História The New Life - got7 - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Bambam, Drama, Got7, Jackson, Mark, Romance, Violencia, Youngjae, Yugyeom
Exibições 75
Palavras 1.134
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIIII! VOLTEI! COMO SEMPRE COM MINHA DEMORINHA BASICA E.E SORRY... estoy muerta de cansaço e amanha tenho que viajar... ai meu GDeus! me H.E.L.P.A!

espero que gostem!
desculpem os erros!
flw!...

Capítulo 14 - Ele... lembrou?


[...] logo terá meios-irmãos mortos caídos ao seu lado...e

.

.

.

.

.

.

.

.

<<mark on>>

[2 dias depois]

Já se passaram alguns dias desde que Choi desapareceu... bambam fica trancado o dia todo no quarto e nem se alimenta direito, JB nos disse para o levarmos para um psiquiatra mas ela se recusa, então teremos  que o levar a força...

Estávamos eu e Jackson andando pela cidade como fazíamos todos os dias, com uma foto de Choi e indo de pessoa em pessoa ate encontrar alguém que possivelmente a viu, mas ate agora os resultados sempre foram os mesmo... sempre vem um “não, desculpe” como resposta, e isso já esta me preocupando mais do que eu pensava.

Jk: hyung... vamos mais uma vez no parque? Sempre tem bastante gente lá! – diz Jackson

Mk: já fomos no parque umas 5 vezes hoje... mas não custa nada tentar...

Jk: então vamos... precisamos a encontrar de qualquer jeito!... estamos tendo muitos problemas ultimamente...  – diz meio triste... – nem tive a oportunidade de encontrar nossa irmãzinha de toalha novamente... – diz com um ar de esperançoso e eu dou um leve tapa na cabeça dele o repreendendo.

Jk: KYAA! Isso dói hyung!

Mk: mas doer ainda mais se você não parar de falar besteira novamente! – digo andando ate o carro novamente... – vamos...

Digo e ele me segue, fomos para o carro e voltamos para o parque central ainda m busca de pistas do sumiço de Choi.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

<<JB on>>

Já se passaram mais 2 dias sem noticias de Choi... sem minha irmãzinha que tanto amo... e ainda temos o problema de Bambam e de yug... aish! Como a vida nos prega peças! Quando estamos indo bem sempre acontece algo para nos atrapalhar...

Hoje eu tenho que conseguir tirar Bambam daquele quarto e o levar ao psicólogo...

Bati na porta do Bambam e ele não respondeu...

Jb: BAM? Abre! Vamos conversar...

Bam: não quero conversar...

Jb: será rápido! Prometo!

Bam: sobre o que vai ser a conversa?

*aish... pensa!... pensa!... pensa!... ah! Já sei!...*

Jb: É surpresa!

Bam: não quero mais surpresas por hoje!

Jb: vai... eu serei bem rápido! Abre!...

Bam: ta... – diz e a porta abre lentamente revelando um bambam mais magrelo do que antes e com o rosto abatido e inchado, como se tivesse chorado horas e horas sem parar...

Jb: bam...? – digo o olhando naquele estado...

Bam: você veio para ficar me olhando ou para conversar? Por favor hyung... seja rápido!

Assinto e fecho a porta e me sento na beira da cama dele e ele na outra ponta.

Jb: bam... você esta muito triste por conta desses acontecimentos recentes... neh?

Bam: sim... – diz com um ar tristonho

Jb: por que não quer se alimentar direito? Se continuar assim ficara doente e pode acabar desmaiando ou ate... – digo balançando a cabeça para me livrar de pensamentos cruéis – você entende onde eu quero chegar?

Bam: entendo... mas não sinto fome, meu irmão esta com amnesia e não se lembra de mim e minha irmã, a Choi noona esta desaparecida... – diz deixando uma lagrima cair e eu me aproximo e o abraço...

