História The new girl - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Allison Argent, Chris Argent, Cora Hale, Danny Mahealani, Decaulion, Derek Hale, Enis, Ethan, Isaac Lahey, Jennifer Blake, Kali, Lydia Martin, Melissa McCall, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski, Vernon Boyd
Tags Allison Argent, Crystal Reed, Daniel Sharman, Derek Hale, Dylan O'brien, Holland Roden, Isaac Lahey, Lydia Martin, Phoebe Tonkin, Scott Mccall, Stiles Stilinski, Tyler Hoechlin, Tyler Posey
Exibições 96
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 27 - Sombras


Fanfic / Fanfiction The new girl - Capítulo 27 - Sombras

"Maybe you mind is playing tricks 

You sense, and suddenly eyes fix

On dancing shadows from behind"-             Iron Maiden, Fear Of The Dark.


Hayley Evans Moore P.O.V

Era intervalo, nos separamos, e eu rumei para o meu armario procurando pelo meu dinheiro. Procurei a porta para fecha-lo, mas não a encontrei.

-Que odio!-Exclamei cerrando o punho e batendo contra minha coxa. 

Meu coração palpitou mais forte, quando sombras se projetaram nas paredes. Elas se moveram, me fazendo dar passos para tras e acabei tropeçando nos meus proprios pes. Ouvi barulhos de passos pesados, e um zumbido estranho, a medida que as sombras se aproximavam os passos aumentavam. Era o  mesmo som que eu ouvi na escada aquele dia, tentei me levantar mas devido ao desespero não consegui, apenas me arrastei para longe apavorada.  Fechei os olhos com força, e quando os abri não havia ninguem ali, nenhuma sombra, nenhum barulho, nada.

Arfei me levantando, com o suor escorrendo pela tempora, e logo uma dor invadiu minha cabeça.

"Uma porta se entreabriu, fazendo um rangido, e mostrando uma pessoa de costas, com a cabeça totalmente enfaixada. E de repente, aqueles caras de mascaras invadiram meu campo de visão."

Senti um corpo esbarrar em mim, e me virei assustada e com os olhos marejados. Era Stiles.

-Você esta bem?-Ele perguntou ao ver minha expressão assustada. Passei a mão tremula pelo rosto, e suspirei tentando voltar ao normal.

-Eu acho que tenho medo de sombras.-Respondi rindo fraco e ele ergueu uma sobrancelha.

-Como assim?-Ele perguntou segurando meus braços junto ao corpo, essa mania é muito chata. Credo. Antes que eu pudesse responder, senti meu celular vibrar no bolso de tras. 

Scott true alpha: Malia estava na escola...Vem pro vestiario.

-Ahn...Malia esteve aqui.-Falei guardando o celular, Stiles abriu a boca e estendeu os braços.-Vem, nós vamos para o vestiario.

Stiles não demorou muito para ligar para seu pai, e então fomos correndo para la. 

-O que aconteceu?-Perguntei ao ver Kira sentada no banco do vestiario que estava uma bagunça. Ela encarava o chão atonita, enquanto seu pai a fazia perguntas. Scott veio ate mim, fez um sinal com a cabeça para que fossemos para fora.

-Eu senti o cheiro da Malia, e quando cheguei ao vestiario ela estava atras de Kira.-Ele respondeu meio confuso. Stiles recebeu uma chamada, e falou silenciosamente : meu pai.

Os policias logo chegaram, e comecaram a fazer o trabalho deles. Sai atras de Stiles, vendo ele com John. Fui ate eles, pegando metade da conversa.

-Graças a Deus ninguem se machucou.-John falou, eu andei apressada ao lado deles.

-E o que acontece se ela machucar alguem?-Stiles perguntou, e John suspirou.

-Muito provavelmente terão que mata-la.-O xerife respondeu e um arrepio percorreu minha espinha.

-Mas é uma garota dentro do corpo daquele coyote.-Eu intervi na conversa.

-É verdade, Hayley tem razão. Eles não podem mata-la.-Stiles respondeu se exaltando.-Você não esta deixando de acreditar, não é? 

-Quer saber? Acredito que existam varias coisas que ainda não entendo. Mas isso não quer dizer que tudo e qualquer coisa é de repente possivel.-John esbravejou, susurrando para que ninguem ouça.

