven, Dexter, Fisheather, Freya, Gabriel, Hearther, Hiccstrid, Isabelle, Kitty, Lara, Lizze, Madeleine, Malen (benxmal), Mara, Matheus, Perne-de-peixe, Personagens Originais, Raven, Soluço, Vinícius, Vitobriel, Vitoria
Exibições 75
Palavras 4.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Festa, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Pela primeira vez na historia, literalmente, eu estou aqui sem Marlee! Aconteceu uma coisa na internet dela etc etc.
Então, enrolamos e enrolamos, mas finalmente aqui esta o novo capitulo!
Aproveitem.

Capítulo 26 - Cerimônia Parte 1 (Fim da 1 Temporada)


Fanfic / Fanfiction The New Descendants - Capítulo 26 - Cerimônia Parte 1 (Fim da 1 Temporada)

Pov Astrid

  O livro da Raven estava na ponta da cama. O peguei começando a folhear as páginas a procura do feitiço anti-amor. Achei!

  — Lágrima de tristeza humana... - murmurei.

  — Vai desfazer o feitiço do Soluço? - perguntou Lara atrás de mim. Pera?! Lara?!

  Todos se viraram para encarar à mim e à morena. Engoli em seco.

  — Quando você chegou aqui?! - perguntou Heather pasma.

  — O quarto já é meu a três anos, eu sei mais daqui do que vocês. - respondeu - Mas voltando a minha pergunta inicial...

  — Eu não posso continuar o enganando. - suspirei - Raven, vou pegar o livro emprestado. Vem, Lara!

  Saí do quarto puxando Lara comigo, precisava terminar isso o quanto antes.

(...) 

  Lara misturava os ingredientes calmamente como se tivesse receio ao fazer isso. Por que? Eu tiraria o feitiço que estava em seu melhor amigo.

  — Tem certeza? - perguntou de novo.

  — Está me parecendo que você é quem não tem. - falei.

  Ela suspirou.

  — Eu vou ali, ainda falta um ingrediente, continua misturando. - ordenou já saindo e me passando a vasilha.

  Comecei a misturar no mesmo ritmo que ela. Era estranho. Parando pra pensar, Soluço só está comigo por causa daquele cupcake. Nosso relacionamento começou depois de um bolinho de chocolate.[Co-A: sei lá, talvez]

[A: negrito=tradução, itálico=letra]

A million thoughts in my head

Should I let my heart keep listening?

I know it's time to say goodbye

Um milhão de pensamentos na minha cabeça

Será que deveria deixar meu coração continuar ouvindo?

Eu sei que é hora de dizer adeus

So hard to let go

Tão difícil deixar partir

  Uma lágrima escorreu pelo meu rosto e caiu na mistura.

  — O último ingrediente. - falei.

  — Isso mesmo. - disse Lara entrando.

  — Você sabia que eu ia chorar?

  — Em partes. - fez o sinal de mais ou menos - Eu sei que é difícil, acredite, mas nem sempre o certo é fácil. - filósofa.

  — Tem vezes que eu preferia ter ficado na Ilha. - confessei - Pelo menos não estaria passando por isso.

  — E não teria conhecido o Soluço. - replicou - Nem à mim, nem ao Perna-de-Peixe, Elsa, Anna, Jack, Kristoff, os Guardiões e os nossos outros amigos.

  Suspirei mais uma vez. Isso tá sendo muito difícil.

  — A escolha é sua. - Lara falou, colocando o dedo indicador na minha testa, de onde saiu um brilho e desapareceu, ela tira o dedo - Vou colocar pra assar.

  Enquanto ela preparava a mistura para assar, eu toquei em minha testa, ela não parecia ter notado o brilho.

  — O que será? - me perguntei.

  (…)

  — Outro bolinho de chocolate? - Raven pergunta.

  — Bom, ele gosta mesmo. - dei de ombros.

  — Qual é o plano? - perguntou Gabriel.

