História A Strange Musical Life - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, G-Dragon, Monsta X
Personagens Cl, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Hyung Won, I'M, J-hope, Jimin, Jin, Joo Heon, Jungkook, Ki Hyun, Min Hyuk, Minji, Park Bom, Personagens Originais, Rap Monster, Sandara Park, Seungri, Show Nu, Suga, T.O.P, Taeyang, V, Won Ho
Tags Bts
Exibições 45
Palavras 2.158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está mais um capítulo fresquinho saindo do forno. Não deu para postar ontem gomene.
Me desculpem os erros e boa leitura.
Kissus de melancia ^3^🍉

Capítulo 18 - Uma Noite Horrível (pt. 2)


Fanfic / Fanfiction A Strange Musical Life - Capítulo 18 - Uma Noite Horrível (pt. 2)

"Sangue e alma, vão ferver juntos, fundidos no abismo da solidão"

Hiyuju P.O.V's ON

Depois que o povo chegou e matamos a saudade de Sophia, os meninos colocaram o filme da Anabelle e ficamos esperando SunShine e Sophie descerem.

Hiyuju - Por quê que tem que ser a justo Anabelle?

Tae - Para começar mais leve.

Dani - LEVE? V você precisa rever esse seu conceito de leveza.

J-Hope - Tá com medo? Kkkkk.

Dani - CLARO.

J-Hope -  Pode deixar que eu te protejo kkkkkk.

Eu - Meu Deus kkkkkkk.

Nos sentamos todos em pares nos colchões e ficamos conversando até que elas finalmente apareceram.

Tae - Ação.

V deu play e o filme começou, não tinham passado nem os créditos e eu já estava toda encolhida, senti dois braços me rodearem e olhei para o lado, fora Yoongi que me abraçara, ele estava prestando atenção no filme então resolvi fazer o mesmo.
Estava sendo até tranquilo assistir àquilo, eu já não estava mais encolhida e Suga tinha se abraçado com a vasilha de pipocas. O filme estava na parte em que a mulher vê uma criança no corredor e ela vem correndo e empurra a porta do quarto, se transformando numa mulher horrorosa, nessa hora um barulho estremamente alto veio da cozinha fazendo com que todos nós déssemos um pulo (literalmente) e ficássemos de pé olhando para a direção de onde veio o barulho, o silêncio pairou no ar por alguns minutos até escutarmos um grito vindo da TV, nos viramos na hora assustados e com os olhos arregalados, por um momento o silêncio voltou, este porém foi quebrado com um trovão imenso seguido de um relâmpago que nos assustou, então do nada, um estrondo na rua levou embora toda a energia, o susto foi tão grande que gritamos, eu como sou eu né, pulei no colo da pessoa que estava atrás de mim sem nem me importar com quem era, outro relâmpago irrompeu pelo céu e me deu a visão de quem me segurava, percebi então ser Yoongi, o clarão passou e deu lugar ao escuro.

Eu - Gente alguém aí está vendo alguma coisa?

Mayuri - E...E....Eu t....tô.

Eu - O quê?

Mayuri - Ja.....Jane....Janela.

