História The Other Side (Snowbarry) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow, Legends of Tomorrow, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Barry Allen (Flash), Cisco Ramon, Detetive Joe West, Dr. Harrison Wells, Dra. Caitlin Snow, Eddie Thawne, Felicity Smoak, Iris West, Jay Garrick, Kara Zor-El (Supergirl), Laurel Lance, Lena Luthor, Leonard Snart (Capitão Frio), Mick Rory (Onda Térmica), Oliver Queen (Arqueiro Verde), Quentin Lance, Ray Palmer, Sara Lance, Tommy Merlyn, Wally West (Kid Flash), Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Barry Allen, Caitlin Frost, Caitlin Snow, Carlos Valdes, Cisco Ramon, Danielle Panabaker, Flashfrost, Frostar, Granielle, Grant Gustin, Iris West, Killer Frost, Savifrost, Savisnow, Savitar, Snowallen, Snowbarry
Visualizações 142
Palavras 2.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem e comentem! Obrigada pelos comentários e bem-vindos novos leitores! Peço que deem uma olhada em uma fic nova minha e em outra que estou escrevendo também, está nas notas finais o link! Leitores da War Of Hearts olhem as notas também!

Capítulo 3 - The Deal.


Fanfic / Fanfiction The Other Side (Snowbarry) - Capítulo 3 - The Deal.

— C-Caitlin... —  Ele proclamou ao se separarem, olhando fixamente nos olhos da morena. Contudo, ela só conseguia pensar na rival que se partira ao ver a cena, satisfeita com o resultado. 

—  Não se atreva a responder as ligações dela. —  Snow apontou o dedo indicador bem à frente do rosto ainda perplexo do moreno, entregando o celular de volta e tentando velozmente entrar para dentro de seu apartamento ao finalmente perceber o que acabara de fazer, impedida por uma repentina e desagradável voz. 

—  Então os pombinhos resolveram se assumir para o mundo? —  Ronnie, que permanecia parado rente à escada de frente aos seus apartamentos, subia lentamente com um cínico e falso sorriso no rosto. 

—  O que está fazendo aqui? —  Caitlin pronunciou com um tom seco. —  Pensei que estava para se casar, não vejo o porquê de estar andando por aqui. 

—  Pensei em vê-la pela última vez antes disso. 

—  E então? O que pretendia fazer ao me ver? —  Barry apenas o encarava em silêncio, tentando manter a calma em consideração a amiga. —  Não pense que só porque você se sente um pouco carente que eu irei ser uma segunda opção. 

—  Cait... Você sabe muito bem que estou me casando por conta do dinheiro envolvido, será um grande negócio!  Se apenas nos encontrássemos algumas vezes, poderíamos ser mais felizes ainda e... —  A fala de Raymond fora cessada com a frustração de Snow. 

—  Olha, Ronnie, eu realmente não ligo para como você casa ou deixa de casar. Eu só quero que você me deixe em paz e nunca mais apareça na minha frente com este tipo de proposta, que nem é considerada humana... —  Ela se preparava para entrar no apartamento, mas novamente se lembrou ao lembrar de algo. —  Ah! E, por favor, não me chame de Cait. 

—  Então vocês realmente estão tendo algo. Isso não é certo, Cait... Caitlin. —  Desta vez, Allen que se mantinha em silêncio até então, resolveu intervir. 

—  E se tivermos? O que irá fazer? —  Ele entrou na frente da morena, enquanto a colocava para trás de si. —  Eu perguntei o que você irá fazer se eu tiver um relacionamento com ela! —  Allen empurrava o ombro direito de Ronnie. —  Se nem você sabe o que você realmente quer, não apareça enquanto isso na frente dela, porque de agora em diante, sou eu quem irá cuidar dela. —  Barry segurou a mão de Snow, levando-a para dentro do apartamento, não dando a oportunidade de Raymond se pronunciar. 

Caitlin estava constrangida o suficiente para falar qualquer coisa nessa situação. Deus! Que porra eu fiz? Ela pensava ao ficar repassando a cena do beijo em sua mente.  

Não muito atrás, Allen também se encontrava em silêncio sem saber o que dizer exatamente sobre tudo que havia acontecido entre eles.  

—  É... —  Os dois pronunciaram em uníssono, ficando ainda mais vergonhosos diante da situação em que se encontravam.  

—  Fala você primeiro. —  Barry finalmente quebrou o silêncio. 