  — Eu aproveitei o Livro da Ray e fiz essas poções do sono. - expliquei pegando alguns frascos da gaveta do criado-mudo e os entregando para minha irmã.

  — Com a ajuda da Lara? - Dagur ironizou.

  — Com a ajuda da Lara. - revirei os olhos - Enfim, Heather, você vai jogar esses frascos perto do guardas quando eu pegar a Varinha, tampem o nariz para não inalar. Os dragões vão ficar soltos nesse dia, Tempestade vai vir ao meu sinal. Matheus, você já consegue virar lobo por completo?

  — Mas é claro. - garantiu.

  — Ótimo. Vou jogar a Varinha pra você, corra o mais rápido que puder. - ele acentiu - Raven, conte o que descobriu.

  — Eu dei uma olhada no livro da minha mãe, e descobri que precisa de mais um item mágico para achar o Amuleto, além dos cetros e da Varinha. - ela pegou o livro da minha mão e revirou algumas páginas, nos mostrando um amuleto desenhado - O Medalhão dos Mares, que pertencia a Atena, mãe de Ariel.

  Gabriel engoliu em seco.

  — Medalhão dos Mares?! - perguntou assustado - Eu sei... Eu sei onde está.

  Todos o encararam perplexos.

  — No pescoço de Freya. - disse.

  Dagur caiu pra trás na MINHA cama.

  — Uma coisa a menos e outra a mais. - comentou.

  — Precisamos pegar antes da Cerimônia. - falou Lizze.

  — Gabriel, você é o mais próximo dela, tente pega-lo. - falei.

  — Sim. - concordou relutante.

  — Mais alguma coisa?

  — Não. - Raven respondeu.

  — Muito bem. - abri a porta do meu armário, peguei meu machado retrátil e joguei na direção de Dagur, que agarrou o pedaço de madeira - Caso tenhamos que lutar. Gabriel, leve a espada-canivete também.

  Os dois confirmaram.

  — Eu volto já. - anunciou Dagur, se dirigindo a porta do quarto.

  (…)

  Dagur voltou, segurando seu elmo especial. Ele o coloca na cabeça e um brilho sai dele, quando desaparece o elmo tinha virado uma tiara. Meu irmão retira e coloca na minha cabeça.

  — Combina com você. - ele sorriu.

  — Obrigada, mano. - falei.

  — Quem me dera ter um irmão assim. - ouvi Lara murmurar. Ah, sim, ela já havia voltado.

  — Cê tem eu e esses vacos. - disse Gabriel apontando para Matheus e Dagur.

  — É verdade. - ela sorriu.

  Ouvi um barulho de Click, me virei para ver Heather segurando uma câmera.

  — Vou colocar essa junto com as outras. - ela disse.

  — Heather! - comecei a correr atrás dela pelo quarto.

  — E eu sou a mais velha. - a Hood comentou.

  (…)

  Dois dias depois...

  — Todos prontos? - perguntei guardando o cupcake em uma caixinha, que por ser mágico não estragou.

  — Sim. - todos responderam.

  Olhei ao redor, Matheus, Dagur e Gabriel usavam ternos. Math usava um azul, Dag um cinza e Biel um dourado. As meninas e eu estamos usando vestidos longos, eu um vermelho-sangue, Heather um azul, Lizze um vermelho claro, Raven um roxo e Lara um vermelho e preto. Lizze fez uma trégua com Evie e elas, junto da Ashlyn Charming, fizeram os vestidos.

  — Não importa o que acontecer... - comecei.

  — Vamos pegar a varinha. - completaram os outros, exceto a Hood.

  — E eu vou ficar de babá. - disse Lara.

  — Não preciso de babás. - disse Gabriel.

  — Own... Que fofo. - Lara falou apertando a bochecha do Hook.

  Bateram a porta do quarto. Heather disse um 'Entre' e um dos criados do castelo entrou. Alfred, reconheci.

  — Vossa Alteza Soluço esta perguntando se esta pronta.

  — Estou. - falei me dirigindo a porta.