-Eu sou uma hibrida, que ve coisas. Qual é a dificuldade de não acreditar que uma garota de transformou num coyote?-Perguntei levemente irritada.

-Vocês tem 100% de certeza que é uma garota e não animal?-Ele perguntou com cautela, eu assenti com um pé atras. Eu não tinha certeza, mas Scott tinha, e eu acreditava nele.

-Eu tenho, porque Scott tem.-Stiles respondeu firme, e olhou para tras vendo Scott parado nos encarando. Ele murmurou algo que não entendi, por estar distraida.

-Certo, vamos descobrir isso.-John falou nos levando de volta para o vestiario.

Olhei novamente para os armarios derrubados, e me abaixei vendo se tinha algo embaixo deles, mas não tinha nada.

-Scott, Hayley.-Ouvi Stiles me chamar, me fazendo erguer o olhar.-Eu acho que sei o que ela estava procurando.

Ele abriu a mochila, mostrando uma boneca, a mesma boneca que quase me fez ter um ataque cardiaco.

-Pegou a boneca do carro?-Scott perguntou perplexo.

-Você tem o que na cabeça?-Perguntei tirando a boneca de suas mãos.

-Sim, achei que pudesse usa-la, você sabe, pelo cheiro.-Stiles respondeu obvio, tomando a bonecq para si novamente.

-Onde conseguiu? Onde pegou isso?-Ouvi a voz grave do Sr.Tate perguntar nos assustando, ele pegou a boneca com força e a olhou com dor nos olhos.-Era da minha filha.

-Da licença.-O xerife disse nos afastanto.-Sr.Tat, não sei como ficou sabendo disso. Se tem escuta policial ou o que, mas não pode ficar aqui.

John o empurrou lentamente pela barriga, mas assim que sua mão o tocou o Sr.Tate ele pulou para tras assustado. O xerife ergueu lentamente sua blusa, revelando uma arma no coldre.

-Eu tenho permissão.-Sr. Tate disse antes que o Xerife pudesse fazer qualquer coisa.

-Escolas da California são zonas livres de arma, com ou sem licença.-John respondeu tentando manter a calma.-Você precisa sair, Sr.Tate. Agora.

O outro policial segurou seu braço, mas ele se desvencilhou irritado.

-Ache aquele animal. Encontre aquela coisa.-Sr.Tate cuspiu as palavras de modo aspero.

-Achar a filha dele.-Murmurei baixinho, mas mesmo assim Scott escutou. Ele me olhou e se aproximou me abraçando de lado.

-Você ta fedendo, serio...Vai me contar o que aconteceu ou vou ter que partir para outro metodo de persuasao.-Ele comentou me fazendo rir fraco.

-Precisamos achar Malia.-Respondi simples, tentando escapar de mais perguntas e de dizer que possivelmente eu estava ficando louca. Ele me olhou de soslaio mas não disse nada, apenas suspirou.

Fomos direto para a clinica, Isaac se sentou no banco de passageiro me encarando estranho.

-Ouvi gritos quando eu estava na sala de aula, e eu sei que eram seus...Pode falar.-Ele disse assim que liguei o carro, bufei dando a volta no estacionamento.

-Eu estou ficando louca, literalmente. Hoje eu quese infartei por causa de malditas sombras.-Esbravejei buzinando para a garota que passava lentamente na faixa de pedestre.-Quanta lerdeza!

Fechei os olhos por dois minutos, e quando os abri um vagalume pousou na ponta de meu nariz. Gritei me debatendo, e Isaac se assustou.

-Calma.-Ele gritou e abanou meu rosto fazendo com que o vagalume voasse.-Olha a rua, Hayley...Pelo amor de Deus, vai desce. Eu vou dirigir.

Meu coração bateu mais forte, e novamente aquele zumbido irritante invadiu meus ouvidos, troquei de lugar com ele que me olhava preocupado.

-Você esta ouvindo isso?-Perguntei levantando um dedo, ele balancou a cabeça negando.

-Ouvindo o que?

-Isso!-Esbravejei, não podia ser possivel só eu estar ouvindo. Era muito alto.-Viu, eu disse que eu estava ficando louca.

Ele soltou uma risada fraca, e levou sua mão ate a minha e a apertou tentando me confortar.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...