História The our real faces - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Exo, Hunhan, Kaisoo, Kris Wu, Kristao, Lu Han, Sulay, Xiuchen, Zitao
Visualizações 67
Palavras 665
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Policial, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - Chanyeol - III


Fanfic / Fanfiction The our real faces - Capítulo 38 - Chanyeol - III

 

Depois do fan meeting do novo livro sem a presença de Baekhyun Byun...

- Senhor Park... O senhor não deve faltar.

- APENAS ME DEIXE!

(Casa de Chanyeol)

- Sinceramente... Aquele garoto... Eu vou lá na universidade.

(Universidade)

Chanyeol avista Baekhyun ensaiando algo em uma sala sozinho, ele entra sorrateiramente e permanece em silêncio.

- Ken, por que você faz isso comigo? O que eu te fiz pra você me tratar deste jeito? Não me lembro de ter-te feito nenhum mal. Então por que você continua fazendo isso comigo Ken?

Beakhyun recitou por cerca de 5 vezes esta mesma frase (do livro de Chanyeol), quando de repente...

- Nai, você não percebe que estando comigo você irá se machucar? Não quero que se machuque Nai. Eu amo você e só a sua falta me fez perceber isso.

- S-senhor Park... Essa frase do final não existe no livro. Deveria lê-lo novamente. Até mais.

Chanyeol segura Baekhyun pelo braço, mas desta vez, suavemente.

- Eu quero falar com você, e gostaria que você me escutasse.

Então Chanyeol estendeu a mão para Baekhyun e ele a agarrou (a mão) então Chanyeol foi em direção ao palco, virou-se para Baekhyun:

- Com toda a sua licença...

Pegou Baekhyun por baixo dos braços e o levantou, deixando-o em cima do palco, sentado.

- Pronto, agora estamos como deveríamos estar desde o início, comigo abaixo de você.

- Não diga isso s-senhor Park.

- Me espere.

Chanyeol foi até a porta da sala de ensaios e trancou-a. Voltou para Baekhyun:

-Eu sei que errei em ter usado você, eu apenas não queria me aproximar e acabar me magoando, eu fui egoísta, sei disso, reconheço meu erro, espero que você não tenha sofrido tanto quanto eu sofri. Pensei que nunca mais veria você e isso estava me matando, foram 8 dias de muito estresse pra mim. Só terminei de escrever aquele livro porque pude passar o tempo todo pensando em você. *Baekhyun chorando* Sei que te magoei, e que seu coração deve ter doído muito, não quero que você seja meu. Eu quero ser seu.

- S-senhor Park... Não se preocupe com isso *limpando as lágrimas* Eu entendo o porquê de você ter feito aquilo, abomino com todas as minhas forças, mas eu entendo.

- Não quero ser uma abominação para você. Quero que você me perdoe e me dê uma segunda chance.

- E o que o senhor pretende desta vez?

- Quero que nós sejamos nossos. Siga sua vida comigo.

- Mas...

- Baekhyun, eu descobri tarde de mais, mas eu te amo. Eu te amo. EU TE AMO!

- Como posso saber que isso não é só pra aliviar sua culpa?

- Já leu meu novo livro?

- Estou na metade.

- Tá com ele ai?

- Sim, está na minha mochila.

- Eu pego.

Depois de Chanyeol voltar com o livro em suas mãos.

Leia a última página.

- “Baekhyun Byun, meu personagem principal foi inspirado nesta pessoa, uma pessoa importante na minha vida, pena que eu não dei valor enquanto o tinha, agora eu o perdi. Meu conselho é... Não percam as pessoas que vocês amam, principalmente quando ela ama vocês.” Senhor Park... O senhor não me perdeu... Só pensei que não seria capaz de fazer isso com alguém, independente de quem fosse.

- E não vou, porque não haverá mais ningém.

Então Chanyeol subiu no palco, pegou a mão de Baekhyun e o levou até o meio do palco, ajoelhou-se:

- Baekhyun Byun, dono do sorriso que ilumina minha vida, quando aparece, dono dos meus pensamentos, você quer namorar comigo?

- Você está esperando que eu diga sim né?

- Sinceramente... Não, mas não custa tentar.

Então Baekhyun ajoelhou-se o suficiente pra ficar da altura de Chanyeol e acariciou seu rosto.

- Eu aceito namorar com você. Desde que você me prometa não me deixar mais. Nunca mais.

- Eu aceito os termos. (risos)

- (risos) então está bem.

- Baekhyun...

- Hm?

- Obrigado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...