Olhei em volta e outro relâmpago se fez presente me ajudando a encontrar Mayuri, a mesma estava imóvel, com os olhos arregalados e a boca entreaberta como se quisesse dizer alguma coisa, como a claridade já havia passado eu fui para o chão e tentei encontrar a direção para onde ela olhava, quando fiquei de frente para a janela quase tive um infarto.
A feição de um palhaço horroroso se fazia presente do outro lado, os dentes afiados da possível máscara estavam à mostra portando um sorriso psicopata, de seus cabelos desgrenhados pingava algo que na escuridão não pude reconhecer, o ser esquisito segurava uma tocha em sua mão esquerda que só iluminava parte de sua feição. Num movimento lento e de certa forma sínico, o monstro se aproximou mais da janela e bateu no vidro, como se pedisse permissão para entrar, em seguida apontando para um de nós o ser fez movimento de decapitação com as próprias mãos.
Pronto. Precisa de mais nada. Soltei um grito estridente e saí correndo pela casa em direção ao que eu julgava serem as escadas, como os outro não eram burros fizeram o mesmo porém pude ouvir os passos de alguns indo para diferentes direções. Conforme fui atravessando a casa em busca da escada, mais palhaços apareciam nas janelas, escutamos sons estranhos vindos da porta e logo ela foi aberta, uma orda de palhaços começou a invadir a casa enquanto trovões e relâmpagos continuavam a transparecer sem nenhum pudor, meu medo e pânico estavam crescendo cada vez mais até que por fim encontrei a maldita escada, olhei para trás e vi os seres horrendos correndo em minha direção, senti dois braços rodearem minha cintura e me puxarem, olhei para trás e vi que era Yoongi, logo voltei a correr, subimos os degraus em puro pânico, tentando não tropeçar, já no corredor que levava aos quartos começamos a correr, vimos a porta do quarto de SunShine aberta e entramos, fechamos a porta e tranquei com a chave, nos encostamos na mesma e deslizamos até o chão, olhei em volta e vi a janela aberta, corri para fechá-la e foi bem na hora em que um palhaço psicopata tentava escalar para subir, peguei o primeiro objeto que achei e bati na cabeça do horroroso, o mesmo perdeu o equilíbrio e caiu, fechei a janela na velocidade da luz e a tranquei.
Fui para uma poltrona qualquer e me sentei, fechei os olhos soltando um suspiro e deixei meu corpo afundar no estofado macio, senti um nó no estômago e uma ardência nos olhos, logo em seguida minhas bochechas começaram a ser banhadas por um líquido quente e salgado, abri meus olhos e vi Yoongi caminhando até mim, os trovões e relâmpagos continuavam a transpassar o céu, junto a uma chuva forte e gélida, cada clarão era uma oportunidade de ver os olhos escuros do albino à minha frente, uma de suas mãos enxugou minhas lágrimas enquanto a outra simplesmente segurava meu rosto, fazendo um leve carinho em minha bochecha, seu rosto mantinha um semblante calmo, porém rígido, estávamos todos dois assustados, isso era visível.
Me lembrei então das outras meninas e dos outros meninos, será que estariam bem? Aqueles palhaços realmente não me pareciam ser do tipo que só assusta e vai embora, fiquei pensando se eles ainda estariam vivos, mas...... E se não estivessem? E se esses malucos tirassem a vida dos meus amigos? E da minha irmã?
Tais pensamentos fizeram com que eu me sentisse ainda pior, e só serviu para me fazer chorar ainda mais.
Senti as mãos grandes e gélidas de Yoongi pousarem em minhas bochechas e me fazer olhar para o mesmo.

Yoongi - Não se preocupe Hiyu, eles vão ficar bem, e conhecendo sua irmã como conheço, acho que na primeira oportunidade ela vai acabar esfaqueando um desses palhaços.

Eu - Co..... Como você.....

Yoongi - Consigo sigo te decifrar sem precisar de palavras, mas agora, você precisa ser forte e me ajudar a expulsar esses monstros.

Eu - Como?

Yoongi - Deve haver alguma coisa por aqui que nos ajude.

Yoongi se levantou e começou a procurar pelo quarto alguma coisa que servisse para nos proteger, a esse ponto eu já estava mais calma e determinada a acabar com essa infestação de palhaços psicodélicos.
Me levantei da poltrona e comecei a procurar, me lembrei então de uma guitarra da Marcelline que Sun tinha, torci para que estivesse ali, procurei no closet e com facilidade encontrei uma caixa grande com uma etiqueta onde se lia "Cosplay", abri e lá estava o baixo sinistro vermelho, intacto, peguei o mesmo e mostrei para Yoongi, este por sua vez olhou impressionado para o instrumento afiado à sua frente.

Yoongi - Como ela tocava isso sem se cortar?

Eu - Por favor, não me lembre disso. Achou alguma coisa?

Yoongi - Essa espada da Fionna. Eu acho que era esse o nome.

Eu - Lembro do dia em que ela comprou as duas fantasias e ficou indecisa sobre qual usar. Foco. Vamos.

Yoongi - Tá.

Chegamos perto da porta e escutamos, um barulho horrendo vinha do andar de baixo, mas o corredor parecia calmo.
Saímos e qual não foi a surpresa ao darmos de cara com uma palhaça horrenda.
Dei um golpe fraco no braço da louca e a mesma fugiu com o braço sangrando.

Yoongi - Pelo amor de Deus, toma cuidado com isso.

Eu - Claro.

Continuamos pelo corredor a passos rápidos, chegamos no andar de baixo e vi uma coisa que nunca esperaria ver.
Sun estava com um taco de basebol em mãos, e com agilidade invejável corria por entre os palhaços batendo nos mesmos com uma força incrível, um brilho assassino e sedento pousava em seus olhos, a seu lado estava Jimin utilizando os próprios punhos para nocautear os palhaços, HoJin não estava diferente, com uma faca de cortar carne a mesma se defendia e ajudava Jin a espantar os monstros horríveis. Por falar nisso, quase não reparei quando um deles veio em minha direção empunhando uma....... ESTACA?!
Yoongi com a espada acertou o monstro que caiu ao chão com a força do impacto, mas logo se levantou e começou a fugir. Entramos então na loucura e encontramos os outros meninos protegendo as meninas que estavam desarmadas, a falta de energia tornava tudo mais perigoso (N/A: CLARO NÉ FILHA TU TÁ COM UM MACHADO DO TAMANHO DE UM BAIXO O QUÊ QUE C QUER). Em pouco tempo todos os palhaços já haviam fugido e deixado a casa, corremos para trancar todas as portas e janelas antes que eles resolvessem voltar, depois nos juntamos na sala e ficamos lá parados por um tempo tentando nos acalmar e recuperar o fôlego.
Já estava relativamente calma quando do nada a energia voltou dando um susto em todos nós.

