História The Other Side of The Joker - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arlequina (Harley Quinn), Batman, Esquadrão Suicida, Gigi Hadid, Jared Leto, Justin Bieber, Lily Collins, Margot Robbie
Personagens Coringa (Jack Napier), Jared Leto, Justin Bieber, Lily Collins, Personagens Originais, Selina Kyle (Mulher-Gato), Zayn Malik
Tags Amor, Arlequina, Batman, Coringa, Drama, Ficção, Harley Quinn, Incesto, Jared Leto, Joker, Justin Bieber, Lily Collins, Ódio, Psicopata, Revelaçoes, Romance, Sexo, Suspense, Terror, Violencia
Visualizações 243
Palavras 2.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii mundoooo voolteeii

Gente muito obrigada pelos comentários do capitulo anterior(25) vcs são fodas ♥ eu amo os comentários kkkkkkk

Sorry errinhos e boa leituraa serumanuu *.*

Capítulo 26 - ♣ Escape


Fanfic / Fanfiction The Other Side of The Joker - Capítulo 26 - ♣ Escape

ANGELINADALLAS


Corria, corria o mais rápido que podia pelos corredores daquele prédio escuro e aterrorizante. Era para mim,um cenário de puro terror,que só dificultava minha escapatória.

Enquanto mantinha o foco sobre a extensão fechada daquele longo corredor para achar à saída,escutei passos apressados atrás de mim,junto com gritos e barulhos estridentes. Não me dei o trabalho de olhar para trás e ver quem são, provavelmente era os capangas de Joker. Esse palhaço... É mais burro que eu pensei que fosse, como ele pode achar que eu estava "afim" dele,é um psicopata mesmo. 

Mas não pude deixar de perceber que,se não fosse minha consciência me chamando de volta à terra enquanto nos beijavamos,estaria com toda certeza sendo "fudida" por ele naquela mesa de escritório nesse exato momento.

Me dá náuseas só de pensar. Mas nunca que isso irá acontecer! NUNCA!

Os passos pareciam mais próximos e com isso tive que correr ainda mais,fazendo minha asma começar a dar um "Olá" para variar. Minha respiração estava descontrolada e ofegante, eu tinha que parar de correr antes que eu tivesse um ataque ali mesmo. Ate que para minha sorte ou não, encontrei uma espécie de túnel através de uma parede daquele corredor. Adentrei o mesmo sem pensar duas vezes,esperava quê aquilo fizesse os capangas serem despistá dos. 

Dentro aquele túnel frio e escuro,vi uma escada,desci a mesma com um pouco de dificuldade por causa do pequeno espaço para um corpo. Chegando no final da escada podia se ver tudo uma escuridão absoluta,o que me fez ficar apavorada. Com as próprias mãos, tento achar alguma coisa para me apoiar ou ate mesmo a escada que eu acabei de descer...mas foi inútil.

Me assustei quando passos sobre minha cabeça começaram a correr,eram os capangas tentando me achar. O problema era que eu não poderia ficar ali por tanto tempo,teria que sair desse prédio e das mãos do palhaço antes que ele me mate. Se eu conseguisse escapar,com certeza Batman iria ajudar a mim e ao meu pai.

Não vejo a hora de abraçar meu pai e Mariah...sinto saudades,muitas saudades. Ate dos idiotas dos meus amigos da faculdade, Olivia Piter e Alice. Será que eles sentem minha falta também? Espero que sim.

Ao achar uma parede do meu lado,encosto minhas costas na mesma,sentindo um choque com a friagem que ela se encontrava. Eu estava apenas de sutiã,o que causa ainda mais calafrios com o contato. Ignorei isso e encostei minha cabeça na parede lentamente, levando minha mão por toda extensão dela. Até sentir uma especie de maçaneta bem do meu lado na altura da minha cintura,sorri com aquilo. Girei a mesma que abriu com dificuldade,ela ranjeu bastante até completar toda sua abertura. Passei por ela,entrando em um outro túnel,com pouca luz que vinha de buracos com uma grade para barra los sobre o teto. 

Ouvia se vozes por aquelas aberturas,e isso não era bom. Andei cuidadosamente para não fazer barulho. Parecia que aquele lugar estava embaixo do escritório de Joker. Tinha que achar uma saída antes que o palhaço me ache!

Contudo fui a procura de alguma saída, mas não encontrei nada...na verdade aquele lugar não tinha nada,era como um espaço para circulação de ar do prédio. Examinou cada canto,ate achar uma passagem barrada por uma grade. Andei ate lá para ver o que tinha do outro lado,e para minha felicidade havia uma outra passagem. Ela era comprida,escura e pequena,pareciam outro tipo de túnel.