  — Hey, Astrid - me virei para Dagur -, boa sorte.

  Sorri pra ele e saí do quarto.

  (…)

  Encontrei Soluço perto de uma limousine preta, ele estava conversando com seus pais e seu irmão.

  — Oi, Asty. - ele disse. Meu coração se apertou, sabendo que será a ultima vez que ele me chamará assim.

  — Olá, querida. - disse Bela e Stoico acenou.

  — Mãe, pai, acho que já esta na hora de nós irmos. - disse o Rei Ben - A carruagem chega daqui a pouco. Boa sorte, irmão.

  Com isso eles entram na limousine, que começa a andar.

  — Você parece nervosa. - comentou Soluço - O que foi?

  — Nada não, é só que isso vai ser transmitido em toda Auradon... E na Ilha dos Perdidos também. - falei coçando a nuca.[Co-A: então é alguma coisa][Asty: shiu!]

  — Não precisa ficar assim, é só sorrir. - ele me beijou. Segurei o choro e correspondi. Não posso chorar. Sou uma Hofferson. E a Heather me mataria também.

  Nos separamos e ele manteve sua testa na minha. A carruagem chegou.

  — Vamos.

  (…)

  — Olhem, parece que o príncipe já chegou! E muito bem acompanhado. - a voz da Branca de Neve soou quando nos chegamos - Aguardem em breve a cobertura da mais bela de todas.

  — A propósito - começou Soluço - o que é essa caixinha?

  Só agora que eu lembrei do feitiço anti-amor. Lhe entreguei.

  — Eu sei que você gosta, então fiz outro. - falei vendo-o abrir o pacote.

  — Hum, obrigado. Vou comer.

  — Não! - exclamei, mas ele já tinha dado uma mordida - An, Soluço, você ainda gosta de mim? Sabe, da mesma maneira?

  — Não sei, acho que devia dar um tempo pra poção anti-amor ter efeito.

  — Certo... O que?! Como?!

  Ele riu.

  — Eu sempre soube.

  — Lago Encantado? - perguntei.

  — Sim. Dizem que aquelas águas são milagrosas. Você acredita? - ótima hora pra ser irônico.

  — Não ta bravo?

  — Escuta - pegou minhas mãos -, eu posso ver em seus olhos que você é uma pessoa boa. - ele levanta sua mão e começa a acariciar meu rosto - Eu acredito em você.

  (…)

  — Vamos ver quem nossa bela princesa esta vestindo. - disse Branca de Neve mais uma vez - Ah... Parece que a talentosa Evie, que desenhou o vestido da nossa futura rainha, fez uma parceria com Ashlyn Charming e Lizze Hearts. Acho que Auradon conseguiu novas estilistas.

  Soluço desceu da carruagem e me ajudou a sair.

  Ele entrelaçou seu braço no meu e nos subimos as escadas.

  O Rei e seus pais estavam lá no topo.

  — Boa sorte, Soluço. - disse Stoico.

  — Obrigado, pai. - falou meu namorado.

  — Vamos, Astrid. - chamou Rei Ben me oferecendo o braço.

  — A gente se vê la dentro, Asty. - Soluço beijou minha testa e deixou que eu aceitasse o braço de Ben.

  (…)

  Soluço entrou. Todos os súditos, guardas e empregados se curvavam ao passo que ele caminhava pelo tapete.

  Quando ele chegou perto de mim, repeti o gesto dos outros e ele sorriu pra mim.

  Soluço ajoelhou a frente da Fada Madrinha. Ela tirou a Varinha da cúpula e bateu nos ombros de Soluço.

  — Você jura solenemente seguir o caminho que deseja trilhar com responsabilidade e com o bem em seu coração? - perguntou.

  O moreno a encarou duvidoso.

  — Eu juro.

  — É com honra e alegria, que eu o abençoo.

  Então algo estranho acontece. A Varinha sai voando da mão da Fada Madrinha e para na minha.

  Todos me encaram espantados.