Mayuri - NUNCA MAIS EU VOU NUM CIRCO!!! NUNCA MAIS!!!!! NEM SE ME AMEAÇAREM DE MORTE EU NÃO PISO MEUS PÉS NUMA PORRA DE CIRCO!!!!!!!

Nanjoom - Alguém pelo amor de Deus me explica que merda foi essa que acabou de acontecer?

Sun - Gente.........

J-Hope - A gente devia dar queixa na polícia.

Tae - Com certeza, eles iriam acreditar muito que nossa casa foi invadida por palhaços psicopatas loucos, e que conseguimos expulsar eles com um baixo-machado, uma espada, uma faca de cortar carne, frigideiras e força bruta.

Jin - Então você tem uma ideia melhor Einstein?

Sophia - Gente licencinha, mas vocês passam por isso todo dia? Por que se for assim eu preciso comprar uma arma para andar protegida.

Yoongi - Depois dessa vou conseguir uma licença para porte AK-47.

Keistie - Claro, com certeza vão te deixar andar por aí com uma ARMA.

Eles começaram a discutir sobre o que fazer em relação a tudo aquilo quando eu reparei que Daniella, Sun e Kook estavam sentados nos bancos do balcão na cozinha, mas não foi isso o que me assustou, e sim a feição de Sun, a mesma estava pálida demais, atrevo-me a dizer que ela estava mais branca que Yoongi, sua respiração parecia descompassada e a forma como abraçava a si mesma indicava que ela estava tendo um acesso de pânico. Deixei o baixo que até agora estava segurando no sofá e fui até a mesma, Yoongi me seguiu e quando já estávamos perto Jimin apareceu com um copo d'água e a abraçou, ela se encolheu toda e apertava com força a camisa do mesmo. Me aproximei mais e fiquei na frente deles me sentei num banquinho e passai a mão em seus fios vermelhos.

Hiyuju - Sun? O que houve?

Jimin - Ela está tendo um ataque de pânico. - Explicou ele - Já vi isso acontecer uma vez e acredite, perguntas só vão fazê-la ficar ainda pior.

Kook - É incrível como a mente humana pode mudar. A pouco ela estava batendo nos palhaços como se tivesse nascido para isso, e agora........ Ela está totalmente indefesa.

Kook também se aproximou e afagou os fios flamejantes de Sun, a mesma aos poucos foi se acalmando, mas permaneceu abraçada com Jimin. Yoongi chegou perto de mim e abraçou minha cintura, permanecemos calados por um tempo e depois que todos já haviam se acalmado resolvemos ir arrumar a casa que havia ficado uma bagunça.
Quando terminamos já eram 23:50pm, nos juntamos na sala e fomos nos deitar, resolvemos deixar os colchões lá mesmo, apagamos as luzes e fomos dormir, porém fui atingida por uma insônia terrível, me levantei devagar e fui para a cozinha, bebi um pouco de água e me encostei no balcão, fechei os olhos e com a ponta dos dedos esfreguei as têmporas, senti uma presença à minha frente e quando abri os olhos me deparei com Yoongi sem camisa exibindo seu abs, o mesmo nada disse, simplesmente se aproximou, pôs suas mão dos lados de meu corpo me prendendo no balcão, seu rosto se aproximou do meu e logo nossos lábios se colidiram, senti um choque passar por meu coração, meus batimentos aceleraram a níveis extremos dos quais eu não sabia ser possível sem ter um ataque cardíaco, senti borboletas em meu estômago, e por um momento me esqueci de tudo, sentia como se estivesse nas nuvens e ele fosse o anjo que me guiava, sua língua procurou pela minha e logo travamos uma batalha interna, passei minhas mãos por seus fios negros e me entreguei por completo àquela sensação maravilhosa.
Quando o ar começou a fazer falta nos separamos, olhei no fundo de seus olhos e senti meu coração derreter por completo quando ele deu um de seus sorrisos lindos. Yoongi se aproximou de minha orelha e falou.

Yoongi - Sonhos, realmente se tornam realidade, e eu acabei de realizar um dos meus.


Notas Finais


Genteee, se puderem, por favor comentem para deixar a opinião aí ok.
Obrigada por lerem.
°3°🍉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...