História The Only Exception. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Rap Monster, Suga
Tags Jimin, Namjin, Namjoon, Seokjin, Suga, Yoonmin
Visualizações 14
Palavras 1.552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - The only choice


Yoongi conseguiu uma bolsa, em uma boa faculdade, com muito esforço, estudava a todo custo com a ajuda do seu irmão, Jin era admirável aos seus olhos, sempre gentil e sorridente, muito ao contrário de si que tinha uma personalidade um tanto ranzinza, porém quando estava com seu hyung não conseguia mantê-la, nunca teve inveja de suas conquistas sempre estave lá torcendo por ele, assim como Jin o apoiou quando o mesmo disse que ia cursar musica, sabia que seus pais não iria apoia-lo, pois achavam musica coisa de vagabundo, queriam que ele fosse médico, advogado ou quaisquer essas profissões que dão dinheiro, contundo Yoongi não se via de jaleco ou terno, sentia vontade de rir só de pensar no quão ridículo ficaria.

- Você já sabe como vai contar para mamãe que vai cursar musica? - Seu irmão o tirou de seus devaneios.

- Não.... - o olhou - Eu sei que ela não vai aceitar que eu curse musica, e vai tentar a todo custo que eu mude para outra.

- Eu sei, mas você tem que contar Min.

Estavam sentados no sofá um do lado do outro, Jin afagou os fios do seu irmão mais novo, como fazia quando este era criança, Yoongi estranhou o toque, mas não se afastou, deixou-se sentir o carinho de seu hyung, esteve precisava arrumar um modo de contar a sua genitora, sobre a carreira que pretendia seguir.

- Ei, por que você não passa a noite aqui?

- Mas e seu amigo? Não vou atrapalhar?

- Claro que não, Nam não vai se importa.

O mais novo concordou com a ideia Jin morava sozinho, mas recentemente começou a dividir seu apartamento com outro rapaz, pois dizia que o aluguel de seu apartamento era muito caro, e séria bom dividir os gastos com alguém, porém o menor não se convencia com isso, pois já viu muitas vezes os dois trocarem carinhos, mesmo que discreto, e tinha uma intimidade um com outro, que o loiro julgava suspeita, mas se seu irmão não lhe dizia nada ele também não iria pergunta.

Levantou-se e foi até o telefone ligando para sua mãe dizendo que ia passar a noite junto com seu irmão, a mulher apenas concordou e disse para não voltar tarde no dia seguinte, pois queria saber logo o resultado de sua prova, o menor apenas condordou, desligando em seguida.

- Não se preocupe tanto com isso.

- É fácil para você falar, você é pediatra, orgulho da família.

- Eu fiz pediatria porque eu quis, não por que a mamãe e o papai queriam, se eu quisesse fazer outra faculdade eu faria, e você está muito enganado se acha que sou o orgulho dessa família.

- Me diz uma coisa, só uma, que não te torna o filho perfeito?

Jin encarou seu irmão por um tempo meio receoso em dizer o que o tornaria - aos olhos de seus pais - tão "mau filho" quanto o seu irmão, contundo nada saiu, o que deixou o loiro mais baixo intrigado sobre o que seu hyung escondia.

- Vou fazer o jantar - o mais velho quebrou o silêncio - O que quer comer?

- Sopa de algas - o menor resolveu mudar de assunto.

O maior sorriu lembrando que esse prato é o favorito de Namjoon também, e foi para cozinha sorridente, sentindo a presença do seu irmão atrás de si.

- Vai ficar me seguindo pelo apartamento? - falou em um tom divertido - quando eu morava sozinho você ficava jogado no sofá esperando eu trazer comida até você, que mudança radical é essa?

- O apartamento não é mais só seu, não tenho a mesma liberdade de antes.

O menor fez uma cara emburrada, quando ouviu a risada debochada do seu hyung, sentou-se apoiado no balcão enquanto via seu irmão cozinhar Jin cortava legumes com maestria, o menor não deixou de pensar que se fosse com ele já teria perdido o dedo.

- Jin a quanto tempo conhece o Namjoon?

Perguntou curioso, sobre quanto tempo os dois se conhece, pois nunca ouviu falar de Namjoon, e faz uns dois meses que esse divide o apartamento com seu irmão, conhecia o outro o suficiente para saber que, se ele trouxesse alguém para morar consigo deviria confiar muito nessa pessoa, o que lhe fez pensar que Jin conhece Namjoon a mais tempo do que ele imaginava. O mais velho parou de cortar por um instante, mas logo voltou a fazer o que estava fazendo.

- Você não deveria falar de forma tão informal comigo já que sou cinco anos mais velho que você.

Achou a resposta do outro estranha e um tanto suspeita, pois nunca foi desconversar assuntos, ainda mais quando falava consigo.

