História The Path Of Light - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Exibições 26
Palavras 4.156
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ate que enfim o ultimo capitulo do dia!Vou começar a escrever os proximos hoje mesmo

Capítulo 11 - Tudo nos eixos


Fanfic / Fanfiction The Path Of Light - Capítulo 11 - Tudo nos eixos

Eram 13:30 PM e eu olhava freneticamente para o relógio a cada minuto.

Motivo?

As 15:00 eu iria pra minha primeira ultra-som.Eu completei 6 semanas de gestação hoje,pela primeira vez,eu veria o meu bebê.Se eu estava animada?Com certeza.

Bom,Candice me acompanharia na ultra já que o pai do meu filho -ou sei lá como devo chamá-lo-Desapareceu.Depois daquela noite em que ele soube que seria pai,ele simplesmente sumiu,não deu notícias,e eu soube pelo Chris que ele tinha ido fazer shows na Europa.O pessoal insistiu em dizer que não era culpa dele e que ele só viajou a trabalho.Tudo bem que é trabalho,eu entendo,tenho o meu.Mas ele podia ao menos ter ligado,mandado alguma mensagem,mas não,ele resolveu fazer uma viagem e sumir por três semanas.Tudo bem,não estou ligando,o Justin que se foda.

Voltei a minha atenção para o trabalho e me concentrei em terminar mais rápido para que eu pudesse sair mais cedo e passar em casa pra trocar de roupa.E assim eu fiz,terminei minhas coisas voando,peguei meu carro e corri pra casa.Assim que cheguei no meu prédio eu vi Candice,Miley,Ryan,Chris e Chaz sentados na portaria e assim que me viram eles se levantaram.

-O que estão fazendo aqui?-Perguntei enquanto tirava minhas chaves da bolsa.

-Vamos todos na consulta com você.-Ryan disse e eu sorri.

-Não sei se cabem todos vocês dentro do consultório.-Eu disse e eles sorriram.

-Contanto que me caiba.-Aquela voz rouca fez com que eu me arrepiasse por completo,e no mesmo momento o sorriso que eu tinha no rosto se transformou em uma cara fechada.Eu me virei dando de cara com Justin e com os olhos vermelhos,ele parecia ter chorado.Ficamos nos encarando por um tempo em silêncio,até que eu comecei a bater nele com minha bolsa no meio do saguão.

-Você ficou louco?!-A essa altura eu já deveria estar descabelada e com cara de doida.-Você some por três semanas,não dá notícias e aparece do nada na porta da minha casa?!

-Me desculpa é que eu precisava de um tempo pra pensar.Foi difícil pra mim aceitar que eu seria pai.-Ele tentou se explicar.

-E você acha que foi fácil pra mim?-Gritei.-Eu não quero você perto de mim,não quero você perto do meu filho!

-O que?!-Ele se exaltou-O filho também é meu!

-Pois não parecia nem que você tinha um filho a algum dias.-Cruzei os braços e ele fechou a cara.

-Acontece que eu estou aqui agora não estou?-Ele disse.-Eu tirei um tempo pra pensar mas eu estou aqui!Eu não fugi de você e nem do bebê,eu só precisava pensar.Caramba,isso não é só sobre você,Aurora.Esse filho também vai mudar a minha vida,não só a sua.Eu me coloquei no seu lugar,tenta se colocar no meu por um segundo!-Ele passou a mão no cabelos jogando seus fios descoloridos pra trás,todos estavam calados inclusive eu.Odeio admitir mas ele estava certo,eu não posso o tirar da vida do bebê.Não agora que ele sabe de tudo.Me sentei em uma das poltronas do saguão,coloquei as mãos no rosto e comecei a chorar desesperadamente.Pude ver Pattie,Jeremy e mais um homem chegando.Todos estavam com cara de desentendidos e Pattie correu até mim me abraçando de lado.

-Por que ela está chorando?O que você fez Justin?!-Pattie se exaltou

-Eu não fiz nada,eu juro.-Ele se sentou ao meu lado também.

-Não foi culpa do Justin.-Eu disse entre os soluços.-É que todo mundo agora vai pensar que eu engravidei de propósito do Justin,vão achar que eu sou uma chupa fama e também vão odiar o meu bebê.