Bam: hyung? Quando a noona vai voltar pra casa? – diz chorando

Jb: eu espero que logo logo... mas bam... o que acha de ir ao psicólogo?  Você esta muito traumatizado com tudo isso ao mesmo tempo, todos nos estamos abatidos demais com tudo isso, mas precisamos ser fortes...

Bam: eu não quero ir ao psicólogo!

Jb: mas bam... se a Choi voltar e te ver nesse estado ela certamente não ficara feliz em te ver assim...

Bam: v-você acha?

Jb: eu tenho certeza! Vamos?

Bam: será que eu devo mesmo?

Jb: faça isso pela Choi... quer dizer... pela sua noona e por todos nos! O que acha?

Bam: ta... mas pela noona!

*um problema a menos!*

Jb: então vamos agora mesmo?

Bam: sim! – diz sorrindo fraco...

Saímos da casa e fomos ate uma clinica aqui perto e marcamos a consulta, liguei para todos e os avisei, logo chamaram Bam e fomos para a primeira sessão no psicólogo...

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

<<Choi on>>

Não sei quanto tempo estou aqui nesse lugar imundo e abandonado... kwan voltou  me drogar e a usar meu corpo sem permissão, por conta dos medicamentos não consigo me alimentar e nem mesmo ficar em pé, não tenho mais forças, de tempo em tempo desmaio e kwan me bate por não conseguir me movimentar e fazer o que ele me manda, não tem mais outras mulheres como antes, agora só tem eu e kwan, mas mesmo assim não consigo escapar...

Kwan entrou no quarto em que estou amarrada no momento e me fez me sentar, afinal estava deitada e nem me movia direito, ele rasgou minha roupa me fazendo ficar nua e logo em seguida se despiu...

Choi: pare... por favor... – digo num fio de voz fraca e baixa...

Kwan: eu quem mando aqui... então fique calada... não vai querer apanhar e acabar como seu querido irmãozinho o.... qual o nome mesmo?... será que é... yugyeom?

Reúno minhas ultimas forças e falo assustada

Choi: o que... você ...fez com ele?... – digo pausadamente

Kwan: uma simples pancada e ele perdeu a memoria... que frágil neh?... – diz me provocando....

*yug.... você... perdeu a memoria?... mas então... ele não se lembra de... MIM!?...*

Fico assustada e a sinto lagrimas caírem... kwan vê meu desespero e começa a me penetrar sem do nem piedade, eu não sinto prazer por isso, apenas a dor se faz presente e para kwan meus gritos mudos de dor são o prazer dele...

*so... cor... ro...*

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

<<Jr on>>

Estava novamente no Hospital com Yug deitado em sua cama dormindo, a noite ele passa mal e tem alguns pesadelos e sempre acorda assustado... por isso o medico recomendou que ele ficasse em observação ate descobrir como o acalmar para poder ter finalmente a alta.

Já estava meio tarde e o hospital já estava todo escuro, somente os funcionários estão acordados, mas eu não conseguia pregar os olhos, ainda me assusta saber que meu pequeno yug não consegue se lembrar de nos...

Estava quase fechando os olhos, mesmo lutando contra o sono acabei dormindo.

Senti algo quente me cobrir e devagar abri os olhos e vejo que Yug estava fora da cama e estava me cobrindo com o cobertor...

Yug: hyung? Você esta bem?

Jr: yug? Porque esta acor... – digo mas sou pego pelos meus pensamentos...

*PERA! ... ele me chamou de “hyung”?... então será que ele se.... se... AI MEU GDEUS!*

Jr: y-yug?... v-você.... se l-lembra...? – digo assustado...

Yug: sim!

Jr: ai meu deus!... – digo descompassado e acabo desmaiando ouvindo um “HYUNG” de fundo...

 

 

Continua..................................

 


Notas Finais


Annyeonghi Gaseyo! Jumuseyo!

Bye My serumaninhos! e.e


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...