História The Ômega - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin, Namjin, Taeseok, Vhope
Exibições 609
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Até o final

Capítulo 1 - Capítulo Um : Começo


        24 de Dezembro.

        Uma semana para o ano novo, uma semana para a seleção ocorrer novamente, um terror para todos os Ômegas do reino.

           - Mãe do Jimin, Park Ji Yoon -

          Estavamos na sala, eu, Ga Yoon irmã mais velha de meus três filhos, Ji Hyun irmã do meio, Hyu Na filha de Hyun Min amiga da família que também estava presente, eram exatas seis e meia da manhã, nos encontrávamos na sala de estar, todas tomando seu café da manhã, sentadas no sofá, com duas de nós nos braços do sofá, todas com suas xícaras com bebidas de sua preferência, com pães, bolos, biscoitos, etc, sobre a mesa de centro, todas nós observávamos a grande TV, acima de um grande móvel do outro lado da sala, atentas em um dos momentos mais aterrorizantes de todos os anos, para Ômegas, todos de todo o reino.
       
         A Seleção.

        Feita a mais de cinquenta anos, pela família mais importante e influênte, dos Reis, os Jeon, a família de Alfas Lupus, o motivo dessa "seleção" ? Jeon Jeong Hun, o primeiro rei, obtinha um grande ódio de Ômegas, e também Betas estes que foram aceitos meses depois do começo de seu reinado, sendo parte deles seus conselheiros, e empregados que trabalhavam em seu castelo e em todas as mansões que os Jeon tinham em lugares diferenciados no reino, a partir daí, nascido deste ódio cujo motivo nunca foi exposto, aos Ômegas e Betas que viviam ali, foi criada "A Seleção", que assim como o nome indica seleciona um Ômega, sendo ele menino ou menina, este que no primeiro dia do ano vai para o castelo, assim testado, de forma em que infelizmente não foi divulgada, o que aumentava a aflição das famílias, existentes com o pensamento que seu filho poderia ir até lá e permanecer por um ano completo, a única coisa que as famílias sabem sobre o que ocorre lá dentro são os mesmos vendo o (a) selecionado saindo de lá com várias lesões, e os mesmos são obrigados a não falar sobre o que ocorreu, os anos que mais aterrorizaram todo o povo foi em que a família do selecionado recebeu a nóticia que o (a) Ômega havia falhado no teste e que os familiares e amigos nunca os veriam novamente, deixando-os sem saber o que fazer, pela excassez de informações dadas aos mesmos.

         Estávamos apreencivas, uma semana antes de um novo ano, em exatas seis e meia da manhã, era divulgado o selecionado do ano que chegaria, Ji Hyun chorava sem ruídos ao meu lado por estar tão concentrada na TV à nossa frente, observamos os movimentos das três Ômegas em que apresentavam o Jornal que sempre era exibido em toda a semana. A mais velha uma senhora de aparentemente quarenta anos engoliu em seco, com um lágrima nascendo em um de seus olhos, pegou um envelope grande com desenhos de rosas, arabescos, etc, em um tom cinza, com fundo branco, com o símbolo da família Jeon, em cera vermelha com um "J", da inicial dos mesmos, a mulher abriu o envelope pegando entre dedos um papel branco com o mesmo símbolo do envelope, que aparentava ser uma carta, umidecendo os lábios coloridos por um batom claro, se pondo a falar.

        - Vinte e quatro de dezembro, hoje reiniciamos um dos momentos mais aterrorizantes de todos nós, o dia da divulgação do Ômega ou da Ômega, selecionado ou selecionada para ficar no castelo da família Jeon sob cuidados da mesma, por todo o ano que se iniciará, daqui à uma semana. - fez uma pausa, suspirando. - E é com pesar que agora divulgo o selecionado ou selecionada do ano, e, o selecionado é... Park Ji Min.

         Com todo meu fôlego, eu gritei, me afoguei em pura tristeza, minhas mãos perderam sua força, deixando a xícara que estava em minha mão, quebrando-o chorei, gritando em agônia, ajoelhando-me no chão perto dos cacos da xícara de porcelana, sentindo as outras ali presentes irem ao meu encontro, chorando comigo, apertando-me em um abraço, afogando-nos em pura tristeza.

          Como eu iria dizer para ele que o mesmo iria para um lugar em que ele nem desconfia que exista ?

           E que nem mesmo eu sei o que iria ocorrer lá dentro ?

           O que eu irei fazer ?

         - Park Ji Min -

         Acordei com leves batidas na porta branca com adesivos em tons roxos, de luas, estrelas, etc, me espreguiçei, remoendo se deveria levantar, esfreguei de leve meus olhos, bocejando, enquanto murmurava um "Entre", vendo minha mãe entrar com um sorriso, em que sempre estava em seu rosto.

         - Bom dia. - disse em um tom fofo, vindo em minha direção, se inclinando acariciando meus fios, deixando um selar doce em minha testa, se afastando logo depois sentando em minha cama, lançando-me um sorriso.

          - Bom dia, Mamãe. - disse sorrindo, sentando-me na cama, ficando perto da mais velha, que aquenas abriu mais o lindo sorriso.

          - Eu não sei como te dizer isso meu pequeno. - disse acariciando meus cabelos, suspirando. - Você vai se mudar, mas somente por um ano, se nós, vai ficar sob cuidados de outra família.

        - Mas, Mamãe... - começei sentindo lágrimas se formarem. - O que v-vai acontecer ? - completei com dificuldade devido ao choro, ela me abraçou protetoramente.
    
          - Eu não sei sei meu bebê. - senti suas lágrimas. - Eu te amo.

          Se afastou de mim limpando minhas lágrimas com os polegares, sorrindo, pediu, para mim me arrumar para descer e tomar café avisando que minhas Noonas estavam lá o que me fez sorrir por ser muito próximo das mesmas.

          Levantei devagar pelo fato de ter acabado de acordar, arrumando a cama de casal, com vários desenhos de flores em roxo, logo indo ao banheiro do meu quarto, fazendo minhas higienes matinais, tirando o pijama, dobrando-o e guardando-o junto com as meias 3/4 brancas, peguei um moletom amarelo com diversos desenhos coloridos de rosquinhas que ficava enorme em mim, juntamente com um short curto preto que era coberto pelo moletom, e uma meia 7/8 rosa-bebê.

           Novamente pensei na conversa que tive com minha mãe tempo atrás.

           O que iria ocorrer comigo ?

           Eu estou com medo.


Notas Finais


Olár
Como eu tinha dito eu ia e fiz essa fic
Eu não tenho muito o que dizer
Avisando novamente : Essa história contém violência e em nenhum momento estou romantizando esse fato.
Comentem se quizerem
Até o próximo ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...