-Mas ela trocou de assunto do nada...-Ryan disse e Pattie pediu silêncio com os dedos.

-São só os hormônios...

-Agora eu entendi.-Miles disse e todos riram.

-Você não tem que ligar pras coisas que as pessoas dizem,Aurora.Não se estresse com bobagens,faz mau pro bebê.-Jeremy disse e eu assenti limpando as lágrimas.

-Nós vamos achar a hora certa de contar para o mundo que você está esperando o primogénito de Justin Bieber.-O homem que até então estava calado se pronunciou.-A propósito,sou Scooter Brown,produtor do Justin.

-Prazer em te conhecer,sou Aurora Campbell.-Ele sorriu e pegou na minha mão.Olhei o relógio no meu pulso e me assustei com a hora levantando de uma vez e arrumando minha bolsa no ombro.

-Eu preciso ir!-Eu disse e todos me olharam.-Foi muito bom conversar com vocês,mas eu tenho que ir pro o Ultra-som do bebê.

-Eu vou com você!-Justin se levantou vindo atrás de mim.

-Por que? -Perguntei e ele me olhou como se estivesse me repreendendo com as mãos na cintura.-Tudo bem,então vamos.

-Eu também quero ir-Pattie e Jeremy correram até nós.

-Eu também!-Candice e Miley gritaram.

-Ah,se as meninas forem eu também vou.-Ryan cruzou os braço como uma criança.

-Vamos todos então.-Justin disse e eu puxei ele pelo braço correndo até meu carro e arrancamos na maior velocidade.

Assim que chegamos ao consultório-E depois de convencermos o médico a deixar todo mundo entrar-Eu finalmente estava deitada naquela espécie de maca com a blusa levantada e o médico passando um pequeno aparelho na minha barriga.

-Você está de seis semanas e dois dias.-Ele disse,estávamos todos em silêncio.-Estão vendo esse pontinho aqui?-Ele perguntou e todos assentimos.-Este aqui é o seu bebê,saudável como um cavalo!-Eu sorri com o comentário e olhei para o Justin que estava com os olhos presos na pequena tela,e com um pequeno sorriso sincero nos lábios.-Vocês querem ouvir o coração?

-Queremos! -Respondi com os olhos brilhando e o médico apertou um botão em seu aparelho e o som mais maravilhoso do mundo preencheu toda sala.

Aqueles batimentos indicando que seu coração era forte,aqueles batimentos me dizendo que tinha uma vida se formando em meu ventre,tinha um ser humano ali dentro,meu Deus que sensação maravilhosa,indescritível! 

Era o meu filho,o meu bebezinho,o meu pequeno por quem eu já nutria um amor que eu nunca havia sentido antes,quando percebi eu já estava chorando de novo.

-Eu posso gravar? -Perguntei tirando o celular de dentro da minha bolsa e o médico assentiu sorrindo.Eu,Justin e Pattie gravamos o som dos batimentos do bebê.Quando terminei,olhei para a tela de novo,e senti Justin apertando a minha mão com força.Sorri sem mostrar os lábios e ele abaixou a cabeça até perto do meu ouvido e com um sorriso enorme no rosto soprou as palavras :Esse é o nosso bebê. 

{•••}

-Estou tão feliz!-Eu disse enquanto ouvia o coraçãozinho do meu filho batendo pelo o fone de ouvido no meu celular.

-Não entendo essa emoção.-Miley disse.-É fofo,espero sentir isso um dia.

-É,eu também.-Chris disse e Justin se sentou ao meu lado.

-É estranho,mas ao mesmo tempo é maravilhoso.-Ele disse e me olhou.-Ate pouco tempo atrás eu não fazia ideia do que era esse sentimento.Eu experimentei isso hoje.E eu adorei.-Justin desviou seu olhar e eu sorri fraco,ele pegou um dos meus fones e jogou a cabeça para trás.

A frase "Dê tempo ao tempo" nunca fez tão sentido quanto agora.E a resposta pra minha pergunta anterior,sobre o que eu havia feito com a minha vida tem uma resposta concreta.

Agora ele está melhor do que nunca.

