História The Pack. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Carlinhos Weasley, Dobby, Draco Malfoy, Fenrir Greyback, Fred Weasley, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lord Voldemort, Luna Lovegood, Molly Weasley, Neville Longbottom, Rabastan Lestrange, Remo Lupin, Rodolfo Lestrange, Ronald Weasley
Tags Amor, Drama, Família, Harry Potter, Hermione Granger, Lendas, Lobisomem, Lobo, Magia, Matilha, Mistério, Revelaçoes, Romance, Sexo, União, Vingança, Weasley
Exibições 69
Palavras 1.787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Bring to The Pack.


Hermione ofegou de dor, lágrimas escorrendo por suas bochechas vermelhas. A dor era insuportável. Sentia tudo mais intenso, mais doloroso pela falta de seus sentidos. Lágrimas borravam sua visão; uma mão foi pressionada contra o lado de seu rosto para mantê-la no lugar, cortando o som da sua voz. Outro grito rasgou sua garganta enquanto ela sentia seu antebraço ser cravado. Seu corpo estava em agonia.

A mão em seu rosto a soltou, o quarto se enchendo com gritos, ricocheteando nas paredes e de volta a suas orelhas. Bellatrix estava cacarejando sua risada perversa enquanto entalhava a palavra "sangue-ruim" no braço de Hermione. Seus marido, Rodolphus, estava de joelhos ao lado de Hermione, sua mão indo para sua garganta para mantê-la deitada, no lugar.

Tudo isso aconteceu com o simples uso da palavra "Voldemort". Harry não tinha a intenção de dizer isso. Ele gritou na hora da raiva enquanto discutiam. Nem um momento depois, seqüestradores estavam em volta da barraca. Eles não tiveram uma chance. O trio de ouro tinha corrido, mas não demorou muito para pegarem os três adolescentes cansados e subalimentados. Eles os pegaram e os trouxeram para a Mansão Malfoy. Nunca antes um lugar tinha tido uma energia tão maligna acumulada. A mansão tinha memórias obscuras e horríveis em suas paredes. Eles podiam sentir o ódio e o mal desde o momento em que os três entraram em seus terrenos.

"Você se acha tão esperta, não é garotinha?" Bellatrix insinuou, ajoelhando-se, indo mais para baixo, em direção ao braço que sangrava.

Ela sorriu para Hermione, um sorrio louco e perverso. Hermione assistiu horrorizada enquanto a bruxa cortava sua mão direita, com a faca que acabara de usar na castanha. O sangue escorria da ferida. Lentamente, a bruxa abaixou sua mão para cobrir o entalho no braço de Hermione. Seu sangue se misturou ao dela e Hermione sentiu ainda mais pânico surgir dentro dela. Ela não sabia o que estavam fazendo, mas era mau. A magia negra tinha muitos elementos envolvendo sangue, troca de sangue. Para lançar um feitiço de magia negra, você precisaria tirar sangue ou sacrificar alguém, ou algo assim.

"Rodolphus, você é o próximo", Bellatrix falou, se movendo para tomar o lugar do marido, segurando Hermione. Uma nova onde de pânico veio sobre a nascida trouxa, e ela começou a se debater no chão, determinada a ficar longe de tudo o que eles estavam fazendo com ela. Bellatrix manteve sua mão firme sobre a garganta dela, enquanto Rodolphus se movia para frente de Hermione. Ele fez a mesma coisa que sua esposa, cortando a palma da mão e compartilhando seu sangue com o da menina.

"Isso vai funcionar?" Rodolphus perguntou, levantando-se e recuando. Ele olhou para seu irmão, dando um aceno de cabeça. Sem qualquer palavra entre eles, Rabastan Lestrange se moveu para frente de Hermione. Ele repetiu o processo.

"Sim." Sussurrou Bellatrix. "Você acha que o lobo poderia me enganar? Você acredita que eu sou relaxada com as minhas torturas? Eu não sou vocês, com seus estupidos erros. Ela vai estar derramando cada segredo pela manhã. Meu Lord ficará tão orgulhoso. Agora cale a boca e chame Greyback." 

