História The Pains of love - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Depressão, Drama, Originais, Yaoi
Visualizações 78
Palavras 993
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 7 - Kidnapped


Fanfic / Fanfiction The Pains of love - Capítulo 7 - Kidnapped

Me sentei na cadeira novamente ao ver as pessoas entrando na sala. Adriel me deu um abraço de lado.

[...]

Liam Pov's on

Ao chegar em casa abri a porta da frente com um chute, corri até as escadas porém parei no segundo degrau com a pergunta de meu pai.

- como foi na escola hoje Liam? - ele perguntou equanto folheava o jornal em suas mãos.

- normal... - respondi voltando meu olhar para as escadas.

- você não falou com ele, ou falou?

- ah pai! Não enche! - falei subindo as escadas de dois em dois degraus e correndo para o nosso quarto batendo a porta e a trancando.

Eu precisava de algo que me lembrasse Juan, eu não poderia me aproximar dele pelo seu próprio bem, e isso estava me preocupando ainda mais!

[...]

"Obrigado pelos momentos que me fez sentir-me vivo, em minha sã consciência. Obrigado pelos sorrisos que tirou de mim, poucos explícitos e muitos escondidos pela minha depressão."

Juan foi retirado de seus pensamentos e do texto que escrevia nas notas de seu celular quando Adriel adentrou o quarto.

- tá tudo bem?

- na medida do possível... - ele respondeu cabisbaixo.

- sobre seu irmão, não é? - Juan concordou com a cabeça. - sabe o motivo dele ter se afastado?

- não exatamente, mas tenho certeza que nosso pai está incluso nisso.

Adriel pegou seu celular e olhou as horas, se levantou e o guardou no bolso de trás da calça novamente, deu um beijo na testa de Juan.

- já volto, tenho um assunto para resolver.

-  mas já está de noite.

- não demoro, prometo! - ele disse e saiu do quarto, deixando Juan sozinho, o mesmo pegou novamente seu celular e voltou a escrever seus rascunhos.

" Agora poderá já ser tarde, mas não posso e nem consigo fugir da verdade, aqui também digo sobre você e meu amor escondido, que nunca fora compreendido.

Você fora o motivo da minha vida, de eu criar força para levantar todas as manhãs, minha tristeza desaparecia ao lhe ver. Eu sorria ao lhe ver feliz E chorava junto ao lhe ver sofrer..."

Adriel andava pelas ruas apressadamente, queria ir logo com o plano, ao chegar em seu destino olhou para a casa de cima a baixo e começou a rodea-la, na expectativa de descobrir alguma janela aberta e, para sua sorte havia uma.

O mesmo olhou ao redor do quintal e viu uma escada, pegou-a e a apoiou contra parede, subindo logo em seguida.

Ao chegar no topo percebeu que era o quarto de Liam e Juan. Liam estava acordado, estava com seu abajur acesso e mantinha a cabeça encostada na parede, estava pensando.

Adriel entrou no quarto lentamente e pegou um pequeno lenço em seu bolso, depositou um líquido dele e se aproximou de Liam.

Pôs o lenço no nariz de Liam equanto segurava as mãos do mesmo com a outra mão, ao perceber que ele havia desmaiado guardou o lenço e retornou para a janela, arrastando Liam pelo chão.

A altura não era fatal, então o jogou de lá mesmo, o barulho de queda foi amenizado por um saco de lixo, Adriel desceu em seguida, retirou a escada e colocou Liam nas costas.

Ao chegar no esconderijo Adriel amarrou Liam em uma cadeira junta a uma pilastra e saiu, trancando a porta.

[...]

Mais uma vez Juan estava no banheiro com sangue em ambos os braços, que ao escorrer sujava o moletom e a camisa do mesmo.

Estava sentado no chão com a cabeça encostada na porta, olhava para os seus cortes recém formados e lembrava de Liam. Sentia-se culpado por tudo oque aconteceu, no fundo ele sabia que esse amor nunca seria recíproco, queria punir a si mesmo por ser tão idiota e por isso os cortes, porém eles não estavam sendo a solução.

- Juan? - ele ouviu a voz de Adriel, se levantou rapidamente e ligou a torneira, lavando todo o sangue que ainda escorria de seus braços.

Abaixou as mangas do casaco e fechou seu zíper, a fim de esconder as manchas na blusa, abriu a porta e se sentou na ponta da cama de Adriel.

- ainda acordado?

- não consigo dormir... - um aperto tomou conta de seu coração, como se algo tivesse acontecido - preciso ver Liam! - ele disse enquanto as lágrimas tomavam conta de seus olhos.

- seu pai o proibiu de falar com você, lembra?

- m-mas, ele não está bem, eu sinto isso!

- ora Juan, deve ser coisa da sua cabeça, tente descansar okay?

[...]

- ótimo trabalho Adriel, Frank me disse sobre o sumiço de Liam, é um bom começo! Mas você sabe oque eu quero, e para provar a morte de Liam quero seu coração dentro de uma caixa.

Olivier disse para Adriel, queria o quanto antes a morte de Liam, odiava o fato de Frank falar sobre Liam como um troféu, se vangloriando e sempre esquecendo de Juan, que para ele era considerado o filho bastardo.

- onde estou? Que lugar é esse? 

A claridade fazia os olhos de Liam arderem então o mesmo os mantinha entreabertos. Começou a escutar passos, alguém estava se aproximando dele, porém não conseguia ver.

- quem é? - ele berrou tentando se mexer.

Seus músculos doíam e seus braços e pernas estavam dormentes, as cordas cortavam suas circulações sanguíneas. O mesmo percebeu uma silhueta a sua frente, tentou abrir os olhos lentamente, para que assim se adaptassem a luz.

- olá, Liam...

- A-Adriel? - ele perguntou com a voz rouca e trêmula.

- eu mesmo.

- por que me prendeu aqui? Tire-me daqui!

- desculpe Liamzinho, ordens do senhor Olivier...

- o pai da Lindsey e amigo do papai?

- o próprio, ele me dará uma ótima recompensa pela sua morte, mas antes eu quero aproveitar um pouco, você não vai se importar não é mesmo grande amor do Juan?

 


Notas Finais


Beijos arco íris 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...