História The Other Side - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 1.282
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Magia, Sobrenatural, Suspense

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - In The End


Se você estiver perdendo
então eu estarei aqui
Lutando ao seu lado
Sempre!

Sperare foi a última a passar pelo portal, a última vez que passou por um... bom não foi nada bom. Miguel e Sophia estavam sendo segurados por algumas pessoas, provavelmente eram fadas.

Sperare pegou a lâmina de dentro da bota e olhou para aquelas fadas com seus olhos vermelhos. Os seres ficaram um pouco assustados pelo fato dela ter aqueles olhos, o único era Alec mas ele não podia entrar naquele lugar. 

Uma garota começou a se aproximar lentamente deles, todas as fadas em seu caminho se curvavam para ela, mas não era por respeito e sim por um simples e puro medo.

A garota tinha o cabelo loiro, longo até a cintura, usava um vestido que parecia ser feito de algumas folhas e flores, não usava sapato nenhum.

Sperare não se curvou para ela, a garota sentia muito quando alguém era ruim e não merecia estar no poder, como o lobo branco da alcatéia Moonlight.

A fada não gostou nenhum pouco da atitude da garota, abriu suas asas parecidas com as de uma borboleta, eram azuis em um tom muito vivo.

Sperare não ficou impressionada com aquilo, o que deixou a fada mais nervosa. A garota abriu as grandes asas negras de anjo, todas as fadas ficaram impressionadas nunca haviam visto algo daquele tipo, era algo totalmente novo para elas.

— O que ousa fazer nesse reino?— A fada falou alto fazendo todos olharem para ela.

— Eu solicito que devolva o Cálice das Sombras ao dono... No caso o dono está na sua frente!— Sperare falou no mesmo tom que ela.

A cada riu alto como se aquilo fosse uma piada. As fadas ao redor dela fizeram o mesmo, mas logo se calaram quando Sperare deu um passo para frente enfrentando a garota.

— Solte meus amigos e entregue o Cálice!— Ela disse e segurou o cabo da lâmina mais firme.

— Para conseguir o Cálice... terão que ganhar no meu jogo! — Ela disse e estalou os dedos. 

[...]

— Que lugar é esse? — Sperare perguntou olhando em volta.

— Mas que... merda!— Miguel falou e olhou para trás procurando a irmã. — Sophia?

Aquela floresta escura, ela enganava muitos que entravam lá e muitos morriam por causa dela, a floresta tinha o poder de controlar as ações da pessoa ou Besta e no final ela se matava por culpa.

Miguel já havia ouvido sobre aquele lugar, seu pai lhe contou tudo o que sabia antes de morrer.

Sperare se aproximou mais de Miguel, ela estava com um pouco de medo daquele lugar, parecia o lago que havia pulado quando atravessou o portal. 

Miguel conseguiu sentir o medo da garota, olhou para ela e colocou a mão na nuca dela. Não disse nenhuma palavra, ele respirou fundo e se aproximou mais dela. Eles estavam cada vez mais e mais próximos, Sperare encostou a cabeça no peito dele e Miguel a abraçou.

Sperare fechou os olhos ao sentir Miguel a abraçar, era a melhor sensação que ela havia sentido daquele lado, algo no garoto a trazia um pouco de paz. Miguel sentiu a esperança que havia na garota, o poder dos dois juntos parecia invencível, algo que nunca poderia ser quebrado, como se tivessem nascidos um para o outro, eles juntos iriam acabar com tudo isso.

Por alguns instantes Sperare sentiu o poder deles se misturando, era uma sensação diferente, como se tudo aquilo não fosse real, ela até pensou que aquilo era mais um de seus pesadelos que tinha quando estava no mundo dos humanos, mas aquilo era real, ela estava lá sentindo aquilo.

Aquela não era a intenção da rainha das fadas, ela queria os afastar não aproxima-los mais e claro que tudo foi tolice.

A rainha das fadas ficou brava, ela mandou uma de suas guerras matar Miguel, se ela não podia tê-lo, ninguém teria.

[...]

