História The New Girl of GOT7 - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, Monsta X
Personagens BamBam, Hyung Won, I'M, Jackson, JB, Jinyoung, Joo Heon, Ki Hyun, Mark, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho, Youngjae, Yugyeom
Tags Bambam, Got7, Imagine, Jackson, Jaebum, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 14
Palavras 1.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei!!!!
É eu sei, larguei varias fics por aqui, mas é mais por causa de uma coisa chamada bloqueio e por que também eu viajei esses dias, mas enfim aqui estou!
Espero que gostem!
Beijinhos!!!

Capítulo 10 - Traumas


Fanfic / Fanfiction The New Girl of GOT7 - Capítulo 10 - Traumas

Narrador P.O.V

O mundo para Mark Tuan estava de cabeça para baixo, sua amada estava longe de seus braços e perto de outro o qual um foi o seu primeiro amor, além de não ter noticias da garota a quase um mês, ele mal se alimentava, e já havia desmaiado em meio a um dos shows dos meninos, todos estavam preocupados com a situação em que nosso Tuan se encontrava, ele foi afastado e os membros e todos a sua volta lhe mandavam energias boas para sua recuperação, mas a única coisa que lhe faria melhorar estava a milhas de distância.

Enquanto isso em Londres Saeng estava tomando seus remédios, internada em um hospital psiquiátrico, ela ainda mantém seu rosto escondido por ataduras, o que ela sofreu durante alguns dias nas mãos de seu primo nada seria capaz de apagar de sua mente, os varios estupros voltavam em seus pesadelos, fazendo com que a garota ficasse com medo de dormir, o único que estava a vir vê-la em todos os dias de sua estadia, era Wonho, mas ela sabia que um dia ele teria que voltar, teria que deixá-la como todos os outros.

Wonho não contou toda a verdade, ele não contou pelo o que o Tuan estava passando ou que ela já poderia voltar, ou até mesmo que o contrato dela havia acabado devido a um trato que o seu avô fez com Sr Park, mas Wonho não mentia para a garota apenas se preocupava da situação mental dela piorar de acordo com as notícias futuras.

×·×·×·× Um mês depois ×·×·×·×

Saeng enfim havia sido liberada, ela saia sozinha do hospital, Wonho teve de voltar para um comeback e agora consigo andava rodeada por varios seguranças, ela vestia a máscara costumeira coreana, e seu cabelo estava longo novamente, e agora em sua cor natural, ela pensava em voltar a cantar para seu pequeno público no restaurante, ou mesmo fazer pequenas apresentações num daqueles palcos no parque ao qual sempre corria pelas manhãs ou apenas vender suas composições enquanto se refugiava no interior de Daegu.

A saúde de Mark já estava melhor, ele havia aceitado que ela não voltaria, e ele tinha que deixar de sentir algo por ela, enfim pela primeira vez na vida ele desistiria de algo, e devagar ele voltou para os palcos voltando a se apresentar com os amigos, e agradecendo sempre o apoio dos fãs, exceto quando alguém xinga a garota que amou, ele não deixava passar em branco se alguém ousasse a ameaçar ou falar mal de Saeng, e isso já tinha custado uma briga com uma “fã” sasaeng, ao qual ele a deixou com um belo roxo na cara, e ao qual deixou umas semanas de molho na cadeia, fazendo a imagem do rapaz ir por água abaixo.

ᴍᴀʀᴋ ᴛᴜᴀɴ

Hoje eu teria uma conversa com Sr Park, tudo por causa daquela confusão que me meti no último show, sei que ela não vai voltar, mas não deixo que ninguém fale mal dela, ou que ouse a machuca-la mais uma vez, apenas espero o dia que eu possa ter me grandioso encontro com a Hyuna, e ninguém poderá me impedir de pôr minhas mãos naquela cobra.

Bato na porta da sala do Sr Park e ele pede que eu espere mais alguns momentos, enquanto isso me distraio com meu celular. Poucos minutos depois uma mulher sai de sua sala, metade de seu rosto está coberto por uma máscara branca, ela reverência e olha para mim um tanto assustada e apressou seus passos para longe de mim, antes que eu pudesse ir atrás dela Sr. Park me puxa para dentro de sua sala.

Eu: Quem era?

Sr Park: Ela? Ninguém que precise saber. Lhe chamei para discutirmos o seu caso Mark.

Eu: Então fale dos meus direitos, eu sei que sou culpado e se pudesse teria matado sim aquela sasaeng, mas os seguranças a tiraram de minhas mãos.

Sr Park: E o que foi que ela disse para lhe deixar desse jeito.

Eu: Prostituta do Got7, entre outras coisas, estou cheio delas falando assim dela, por mais que tente esquecê-la, ainda a amo e sei que vai voltar, talvez tenhamos que reconstruir muita coisa, mas sei que vamos conseguir.

