História The Obscure Game - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Beau Mirchoff, Bella Thorne, Cameron Monaghan, Chloë Grace Moretz, Douglas Smith, Mackenzie Foy
Personagens Bella Thorne, Chloë Grace Moretz, Douglas Smith, Personagens Originais
Tags Beau Mirchoff, Bella Thorne, Chloe Grace Moretz, Chloe Moretz, Ciara Bravo, Douglas Smith, Terror
Exibições 18
Palavras 1.486
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - All Over Again


...1 semana depois...

 

—POV ANGELINA ON

 

Eu estava correndo, algo me perseguia, algo cujo eu ainda não descobrira o que era. Senti o vento em todo o meu corpo. Um vento forte, tão forte que atrapalhava até mesmo a minha visão. Olhei para trás diminuindo a velocidade dos meus passos. Merda. Do jeito que esse nevoeiro estava forte eu não iria conseguir enxergar algo. Ou alguém. Voltei a correr, agora sem nem ao menos fazer o mínimo de esforço para olhar pra trás, e nem mesmo para frente. Minhas pernas doíam, eu não aguentava mais correr. Minha cabeça começou a doer, mas eu não fraquejaria, não agora. Voltei a correr, minha respiração ficava cada vez mais ofegante até que fui impedida de correr quando senti meu cabelo prender em algo. Senti vontade de gritar, pedir socorro, por mais que eu soubesse que ninguém ouviria. Aliás onde eu estava? Céus eu vou morrer. A vontade de chorar só aumentava junto a minha respiração que se acelerava e ao meu coração que quase saía pela garganta. Tentei puxar meu cabelo mas ele não soltava de jeito nenhum, nem mesmo um fiozinho, só machucava minha cabeça piorando a minha dor de cabeça. Abri a boca para gritar, afinal, não custava tentar, mas não consegui gritar, senti uma mão tapando a minha boca e então meus olhos se encheram de lágrimas e eu fechei meus olhos os apertando com o máximo de força possível. 

-Isso não é real... - eu sussurrava para mim mesma, mal ouvindo a minha própria voz. Senti meus cabelos começarem a se soltar do galho. Abri lentamente meus olhos, ainda imóvel, e quando fui abrir a minha boca para pedir socorro novamente percebi que ainda havia algo me impedindo de fazer tal ato. Olhei ao redor, agora notando que a neve havia parado de cair e o nevoeiro havia cessado da mesma forma que a grande ventania havia parado. Desci meu olhar lentamente e quando olhei pra frente senti meu coração na garganta como antes. Não... Isso não pode estar acontecendo... Não de novo... Havia uma velha. Uma velha que estava com a metade do rosto queimado e a pele não estava mais lá, restando apenas a carne do rosto com um pouco de sangue que pingava caindo sobre a neve que havia caído antes, dava para ouvir o barulho do sangue caindo, eram como pequenas gotas de água caindo sobre um pedaço de madeira seco, ou como um vazamento naqueles dias chuvosos que tem uma goteira no telhado. 

-Olá, querida - a velha disse com a voz grossa, tão grossa a ponto de parecer masculina. 

Até que... 

 

-ANGEL! - Matthew gritava desesperadamente, percebi que ele estava quase chorando 

-Matt! - sussurrei e senti que meu rosto estava molhado de tantas lágrimas que eu havia derramado nesta noite, abracei Matthew sentindo meu corpo completamente trêmulo e senti meu coração na garganta. Ele retribuiu o abraço apertando ainda mais seu corpo contra o meu - Céus, o que houve? - perguntei um pouco confusa ao ver Jolie, Cristopher e Jenna ao meu redor 

-Você tava tremendo, chorando e gritando desesperadamente, fiquei preocupada então chamei a Jolie e o Christopher - Jenna respondeu e Jolie mordeu o lábio mexendo em seus próprios dedos, ela parecia querer perguntar algo, porém demonstrava ao mesmo tempo certo receio 

-O que houve Ang? Ficamos preocupados - Christopher falou baixo e coçou a nuca corando, não consegui evitar um leve sorriso ao vê-lo corado 

-Eu... Eu não sei... Eu estava correndo... E tinha, tinha um nevoeiro, meu cabelo ficou preso em um galho e... e... também havia uma velha, com o rosto queimado e... - balancei a cabeça negando repetidas vezes - Era como se... - mordi meu lábio fechando meus olhos. Eu não queria falar isso. Não poderia. 

