História The Other Side - Destiel - Capítulo 14


Escrita por: ~

Exibições 119
Palavras 954
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Policial, Romance e Novela, Saga, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gentee, ta aí o último cap, eu pensei bem e vou acabala logo, os sequissu deles vao ser flashbacks na segunda temporada, do Cass lembrando sabe? Pse, eu meio que expliquei pq tava afastado, tava e estou com muitos problemas, familiares e pessoais tb, no coraçao tb... Socorro, se vcs quiserem entender melhor é so dizer que eu falo em msg privada pq to com preguiça de escrever aqui agora e vou travalhar amanhã... N pera ja sao 1 da manha entao vou trabalhar hoje. Espero que gostem e fiquem na bad pq a vida é uma bad e vamos badar por ai.

Capítulo 14 - This is not our the end


Depois da tensão inicial, todos ficaram mais aliviados pois como Sam se probrificou em doar sangue logo, as chances de acontecer algo a Dean diminuiram bastante. Sam estava fraco, doou bastante sangue à Dean que agora estava fora de perigo, porém ainda inconsciente e em estado de observação. O moreno piscava os olhos repetidas vezes com a intenção de não dormir por consequência da fraqueza e do cansaço. Gabriel estava lá, ao seu lado, dando-lhe força, às vezes apertava a mão do maior e distruibuía um singelo selinho nas costas da mão do namorado.


- Sammy-boy, espero que fique bem logo. - disse o baixinho depositando um outro selinho na mão do moreno, que apenas sorriu com os olhos quase totalmente cerrados e apertou a mão do namorado.


- Eu estou bem Gabe, eu apenas doei sangue... Sô preciso descansar um pouco. - sorriu fraco para o baixinho que fez o mesmo.


Perto dali, em outro quarto mais precisamente estava Dean que ja havia recebido o sangue de seu irmão, porém continuava desacordado até então. Castiel bem... Mantinha sua mão entrelaçada com a dele, sua cabeça repolsava sobre a beira da maca, ele rezava para que Dean acordasse logo, não se perdoaria caso algo pior acontecesse com ele, estava mal por ver quem ama ferido, em seu lugar, era sua culpa. Não basta minha vida ser fodida? Eu tinha que foder com a vida dos outroa também? - Pensando Castiel se martirizava por tudo.


Piiiii...


O Som da máquina dos batimentos cardíacos lançou aquele barulhinho, o que Castiel nunca pensou em ouvir tão cedo.


Droga!


Rapidamente ele levantou o rosto e olhou para Dean, lá estava ele, de olhos abertos, fixando seu verde no azul de Castiel.


- Idiota! Eu achei que você tinha morrido, por quê desconectou o aparelho?


Dean começou a rir de Castiel.


- Isso não tem graça seu mongolóide, eu vou te bater! - O moreno começou a dar uns tapinhas em Dean que ora ou outra segurava suas mãos.


- Calma, eu não sabia que você ia surtar.


- Calma o cara- Dean o puxou para um beijo impedindo Castiel de o xingar, depois denpressionar seus lábios eles se separaram.


- Melhorou?


- Cala a boca! - Castiel cruzou os braços fazendo bico.


- Ownt que fofo. - O loiro estava zombando dele.


- Olha eu vou sair daqui antes que eu faça você perder a vida realmente, vou buscar algo pra você comer. - Castiel deixou o loiro no quarto e saiu.


[...]


Depois de receber alta o loiro foi para casa junto com seus irmãos e Castiel, o moreno prometeu ajudar Adam a cuidar dele até que ele estivesse melhor, dentro de dois dias no máximo. Sam já estaria recuperado no dia seguinte, principalmente porque Gabriel fez questão de cuidar do seu gigante.


Os dias foram passando, Dean e Castiel estavam super bem(no relacionamento), o que fazia o mal para o moreno era insultos, piadas e outras coisas que normalmente não o afetariam, mas ele estava mais sensível do que o normal e aquilo o fazia ter recaídas, frequentes recaídas, Castiel se identificou como insuportável, o especialista alertou sobre algumas coisas que podiam acontecer e que estavam acontecendo agora, o moreno de olhos azuis temeu e agora temia mais ainda. Sua especie de tratamento mudou, Castiel descobriu que a música lhe fazia bem e ele tinha um ótimo talento com ela, deste então ele vinha tocando e cantando, mas ainda sim os problemas se tornaram maiores. Era horrível, ele se sentia horrível, como seus irmãos se sentiam em relação à si? Como Dean se sentia em relação ao seu namorado? Problemático, sempre causando problemas, Deus, nem Castiel se aguentava mais, por quê ele tinha que ser um completo fodido? Depois de quatro meses Castiel não aguentou mais, a vida dele já era ferrada demais e ele não tinha o direito de ferrar com a vida dos outros. Agora as únicas coisas que o acalmavam e o ajudavam com seu problema eram música e.... Bem, com toda certeza Dean fazia muito bem para ele, tanta que ele não podia privar o loiro de ter uma bela vida por conta de seus problemas, assim ele pensava.


[...]


Eu era feliz, bastante feliz, mas aquilo tudo se tornou ilusão, eu fiquei destruído e me tornei um destruidor, quantasnpessoas eu prejudiquei? Três? Quatro? Dez? Nem eu mesmo sei. Quero que saiba que eu te amo com todas as minhas forças, diga para todos que eu também os amo, mas não como você claro, e é pwnsando no seu bem estar, no bem estar deles que estou partindo, espero que entenda, vai ser melhor assim, não precisaremos discutir por minha causa, nem se martirizar por qualquer merda que eu fiz, não adianta dizer que não é minha culpa, que é outro eu, todos sabemos a verdade, fique bem, por favor não esqueça de mim, mesmo que sua lembrança seja de raiva, contanto que tenha eu em sua cabeça e principalmente no seu coração, já será o suficiente para mim, amei nosso tempo juntos, principalmente os primeiros meses, prometo nunca te esquecer, até nos vermos novamente.


Com amor muito amor


- C



Castiel deixou cair uma lágrima por sobre a carta, colocou-a dentro do envelope e deixou dentro do porta luvas do impala de Dean. Saiu andando pela rua, tarde da noite, pelo menos se despediu indiretamente dos outros, deixou Dean dormindo como um anjo depois de uma ótima noite de amor. Agarrando-se a si mesmo na noite fria Castiel foi indo embora de lá, levando consigo seu amor, suas lembranças boas e ruins, suas superações, seus medos, seus objetivos e suas novas ambições, Dean mudou por ele e ele iria mudar por Dean, ele iria vencer por si mesmo, por Dean e por eles dois.


E ele se perguntava, quando realmente ele iria ter apenas dias bons.



Continua...



Notas Finais


É isso, meio bosta né? Mas foi mais como um epílogo e bem, como pediram muito graças à isso vai haver 2 temporada.

Esperoque tenham gostado.
Beijekas e até Outlaws Of Love(minha outra destiel em andamento, irei atualizala tb logo logo) *3*.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...