Com calma para não fazer barulho,abri a passagem jogando a pequena grade para o lado de fora e adentrando rapidamente o local. Tive que ficar abaixada para poder andar pelo túnel bem fechado e sufocante. Ele era feito de aço o que fez me sentir frio,enquanto apoiava meu corpo com ambas as mãos sentia a sensação gélida do metal. Cada vez que eu engatinhava para dentro daquilo,eu via uma pequena luz bo fim. Poderia ser minha oportunidade de escapar daqui.

Quanto mais eu me aproximava, mais a luz aumentava junto com a minha felicidade. Não aguentava mais essa situação,não comia comida de verdade a dias,tomar um banho decente,eu não sabia o que era mais fazer isso...queria viver de novo minha vida de antes,dês daquela noite onde foi a primeira vez que vi pessoalmente o "senhor Joker" poderia dizer que não vivo mais uma vida normal. Tudo parece uma piada,só que estou do outro lado dela,ou seja,do pior lado acompanhada junto ao palhaço.

Cheguei no final do túnel sobre uma grade abaixo de meus joelhos e mãos, ótimo! Isso não tinha saída,e eu estou agora encima do escritório de Joker. Podia ver toda extensão do cômodo que eu estava há minutos atrás. Vi que o tapete e a mesa estavam do jeito que nós deixaremos,bagunçada,enquanto brigavamos pela chave da porta.

Senti um alivio por Joker não estar ali,com toda certeza ele iria me ver quando olhasse para cima,e isso não estava nos meus planos.

Suspirei fundo e abri a fechadura da grade,logo colocando a grade para o lado de fôra do escritório. Estava fitando o chão com o tapete bagunçado, o buraco em minha frente era minha libertação que me chamava. Se eu saísse do túnel e achasse alguma arma de defesa nesse escritório e ir para a saída desse lugar poderia se dizer que eu estava á salvo. Porém se ru saísse desse túnel e desse escritório poderia dar de cara com os capangas do palhaço e ate mesmo o próximo...fazendo assim minha escapatória ir por água abaixo,pois se Joker conseguir me pegar outra vez,nunca mais que o mesmo iria dar um mole desse como deu.

Balancei a cabeça, tentando tirar essas paranóias da minha cabeça e pensar positivo. Apoiando meus braços na beira da abertura,coloquei minhas pernas para fôra fitando as mesma enquanto estudava a maldita altura que eu estava. No minimo do chão ate o teto,tinha uns mais de três metros,o que fazia me ficar receosa para soltar os braços. Parecia cena de filme,porquê quando eu ainda estava criando coragem em cair naquele chão,ouvia passos pesados vindo em direção a porta daquele escritório. Olhei a porta esperando que a maçaneta da mesma seja girada,mas antes de isto acontecer pulei,fechando logo em seguida a grade e me escondendo rapidamente bem de baixo da grande mesa de madeira. Em segundos a porta foi aberta,acompanhada com o som da voz rouca do palhaço,dizendo o quão seus capangas eram burros por não me acharem ainda. Ele aparentava estar bem irritado e impaciente. Poderia soltar uma gargalhada vendo ele assim,mas tive que me manter quieta. Por uma pequena abertura que tinha nos pés da mesa de madeira grossa bem na altura dos meus olhos, via toda a situação.

— Já olhamos nos túneis,quartos,corredores e o terraço...nada da garota,Mr J...- era Roberts falando ofegante, enquanto adentrava o escritório acompanhado com dois capangas,um com máscara de coelho e outro com a de um bode,ambos com armas de grande porte em punho.


- Ela não pode ter fugido...- Joker rosnou em sussurro. - ...não de mim! - escuto um estalo parecido com de uma arma sendo recarregada.

- Podemos olhar lá fora,ela não pode ter ido muito longe, senhor...- um dos capangas sujeriu.

Eu podia manter a total calma e  segurança,só que isso evaporou com a aproximação de Joker ate a mesa. Eu via suas pernas caminhando lentamente ate a cadeira,ele parou com os pés virado na minha direção,ele parecia que sabia onde eu estava,só precisava do momento certo para me pegar.

- Podem ir...- Joker ordenou eles sentando na caseira de forma lenta. Eles saíram obedecendo seu pedido.

O jeito que ele falará me causou um certo medo,parecia que eu estava a alguns segundos perto da minha morte. Os pés do palhaço que estavam cobertos por um sapato social preto e brilhante,batiam de forma melodiante e calma,suave e frenética. Engoli em seco por estar bem debaixo do seu nariz e não ser percebida ainda. Minha perna começou a doer por conta da minha posição nada agradável - estava agachada com as mãos em volto das pernas e ainda sim,parecia que não era o suficiente para caber meu corpo ali.

- A coisa mais estúpida é alguém tentar fugir de mim...- mas que droga! - Angelina...- nesse exato momento meu mundo desabou. Fechei os olhos e me xinguei de todas as formas,como ele sabia que eu estava ali,bem... Ali!?

Tento não fazer barulho e segurar a respiração para ajudar a mim mesmo. Observava o palhaço abaixar o braço com sua arma em punho. Ele brincava com aquilo,fazia movimentos para minha direção enquanto dava risinhos estranhos.