-Como se? - Jolie ergueu as sobrancelhas com receio da resposta que eu daria e então eu soltei um suspiro, me preparando para falar aquelas palavras 

-Como se estivesse tudo acontecendo novamente - eu sussurrei, ainda digerindo as minhas próprias palavras, todos se entreolharam apavorados ao ouvirem minhas palavras e Jolie voltou a morder o lábio, não tão aterrorizada como todos. Senti que ela estava escondendo algo, mas antes que eu pudesse perguntar algo ela balançou levemente a cabeça abrindo a boca entre um suspiro 

-Eu tive um sonho parecido essa noite... - Jolie disse dando de ombros e logo abaixou a cabeça, aparentando estar um pouco constrangida por não ter dito alguns minutos antes. Christopher colocou uma das mãos no ombros de Jolie o acariciando e beijou sua testa a abraçando. Senti meu rosto queimar de raiva. Fui eu que fiquei desesperada a noite toda. Era eu que deveria estar recebendo essas demonstrações de afeto do Christopher 

-Hm... - resmunguei me levantando, Matthew olhou para Christopher e voltou seu olhar pra mim, saí do quarto indo até a cozinha rapidamente e percebi que Matthew logo viera atrás de mim, nem mesmo olhei para trás. 

-O Christopher é bem legal, hum? - Matthew disse parando na minha frente, analisando a expressão de raiva em meu rosto, ele provavelmente percebera que eu estava enciumada 

-Se veio pra me provocar já pode voltar - falei revirando os olhos e tentei manter a calma 

-Calma Angel, não vim provocar nem nada, é só que... Não precisa ter ciúmes do Matthew com a Jo - Matthew falou com sarcasmo na voz, zombando da minha raiva, semicerrei os punhos tentando me controlar e ele riu 

-Não sei do que você está falando - falei fingindo inocência e dei de ombros me virando pra trás e apoiando minhas mãos na bancada logo começando a mexer em meus próprios dedos 

-Ah, claro... - Matthew disse deixando bem claro em sua voz que não acreditava em minhas palavras - A Jolie tem namorado Angelina - eu arregalei os olhos ao ouvir as palavras de Matthew. Senti meu rosto ficar vermelho de constrangimento e então soltei um suspiro, sentindo toda a raiva ir embora de meu corpo e meus músculos até se relaxaram 

-Ah é? E quem é o corajoso, hum? - zombei dando um breve gargalhada 

-Eu mesmo - Matthew disse e mordi meu lábio, balançando levemente a cabeça. Mas é claro que era ele. Eu sempre soube que ele era apaixonado por ela. O jeito que ele olhava pra ela e a rapidez dele pra fazer dupla com ela nas aulas em que ela não tinha um parceiro. A forma como os olhos dele brilhavam ao ver ela rir de suas piadas sem graça durante a aula, mesmo que todas as risadas fossem apenas para demonstrar simpatia. O jeito que ele olhava pra ela. Tudo. Incluindo aquele jogo estúpido, o qual ele só quis jogar para poder chamar ela para jogar também, apenas para poder passar mais um pouco de tempo com ela. E nessa última semana ele não havia desgrudado dela. Bastou essa semana para ele poder mostrar-lhe que ele não era tão babaca quando aparentava ser. Bastava uma semana para eles se apaixonarem completamente. Me virei para frente e analisei a expressão de Matthew, ele não estava surpreso por eu ter zombado de Jolie em minha pergunta, ele colocou as mãos nos bolsos de sua calça e deu de ombros dentre um suspiro 

-Ah... - foi a única coisa que eu conseguir dizer. Apesar de tudo eu não poderia zombar dele por estar namorando com a Jolie, afinal, eu sou apaixonada pelo Christopher desde... Sempre. E também eu era sua melhor amiga, eu deveria apoia-lo - Se ela magoar você eu quebro todos os dentes daquela carinha de prostituta barata dela - falei séria e logo suavizei a expressão em meu rosto dando um sorriso fraco, ele suspirou, provavelmente aliviado por eu não ter zombado nem dele nem de Jolie e logo deu um sorriso. Um silêncio se formou, mas logo foi quebrado por um grito vindo de meu quarto. Eu e Matthew nos entreolhamos receosos e logo corremos para o meu quarto. - O que foi? - eu perguntei olhando para todos, -Christopher, Jenna e Jolie-, mas não houve nenhuma resposta - Céus, o que houve? - e foi aí que tudo começou novamente. Jenna, se manifestou, e, sem olhar pra mim e sem nem mesmo falar nada apontou para cima de minha cama, onde estavam o tabuleiro e o ponteiro. Arregalei os olhos incrédula e abracei o braço de Matthew, que tremia e não conseguia falar uma palavra 

-Achei que tivéssemos queimado... - Matthew disse, finalmente

-E queimamos - Jenna respondeu voltando seu olhar aterrorizado para Matthew 

-Mas que porra... - eu comecei a falar, mas fui interrompida por um grito vindo da cozinha  

-Por acaso alguém chamou mais alguma pessoa? - Christopher perguntou e todos, incluindo eu, negaram com a cabeça - Então isso quer dizer que... - Christopher não conseguiu terminar sua frase 

-Tudo está começando de novo - Jenna falou em um tom baixo 


Notas Finais


Muito tempo sem postar né?! Me perdoem, juro que não faço mais isso, a partir de agora você terão capítulos novos sempre, toda semana estarei postando um capítulo novo, talvez dois, ou até mesmo mais, mas garanto que, eu estarei postando sempre.

Xoxo Jubs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...