{...}

-Eu estou cansada Candice,podemos continuar outro dia? -Eu disse me sentando em um banco do parque.Eu e Candice estávamos procurando uma casa pra comprar,ela moraria comigo e com o bebê por um tempo porque a mãe dela teria que ir morar com os avós de Candice do outro lado da Califórnia pois estavam doentes.

-Eu também estou cansada,e não achamos nada que nos agradasse por hoje.-A morena se sentou ao meu lado e começou a mexer no celular.-Miley e os meninos estão nos chamando pra passar a tarde na casa de Justin.

-Não quero.-Eu disse e ela me olhou.

-Por que?Achei que você e Justin estavam numa boa.-Ela perguntou guardando seu celular.

-Nós estamos,mas é que hoje é sábado,quero passar a tarde toda comendo bobagens e vendo minhas series.-Respondi e Candy revirou os olhos.

-Você é uma chata,e nós vamos sim!-Ela se levantou me puxando até o carro onde eu fui obrigada a ir pra casa do Justin.No meio do caminho,quando Candice parou em um sinal eu vi uma loja de bebês que eu estava namorando desde que descobri que estava grávida.

-Para aqui! -Eu pedi e ela me olhou.-Eu vou descer ta bom?-Peguei minha bolsa e sai do carro caminhando até a loja.E assim que entrei meus olhos brilharam com tanta coisa linda.Fiquei com vontade de comprar tudo mas ainda estava muito cedo.O problema é que fiquei apaixonada com um sapatinho branco,lindo,pequenino,pareciam chaveiros de tão pequenos.Peguei eles e comprei na maior felicidade,logo vi Candice entrando desesperada pela porta da loja.

-Ficou doida?-Ela perguntou.-Como assim você sai de dentro do carro com ele parado no sinal?

-Olha isso.-Eu mostrei o sapatinho e ela se derreteu toda.

Depois de todo o Blá blá blá de Candice dizendo que o meu bebê seria lindo,que tudo isso era lindo,e que o sapatinho era lindo,nós finalmente chegamos a casa do Bieber.

Miley nos recebeu -com uma bebida na mão.- e mais do que feliz,fomos para a área da piscina e eu me sentei na espreguiçadeira,estava nublado e em breve começaria chover.Peguei meu celular para tirar uma foto do sapatinho quando o Justin chegou e os pegou de cima da minha coxa.

-Onde conseguiu isso?-Ele perguntou examinando o pequeno sapato em sua mão.

-Eu comprei.-respondi pegando o outro.

-Mas,você já sabe o sexo do bebê pra comprar as coisas?

-Não,mas esse sapatinho é branco,dá pra usar tanto se for menina ou menino.-Eu disse e ele se deitou ao meu lado na espreguiçadeira.

-É muito pequeno,tem certeza que isso vai caber nos pés dele?-O Justin perguntou com os olhos ainda presos no sapato.

-É claro,eles nascem bem pequeninos.-Respondi.

-Posso ficar com um deles?Quero pendurar na minha chave.-Ele pediu eu ri.

-É claro que você pode ficar com um pé,mas eu comprei pra o bebê usar quando nascer e não pra usarmos de chaveiro.

-Por favor,Lóra?Eu dou pra ele todos os sapatos que ele quiser no mundo.-Ele disse e eu sorri.

-Sabe,Justin.Ser pai é mais do que dar presentes.-Eu disse e ele me olhou como se fosse óbvio.

-É claro que eu sei disso,não sou nenhuma criança.-O loiro revirou os olhos.-Eu vou brincar,dar presentes,cuidar,apertar,levar pra passear e deixar ele fugir das regras às vezes.Vou ser o policial bonzinho e você o mauzinho. 

-Até parece.-Gargalhei.-E você só se refere ao bebê como "ele",acontece que pode ser menina.

-Eu sei que pode ser menina,mas eu prefiro que seja um menino.-Ele disse e eu o olhei confusa.-Se for menina,com certeza vai se parecer com você e aí os garotos vão ficar dando em cima dela e querendo pegar ela e eu não vou deixar ninguém tocar nela.

-Ah,então a questão é ciúmes.

-Exatamente.Imagina um marmanjo dando em cima da minha menina.-Ele fechou a cara me fazendo rir e achar aquela cena linda.