Hermione choramingou horrorizada. Seus olhos estavam focados em Rabastan quando ouviu as palavras de Bellatrix. O homem limpou a mão ensanguentada no braço sangrento de Hermione, e então, ao contrario dos outros dois, estendeu a mão para acariciar a bochecha dela.

"Ainda penso que é injusto que o lobo possa tê-la." Disse Rabastan, com o dedo escorrendo pelo rosto, até o pescoço e indo em direção ao colo exposto. "Não importa a ordem em que vamos fazer parte."

"Toque nela, Rab, e eu vou corta as suas bolas fora. Eu lhe disse o que vai acontecer. Fenrir vai tê-la primeiro, ele vai trazê-la para dentro da alcateia. Depois disso, você e o idiota do seu irmão podem fazer o que quiserem com ela, uma vez que eu tenha toda a informação que preciso." Bellatrix disse ao homem, seus olhos brilhando de raiva.

"Que tipo de informação precisamos se temos o Potter?"

"Precisamos do resto da Ordem! Você está me questionando? Questionando o Lord das Trevas?" Gritou Bellatrix.

Lágrimas frescas caíram pelo rosto de Hermione. Ela não tinha salvação, Harry e Ron estavam presos no porão. Não havia mais saída. Não havia mais escapatória. Eles iam matar seus melhores amigos e força-la a entregar tudo o que soubesse da Ordem. Sua única esperança era que o laço com a alcateia não fosse tão poderoso quanto eles achavam que seriam. Mesmo sem saber o que estavam fazendo consigo.

Botas pisaram no chão enquanto Fenrir e Rodolphus entravam no recinto. Hermione estava tão distraída que nem mesmo viu o irmão Lestrange partir.

Fenrir tinha o olhar fixo nos dela, um olhar faminto em seus olhos enquanto ele empurrava Rabastan de seu caminho e se ajoelhava sobre Hermione. Ele se abaixou, a castanha sentiu a terrível sensação do monstro saboreando seu sangue. Ele fez barulhos de grunhidos enquanto acariciava o braço dela, como um cachorro deleitando-se com seu brinquedo favorito.

"Ande logo com isso." Exigiu Bellatrix. Ela parecia tão enojada com as ações dele, mas Hermione tinha a sensação de que o nojo se devia muito mais ao fato de ela ser uma nascida trouxa do que nojo pela cena em si. Bellatrix realmente parecia sentir nojo.

Fenrir se afastou ligeiramente, seu rosto em direção a Bellatrix enquanto ele mordia o lábio inferior com os dentes afiados. Um momento depois, ele soltou, um pequeno corte no lábios enquanto ele se abaixava, a boca indo até o sangue no braço de Hermione.

"Caralho", Rabastan murmurou, se afastando ainda mais de Fenrir e da garota no chão, um olhar de nojo em seu rosto. "Não poderíamos encontrar um cão mais bem treinado, Bella?"

Fenrir rosnou, seus olhos indo até Rabastan, estreitos. "Lembre-se de quem será o alfa neste bando, filhote. Eu estou trazendo ela para isso, você precisa prestar atenção ao seu tom em torno de mim de agora em diante."

Bellatrix se levantou, sua varinha apontada para Fenrir, logo se ouviu um estrondoso barulho vindo do outro lado da sala. Ninguém mais estava ali, apenas os cinco enquanto realizavam o ritual. Os Malfoys haviam se retirado após trancarem Ron e Harry no porão.

Mais medo se apoderou de Hermione. A única pessoa que poderia ser agora era o Lord das Trevas em pessoa.

No entanto, para surpresa de todos, Ron Weasley e Harry Potter estavam parados na outra extremidade da sala, ambos segurando uma varinha e seus olhos focados na cena a frente deles.

O puro caos estourou na sala. Os Comensais da Morte próximos a ela logo lançavam feitiços em direção a seus melhor amigos. Harry e Ron estavam se virando bem, do melhor jeito que podiam dada as condições em que se encontravam. Eles estavam em desvantagem, mas Fenrir não era muito bom com sua varinha e não parecia interessado em ficar muito longe de Hermione. 

Seus olhos a vigiavam, queimando a alma dela. Ela nunca esqueceria os olhos dele: famintos.