Sr Park: Ok, aquela que acabou de sair daqui era ela, era a Saeng, Mark preste atenção, pois só direi uma vez e se quebrar o direi está fora e vou lhe mandar de volta para L.A, quero que esqueça ela, da forma que for, ela irá se casar em alguns meses.

Eu: Com quem?_ sinto um gosto amargo descer pela minha goela, não conseguia acreditar que isso estava acontecendo.

Sr Park: Shin Hoseok. Se quiser ou precisar posso lhe dar alguns dias em L.A com sua família, longe de tudo isso.

Eu: Eu gostaria de ir para a minha casa de campo em Daegu.

Minha conversa com ele chega ao fim e ao sair da sala noto as várias notificações de Jackson em meu celular, aquele peso estava aqui novamente, eu não conseguia respirar e sentia ela me deixando mais uma vez, sentia ele a roubando dos meus braços, ao caminhar para a sala de practice sinto minhas pernas fraquejarem e minha visão ficar turva pelas lágrimas, mais uma vez eu chorava ali no corredor totalmente sozinho.

Em pouco tempo sinto alguém me levantar com um pouco dificuldade e tentar ver se estaria bem, ouço sussurrar algo em meus ouvidos que no momento não prestei atenção, acho que a pessoa pode ter notado e resolveu colocar algo escrito em meu telefone, a pessoa me deixou numa das salas de practice me deitou no sofá e da mesma forma que a pessoa surgiu ela sumiu.

Mais tarde acordo com um pouco de dor de cabeça e com Jack sentado ao meu lado com um copo de água e comprimidos, ele me entrega e fica me olhando esperando que eu falasse algo.

Eu: O que foi?

Jack: Por que não me respondeu?

Eu: Sabe por que, estava na sala do Park.

Jack: Faz duas horas que saiu de lá Mark, por que não me respondeu quando saiu?

Eu: Aish, que saco, você não é minha mãe nem meu namorado, não lhe devo satisfação nenhuma.

Jack: Que humor é esse? Pode ser mais velho, mais ainda é um idiota!

Eu: Então por que não diz logo o que estava dizendo nas mensagens?

Jack: Não era nada de mais, só que a Saeng está na cidade.

Eu: Eu sei, antes do Park me atender ele estava com ela, ela vai se casar com o Wonho.

Jack: Então é dela que ele tava falando no Weekly Idol de ontem.

Eu: Que?! Aish, enfim ela estava diferente, uma máscara cobria metade do rosto dela e seus olhos pareciam estar meio sem vida, como se ela tivesse sido despedaçada, mas ninguém juntou seus pedaços, talvez seja mentira… bem eu vou para Daegu, quero que essa merda toda se exploda. Sr Park me deu uns dias e eu tenho que voltar sem que ela possa estar lá para me afetar.

Jack: Aquela casa de campo que comprou? A que seu único vizinho nunca esteve lá?

Eu: Sim essa, a única que estarei seguro e longe de tudo e todos.

Jack: Avisa aos meninos pelo menos, antes de ir.

ᴍᴀɴɢᴊᴜʟ sᴀᴇɴɢʜᴡᴀʟ

Ao chegar naquela mansão moderna e logo várias pessoas e seguranças ajudarem encher aquela casa vazia de móveis novos e vida, eu adentrei a observando cuidadosamente e me dirigindo para os fundos onde inesperadamente me encontrei com uma velhinha a qual não tinha conhecido antes, ela cuidava do jardim, mas ao me aproximar ela parou e me olhou, não soube distinguir o que vi em seu olhar, mas ela acenou pedindo que me aproximasse dela.

Devagar eu fui me aproximando enquanto que ela seguia em frente e eu continuava a lhe seguir, até dar por mim de estar no meio da floresta que cercava as duas únicas casa que foram construídas aqui, a minha e a de um vizinho ao qual desconheço.

Quando minha atenção voltou a velhinha, ela não estava mais ali e sim uma moça jovem, ela se aproximou devagar de mim e me beijou profundamente, não tive nem tempo de pensar, apenas correspondi sem controle, no fim ela se afastou e me olhou com carinho e dela retirou um colar com uma pequena máscara estranha de pingente.

E logo a mulher desapareceu na frente dos meus olhos, eu não sabia mais dizer o que estava acontecendo quando um lobo apareceu atrás de mim, que primeiramente me apavorou mas depois me sinalizou para segui-lo, ele me levou de volta para casa e já estava anoitecendo, foi quando notei que a mansão vizinha estava com as luzes acesas, seu respectivo dono estava em casa, e infelizmente ou felizmente, não estava sozinha naquele fim de mundo.


Agora minha única dúvida era o que significava esse pingente estranho, ou o que me aconteceu na floresta.


Notas Finais


Quando houver mais dias de inspiração eu voltarei pudinszinhos!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...