-É verdade,se for um menino eu também vou morrer de ciúmes quando ele começar a namorar,não quero que ele me troque por uma periguete.-Cruzei os braços pensando em alguma menina dando em cima do meu filhote.Justin sorriu e murmurou um "Anw" apertando minhas bochechas.

-Que gracinha a loirinha com ciúmes.-Revirei os olhos e Justin gargalhou.

-Estou com fome.-Eu disse.

-O que quer comer? -ele perguntou.

-Limão.

-O que? 

-Com sal.-Completei.

-Que nojo,Aurora!-Justin me olhou com os olhos arregalados e até eu me assustei com meu pedido.

-Meu Deus eu quero muito isso,minha boca até esta salivando.-Eu disse passando minha língua sobre meus lábios.-Aqui tem limão?

-Eu sei lá,deve ter lá na cozinha.-Nem esperei ele terminar a frase e já me levantei correndo até a cozinha e Justin veio atrás,assim que entrei no cômodo meus olhos brilharam assim que vi um limão na fruteira de Justin,peguei uma faca e o cortei no meio.

-Pega o sal pra mim.-Pedi e assim ele fez.Parti o limão ao meio e praticamente o mergulhei no sal,eu estava chupando um limão como se fosse uma bala,e eu estava fazendo isso com o maior prazer do mundo.Justin me encarava com os olhos arregalados.

-Eu to te olhando assim mas eu estou vomitando por dentro.-ele disse e eu ri cuspindo um pouco do sal e ele gargalhou.

-Quem pediu isso foi o bebê e não eu.-Respondi e ele murmurou um "sei".-A médica disse que por agora eu vou ter alguns desejos e que isso é normal nos primeiros três meses,e eu acabei de entrar no segundo,então vai ter que aguentar isso por mais quatro semanas.

-Mereço.-Ele revirou os olhos e eu coloquei língua pra ele.

Passamos a tarde toda na maior calmaria,exceto quando começou a chover e os meninos se desesperaram pra tirar as coisas da chuva e enquanto Chaz e Chris corriam,eles acabaram escorregando e caindo no chão,além de provocar muitas gargalhadas,o Justin foi zoar com os dois,caiu bateu a cabeçona na porta de vidro fazendo um galo enorme crescer na sua cabeça.

-Com amigos assim,quem precisa de inimigos? -Justin disse se referindo as nossas gargalhadas.

-Eu sempre soube que sua cabeça tinha um tamanho desproporcional pro seu corpo.-Chaz falou se sentando no sofá e recebendo como resposta o dedo do meio do loiro. 

-Quando será que essa chuva vai parar?Por mais que esteja divertido rir do tombo do Justin eu preciso ir embora.-Eu disse olhando pela janela e Ry se apoiou do meu lado.

-Do jeito que essa chuva está forte ninguém vai conseguir sair daqui hoje.-Ele disse e eu suspirei.

-Acho melhor tudo mundo dormir aqui hoje.-Bieber disse.-Principalmente você Aurora,não vou deixar você sair por aí nessa tempestade.

-Falou como se mandasse em mim.-Provoquei e ele me olhou com cara de tédio.

-Não mando em você mas mando no bebê que está aí dentro.Você não sairia daqui hoje nem dentro da arca de Noe.

-Se arca de Noe estivesse aqui,pelo ou menos os dois primeiros animais eles já teriam.Aurora e Justin.-Candy disse e Justin murmurou um "ha-ha"

-Vai se foder.-Me referi a morena que estava vindo me abraçar,eu espirrei logo em seguida e todos me olharam.

-Por que estão me encarando?-Perguntei confusa e espirrei de novo.

-Porque você espirra bonitinho.-Chris disse apertando minha bochecha.

-Claro que não seu tapado,acho que a Lóra pegou um resfriado.-Miles disse vindo checar minha temperatura.

-Porra,gente.Eu só espirrei duas vezes,não to morrendo não.-Digo recebendo um olhar de repreensão de todos inclusive de Candice,minha enfermeira particular.

-Durante a gravidez,o sistema imunológico muda para evitar a rejeição ao bebê.Mas isso deixa a porta aberta pra gripes e resfriados.-Ela disse checando minha temperatura também.Funguei o nariz,é acho que estou mesmo resfriada.