  — Astrid! - exclamou Soluço assustado.

  Matheus pula de onde estava, virando um lobo da altura de um humano antes de tocar o chão.

  — Desculpa, Soluço. - eu disse jogando a Varinha pro BadWolf, que pegou e correu em alta velocidade para a saída.

  — Guardas! - gritou a Fada Madrinha.

  Levantei a saia do vestido e corri para as portas. Os guardas já estavam me esperando lá, mas Heather joga as bombas de sono antes de eu chegar. Tampei o nariz para não dormir também.

  Ao sair, Tempestade já estava me esperando, ao seu lado, Dark.

  — É um presente. - disse Lara aparecendo do meu lado, uma nevoa roxa me cobre - Boa sorte.

  Ela sumiu.

  A nevoa se dissipou. Minha roupa estava diferente. Parecia com uma roupa viking.[CO-A:a que ela usa em Como Treinar O Seu Dragão 1]

  — Astrid! - exclamou Heather - O que aconteceu com seu vestido?!

  — E o seu? - perguntei.

  Minha irmã se olhou. Ela estava com uma blusa preta, um casaco sem mangas marrom, uma calça leggin preta, uma saia prata e uma bota da cor do casaco.[Co-A:a do Corrida Até o Limite]

  — Deuses de Asgard! - ela exclama.

  Matheus rosnou.

  — Certo, certo. - eu disse - Heather, monta no Dark! Matheus, corra pra floresta! Nos encontramos na cabana.

  Eles obedeceram.

  Montei na Tempestade e alcancei vôo. Podia ver Raven abrir um portal e levar Lizze, Dagur e Gabriel com ela. Todos estavam com roupas diferentes.

  Voei em direção à floresta.

  (…)

  Pousei. Os outros já estavam la dentro. Lara nos disse que tinha uma cabana em que podíamos nos esconder.

  Entrei. Raven estava com um pedaço de papel na mão e me entregou.

  Sorri ao reconhecer a letra.

  "Então, gostaram das roupas? Boa sorte com o lance da Varinha. Os guardas ainda estão dormindo, mas mandaram os pilotos de dragão, vou dar um jeito de disfarçar o cheiro de vocês. Olhem para Tempestade e Dark.

  – Lara"

  Olhei para os dragões, agora estavam parecendo dois pássaros.

  — Nunca achei que teria uma pessoa assim em Auradon. - comentou Matheus sorrindo.

  — Por isso cê ama ela. - disse Gabriel.

  — Cala a boca! - Matheus lhe deu um cascudo.

  Revirei os olhos sorrindo.

  — Já acabaram? - Raven pergunta - Heather, me dá seu espelho. Gabriel, preciso da sua espada-canivete. Dagur me dá o machado retrátil. Matheus, o cordão do seu pai.

  Gabriel tirou o sorriso do rosto e pegou a espada-canivete de uma sacola, que estava presa no cinto da nova calça, o entregando a Raven. Heather, Dagur e Matheus fizeram o mesmo.

  A propósito, eu não falei como os outros estão vestidos.

  Gabriel estava com uma calça folgada com um cinto preto, uma blusa branca bufante, um chapéu de capitão e botas pretas de couro.

  Matheus usava uma calça marrom rasgada, uma camisa cinza surrada, uma capa de pelos com o capuz em forma de cabeça de lobo e sem sapatos.

  Dagur vestia uma calça cinza escura, uma camisa preta, ombreiras de ferro ou algo do tipo, um cinto com uma fivela dourada enorme com um Skrill desenhado e botas pretas, usava o seu elmo também.

  [Co-A: as roupas da Raven e da Lizze são as que elas usam em EAH - Jogo de Dragões]

  Raven desenhou um triângulo com giz branco no chão, um círculo em cada ponta e um no meio, traçou três retas, do círculo do meio para cada um da ponta. Ela colocou a espada-canivete em um círculo, o cordão em outro, o machado em outro e o espelho da Heather no centro.