- Você sabe que eu acho toda essa formalidade desnecessária.

- Mas ela existe e você tem que obedece-la, eu não me importo a forma da qual você se dirige a mim, mas quando for falar com as outras pessoas tente ser educado.

- Claro omma.

O loiro disse debochando de seu hyung que soltou um longo suspiro.

- Eu o conheço a quatro anos.

O mais alto disse enquanto despejava os lugumes picados na panela com água fervente.

- E por que estou sabendo disso agora?

- Como assim?

- E porque você me conta tudo, e não me lembro de você ter mencionado algum Namjoon.

- Achei que você não se importasse com essas coisas.

- E não me importo, mas isso me deixa um tanto curioso.

O menor não consegiu segurar o riso quando, viu seu hyung fuzila-lo com os olhos, enquanto usava um avental lilás com florzinhas brancas, não era nem um pouco intimidador, e sim cômico, sabia que seu irmão o repreendia por usar palavras modo rude, mas não era por mal, o agora loiro nunca soube se expressar de forma que os outros entendam aonde ele quer chegar, na verdade nunca foi bom em falar com pessoas.

- O que quer saber? - O medico suspirou.

- Tudo sobre você e ele. - Yoongi disse simplista.

- Nós nos conhecemos na faculdade devido amigos em comum, começamos a conversar e vimos que temos muitas coisas em comum também, o que era engraçado pois as chances de um estudante de medicina e um estudante de arquitetura ter algo em comum, são poucas, ao meu ver claro. Começamos a conversar todos os dias, sobre besteiras, saimos juntos várias vezes até que eu nomei ele meu segundo melhor amigo, já que o primeiro sempre será você, como Namjoon sempre foi muito inteligente foi chamado para estudar no exterior, onde passou um ano, ele voltou recentemente e agora esta morando aqui comigo.

- Vocês são só amigos? - o menor perguntou de modo sugestivo, não era curioso sobre a vida dos outros, contudo ver as reações do seu hyung era muito divertido.

No entando para Jin não era nada divertido, não sabia como falar para seu dongsaeng que sentia seu coração bater mais rapido por homem, enquanto tentava formular algo para falar a ele, sentia seu rosto queimar, queria contar, porém tinha medo de sua reação.

- Jin você 'ta bem? - O mais novo disse risonho.

- Uhum... Vou terminar o jantar.

O medico voltou a cozinhar, para não ficar um clima estranho começaram a conversar sobre a faculdade, pouco tempo depois Namjoon se juntou a eles, Yoongi não conhecia Namjoon direito, mas gostou dele, a forma como eles dois conseguiram manter a conversa com espontaneidade, o que era raro para Yoongi.

Ao termino do jantar Namjoon recolheu os pratos não poupando elogios a comida feita por Jin, o loiro mais baixo achava graça da forma tímida que seu irmão agradecia Namjoon, o mais velho dos três lavou a louça, enquanto o mais novo a secava.

(...)

O menor, se revirava no sofá sem conseguir dormi, estava ansioso e preocupado, ansioso pois daqui uma semana começaria a faculdade de música, preocupado com o que sua mãe acharia, de sua escolha, por mais que fingisse não se importar no fundo ele sábia que se importava, pegou seu celular o conectando com seus fones, colocou uma música calma para que finalmente dormir.

(...)

Antes de sair para trabalhar Jin abriu todas as janelas de seu apartamento, acordando seu irmão, pois os raios solares batiam em seu rosto lhe causando irritação, o menor bufou, queria dormi só mais um pouquinho, sentou-se no sofá coçando os olhos.

- Está preparado? - Jin perguntou.

- Não, mas irei mesmo assim.

- Esse é meu maninho.

(....)

Yoongi colocou seus all star surrados, e foi até sua casa. Ao chegar no local a mulher já lhe esperava.

- Bom dia eomeoni - Falou sem muita animação.

- Bom dia meu filho, que animação é essa? Nem parece que passou no vestibular, que curso escolheu? Medicina? Engenharia? Direito?

Yoongi fitou sua mãe, estava apreensivo, respirou fundo sentindo seu coração martelar, dentro de seu peito, estava tão nervoso.

- Fala logo Yoongi! Que curso escolheu? - A mulher disse ansiosa.

- Musica - Falou de uma vez.

- Música? - Sua mãe riu - Deixe de brincadeira, e diga logo o curso que escolheu.

- Não é brincadeira, eu escolhi cursar musica.

A feição risonha mudou para incrédula.

- Musica? Isso é coisa de vagabundo Min Yoongi

- Não é mãe, é meu sonho.

Yoongi disse tentando se manter confiante, mas na verdade estava com medo só não sabia direito do que.

- Então vá sonhar fora da minha casa.

A mulher disse dando as costas para o mais novo o deixando sozinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...