-É perigoso pro bebê?-Perguntei com um aperto no coração,já estava preocupada sem nem mesmo saber a resposta.Justin se sentou ao meu lado,funguei meu nariz de novo,estava bem entupido.

-Não é perigoso pro bebê,ele está bem protegido.-Candy disse e eu respirei aliviada.-Mas quanto menos tempo você ficar resfriada,melhor.

-Bem que eu notei que sua voz tava um pouco diferente e sua respiração mais alta.-Chaz disse e todos o encaramos.

-Nossa,grande conclusão Chaz.-Justin disse fazendo com o amigo mandasse uma almofada na sua direção,mas que acabou pegando na minha cabeça.

-Obrigada,Chaz.Você é muito cuidadoso.-Fui sarcástica e ele sorriu.

-Se precisa é só chamar!-Ele fez um sinal de comandante e caminhou até a cozinha com Miley e Chris.

-Acho melhor você tomar um banho bem quente,vestir uns agasalhos,tomar uma sopa e ficar quietinha.-Candy disse e eu assenti.

-Eu poderia fazer isso na minha casa.-Respondi.

-Do mesmo jeito que pode fazer aqui também,vai tomar um banho que eu vou pegar umas roupas pra você.-Justin disse fazendo careta pra mim.

-Não é tão ruim dormir na casa do Justin,Lóra.-Ryan disse.-Ate você já dormiu aqui.

-Só porque ele me deu um soco no rosto e de brinde cinco pontos da testa.-Respondi fazendo Candice e Ryan gargalharem.

-Esse dia vai ficar pra história.-Ry disse me fazendo bufar.

-Parece que minha cabeça vai explodir.-Eu disse.

-Da pra subir logo e tomar esse banho? -Justin apareceu no meio da escada e eu levantei minhas mãos em sinal de rendição enquanto caminhava até ele.

-Pode tomar banho no banheiro do meu quarto,lá tem uma banheira,uma jacuzzi,uma ducha...Pode escolher o que quiser.-Ele disse abrindo a porta do quarto dele pra mim.

-Obrigada,mas vou ficar com a ducha.-Eu disse forçando um sorriso.

-Você é quem sabe,pode ir,vou pegar umas roupas pra você.-Ele disse e eu assenti,entrei no banheiro e comecei a me despir ligando a ducha logo em seguida,Candy estava certa,eu precisava de um banho quente.

Sai enrolada na toalha e Justin estava sentado na cama dele com a atenção presa no seu celular,ele nem tinha visto que eu havia saído do banheiro,limpei a garganta e ele me encarou.

-Ah,eu peguei umas roupas minhas pra você e Miley deixou uma calça de moletom dela aqui pra você.-Ele disse encarando meu seios.

-Obrigada.-Respondi.

-Eu vou ao banheiro pra você ter mais privacidade.-Ele sorriu sem graça e eu assenti,vesti a calça de moletom cinza e apertei bem as cordinhas pois tinham ficado largas no meu quadril,ela ficou perfeitamente justa realçando minhas curvas.Meu cabelo se soltou do coque frouxo e caíram sobre meus seios enquanto eu procurava uma blusa pra vestir.

-Aurora,eu tava pensando se...-Justin saiu do banheiro e eu olhei tapando meus seios rapidamente.

-Porra,Justin!-Gritei-Vira de costas!

-Pra que?Eu já te vi sem nada mesmo.-Ele disse e eu me fingi de ofendida.Peguei uma blusa de moletom preta com capuz e cordinhas brancas,quando eu a vesti o capuz ficou sob minha cabeça e eu caminhei até Justin que me olhava.

-Da pra parar de me encarar?Eu odeio que me encarem.-Resmunguei e ele revirou os olhos.

-Eu pensei em todo mundo dormir na sala hoje,a gente come alguma coisa e vê algum filme.-Ele disse e eu concordei.

-Boa ideia.-Espirrei,e ele sorriu tirando o capuz da minha cabeça.-Vamos descer que eu estou morrendo de fome.

-Conta uma novidade.

