História The Night We Met - Delena - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elizabeth "Liz" Forbes, Giuseppe Salvatore, Isobel Flemming, Jenna Sommers, John Gilbert II, Lilian "Lily" Salvatore, Stefan Salvatore
Tags Delena, Love, Nian
Visualizações 57
Palavras 1.609
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Are you jealous of your brother?


Fanfic / Fanfiction The Night We Met - Delena - Capítulo 4 - Are you jealous of your brother?

Bem, eu acho que o que me machuca mais do que tudo
Você estava brincando com o meu coração
Me diga, por que estou emotiva
Quando eu sabia disso desde o início?
E me diga, por que meu coração queima quando eu vejo seu rosto?
Você fez sua decisão, me colocar no meu lugar
E as mentiras que você vem escondendo, ocupando o seu espaço
Me diz, por que meu coração queima desse jeito?
Quando vejo seu rosto

Elena Salvatore

Bufo irritada com seu ato e saio da água sem nem ao menos olhar para a sua cara. Damon estava tentando me atingir, ele sabia que algo estava acontecendo entre nós dois e sabia que eu jamais permitiria que algo acontecesse entre nós dois. Ele estava me punindo. Caminho até Caroline. A mesma encontrava-se com duas latas de cerveja na  mão. Caroline não era de beber, se ela estava bebendo a relação com Stefan estava indo de mau a pior. Depois que mergulhei, não vi mais Stefan. A essa altura já deveria ter indo embora e estava em um bar qualquer bebendo. Pego a toalha e seco meu corpo por completo, vestindo-me no final. Caroline estava péssima, sua feição provava isso. Pego o celular e disco intermináveis vezes para Stefan, mas ele não retornou nenhuma.

-Ei, é o Stefan, deixe seu recardo - disse sua voz gravada para a caixa de mensagens, suspiro frustrada com tudo isso. O som do bip é o estopim para que eu desligue a ligação. 

-É. Não atender o celular é uma das novidades dele - disse Caroline, ela não estava irritada com Stefan, ela estava cansada com tudo isso. Esgotada com tudo isso. 

-Não fala assim também, Caroline - sento ao seu lado - Ele disse que veio aqui hoje para se desculpar com você. Ele está realmente mal com toda essa situação.

-Mentira - riu - Mais uma das novidades. Stefan tem muitas novidades. Eu perguntei a todos os nossos amigos se eles tinha visto o Stefan, ninguém sabe de nada, Elena - suspiro, deitando a cabeça em seguida em meu ombro. 

Damon aproximou-se de nós, dessa vez sem a maldita da namoradinha. Caroline se recompôs no mesmo minuto que o viu. Uma das coisas que Caroline não fazia era ser fraca. Não importava a situação, Caroline sempre dava a volta por cima e erguia a cabeça. Não sei se dessa vez ela vai conseguir. As coisas com Stefan passaram dos limites, é mais do que ela pode suportar. Ele está sofrendo, mas ela também está. Não é fácil para ela perder o irmão.

-Recebi sua mensagem de texto, maninha - beijou meu rosto - Por que me fez vir até aqui? 

-Primeiro, você viu o Stefan? - levanto-me indo até o isopor ao lado de Caroline. Não viria a uma festa na represa sem estar preparada.

-Não, não vi. Nem sabia que ele tinha voltado. Como está suportando tudo isso, loira? - Caroline o olhou com uma cara na boa.

-Vai se ferrar, Damon - mostrou o dedo do meio, fazendo com que todos nós começassemos a rir.

-Quando erámos mais novos, sempre ficávamos aqui escondidos de nossos pais durante os churrascos bebendo. Nossos pais estão viajando e sua mãe está de serviço, não estão aqui para nos escondermos, mas mesmo assim vamos beber - pego as garrafas de vodka e as balanço no ar.

-Quem é você e o que fez com a minha irmã careta e chata? - disse sínico, pegando uma garrafa da minha mão.

-Estou dentro - Caroline abaixou-se até o isopor, pegando uma para si - É divertido, estou me divertindo - ela nunca foi boa escondendo o que estava sentindo. Não sabia como canalizar todos esses acontecimentos ruins 

-Mas ainda sim isso tudo é patético - viramos a garrafa juntos.

-Eu só queria passar uma tarde juntos, fingindo que tudo podia voltar a ser como era quando éramos crianças. Pelo visto vocês discordam. 

-Bom, esse é o problema, Elena. Nem todo mundo prefere fingir. É, tem gente que prefere enfrentar os problemas de frente. 

-Eu vou indo, Elena - inacreditável, Damon estava deixando-me sozinha no momento em que eu mais precisava dele - Sew resolva com a loira.

-O que está acontecendo, Caroline? Você não é assim - pergunto realmente preocupada.

-Eu estou sozinha, Elena, completamente sozinha. Meu pai está querendo deixar minha mãe, Stefan se foi, Klaus está agindo completamente estranho. E no final disso tudo, eu fiquei sozinha - dava para ver a confusão em seus olhos, ela não sabia o que fazer.

-Eu ainda estou aqui, Caroline - coloco a mão sobre sua perna, e a mesma acaricia - Toma mais uma. 