Sophia estava correndo pela floresta, aquilo estava se tornado um pesadelo, não conseguia encontrar o irmão, o lugar era escuro, aquela fada maldita queria os dois mortos.

— Miguel!— Ela gritou, mas nada adiantou. O som de sua voz não ecoou pela floresta.

Mais a frente estava Miguel com Sperare, uma das fadas estava pronta para atirar uma flecha neles, Sophia correu o mais rápido que pode e entrou na frente da flecha, o objeto atravessou seu peito, chegando até o coração.

— NÃO! — Miguel gritou e correu ate a irmã antes que ela caísse no chão. — Sophia olha pra mim! Por favor! — Disse enquanto algumas lágrimas caiam pelo seu rosto.

Ele se ajoelhou com a irmã deitada em suas pernas, ele tentou tirar a flecha dela, mas não fez, percebeu que aquilo causaria muita dor a ela.

— Sophi... Aguenta mais um pouco, por favor!— Ele disse com as lágrimas caindo sobre seu rosto.

— Está tudo bem... Eu... vou ficar bem... — Ela disse e passou a mão no rosto dele.

— Lembra do nosso juramento? Eu não vou deixar você ir sozinha! — Ele disse.

— Miguel... Eu... te amo... — Ela disse com muita dificuldade.

Aos poucos a respiração dela foi ficando mais lenta, não conseguia mais focar em Miguel, sua visão se tornou turva e escura, em questão de segundos ela não estava mais ali. Miguel abraçou ela, o garoto não aguentou mais segurar as próprias lágrimas então ele simplesmente as deixou cairem.

Sperare pegou a lâmina negra e jogou contra a fada, a mesma se transformou em várias folhas que logo desapareceram. A garota se ajoelhou ao lado de Miguel e passou a mão pelo cabelo de Sophia.

Todas as flores que haviam no lugar ficaram negras, pareciam ter morrido de uma hora para outra. Tudo havia acabado, para Miguel a única luz que existia havia morrido, nem Sperare poderia o ajudar dessa vez.

Miguel fechou os olhos e lembrou do juramento que ele e Sophia haviam feito a alguns anos atrás. 

****

Por alguns estantes eles estavam juntos no terraço de um prédio, a brisa do mar passava pelos dois, tocava a pele deles como se fossem almas que queriam estar com eles. 

— Você não tem que morrer

sozinho está noite!—  Ela disse sorrindo segurando as mãos do irmão.

— Se estamos mais perto do outro lado. — Miguel continuou.

— Seja uma dose de proteção através do Sangue e das lágrimas!— Sophia  falou.

— Se você estiver perdendo, então eu estarei aqui! Lutando ao seu lado, Sempre!— Eles falaram juntos, como se fossem um só.

****

Sperare tocou no braço de Miguel, tentou trazer a ele um pouco de esperança, mas ele parecia estar a impedindo. O Cálice foi jogado ao lado da garota e logo ela o pegou.

— Meus parabéns! Vocês ganharam o jogo!— A fada falou e os mandou para fora daquele mundo.

Miguel havia prometido a Sophia que ela não iria morrer sozinha. Ele não podia trazer ela de volta a vida, mas também não se importava mais com aquilo, ele estava cansado de viver apenas de esperança.

— Olha... A garota está brincando de morto vivo? — Alec falou quando viu eles.

Miguel apenas negou com a cabeça, ele estava bravo mas não respondeu o homem, apenas desapareceu.

— Miguel!— Sperare falou. — Obrigada Alec! Suas piadas foram muito necessárias! — A garota revirou os olhos.

[...]

A mulher ruiva caminhava pela rua, nenhum humano ousou abrir a cortina para vê-la. Aquela era uma inimiga antiga deles e sempre que ela aparecia algo ruim acontecia.

Aurora Waveshurts, a bruxa mais poderosa de todo aquele mundo, ela trará o caos ou a paz? 

Músicas do capítulo
In The End - Link Park
The Other Side -  Ruelle
Mendum - Shiver
Somebody To Die For - Hurts



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...