—  Por que você mentiu para Ronnie? 

—  Eu não menti. —  Caitlin o encarou confusa... —  Eu realmente cuidarei de você, Cait. Mas estive pensando... Pelo jeito que ele veio aqui, com certeza, têm sentimentos por você. Talvez percebendo que você está em outra, ele reconheça o que realmente sente.  

—  Você quer dizer DE VERDADE fingir que estamos namorando? —  Por alguns segundos que faltaram as sinapses na morena, hesitou pensar que era uma ridícula ideia, até um flash de memórias dos poucos momentos anteriores romperem em sua cabeça, enquanto Allen apenas assentia, orgulhoso da proposta que apresentava. —  Bom... Eu acho que é uma ideia... Maravilhosa! —  Ela abriu um sorriso enorme, surpreendendo o moreno, 

—  Você acha? —  Caitllin assentiu alegremente. A melhor amiga de Barry havia se lembrado de momentos anteriores ao verificar o seu celular e descobrir que Iris não havia desistido dele. 

—  Claro! É um ótimo trato! Além de eu sair ganhando e, principalmente, aquela embuste se afasta de você. 

—  Íris? Por quê? —  Ele perguntou por pura inocência, dando de ombros para com a situação. 

—  Está assim tão curioso sobre sua ex? —  Ela cruzou os braços, bufando e arqueando as sobrancelhas 

—  O que há de errado com você? —  Ele gargalhava, imitando a amiga. —  Agindo toda como uma mulher perto de mim. 

—  Sempre fui uma mulher, meu bem.  Bem bonita por sinal. —  Ela não pôde conter o riso com as piadas do moreno, 

—  Nisso eu não posso discordar. Você realmente consegue ser. 

—  Sério? —  O tom animado dominou a garota. 

—  Sim! —  Ele sorriu abertamente, com a mesma animação —  Você realmente consegue ser estranha e convencida. —  O sorriso de Caitlin se cessou, enquanto Barry permanecia a rir. 

—  Idiota! 

E, assim, a barreira de constrangimento e frustração recém-criada entre os dois fora facilmente derrubada pela comodidade simultânea dos dois Contudo, por trás de todas aquelas piadas e risadas, o que secretamente havia se fixado em suas mentes era perturbador —  a cena do beijo que parecia permanecer e se repetir várias vezes, os intrigando.  

No caso de Barry, ele sabia muito bem e entendia a justificativa de Caitlin. Havia compreendido o porquê de ela querer se livrar de Iris. A West fora a namorada mais longa que teve e a única em que cogitou pensar em casamento. Apesar de não terem conversado muito na época, ela e sua melhor amiga sempre se deram bem, até o dia da cerimônia, onde fora abandonado e ficado sem notícias da noiva. Até ela aparecer novamente recém-divorciada, tentando reatar. Depois de falhas tentativas, ela novamente desapareceu, retornando à ligá-lo atualmente.  

Já Caitlin, se perguntava o motivo pelo qual Barry a agarrara durante o beijo, mesmo não sabendo da presença de ambos os ex, mas ainda assim, concordava com o acordo para tirar a pé do saco da aba de Barry. A verdade era que não ligava muito para Ronnie deste que este a abandonara e sempre foi muito perturbador. Ela decidiu ignorar e tentar de parar de pensar sobre determinado assunto. 

(,,,) 

Ela usava um vestido longo azul, que levemente deslizava pelo chão. O penteado preso e a franja solta, harmonizavam com o batom e a pele clara de Snow.  

Era finalmente o casamento de Laurel e reencontraria as velhas amigas, ansiando para revê-las, ela logo se sentou ao banco, preenchido por Felicity, Thea, Dinah, Amaya, Sara, Kara, Alex e Maggie. 

—  Você já viu o gato que vai te acompanhar como padrinho? —  Smoak tapeou levemente o seu braço, suspirando. — Julian Albert. —  A loira apontou para o rapaz, que aparentemente, acompanhado de seus amigos, se aproximava do grupo das garotas. —  Ouvi dizer que é um cavalheiro e tanto. —  Ela sussurrou antes que ele pudesse alcançá-las. 

—  Você deve ser Caitlin. —  Julian sorria ternamente. —  Eu sou Julian, amigo do noivo. —  Ele estendeu a mão e ela a apertou, também sorrindo. —  Vamos nos dar bem. 

—  Claro! —  Ela o cumprimentou. 