Quando o lobisomem virou as costas para Hermione afim de lançar um feitiço em direção a Ron, ela jogou ambos os pés acertando os dele, o desequilibrando. O feitiço de Ron ricocheteou por cima da cabeça dela, mas um segundo feitiço e o lobo estava preso ao chão de uma vez por todas.

As coisas estavam ficando cada vez mais intensas até que Dobby apareceu. Ele soltou o candelabro, quase acertando Bellatrix e os irmãos Lestrange, os tirando o foco. Hermione usou o último resquício de força que tinha para se lançar até Harry e Ron, que a puxou para perto de si, a colando em seu corpo. Ela se agarrou a ele como pode, todos pegando a mão de Dobby e em um segundo, não estavam mais ali.

Aparatando para longe do inferno.

____

Hermione caiu inconsciente durante a aparatação até Shell Cottage. Ela estava exausta demais e seu corpo finalmente desistiu da tensão do dia. Ron a agarrou ferozmente em seus braços, caminhando até Shell Cottage, a morena inconsciente protegida em seus braços. Harry ficou para trás, conversando com Dobby e agradecendo antes do elfo estalar seus dedos e desaparecer.

Os três caminharam até a casa de Bill e entraram sem se incomodar em bater. Eles já tinham enviado Luna, Grampo e Ollivander primeiro, antes de sua missão de resgate a Hermione. Não foi surpresa ver todos na cozinha com Bill, que parecia furioso. Ele rapidamente se moveu até Ron, seus olhos avaliando os dois meninos antes de seu olhar cair sobre Hermione.

"Cristo, o que aconteceu com ela? Todo esse sangue esta fazendo meu nariz coçar", Bill declarou. Ele ofereceu seus braços, tomando Hermione de Ron que protestava. Bill o ignorou, movendo-se pela casa e subindo as escadas com ela. Ron e Harry seguindo atras, perseguindo o lobo. 

"Onde está Fleur?" Harry perguntou, perdendo o olhar de advertência que Ron havia lhe enviado.

"Se foi."

"Foi?"

"Sim", declarou Bill, sem mais informações. Ele gentilmente colocou Hermione na cama, sua mão pegando no braço dela e olhando para a palavra esculpida. "Eu posso cheirar-los em toda parte. Eles a tocaram?" Bill virou o rosto para os meninos, alarmado enquanto esperava uma resposta.

"Eu acredito que não", Ron respondeu. "Pelo menos, não assim."

"Eu não sinto cheiro de sexo nela, mas eles podem ter lavado ou tocado nela. Quanto tempo vocês estiveram lá?" Bill questionou.

"Algumas horas", Harry respondeu.

"Ótimo." Disse Bill, finalmente relaxado. "Ron, vá e chame Charlie pela lareira, diga a ele que precisamos das habilidades de primeiros socorros dele. Potter, vá e chame Luna, ela precisa lavar o sangue e o cheiro deles da Granger, oi eu vou acabar mordendo ela." Ele largou a mão de  Hermione e saiu do quarto. 

"Ele parece ..." Harry começou, olhando para a porta aberta pela qual Bill havia saído.

"Frio? Amargo?" Ron ofereceu. "Os gêmeos os chamavam de muito mais durante o período que estive aqui. Eu não sei o que aconteceu com Fleur, Bill não conta para ninguém. Ele ficou um pouco mais ... intenso, desde que ela o deixou."

"Ele não realmente mordê-la, certo?"

Ron parecia sombrio. "É uma coisa de lobo, eu acho, ele pode cheirar outros machos nela, agora ela está sob o cuidado dele, e ele pode ficar meio estranho com algumas coisas. Remus disse que é porque ele não tem um bando."

"Ele tem uma irmã e cinco irmãos."

"Eu não tenho ideia de como isso funciona, ele não me diz nada. Ao que parece, nós não somos o bando dele."

Os dois rapazes olharam para Hermione, dando-lhe um último olhar antes de partirem para obedecer às ordens de Bill, ninguém querendo ficar do mal lado do lobo.


Notas Finais


Olá olá olá tortinhas, tudo bem?
Esse é um novo projeto que vem sendo elaborado a um tempo, não sei a frequência que irie postar, pelo menos uma vez por mês.

Esse é só um comecinho.

Destino e WYWG irão continuar com as postagens normais.

Espero que gostem.

Até loguinho <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...