História The Ômega - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin, Namjin, Taeseok, Vhope
Exibições 463
Palavras 769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Até as notas finais

Capítulo 2 - Submissive


          Ômegas são a parte fraca da sociedade, suas obrigações devem ser cumpridas à risca sem reclamar, manifestar-se corporalmente, entre outros. São sempre submissos à Alfas, devendo obedece-los em qualquer coisa que o mesmo queira, sem questionamentos, seja em cios, escola (s), ficar em casa e somente sair quando lhe for permitido, seguindo as regras impostas de como fazer o ato, com quem e como falar, absolutamente tudo, e estes foram somentes exemplos, devem permitir serem marcados, e não podem se manifestar quando alfa quizer se satisfazer e/ou obter filhotes com o Ômega, ou a Ômega. É expresamente proibido levantar voz, agredir verbalmente e/ou corporalmente, deve aceitar quando o Alfa chamar atenção para qualquer coisa, etc, não seja ou queira ficar e/ou permanecer acima de um Alfa, mesmo se não for seu Alfa, e não podem exercer nenhum tipo de trabalho sem permisão e que seja de maior importância do que do mesmo. E isto não é nem metade da obrigação, dever de um Ômega, a lista segue.

           A única coisa para qual servem...

          Ser subimissos.

        - Park Ji Min -

        Minha mãe sempre odiou o fato de sempre termos a fama, e como alguns dizem "Obrigação" de sermos submissos e sempre sermos ensinados assim, e por Alfas, e qualquer coisa que um (a) Ômega fizer, que faça com que o Alfa se sinta ofendido, até se por um mísero acidente, como pôr um pedacinho de papel fora de uma lixeira ou algo assim. E foi exatamente por isso que não questionei ainda mais minha mãe sobre a conversa que tivemos minutos atrás, e o tom machucado, e pesado da mesma fez com que eu ainda mais não tivesse a vontade de faze-lo.

         Apesar de minha mãe sempre nos ensinar que nós não temos o dever de somente sermos subimissos, sabemos quando questionar ou não faze-lo, para o bem de todas as partes envolvidas, também dependendo do assunto, etc, mas sempre amei de coração a educação que ela nos deu.

           Desci as escadas rapidamente, ancioso para ver as Noonas, ou como normalmente chamo Unnies, mas somente quando estamos somente entre nós e somente nós, empedindo olhares feios de pessoas malvadas como elas me ensinaram, meu pai era um Alfa, mas um Alfa diferente, ele sabia que Ômegas não tinham somente a utilidade de ser subimissos, ele dava valor a Mamãe e sempre amei isso, só o conheci atravéz de histórias que a Ômega mais velha contava, fotos e as poucas filmagens que ambos tiveram a oportunidade de fazer, pois ele morreu quando ela ainda estava grávida.

          Fui saltitando de leve pela casa grande e bonita, banhada em tons claros, até a cozinha sentindo o cheiro bom do café, e as coisas que sempre tinham no café da manhã, assim que cheguei ao cômodo sofisticado pulei nas costas de Ga Yoon que era a única que estava em pé, ouvindo as gargalhas de todas presentes, indo sorridente até a cadeira em que eu sempre sentava, abrindo-o mais quando vi a xícara branca com diversos desenhos de laços, corações, bichinhos, unicórnios, etc, com chocolate quente, tinha aquela xícara desde os cinco anos (o que explica muito certo ?), amava ela, e ainda mais pelo fato de meu pai ter deixado ela para mim.

          Tomei, e comi conversando animadamente com minhas Unnies, sempre sorrindo, começamos a arrumar a mesa e a cozinha, ainda conversando, ouvindo pequenas reclamações de Hyu Na.

         - Jimminnie tem roupas mais bonitas que eu. - disse em um tom engraçado pelo bico nos lábios pintados leve e graciosamente de vermelho, ganhando um beijo na bochecha dado por Ga Yoon, entre os risos, em que todos nós dávamos.

          Fomos até a sala espaçosa, ligando a TV sentei no colo de Hyuna que ficou murmurando "Quero suas roupas", "Omma vamos onde a mãe do Minnie compra roupas, por favor", "Vou assaltar seu guarda-roupa enquanto você dorme", "Eu terei essas roupinhas pra mim", com o bico que a mesma sempre dava, era sua mania. Reclamamos mais pelo fato de não estar passando coisas interessantes na TV, gritando histericamente quando encontramos algo interessante para assistir, com as Ommas presentes comentando que só irão permitir que eu tenha um relacionamento com 100 anos, não entendi.

          Ficamos rindo e planejando nossas comemorações de fim de ano, com minhas Unnies planejando o que eu iria vestir, como arrumar meu cabelo, etc, eu estava feliz, eu sou feliz.

          Meu único medo neste momento é.

          Quando eu for para o lugar que minha mãe citou em nossa conversa....

    
          Eu serei feliz ?


Notas Finais


Olár
Eu sei que demorei a postar e tal
Gomenasai
Esse capítulo é uma esplicação pelo fato do Jimin não ter questionado sua Omma quando conversaram
Eu vou adiantar mais coisas no próximo e tal, hehe
Logo VHope entra em cena, e mais pra frente NamJin (não tão pra frente, relaxem... ou não)
Comentem e divulgem se quiserem
ME DESCULPEM PELO CAPÍTULO SUPER CURTO
Até o próximo ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...