—  Quando falaram o quanto você era bonita, não imaginava que fosse literalmente como disseram. —  Um dos rapazes comentou. —  Meu nome é Hunter. Hunter Zolomon. —  Ele depositou um beijo na mão da morena, que se acanhou com as investidas dele. 

Julian mantinha uma expressão séria diante das cantadas do amigo, inseguro de cada palavra que ele dizia. Snow o notou, mas não era como se fosse ciúmes e sim, uma constante raiva do companheiro. 

—  O que você acha da comida, Caitlin? — Hunter constantemente tentava segurar sua mão. —  Acho que o buffet é ótimo, mas conheço um ainda melhor. 

—  A comida parece pouca. —  Ela deu de ombros. —  Buffet? Onde? 

—  Um hotel aqui perto na verdade. É ótimo. 

—  Você quer dizer o Hotel Starling? —  Zolomon assentiu animado. —  Eu trabalhei por algum tempo lá. 

—  Então você conhece bem o ambiente. —  Caitlin confirmou, segurando uma taça de champanhe. —  Você poderia me acompanhar até hoje lá depois do casamento.... 

—  Por que eu o faria? —  Ela cerrou os olhos diante dos dizeres do loiro. —  Fui demitida de lá. 

—  Vamos chamar o pessoal e se divertir. Suas amigas vão adorar, eu pago. —  Snow se alegrou com a possibilidade de levar as amigas para o hotel elegante em que já trabalhou, desde que era um ótimo ambiente. 

—  Sério? —  Hunter entregava mais uma taça de champanhe para a morena animada, enquanto saía para conversar com uns amigos que acabavam de chegar. 

Ela procurava as amigas que haviam sumido com o aparecimento de Julian, mantendo uma visão meio turva por conta das imensas doses de álcool que mantinha em seu corpo. Foi quando, um braço a puxou para dentro do banheiro masculino. Caitlin constantemente se debatia, tentando se livrar de qualquer que fosse a pessoa que a havia agarrado. 

—  Shhh... —  Ele a virou para si, verificando se havia alguém nas cabines do banheiro e ela finalmente se acalmou. —  Caitlin, você tem que sair daqui. 

—  Por quê, Julian? Você não vai conosco, Hunter disse que pagaria uma refeição em um hotel aqui perto e... 

—  Você não está entendendo. Esses caras... —  Albert mostrou o celular, que continha mensagens de um grupo com os rapazes. —  Fizeram uma aposta de quem conseguiria levar você primeiro. 

—  O quê? —  Snow encarava fixamente a tela, enquanto a rolava, ficando indignada e perplexa diante do absurdo. —  E você está nessa também? —  Ela se virou contra Julian, quem logo balançou a cabeça negativamente. —  Esses caras podem ser meus amigos, mas eles são uns babacas. É por isso que você deve ir. —  Ele saiu do ambiente, no caso de ter os rapazes o procurando.  

Com as mãos pouco trêmulas, ela alcançou o celular em sua bolsa e discou para o número de Barry, com lágrimas rentes aos olhos. 

—  Venha me buscar, Bar. 

—  Aconteceu algo, Cait? —  O tom preocupado, tentava fazer com que a morena tentasse cessar o recém choro. 

—  Nada. Apenas, venha me buscar. —  Ela desligou e o moreno saiu em contrapartida, o mais rápido que podia atrás da amiga. 

Caitlin decidiu sair do banheiro e fora em direção onde Hunter e os amigos comemoravam e conversavam. O estacionamento, cheio de incríveis carros, chamou sua atenção. A morena enxugou suas lágrimas, abriu um imenso sorriso e graciosamente se aproximou dos rapazes. 

—  Ei, Hunter! —  Ela acenou para ele, quem mantinha uma expressão satisfeita ao ver Snow caminhando em sua direção. —  Não vamos ir? Qual é o seu carro? Aliás, esses carros são maravilhosos! Quais são o carro de vocês todos, deixem-me ver se valem a minha companhia. —  Os garotos apontaram um a um, carros esportivos consecutivamente um ao lado do outro, no total eram três.  

Caitlin lentamente se aproximou do primeiro, passando a mão lentamente sobre o veículo, enquanto mantinha o sorriso em sua face, abriu-o ainda mais ao encarar para os rapazes que tinham expressões orgulhosas. Em um piscar de olhos, Snow levantou a bolsa pesada pela originalidade, na qual Patty havia dado de presente e rapidamente destroçou um dos retrovisores de Hunter, em seguida, correndo imediatamente até os outros dois carros e fazendo o mesmo. 

