História The New World - Interativa / Interativo - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Alienígenas, Fic Interativa, Futuro, Interativa, Interativo, Robôs, Super Poder
Exibições 44
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Dessa vez a captura vai ser diferente
( Pra num fica repetitivo )

Capítulo 4 - Again ?


Fanfic / Fanfiction The New World - Interativa / Interativo - Capítulo 4 - Again ?

Pov's Sapphire On -

Depois de mostra a base para a Pika Girl a levei para um quarto e a deixei la. Fui para o quarto do Jota com um kit de primeiros socorros, ele está machucado e eu tenho que cuidar dele. Bato na porta uma vez e depois entro, vejo o Jota sentado na cama, so com uma calça moleton, sem camisa, deixando a mostra seus músculos, e cabelos molhados com uma toalha branca no pescoço. Ele olha para mim, parecia cansado.

─ Vim cuidar dos seus ferimentos. ─ Explico-me ficando na sua frente e ajoelhando para ver o seu ferimento. No joelho direito.

─ Eu to bem... ─ Ele diz frio. Mas, enquanto eu levantava o pano da calça para poder ver melhor, ele gemeu de dor.

─ Nao seja tão durão assim. ─ Digo vendo o estrago que está ali. ─ Já tirou as balas? ─

─ Sim. ─

─ Obrigado por me poupar do trabalho sujo. ─ Digo abrindo a maleta branca com uma cruz vermelha.

─ Eu sempre poupo. ─ Ele diz baixinho. Boto as luvas, pego algodão e melo no soro para limpar o ferimento direito, já que eu aposto que ele nem quis tocar nisso depois que tirou as balas.

─ Aí. ─ Reclama de dor.

─ Não é você o durão? ─ Pergunto em tom de deboche, aprendi com o Trash, um garoto que conhecemos por aí. Jota sorri mas depois volta a sua expressão séria.

[...]

─ Prontinho. ─ Digo me levantando, ele ia se levantar também mas eu o sento de novo. ─ Você vai ficar ai. ─ O deito na cama. ─ Deitadinho e quietinho, até a segunda ordem. ─ Digo com um sorrisinho enquanto ele me olhava desentendido.

─ Ei! Pera, eu tenho coisas para fazer! ─ Reclama ele. ─ Não tenho tempo para durmir e esperar o dodoizinho sarar. ─ Ele diz inrritado.

─ Tem sim! ─ Digo fazendo bico e ele bufa.

─ Então você vai ficar comigo! ─ Ele me puxa e eu caio em cima dele. ─ Ai, ai, ai, aeee! ─ Ele diz e eu rolo para o outro lado da cama.

─ Bem feito. ─ Falo e ele nos cobre com um edredom.

Pego o controle, que estava na bancada, e ligo a TV. Estava num noticiário sobre a Terceira Guerra Mundial, que aconteceu a uns 80 anos, por causa d'água. Mas ela acabou em 2045 quando os Meta-Humanos apareceram e, trabalhando com o governo e sua tecnologia, conseguiram despoluir os rios e reenche-los. Não entendo o porquê dos humanos não nos aceitarem agora, sendo que podemos ter salvado-os da extinção.


Sou tirada dos meus pensamento com o Jota reclamando.

─ Que saco! Eu poderia está fazendo algo importante agora, mas não! Eu to aqui, deitado! ─ Ele dis pegando o controle e mudando para um canal aleatório, que era outro noticiário. ─ Não tem nada que presta para assitir...! ─Antes dele acabar de falar, o pouquinho de atenção que ele deu a moça no noticiário falando rendeu em algo.

Hoje, as 18:30, uma Meta-Humana foi localizada e prendida. A execução dela será depois de amanhã, no parque Katrina, no Rio de Janeiro. ─ Diz a moça do noticiário e o Jota me olha sorrindo.

─ Vamos para o Rio!! ─ Ele grita ficando de pé mas depois se sentando. ─ Ahhhhh. ─ Rosna de dor e eu bato na minha própria testa.  O PERNA DA DISGRAMA  Ele grita e logo depois chuta o chão, ele se levanta sem tocar a perna dodoe no cnão.  O merda 

 

Ele vai em direção ao guarda roupas e pega sua roupas normais, mas dessa vez ele usava uma jaqueta preta com um capuz. 


 Vamos logo. Tem uma hora. E a minha segunda ordem?! Eu bufo. Desço pego minha arma e sua munição e fico preparada para ir. Mas chega a Pika girl ( Esse nome na tá legal ).

 Aonde você vai?  Ela me pergunta com uma cara desconfiada.

 Eu e o Jota estamos indo buscar outra Meta-Humana  Eu respondo sem muito interesse.

Ela me fala um "Ata" e logo volta para o divã ( sofá ) que a havia ali, eu fico pensando ali mesmo "Como esse lugar é grande" pois haviam 3 andares e a construção era enorme, sou tirada de meus pensamentos por Jota descendo com sua mochila e me falando para andar logo. Saímos dali e fomos para o Rio de janeiro de moto, com o Jota dirigindo pois ele sabia das modificações daquela moto, ele atiça um foguete e, depois fe algumas paradas, chegamos no local com 5 minutos de antecedência.

Ficamos em cima e um prédio.

 Tem muitos guardas, eles realmente pensaram bem antes da execução. Fique na posição  Ele me ordena e desce, logo pego minha sniper e miro na cabeça e um dos guardas, Jota fica olhando de longe e ativa um dispositivo de névoas negras que cobrem o local o deixando mais denso. Vejo que a soldado que atirou no Jota estava lá e me preparo para a segunda ordem do Jota.

 

Pov's  Jota ON

 

Eu estava preparado para enfrentar os soldados  que estavam ali, mas antes eu teria que resgatar a meta-humana. Jogo um portal na parede daquela construção onde a meta estava e enfio o braço puxando a mesma, dou um sinal para Sapphi que subitamente sai na moto com uma metralhadora e começa a atirar, eu vou para cima e começo a assassinar brutalmente os soldados. Chega na vez da Marie e ao invés de qualquer poder eu vou para cima dela a base de socos, ela larga a arma e coloca um soco inglês.

 Ora, ora, ora se não é a soldadinha dos tiros, vai querer me enfrentar sem sua arminha é?  Eu pergunto debochando dela.

 Não é preciso nem uma arma de brinquedo para derrotar você.  Ela rebate. ( CARAIO OO OO DOEU ATÉ NÍ MIM ).

- Hahahaha,  Ok então - Logo em seguida eu parto para cima com um gancho de direita, ela defende e me dá um soco no abdômen que eu ignoro e dou uma joelhada no queixo dela, pego sua mão e a jogo para trás. Dou um sinal para Sapphi que vem da moto ja com a Meta-Humana na garupa, eu consigo me encaixar la e nos retiramos.

[...]

 Me vinguei (????)  Falo vitorioso.

 Qual o seu nome Meta-Humana? ─ Sapphire pergunta à Meta-Humana

 Peridot...  Ela fala num tom de voz frio - Eu vou dormir aqui ?  - Ela pergunta debochando do lugar. 

 Algum problema?  Pergunto 

 Não muito.  Ela se deitar no sofá e dorme. 

 Ah bixá folgada  Eu falo e vou logo dormir, no meu quarto.  Você vem ?  Pergunto para Sapphi.

 Já estou indo  Ela me fala e vai na direção da cozinha, tomaraque traga algo para mim.

Vou para o meu quarto, tiro minha camisa, deito e durmo.


Notas Finais


<3 Beijos

Peridot na capa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...