-É você ainda está - abaixo-me para pegar a bebida. Quando vou entregar para Caroline, a mesma caminha para longe de mim.

Fiquei o resto todo da tarde sentada sobre aquele banco de madeiro com folhas caídas ao meu redor. Bebi todas as milhares de garrafa, já que ninguém voltaria para me fazer companhia. Conforme a noite chegava todos se reuniram perto do lago. Era costume nessas festas em Mystic Falls sempre ter uma fogueira no final. Damon bebia com seus amigos, rindo como um verdadeiro bêbado. Pego um copo do que estavam bebendo e encosto na árvore para observá-lo melhor. Damon estava com ninguém mais, ninguém  menos do que Rebekah Mikaelson. Rebekah era de longe a pessoa que eu queria perto. Klaus apenas odeia Stefan por acreditar que sua doce irmã foi corrompida por ele. E agora, Rebekah envolve-se com todos que conhece. Liam estava poucos metros longe de mim arrumando suas coisas.

-Liam, tem certeza que consegue ir embora sozinho? - apoio-me contra seu carro - Desculpe por ter sumido por tanta tempo. Minha amiga Caroline meio que está dando uma crise com o irmão mais velho. Foram meses difíceis. Ela costuma ser muito doce.

-Estou feliz por não tê-la conhecido, Elena - aproximou-se de mim - Porque ia ficar estranho quando eu fizesse isso.

Liam tocou levemente meu rosto, aproximando-se mais de mim. Fechei os olhos instintivamente no momento que senti seus lábios contra o meu. Minhas mãos vão direto para a sua nuca, o trazendo mais para perto. Não era o certo a se fazer, realmente queria juntar Liam com Caroline, mas eu precisava esquecer Damon, de uma forma o de outro  preciso ver ele novamente como meu irmão, nada mais que isso.

-Beijar a garota que está tentando juntar você com a melhor amiga, vamos ter problemas - digo assim que seus lábios afastam-se dos meus. 

-É, talvez. Mas eu desconfio levemente de que seja o seu tipo - beijou minha bochecha indo embora. Fico sem nenhuma reação e apenas sorrio. Damon observava-me a distância. Era errado provocar meu irmão, mas eu não tinha dúvidas de que Damon estava fazendo o mesmo. Caminho em direção a fogueira. Todos estavam sorrindo e comemorando. Caroline estava distante, não queria forçar a barra também. Stefan cruza minha visão e vejo Caroline o seguindo para o meio da mata. Nã importava o quanto ele fugisse do assunto, uma hora ou outra eles teriam que conversar. Bonnie entrega-me uma garrafa de cerveja e senta comigo.

-O que o seu irmão está fazendo com a versão mais fútil dos Mikaelsons? - Bonnie nunca gostou muito de Rebekah. Ela nos odiou desde o jardim de infância, não era surpresa que nenhuma de nós fosse ter amizade com ela. 

-Damon tem um péssimo gosto para namorados - viro a garrafa por completo - Um dia ele ainda vai perceber que elas não são o certo para ele.

-E quem seria o certo, Elena? - Caroline sorrio sem graça como um pedido de desculpas e sentou de frente para mim - Desculpa por ter me zangado com você mais cedo, Elena, é que você parece seguir em frente tão fácil quando tem um problema. 

-É, eu tenho meus segredos para isso - levanto e a abraço - Vamos nos animar. Todo esse clima está acabando com todos nós. Meus pais estão viajando e eu sei que Damon não iria me dedurar por uma festinha lá em casa. 

-É só enviarmos uma mensagem de texto para todos que estão aqui - Bonnie pegou seu celular e enviou para todos os nossos contatos - vou começar a preparar tudo para a festa, vejo vocês na sua casa, Elena.

-Elena tem algum motivo para estar tão brava com Damon? Sei que todos nós não gostamos daquele projeto mal feito dos Mikalesons, mas é diferente agora. Sabe, você acha que sente algo pelo Damon? Você está com ciúmes do seu irmão?

-É, eu sinto - Caroline olhou-me espantada, ela mesmo suspeitando não imagina que eu realmente sentisse algo por ele - Bom - sorrio forçado - Vamos, temos que preparar tudo para a festa.

Voltamos para minha casa decorando tudo sozinhas. A casa já estava completamente arrumada quando Damon chegou com Rebekah. Caroline e Bonnie quase precisaram me segurar para que eu não voasse em cima dela. Subi para tomar um banho e me livrar daquelas roupas de banho molhada, enquanto Caroline e Bonnie começaram a receber os convidados. Optei por usar um vestido preto colado na cintura. E é claro que liguei para Liam, o mesmo topou vir e disse que não demoraria a chegar. Desço as escadas e toda a casa já estava cheia de pessoas que eu nem mesmo conhecia. Abro a porta sorrindo e sou recebida pelo mesmo com um beijo. Damon desceu as escadas no mesmo minuto e ficou me encarando perplexo. Assim que Damon passou por nós, o mesmo esbarrou em meu braço. Essa noite está apenas começando. Que os jogos comecem!! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...