  Ela sentou a frente do triângulo e então começou a murmurar algumas coisas em uma língua que eu não conheço. Talvez grego ou latim.

  Seus olhos ficaram verdes.

  — No bem, um garoto, dos vilões filho,

Chegará aos dezoito apesar de empecilhos,

Num sono sem fim o mundo estará,

A alma do herói, a lâmina maldita ceifará,

E uma escolha seus dias a de encerrar,

O mundo preservar o ou arrasar. - falou com a voz triplicada, como da ultima vez e seus olhos voltaram ao normal, logo ela desmaiou.

  — Raven! - exclamou Lizze assustada indo ajudar a morena.

  — De novo. - comentou Dagur.

  Matheus olhou pro céu pela janela e voltou a nos encarar preocupado.

  — O que Lara disse sobre o cheiro?

  Olhei pela janela.

  Um dragão roxo se aproximava.

  — Espera! - disse Matheus, me virei pra ela pronta pra perguntar 'o que?', mas vi seus olhos dourados - É a Lara montada nele!

  Eu ainda tenho um ataque cardíaco com essa garota.

  O dragão pousou e Lara desceu.

  — Uh, ela tentou o Invocação. - disse quando entrou - Eu falei que consumia muita mana.

  Usando magia, ela acendeu a lareira e fez uma cama surgir perto dela.

  Dagur pegou Raven no colo e a colocou na cama.

  — Bem, ela só vai acordar no começo da noite. Da isso aqui pra ela. - Lara me jogou um frasco com um líquido amarelo - Tenho que ir. Vamos, Legend! - ela saiu. Pude ouvir o bater de asas lá fora.

  Matheus soltou um suspiro, que soou meio abobalhado. Sorri maliciosa.

  No dia que chegamos em Auradon, na festa, eu perguntei quando ele admitiria que gostava dela, mas era só brincadeira. Agora vejo como eu estava certa.

  (…)

  Raven acordou resmungando de dor de cabeça.

  — Ai, devia ter feito mais reservas.

  — Aqui. Toma. - falei lhe entregando o frasco que Lara me deu.

  — Poção de Mana? - perguntou confusa - Lara.

  Ela olhou pro desenho estranho.

  — Bom, vou tentar de novo. - ela disse bebendo a tal poção.

  — É o que?! - se espantou Lizze - Você devia descansar.

  — To bem, minha mana já regenerou e essa poção me deu reservas. Fazer isso vai ser mais fácil. - Raven não esperou resposta, ficou na mesma posição que antes e voltou a murmurar as mesmas palavras.

  Cada risco que ela fez começou a brilhar e no círculo do meio apareceu alguns totens de pedra.

  Raven desmaiou.

  — Santo Barba Negra, de novo?! - disse Gabriel.

  Dagur colocou ela na cama. E Matheus, Gabriel e Heather pegaram suas coisas de volta.

  — Ei, Astrid, olha só. - Matheus disse me jogando um dos totens, olhei melhor para ele e quase o deixo cair, era a cara do meu pai.

  — Por que aquele mini Gancho ta me olhando assim? - perguntou o pirata apontado para o totem do pai, que não estava com a cara muito boa.

  — Isso é interessante. - falou Matheus.

  Procurei o livro da Raven com os olhos, o achei e peguei, comecei a folhear, até que achei uma pagina com um desenho parecido com o que ela fez.

  Li em voz alta alguns trechos que eu poderia considerar importantes. Os outros arregalaram os olhos.

  — Ela está se esforçando muito. - comentou Dagur.

  — Vamos esperar ela acordar. - falei e eles concordaram.

  (…)

  Quando Raven mostrou sinais de que acordaria, eu e as meninas sentamos na cama e os meninos ficaram em pé.

  — Ai, o que eu perdi? - perguntou assim que nos viu.

  — Explique isso. - exigi mostrando aquela página do livro.

  — Parece que não consegui esconder de vocês. - sorriu fraco - Bem...

