História The Past Comes Back - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Davina Claire, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Lizzie" Saltzman, Enzo, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Josette "Josie" Saltzman, Joshua "Josh" Rosza, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Marcellus "Marcel" Gerard, Matt Donovan, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Vincent Griffith
Tags Família, Fantasia, Klaroline, Magia, Segredo, The Originals, The Vampire Diaries
Visualizações 18
Palavras 1.344
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Algumas informações importantes para a história.
Bom leitura!

Capítulo 2 - Tell Me The History



Cada um da sala tinha emoções mistas sobre a revelação da garota, mas tinham um sentimento em comum; raiva. Ela era culpada pelos últimos acontecimentos e perdas de todos. Cada um tinha perdido duas amigas extraordinárias. Marcel ainda estava agarrando a garganta da jovem quando é empurrado para o outro lado da sala pela mesma com força.
"Sou Katheleen Holtz, a criatura sobrenatural mais poderosa e forte, mostre respeito."Katheleen diz irônica alisando a roupa. "Eu sei que estão me culpando pelas mortes de Davina e Camille. Davina foi um dano colateral mal calculado, sua morte não era prevista por isso iria trazê-la da volta à viva. Já a morte de Camille teve um propósito que foi cumprido, salvando não só as vidas de todos aqui como de todo mundo sobrenatural e seu equilíbrio." A pose de superioridade estava de volta. A indiferença pelas mortes das mulheres era perceptível, com a bruxa tinha um certo remorso, porém com a vampira tinha satisfação quase como se desejasse sua morte.
"Por que tinha que ser a Cami, minha amiga, a morrer para na sua opinião salvar o mundo sobrenatural?" Vicent fala se aproximando de Katheleen com todo cuidado, ele conseguia sentir o poder dela que não era pouco.
"Porque os ancestrais me informaram que era a melhor forma de impedir que o equilíbrio se desmorone e não levar suspeitas de que existia alguém manipulando os acontecimentos." A jovem explica de um jeito infantil como se explicasse para uma criança que ela não deve por a mão no fogo porque pode queimar.
"Que ancestrais você fala, pois os de New Orleans não controlam mais nada e porquê estariam em interessados na morte de Camille." Kol se pronuncia pela primeira vez desde ser curado da mordida, em certo ponto feliz por saber que ela ressuscitaria Davina, mas intrigado e desconfiado pela intenção da garota.
"Klaus explica para eles.
Você sabe mais sobre o assunto e eu explico como vim para aqui e por quê." Katheleen diz sem o menor interesse indo em direção a onde estava o bourbon e colocando em um copo para ela. Depois de servida de uma dose generosa sentido na cadeira atrás da mesa de escritório, retirando um cigarro e isqueiro.
"O que? Por que eu?  Desde quando fuma?" O híbrido exclama a olhando e recebendo um olhar 'faça o que eu digo e não pergunte mais nada' que silêncio às perguntas dele.
Há 3 mil anos atrás, um reino próspero sofria ameaças de criaturas maléficas. Quando um jovem príncipe decido que não iria manter mais seu povo merecer dessas criaturas, começa a estudar coisas sobre as criaturas: fraqueza, habilidade, poderes; o príncipe Alecsandre aprendeu muitas coisas sobre todas essas criaturas e um delas é a magia. Com a magia ele criou um feitiço muito forte que transformaria um humano comum em um guerreiro hábil e com poderes para enfrentar as criaturas. Só que esse humano tinha que não ter nascido ainda, por sorte o príncipe agora rei esperava um herdeiro com sua esposa Persi. Então o Alecsandre coloca o feitiço em seu filho não nascido. Quando uma bela menina nasce o reino celebra sua salvação. A menina com nome de Illyria - que para as criaturas era o nome da deusa de guerra deles - cresceu e desde nova é treinada para ser uma forte guerreira e ao  completar 15 anos tem suas habilidade e poderes ativados. Ela venceu todas as criaturas, as matando ou expulsando desse mundo honrando esse nome de deusa da guerra. Não só ela, mas todos os gerações posteriores tinha poderes e habilidades especiais. Ao longo dos anos eles foram chamados de muitos nomes: guerreiros, salvadores, cavalheiros, caçadores; entretanto com o tempo somente um nome para as pessoas saberem que eram eles. Holtz, o último nome de todos da família.