- Angel...- ele cantalorou irônico. - Sei que esta aqui...vamos,apareça, sera melhor amor. - meus olhos começavam a pesar de lágrimas,fazendo me fecha loa com forca e segurar as lágrimas. - ...ou você quer ver de camarote seus amigos e família serem esquartejados vivos,gracinha? - quando abri meus olhos, dei de cara com Joker abaixado e me olhando com um sorrido nada normal nos lábios.

Arfei de susto com a "surpresa",não durou nem trinta segundos que eu fiquei de olhos fechados e ele conseguiu se abaixar até a mesa sem ao menos fazer barulho.

Sussurrei um "droga",sentindo uma lagrima escorrer pelo meu rosto. Sorri irônica para ele,ele me encara serio passando seis olhos azuis por todo meu corpo,parando exatamente em minhas pernas. Aquela situação parecia durar horas,ate ele me puxar pelas pernas brutalmente,forçando me a sair debaixo da mesa sem nenhum cuidado,o que fez eu bater a cabeça fortemente na quina da mesa deixando minha visão turva.

- Me solta! - gritei,sendo agarrada pelos braços bruscamente. - Me solta,seu cretino!

- Cala boca! - gritou me sacudindo. - Agora quero ver você tentar escapar outra vez sua vadia! - ele faz me encara lo nos olhos apertando meu rosto fortemente. - Aprenda...ninguém consegue escapar de mim! Ninguém! - rosnou arregalando os olhos de forma estérica. - Sua mãe conseguiu... Mas mesmo assim ela acabou morta! - meus olhos ardiam de anto ódio que eu sentia daquele homem.

Agindo impulsivamente,cuspo na face do palhaço me soltando das suas mãos, dando depois um tapa forte no rosto do mesmo. Ele parecia paralisado no tempo,seu rosto ficou virado de lado por bastante segundos sem se mexer. Eu fiquei esperando una reação bruta dele,mas nada acontecia. Minha respiração era lenta mas bem profunda,com a boca entre aberta ele virou seu rosto para minha direção, ele tinha um sorriso travesso no semblante, seus olhos transbordavam puro ódio enquanto eles me fitavam.

Corri ate a porta tentando fugir, do que viria a seguir,mas senti ele me puxar pela cintura e prensar me em uma parede. Eu me debatia para tentar me solta,mas a força dele era bem maior que a minha juntamente com sua arma apontando para minha cabeça,tanto que ele em meio desse tapas começou a apertar meu pescoço junto com a arma,levantando me a centímetros do chão e eu ficava desesperada.

Eu puxava o ar tentando respirar,mas começava a ficar difícil fazer tal ato com a força que ele apertava. Minhas mãos estavam sobre seu peitoral tentando o empurrar para longe,ele me olhava de forma psicótica e aterrorizante,ele queria me matar...era fato.

- N-não res-spiro...- sussurrei, quase sem ar. - Po-por fa- avor...- suplico olhando nos olhos de Joker,sentindo que poderia morrer sufocada ali mesmo.

Em vez dele redimir,apertou mais ainda meu pescoço fazendo me fechar os olhos e sentir uma lágrima escorrer pela maçã do meu rosto mais uma vez.

- Você foi muito desobediente comigo! - gritou no meu ouvido esquerdo. - Por isso vai merecer um castigo por tentar escapar de mim com fez...- soltou meu pescoço e se afastou quando eu cai no chão sem forças. 

Minha garganta estava doendo,minha asma era visível e a ironia de Joker ainda mais!

- Levanta gracinha! Anda! - puxou me pelo braço.

Puxei meu braço

de volta irritada,ele me encarava com desdém e isso fez eu revirar os olhos. 

- Castigo...-minha voz sai mais rouca que o normal. - Que. Castigo? - perguntei pausadamente.

Então ele tira do seu bolsa da calça uma seringa pequena com um líquido verde dentro. O palhaço se aproximou rapidamente, fazendo movimentos rápidos com os braços e mãos. Quando dei por mim estava virada de costas para ele e sendo segurada no pescoço outra vez,só que agora senti uma picada no mesmo...era a agulha da seringa penetrando me e liberando o líquido gelado,sentia aquilo percorrer na minha veia como um rio percorre sobre as pedras. 

Joker beijou o local da picada tranqüilamente,logo percebi ele sorrir com os arrepios desnecessários que eu mesmo dei com aquele contato. Minhas pernas ficaram fracas a cada minuto,minha boca secava e respiração não existia mais...

- Esse...- depois que ele disse isso,eu não sentia mais nada,apenas minha visão ficando escura, meu corpo mole e sem forças.

Parecia estar morrendo...e sera que eu estava mesmo,porque depois disso não sentia mais nada.


Notas Finais


Dsclp se ficou chato ou sei la...kkkk no próximo vai sera bem interessante!

Xoxo ♥__


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...