  – Flashback Pov Raven –

  Mostrei o ritual da Invocação pra Lara.

  — Isso gasta muita mana. - disse preocupada - Tem certeza?

  — Eu comecei a fazer reservas ontem, eu vou fazer isso. - falei determinada - Eu só queria uma opinião.

  — Considerando isso, já que você começou ontem vai ter que reservar muito mais mana, isso vai te cansar.

  — Não importa.

  Ela sorriu.

  — Se é assim, tome isto. - ela me entregou um frasco com liquido azul - Vai te dar mais mana sem você se cansar demais.

  — Obrigada.

  — Só uma dica, invoque somente o Lobo, o Gancho, a Rainha Má e o Alvin. São os que precisam de menos mana. E serão úteis.

  Ela sorriu pra mim antes de sair do quarto.

– Fim do Flashback –

  Tinha que ter sido ela.

  — Úteis? - questionou Lizze.

  Coloquei minhas mãos na cabeça, frustada. Essa garota que deixa muitas perguntas e nenhuma resposta!

  — Esqueçam isso por enquanto. - falei - Descanse um pouco, Raven.

  Ela acentiu e fechou os olhos.

  Sentei a frente da lareira olhando pro fogo. Então uma tela surge entre o fogo.

  — "Os sete escolhidos da vez se mostram desaparecidos desde o meio dia, após roubarem a Varinha dois fugiram de dragão, um se transformou em um lobo e os outros quatro fugiram sem que alguém visse." - falou Branca de Neve, meus amigos ouviram e vieram ver - "Vossa Alteza Soluço e senhor Ingerman, como se sentem sabendo que suas namoradas são traidoras?"

  — "Sai fora, Branca!" - falou Soluço.

  — "Nos deixa em paz!" - disse o Perna dando as costas junto ao Soluço.

  — "Ei, esperem!" - Branca fez sinal para o câmera a seguir - "Podem nos dizer o que pensam? Ou o tem alguma mensagens para is traidores?" - perguntou. Soluço se virou irritado.

  — "Não os chame de traidores! Você não tem esse direito! E eu tenho uma mensagem, sim: Onde quer que vocês estejam, vamos encontra-los, não importa o quanto demore, vamos continuar!" - foi a ultima fala antes da janela sumir e um bilhete e três poções serem jogados para fora do fogo.

  Peguei o papel e li em voz alta.

  — "Estou ficando sem mana, arranjem um jeito de acelerar essa história da Varinha!"

  E de quem mais seria se não de Lara?

  — Arg! Droga! Ainda temos que esperar mais um pouco, Raven não está 100%. - falei.

  — Não seja por isso. - falou Raven sentando na cama - Me da um azul e o laranja.

  Fiquei confusa, então lembrei das poções, eram duas azuis e uma laranja. Entreguei as que Ray pediu. Ela bebeu e se levantou.

  — Me dêem os totens. - pediu, eu entreguei o totem do Alvin, Matheus o do Lobo, Gabriel o do Gancho e Heather o da Rainha. Raven os colocou na posição de antes, Rainha no lugar do espelho, meu pai no ligar do machado, e assim por diante.

  Dessa vez murmurou palavras diferentes.

  Os totens viraram os vilões.

  — Ai, mas hein..?! - falou o Lobo.

  — Pelas barbas de Odin! - exclamou meu pai.

  — Pelos sete mares! O que eu faço aqui?! - perguntou Gancho.

  — Minha unha! - exclamou a Rainha Má.

  — Deuses... - murmurei.

  — O que estamos fazendo aqui, Astrid? - meu pai perguntou. Eu ia responder, mas se ouve um barulho de quatro tiros e nossos pais caiem mortos no chão.

  — Não! - gritamos eu, Dagur, Heather, Gabriel e Math, já chorando. A porta é arrombada e guarda entram.

— Vocês estão presos! - erguemos as mãos, rendidos.