P.O.V Justin Bieber 

Eu estava gargalhando por dentro,quando abri a porta do banheiro e Aurora estava sem blusa ,minhas pupilas até se dilataram,ela tinha belos seios fartos que me deixaram excitados só de olhar pra ela,devo acrescentar o quanto ela estava gostosa com aquela roupa,até de moletom ela ficava bonita.

Descemos as escadas e enquanto Candice e Ryan escolhiam um filme para vermos,Miley,Chaz e Chris pegavam colchões e colocavam na sala,eu abri o sofá cama pra Aurora ficar confortável e os meninos pegaram mais três colchões de casal,além de muitas almofadas e vários edredões.Eu e Aurora estávamos na cozinha pegando algumas besteiras pra comermos.

-Na sua casa só tem bobagens,não vou deixar meu filho vir pra cá.-Ela disse enquanto colocava alguns salgadinhos numa vasilha.

-Você não fez ele sozinha.-Retruquei e ela riu.Me sentei na bancada enquanto ela terminava de arrumar as coisas e fiquei a encarando.Aurora tinha um corpo escultural,e além disso,tinha um rosto de boneca que era desejado por todas as mulheres.Ela estava sem maquiagem alguma e isso fazia seus olhos azuis se destacarem da sua pele clara e bochechas avermelhadas.

O cabelo extremamente longo,meio liso,meio ondulado era lindo.Ela é o tipo de garota que deixa qualquer uma com inveja.

Eu estava a observando enquanto ela tagarelava algumas coisas,ela não parava de falar um minuto se quer,e isso me fazia rir porque eu pensava se o nosso filho também seria tão falante e extrovertido.

-Já disse pra parar de me encarar.-Ela bateu a colher de pau na minha cabeça interrompendo meus pensamentos.

-É que eu tava pensando,o bebê com certeza vai vir loiro.Mas quais traços ele vai puxar?Os meus ou os seus?-Eu disse e ela se apoiou do meu lado pegando um salgadinho dentro do pacote e comendo.

-O que eu mais penso é na cor dos olhos dele,se vão vir azuis como os meus ou cor de mel como os seus.-A loira disse e eu levantei as sobrancelhas

-A única certeza que eu tenho é que se vier menina ou menino,essa pessoinha vai ser mais do que rica em beleza.Principalmente se puxar o pai.-Bati em meu peito me fingindo de convencido e a Lóra se abriu a boca para retrucar,mas ficou sem argumentos.-Quem cala consente,então é porque você me acha lindo mesmo e quer que nosso bebê seja parecido comigo.-Eu disse e ela me olhou com um sorriso de deboche.

-Nem sempre quem cala consente,as vezes é só preguiça de discutir com gente chata.-Ela virou de costas fazendo com que os fios dourados batessem no meu rosto.

Ajudei ela a levar as coisas pra sala,ela se deitou no sofá cama e se encobriu,espirrou três vezes de uma vez,era engraçado e fofo ao mesmo tempo.No chão a frente do sofá cama os três colchões de casal,Miley e Candy estavam deitadas uma ao lado da outra no colchão do meio,Ryan estava deitado ao lado de Candice,Chris se jogou no meio das duas recebendo vários tapas logo em seguida,Chaz se deitou ao lado de Miles que agora estava brigando com Chris pelo pacote de salgadinhos.

Aurora estava com atenção totalmente presa no seu celular e nem viu quando me deitei ao lado dela.

-Que filme vamos ver?-Perguntei.

-Águas rasas.-Candice respondeu.

-Já ouvi falar nele,dizem que é ótimo.-Lóra disse ainda com a atenção presa no celular,ela espirrou de novo e fungou o nariz.

As meninas deram play no filme e Aurora continuou mexendo no celular,isso estava me irritando.Me deitei mais pra cima e pude ver com quem ela estava conversando,era o tal do Cameron,o ex namorado que traiu ela enquanto ela estava na faculdade.Ate uns meses atrás ela tinha tanta raiva dele,e agora parece que eles estão no maior papo.Me estiquei mais pra cima e percebi que eles estavam marcando de se encontrar,Porra,será que ela se esqueceu de que está com um filho meu dentro da barriga? 