— Essa mulher é louca! —  O olhar fulminante delatou o rosto de Zolomon que imediatamente correu até ela e a agarrou por trás, impedindo de sair destroçando outras partes do carro. 

Allen, quem na verdade, estava próximo do local da festa de casamento de Laurel, observava seriamente diante da multidão o escândalo de Caitlin e os rapazes. 

—  Sabe, Hunter. —  Ela se livrou dos braços do loiro. —  Nem por dez milhões de reais eu dormiria com você. Acho que preferia dormir em um chiqueiro ao dormir do seu lado, porque, com certeza, um porco é bem melhor que você. —  Zolomon cerrou os olhos, mordendo os lábios e tentando controlar a raiva dos dizeres da morena. —  Ugh... —  Ela imitou um gesto de ânsia. — Você é nojento. 

—  Cala a boca. 

—  Você acha que dinheiro é importante? Pega ele e arranja uma consulta em um psicólogo, porque não tenho certeza se você é retardado de nascença ou aperfeiçoou com o tempo, de qualquer forma, use-o. —  Ele levantou o braço direito e atingiu a face direita de Caitlin. 

Barry pensou duas vezes antes de se posicionar, mas se controlou e permaneceu apenas observando, segurando um certo rapaz que tentava impedir a briga. 

— Allen? — Ele olhou no rosto sério do moreno. —  O que está fazendo aqui? Você a conhece? —  Ele apenas assentiu. —  Por que não está fazendo nada? —  Julian manteve-se indignado com a posição do colega.  

—  Apenas espere. —  Ele abriu um sorriso ao ver a morena levantar o rosto sorrindo.  

Barry e Caitlin decidiram aprender várias artes marciais durante o tempo em que andavam juntos. Decidiram que seria o melhor se aprendessem juntos, desde que por sempre ser muito magro, sempre sofrera na escola por não ter força o suficiente para revidar. Snow decidiu o seguir porque simplesmente gostava e de todas elas, possuía faixa preta em uma. 

Foi assim, que em um momento de raiva, ela simplesmente o atingiu no rosto e alcançou uma parte vital do ser do rapaz. Obviamente, não poderia usar a arte para golpeá-lo e, apesar de simples, ao pensar naqueles momentos em que aprendiam lutas juntos, Barry se sentiu aliviado que ela poderia apenas se defender sozinha, mesmo com meros movimentos. 

—  Para um rosto caro, sua face parece ser bem frágil. —  Ela gargalhava ao ver o rapaz fragilizado com os simples golpes e Allen permanecia a encarando orgulhoso. 

—  Quem é essa mulher, Barry? —  Julian também fixamente mantinha seu olhar sobre a morena. 

—  Minha namorada. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! O que acharam? Como essa relação vai se desenvolver? Iris logo vai aparecer... Fiquem ligadosss! O que acha que Hunter vão fazer? aushuashu olhem minhas outras fics!
''Tomorrow With You (Snowbarry)
A uma semana do casamento de Íris, Barry decide voltar no tempo para evitar o iminente casamento de seu amor em vão. Entretanto, ao retornar ao futuro descobre uma realidade diferente da que deixou, onde estava noivo de sua melhor amiga, Caitlin Snow. O velocista recebe a visita de Jack e Jesse Allen, seus filhos com Snow do futuro, que estão a desaparecer, por conta da luta de Barry contra seu próprio casório. Poderia o velocista salvar seus filhos e sua relação com Caitlin?
https://spiritfanfics.com/historia/tomorrow-with-you-snowbarry-savifrost-10322362 ''
--
''Olhe Em Sua Volta (Snowbarry)
Quando o sistema legal torna-se ineficiente, a justiça tardia é a única solução. Caitlin Snow, uma árdua investigadora é acusada de um misterioso assassinato, tornando-se uma fugitiva ao mesmo tempo em que sua filha desaparece. Sem esperanças, recorre a Barry Allen, um promotor que não acredita na verdade do acusado e possui suas próprias ganâncias. Seria ele capaz de acobertar uma fugitiva e conseguir justiça para com seu nome?
https://spiritfanfics.com/historia/olhe-em-sua-volta-snowbarry-10183147 ''
PS.: leitores de War Of Hearts, não se decepcionem, logo mais o capítulo sinal será postado, tive uns problemas mas logo postarei! Beijosss!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...