  (…)

  — Vocês serão o exemplo para que os vilões saibam que não os queremos aqui. - disse um dos guardas levantando Lizze pelos cabelos, que gritou de dor.

  — Solte ela! - ouvimos o grito se uma voz conhecida. Daring. Ele e os outros estavam na cela a nossa frente. Exceto por Lara, Soluço, Perna, Mal e Freya.

  O guarda bateu com o punho nas grades.

  — Calado, Hatter! - ordenou - Vocês três - chamou outros três guardas -, levem esses meninos daqui e deixem só as meninas, quero me divertir um pouco.

  Arregalei os olhos. Ele lançou um olhar malicioso em nossa direção. Dagur ficou branco.

  Quando os guardas foram leva-los para fora, nenhum foi sem tentar lutar, mas estavam todos acorrentados, não conseguiram muita coisa.

  O guarda que sobrou se aproximou da minha irmã. Minha mão estava perto da minha bota, por segurança, eu sempre escondia uma faca no meu sapato, agora essa faca foi necessária. Consegui pegar ela e passei para Lizze, que logo entendeu. Ela jogou no guarda, mas o desgraçado conseguiu desviar. Ele foi pra cima da Lizze com tudo e ia dar um tapa no rosto dela, porém Raven se mete na frente e acaba levando o tapa.

  — Raven! - gritou a Hearts.

  — Fica quieta, gracinha. - disse o guarda tampando a boca da Lizze e beijando o pescoço dela, que fez cara de nojo - Vai ser rápido. - vi ele abrir o zíper da calça. Foi a última coisa de que me lembro, antes de tudo ficar preto.

  (…)

Quem me acordou foi a Heather, ela e Lizze estavam chorando. Raven me contou que o guarda tinha estuprado as duas depois de me desmaiar e que ela teve que ver tudo amarrada, sem poder fazer nada, também disse que o desgraçado mandou outros guardas desacordarem os que estavam na cela da frente.

  Abracei Heather. Ela quase foi abusada na escola, só não foi por causa do Perna-de-Peixe, mas hoje não tinha ninguém para salva-la.

  Uns poucos minutos depois, eles nos levaram até a arena de treinamento de dragões, onde os meninos já estavam. Dagur quase chorou ao ver o estado de Heather. Nos deixaram ajoelhados e com as mãos e pés amarrados a noite toda.

  (…)

  Ao amanhecer, fui acorda com gritos. Parece que todos de Auradon tinham vindo nos ver.

  O céu estava nublado.

  Olhei para o trono de honra, estranhamente, o Rei Ben não estava lá.

  — POVO DE AURADON! - desviei minha atenção para o cara que falava, ele estava a nossa frente com os braços abertos, era o cara que abusou da Heather e da Lizze, desgraçado! - REI BENJAMIN, NOVAMENTE, NÃO PENSOU EM QUE OS FILHOS DOS VILÕES FARIAM AO POVO! CHAMOU OUTROS SETE E ESTES VIERAM COM O MESMO OBJETIVO DOS QUATRO PRIMÁRIOS! NÃO PODEMOS DEIXAR QUE A AMEAÇA CONTINUE, POR ISSO OS DENOMINADOS "7 HORRORES" FORAM SENTENCIADOS A MORTE!

  Arregalei os olhos.

  A multidão vibra.

  Então essa era a verdadeira Auradon. Escondida atrás de sorrisos gentis e pessoas agradáveis estavam os sedentos por sangue.

  Deixei isso de lado, não é importante. Meus amigos iam morrer, por causa de uma ordem minha.

  — NÃO! - berrei - EU SOU A LÍDER DELES! MATEM SOMENTE A MIM!

  — Isso não é possível. - ele disse cuspindo no meu rosto - TODOS VÃO MORRER! E você sera a última, princesinha.

  Droga!

  Ia falar mais alguma coisa, mas alguém me coloca uma mordaça. Vi que fizeram o mesmo com os outros.

  — Preparar! - disse a desgraça do guarda - Apontar! - ouço um barulho de arma, havia um homem apontado uma para Raven - Fogo! - o homem atira. Raven cai de cara no chão, morta.