"Os Holtz's são a família mais antiga, poderosa e forte da mundo sobrenatural. Porra, eles criaram o mundo sobrenatural e são descendentes do primeiro bruxo do mundo. Longo do tempo o nome da família foi desaparecendo, mas sempre houve um Holtz para proteger e manter o equilíbrio entre o sobrenatural e o humano." Ao terminar Klaus solta um suspiro, falar sobre aquilo trazia lembranças indesejáveis para ele. Todos olhavam exasperados para a jovem sentida na cadeira que fumava um cigarro e com as pernas apoiadas na mesa, a aura da jovem inspirava superioridade e frieza, ela é de uma família de 3 mil anos que criou o sobrenatural e a magia por isso sabia controlar tão bem ela.
"Agora que sabem com quem estão lidando, vamos discutir algumas coisas que Klaus não disse no seu pequeno conto. Os ancestrais que falei, por motivos óbvios, são todos os Holtz's, principalmente Illyria, eles observam tudo o que acontece aqui. Quando alguém ameaça o equilíbrio do mundo meus ancestrais me mandam mensagens designando minha missão. Por isso estou em New Orleans, Lucien Castle e as bruxas ancestrais ameaçavam o equilíbrio." Katheleen jogava  o cigarro apaga na mesa  olhando para algo baixo em sua roupa, porém ao olhar para acima um arrepio de medo passa por todos, inclusive Klaus, pelo seu olhar demoníaco. Pareci que tinha encarnado algo muito sombrio nela.  O olhar frio com os olhos totalmente negros sem nenhum resquício do branco. "Farei de tudo para manter o equilíbrio que minha família passou 3 mil anos tendo conquista." A voz de Katheleen perecia que tinha saído de um filme de terror, tinha um tom grosso e frio.
"Kathy. Pequena." O apelido carinhoso que Klaus costumava chamar ela pereceu ter um efeito sobre a jovem, que em menos de dois segundos retornou ao estado normal. Um hesitação e medo por um pequeno instante transparência no olhar de Kathy, porém logo desapareceu para o mesmo de sempre de superioridade e indiferença. "Por que os ancestrais  achavam que Lucien e as bruxas velhotes poderiam quebrar esse balanço?"
"Pela história de Alecsandre e Persi. Eles eram almas gêmeas como você mesmo sabe. O feitiço só pode ser concluído pelo poder do amor deles. Ao longo dos anos só existiu 3 almas gêmeas: os primeiros humanos, Alecsandre e Persi, e Silas e Amara. Até algo tempo atrás que um novo par de alma gêmeas surgiu, meu dever é proteger eles dois. Só que Lucien descobriu também. Klaus, o objetivo do Lucien era matar sua alma gêmea. E quando um do par morre, o outro sente uma dor insuportável. Os primeiros morreram juntos. Alecsandre durou 3 dias sem Persi até se matar. E Silas e Amara é complicado. Se Lucien conseguisse matar sua alma gêmea, você desligaria sua humanidade e seus irmãos seriam obrigados a te matar e ele teria tudo que quis, causar a você uma dor irreparável e ser traído  por aqueles que confia. Eu não podia deixar isso acontecer." Kathy fala com uma voz emocionada, seus olhos brilhavam com lágrimas não derramadas. Se via claramente que ela e Klaus tinha uma conexão forte.
"Quem? Só me diz quem?" O híbrido estava igualmente emocionado e ansioso para a revelação como se soubesse e só queria uma confirmação. Os outros eram meros telespectadores de toda trocas.
"Sim, é ela. Ela, Klaus. Lembre do noite em que vocês se conheceram. Um dano colateral." Suas últimas palavras foram o fim, Klaus desapareceu do cômodo em sua velocidade sobrenatural e Katheleen  atrás.
"O que foi todo essa história?" Depois de longo momento de silêncio, agora quebrado por um bem humorado Josh. Que após o comentário é em encarado por todo da sala.

                                  (...)

“Klaus, me deixa explicar.” Sua pequena implorava correndo atrás dele. Claro que sempre teve um fraco pela garota que considera uma irmãzinha. Se rendendo vira-se para Kathy que já deixava as lágrimas rolarem pelo rosto. Agora que a máscara de indiferença caiu e a garota que o híbrido conheceu revelava, ele via que ela não tinha mudado ainda era aquela menina assustada de 15 anos de anos atrás.
“Pequena.” O loiro caminha até ela passando os braços arredor dela, a puxando para um abraço firme e protetor. “Kathy, eu senti sua falta.”
“Eu também senti sua, Nik.”


Notas Finais


Um pequeno momento lindo no final. A relação entre o Klaus e a Kathy tem muito coisa para contar.
Toda história da família Holtz tem coisa faltando.
Momento demóniaco da Kathy.
Comentem o que estão achando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...