História The obsession - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Fifth Harmony, Justin Bieber, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Zayn Malik
Tags Fanfic, Jariana, Jauren, Prostituição, Romance, Sexo, Zauren
Visualizações 135
Palavras 937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Policial, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI GENTE, TUDO BACANA?

Capítulo 11 - Desgraçado.


Fanfic / Fanfiction The obsession - Capítulo 11 - Desgraçado.

Point Of View Lauren Jauregui

Me abrir com Zayn foi muito libertador. Guardar tudo aquilo apenas para mim, era muito ruim. Agora sei que posso confiar, e que ele também pode confiar em mim. 

O dia passou voando, já são 19:00, resolvi tomar um banho e lavar a cabeça. Fiquei uns 20 minutos debaixo do chuveiro e logo sai, coloquei uma calcinha e uma camisa de dormir, estava penteando o cabelo quando ouvi um barulho vindo da cozinha, que era no andar debaixo. Se eu fiquei com medo? Com certeza, morro de medo de qualquer coisa, deixei pra lá quando ouvi novamente, só pode estar de sacanagem! 

Acabei de arrumar o cabelo e desci as escadas, com muito medo e bem devagar, fui andando quando vi a sombra de uma pessoa, já fiquei com mais medo e continuei andando. 

— Zayn.. é você? Eu não gosto dessas brincadeirinhas.. e você sabe bem disso.. -Disse enquanto andava pelo corredor da cozinha. 

O silêncio se seguiu e a sombra do nada desapareceu, eu não tenho pra onde correr, posso ser branca, mas não sou um fantasma que pode atravessar paredes.. não ainda. Continuei andando até entrar na cozinha e parar, só senti uma mão na minha boca e a outra em meu nariz com um pano. Já tinha certeza do que era aquilo, tentei me defender mas a pessoa era mais forte que eu, o que impossibilitou de eu conseguir sair, só sei que em segundos eu já estava de olhos fechados. 

::: 

Acordei com uma dor de cabeça insuportável e algumas dores pelo corpo, me levantei do chão frio e olhei em volta vendo que estava em um galpão, estava com muito medo, mas se eu gritasse poderia piorar​ tudo. 

— Olá, Jauregui.. Achei que não ia acordar mais.. -Uma voz masculina apareceu no meio da escuridão, e, não acredito! A voz é bem conhecida. 

— O que você quer? Quem é você? -Tentei mexer os braços mas falhei miseravelmente por elas estarem presas. 

— Qual é, Lolo.. não tá conhecendo minha voz? -Ele riu.- É o Justin, amor.. 

— Justin? -Ri totalmente sem acreditar- Pelo amor de Deus, usar o nome do meu ex é... -Parei de falar assim que vi o mesmo aparecer, só pode ser brincadeira- 

— Qual é Lauren! Você sabe o motivo disso.. Você terminou comigo sem me deixar tentar oque houve! -ele veio andando em minha direção, enquanto eu chegava para trás até bater na parede. 

— Não seria mais fácil você me chamar para conversar, do que me sequestrar? -O olhei e ele parecia estar drogado, já não era nenhuma novidade. 

— Conversar? E quem disse que tô a fim de trocar uma ideia com você? -Ele riu se abaixando em minha frente- Eu só queria sentir seu corpo, suas curvas, seu cheiro novamente.. o que eu não sinto a muito, muito tempo.. -Ele disse sussurrando- 

— Você não pensou assim quando transou com a Adriana.. 

— CALA ESSA BOCA, LAUREN! ELA NÃO TEM NADA A VER COM ISSO.. -Ele deu um berro segurando em meu rosto, que eu quase voei de susto. 

— T-Ta.. não precisa ser agressivo.. -Respondi em sussurros por ele estar segurando em meu rosto. 

— Agora levanta! -Ele segurou em meu braço me levantando e me prensando na parede, um certo Nojo estava passando pelo o meu corpo. 

Na mesma hora ele já rasgou minha camisa e olhou para os meus seios, já que eu não estava de sutiã. O mesmo sorriu de orelha a orelha e me olhou. 

— Você mão vai fazer o que eu tô pensando.. né? -sussurrei o olhando e ele apenas sorriu.- Não! Justin, não! Você não é assim! Seus olhos estão vermelhos, você usou droga, não faz isso..

— Não tô fazendo isso só por ter me deixado.. tô fazendo isso também por você estar morando com meu melhor amigo, acha que não sei que se beijaram? Lauren, Lauren.. você é tão bobinha. Não sabe até hoje que tenho olhos em tudo quanto é canto..? -ele sussurrou enquanto descia com beijos por minha barriga. 

— Zayn vai sentir minha falta em casa, vai sair pra me procurar e vai matar você quando te ver fazer isso comigo.. -Respondi enquanto tentava soltar minhas mãos.

— Você é tão besta! -Ele riu- Tá vendo a Ariana aqui..? Hum, ótimo. Ela tá me ajudando, sua boba.. 

— A Ariana? não, mentiroso! Ela é minha amiga.. -Disse com nenhuma confiança em minha voz. 

— Amiga..? -Ele me olhou com uma sobrancelha arqueada.- Ok, seu nível de idiota foi longe demais.. hora de ficar quieta! -O mesmo disso tirando uma bandana de seu bolso e com a mesma amarrou em minha boca, o que impossibilitou um pouco minha fala. 

Uns segundos depois ele puxou uma cadeira e me sentou na mesma puxando minha calcinha para baixo. Depois desceu sua bermuda juntamente da cueca, na mesma hora fiquei desesperada, mexia minha cabeça negativamente mas falhei. Na mesma hora ele praticamente enfiou seu membro em minha boca, me fazendo fechar os olhos fortemente querendo chorar. E a partir desse momento, me considerei uma mulher suja. Seus movimentos eram bruscos e rápidos, eu tentava tirar seu membro de minha boca o mais rápido possível, mas numa cotovelada que ele me deu na cabeça, acabei vendo tudo embasado e, MERDA! Eu não poderia desmaiar, assim ele aproveitaria de mim o quanto quisesse, mas só sei que estava desmaiada. Durante horas eu pude ouvir seus gemidos prazerosos ao sentir meu corpo totalmente entregue a ele, eu tentava relutar contra tudo, mas os diversos machucados e hematomas que ele deixara em mim, me impossibilitaram. 




Notas Finais


me doeu um pouco fazer esse capítulo ksksk (sou Belieber <3)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...