  As lágrimas começaram a cair. Isso é minha culpa... Minha culpa...

  Começou a chover.

  — Preparar! Apontar! - vi que o homem agora apontava para Matheus - Fogo! - o cara atira, fechei os olhos, não quero ver, mas sabia que não tinha escapatória para o Matheus - Preparar! Apontar! - com muito esforço, abri os olhos, era Lizze - Fogo! - ela cai morta. Um soluço cortou minha garganta e saiu abafado pela mordaça - Preparar! Apontar! Fogo! - foi no Gabriel, o cara com a arma ia apontar para a Heather, mas... - Espere. Essa e o garoto são um caso especial. Peguem o menino e mate a garota. - o cara da arma atirou um líquido estranho na Heather, pelo cheiro soube que era gasolina, acenderam um fósforo e jogaram nela. As lágrimas vieram em velocidade absurda ao ouvi-la berrar. Eu queria gritar, mas saia abafado, gritei mesmo assim. Olhei Dagur, só me restava ele, e iam mata-lo na minha frente - Ele é seu irmão, não é? Bem, aproveite o show loirinha. - Dagur gritou, o olhei, haviam arrancado seu braço esquerdo. Não! Iriam tortura-lo também?! O sangue jorrava, se tornando uma poça ao seu redor, tanto eu quanto ele choravamos. Arrancaram seu outro braço. Gritou mais. Ele foi completamente desmembrado antes de atirarem nele - Sua vez. Preparar! Apontar! - apontaram para mim, abaixei minha cabeça enquanto ainda chorava, me entregando sem pestanejar. Perdi tudo que tinha, pra que continuar vivendo?

  — MORRAM! - gritou alguém da "plateia" e o cara que matou meus irmãos e amigos foi atingido por um espinho de cor vermelha. Eu reconheceria essa voz em qualquer canto. Lara. Ergui o olhar. Ela estava montada em Dark, voando acima da arena. Um trovão ressoou pelos céus - QUE HADES LHES DÊEM AS PUNIÇÕES MERECIDAS NO MUNDO INFERIOR!

  Alguém tira a minha mordaça e me desamarra. Sem reação, nem vi quem era ou escutei sua voz. Quando a pessoa tentou me arrastar, eu não deixei.

  — NÃO! ME DEIXA MORRER! EU PERDI TUDO! MEU PAI! MEUS IRMÃOS! MEUS AMIGOS! MEU NAMORADO! Não quero mais viver. - solucei.

  — Você não me perdeu, milady. - reconheci a voz instantaneamente.

  — Soluço... - murmurei.

  — Vamos sair daqui. - ele disse estendendo a mão, a vi indecisa, quando ia pega-la sinto uma dor no meu braço esquerdo - Desgraçado!

  — Ela não sairá daqui viva! - gritou o guarda estuprador, ele mirou a arma no Soluço - Nem que você fique com ela. - ele atirou, em um movimento rápido, me meti da frente do Soluço, a ultima coisa que vi foi a bala, antes de um brilho branco cobrir toda a paisagem, e a ultima coisa que eu escutei foi: - Asty!


Notas Finais


Quem reconheceu a profecia?
Qualquer erro avisem.
Pra quem ainda não viu a One que eu postei ali ta o link:
https://spiritfanfics.com/historia/demons-6692731
~*~
[(Cerimônia Part 2 (2° Temporada)]

[…]
— O que aconteceu? - perguntei quando o brilho sumiu.
[…]
— E aqui começa um novo capítulo. - disse Lizze olhando para o por do Sol.
— É, uma nova história. - continuou Raven.
[…]
— Isso foi tão bonitinho, eles não vão escapar do destino, querida. - ela falou zombando de mim.
— Você não sabe o que vai acontecer, mãe, só eles sabem como terminará sua história.
[…]
~*~
Sou má, né? Fiquem na curiosidade, semideuses!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...