História The Past Is Back - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Scream (Série)
Personagens Audrey Jensen, Brooke Maddox, Eli Hudson, Emma Duval, Gustavo "Stavo" Acosta, Haley Meyers, Jake Fitzgerald, Kieran Wilcox, Margaret "Maggie" Duval, Noah Foster, Xerife Michael Acosta, Zoe Vaughn
Tags Amadeus Serafini, Bex Taylor Klaus, Carlson Young, John Karna, Scream, Tom Maden, Willa Fitzgerald
Exibições 48
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Capítulo 5: Saudades?


Fanfic / Fanfiction The Past Is Back - Capítulo 5 - Capítulo 5: Saudades?

Fazíamos pausas entre o beijo para um sorriso. O beijo era ofegante e o clima estava cada vez mais quente. Eu pegaria ela ali, agora, na hora, mas estávamos no carro, e isso era broxante. Quero que quando role seja num lugar mais apropriado.

Ela me levou em casa, se despediu com um beijo rápido e eu sorri. Por mim, eu ficava com ela pra sempre, mas eu tinha que voltar pra casa já que amanhã tinha aula e ainda não desfiz nenhuma mala. Ao entrar meu irmão estava sentado no sofá da sala, senti o cheiro de bebida no ar.

- Por que não me ligou? - me assustei, pensei que ele nem tinha me visto.

- E você ia me buscar? - ri alto. - Pelo amor né.

- E por que não? - ele disse se levantando e vindo em minha direção.

- Ia como? De carro? Eu não me atreveria entrar no carro com você desse jeito. - revirei os olhos e me virei, insinuei ir para escada.

- Não confia em mim? - ele agarrou meu braço, me impedindo de subir. Estava completamente alterado.

- Não. - ele apertou mais o meu braço, - O que vai fazer? - a força aumentara. - Tá doendo Mike!

Ele apenas me soltou porque fiz força. Fiquei assustada e corri para o meu quarto, trancando-o. 

- Abre a porta Beatricce! - ele bufou alto e eu ignorei. 

Desfiz uma das minhas malas e arrumei algumas coisas para amanhã. Estava com tanto sono que me joguei na cama e adormeci em dois tempos.

Acordei com um vento rarefeito e gelado em minhas pernas, esqueci de fechar minha janela. Me levantei e fui ao banheiro. Fiz minhas higienes, troquei de roupa, peguei minhas coisas e respirei fundo antes de destrancar a porta do quarto. Sorte a minha que meu quarto é uma suíte porque eu estou assutada até agora com o Mike. 

Saí do quarto praticamente correndo. Nem me atrevi a passar pela cozinha, apesar de estar morrendo de fome, com medo de encontrar ele lá. Saí de casa e ele estava na varanda, droga.

- Beatricce! - ele veio em minha direção.

- Não encosta em mim! - disse sem parar.

Fui à pé mesmo, não ousaria pedir carona pra ele. Chegando no estacionamento (por onde gosto de entrar) Audrey estava conversando com Noah no capô de algum carro. Fui em direção a eles.

- Olha só quem está de volta. - Noah falou brincalhão.

- Pois é. - suspirei e vi Audrey segurando um copo de café. - Posso beber um pouco?

- Claro. - ela falou dando de ombros.

- Obrigada. - peguei o café e bebi imediatamente.

- Nossa, o que houve? - Noah disse. Acho que ele percebeu meu estado.

- Não como e nem bebo nada desde que cheguei em casa ontem. - eles arregalaram os olhos, principalmente Audrey. 

- Por que? - Audrey estava com cara de ponto de interrogação.

- Meu irmão estava bêbado, rolou uma "mini discussão" - fiz o sinal de aspas com os dedos. - e eu fiquei um pouco assutada. 

- Por que não me ligou? - ela fez cara de indignada.

- Eu estava cansada. - dei de ombros. 

Zoe passou pelo estacionamento e Noah se despediu quase sem se despedir para falar com ela. Audrey se levantou e nós fomos andando. Quando fui me dar conta, acabei bebendo todo o café.

- Desculpa, eu compro outro pra você depois.

- Ei, relaxa. - ela soltou um leve riso.

- Desculpa, estou tão fora de órbita.

- Por causa do seu irmão?

- Também. 

- Não quer dormir lá em casa hoje? É que meu pai não vai estar hoje, então...

- Ai, por favor. Sim! - a abracei de lado e nós duas sorrimos. 

Fui para um corredor e ela foi para outro. Por azar de Deus, nossos armários são distantes. Enquanto eu pegava meus livros alguém passou a mão no meu cabelo. Olhei e era Brooke, a pessoa mais maravilhosa que eu conheço (depois da Audrey, é claro).

- Adorei - ela falou pausadamente - o cabelo!

- Aww, olha quem fala né. - ela deu uma giradinha e nos abraçamos. 

- Que saudade que eu estava! Eu soube o que aconteceu e realmente queria ter ido te ver no hospital mas rolou uns imprevistos. 

- Não tem problema. - eu fechei meu armário e nós fomos pra aula. 

Aula de psicologia, uma das únicas e raras aulas interessantes da semana. Tirando o fato que a Audrey senta um pouco longe de mim. Sento atrás de um menino extremamente gato, ai se eu não estivesse completamente apaixonada pela Audrey, e na frente de um menino estranho, nunca o vi na minha vida, acho que o nome dele é Stavo. 

Enquanto esperava a aula começar fiquei vidrada no celular. Até que, mensagem de um número desconhecido. Estava tão atoa que abri, havia um link junto da mensagem "Ops!". Não entendi, apenas abri. Um site que eu nunca vi junto a notícia "Mulher internada está desaparecida a 2 dias.". À princípio pensei: E eu com isso?, mas comecei a ler a notícia. As informações se encaixavam perfeitamente com a minha mãe, comecei a ficar assustada.

Pensei em ligar para o meu pai, correr, fugir, tudo, mas mantive a calma. Até que recebi um vídeo do tal número desconhecido. Dessa vez com a mensagem "Divirta-se! :)". Abri o vídeo e realmente era minha mãe, amarrada em uma cadeira e com uma faixa na boca desesperada. Ela foi sequestrada?


Notas Finais


Comentários?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...