Me virei de costas pra ela e cruzei os braços prestando a atenção no filme.

P.O.V Aurora Campbell.

Quando me deitei no sofá cama meu celular vibrou,e quando percebi eu havia recebido uma mensagem de Cameron.Respondi sem animo algum,mas acabamos engatando em um papo interessante.Cam queria que eu fizesse uma matéria sobre política para o jornal da empresa em que ele trabalhava,ele disse que pediram para ele contratar alguém talentoso e competente e que logo ele pensou em mim.Marcamos de nos encontrar na segunda de manhã para resolvermos tudo,ele parece ter mudado,está mais educado e bem mais inteligente.Acabei não tocando no assunto da gravidez,encerrei a conversa e bloqueei o celular o deixando de lado.Justin estava virado de costas pra mim e eu decidi não incomoda-lo,prestei a atenção no filme até que senti um bolo na minha garganta,me levantei correndo e acabei pisando em Chaz sem querer,corri até o banheiro e vomitei tudo o que tinha comido e um pouco mais,ouvi batidas na porta do banheiro mas não consegui responder,eu não parava de vomitar um segundo se quer e quando parava era só pra pegar ar e vomitar de novo,me encostei na parede do banheiro com vontade de chorar,como meu nariz estava entupido eu estava respirando pela boca e isso estava me deixando sem ar,comecei a ficar assustada e a tentar puxar o ar um pouco mais rápido que o normal,dei descarga e escovei os dentes,me apoiei na pia mal conseguindo ficar em pé,bateram na porta de novo e eu destranquei,todos me encaravam.

-Eu estou bem.-Eu disse,e quando fui sair do banheiro senti me corpo amolecer e cai nos braços de Ryan.Pude ver Justin se levantar correndo e vir até mim,Ryan estava me carregando pois eu não conseguia me apoiar no chão.

-Lóra,pelo amor de Deus o que você ta sentindo?Fala pra mim.-Ry disse me colocando no sofá cama.Comecei a ficar sem ar,meu olhar estava perdido.Me sentei o mais rápido que consegui e comecei a hiperventilar,Justin segurou meus ombros.

-Ela está hiperventilando!-Candice gritou.-Isso é porque ela não está conseguindo respirar pelo nariz e ficou sem ar enquanto estava vomitando,essa hiperventilação é por causa de desespero e ansiedade.

-Como a gente para isso?-Justin se desesperou

-Não podemos sair pra um hospital agora,está uma tempestade,é perigoso capotarmos o carro.-Chris disse passando as mãos no meu cabelo.

-Precisaríamos de um inalador.-Candy disse e minha hiperventilação aumentou,os meninos me deitaram de barriga pra cima e eu comecei a me desesperar.

-Lóra,tenta se acalmar,quanto mais nervosa você ficar,pior.-Miley disse 

-Espera,eu tenho um inalador,eu usava ele nos meu primeiros shows.-Justin disse.

-Me fala onde fica pra eu pegar.-Chaz falou.

-Está no meu Closet.-Justin disse e Miley subiu correndo com Chaz,os dois voltaram alguns minutos depois e colocaram o inalador em mim,ligaram o aparelho na tomada e eu acabei pegando no sono.

P.O.V Justin Bieber.

Aurora me deu um susto e tanto,depois que colocamos o inalador nela,ela pegou no sono,um sono muito pesado devo dizer,depois que tudo se acalmou o pessoal voltou a ver o filme e eu me deitei ao lado da loira e fiquei a olhando dormir,estava tão calma que nem parecia que a pouco tempo quase me matou do coração.Ela estava de frente pra mim e eu depositei um beijo na sua testa,ela parecia tão frágil assim,a abracei forte e trouxe seu corpo para mais perto do meu,acabei adormecendo assim,agarrado com Aurora,no sofá da minha casa,e com todos os meus amigos presenciando a cena.Eu sabia que no outro dia eles falariam na minha cabeça,mas e dai?Aquele momento estava confortável demais pra eu me preocupar com outra coisa.

 


Notas Finais


Pessoaaaal,me digam o que vcs acham que preciso melhorar ou que vcs achariam legal ver na hostoria! Eu adoraria ver vcs participando disso.Ate amanhã! beijo grande <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...