História The perfect agreement - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~VINAGRETE

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Exibições 123
Palavras 2.296
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Como vocês estão?
Espero que gostem , esse cap tem muitas emoções!!
Bjsss.

Desculpe qualquer erro pois não conseguimos corrigir muito bem.

Enjoy🎈

LEIA AS NOTAS FINAIS .

Capítulo 4 - Sorry?


Fanfic / Fanfiction The perfect agreement - Capítulo 4 - Sorry?

Narrador Pont Of View

       Hanna encarava Justin sem sair do lugar, para ela, ele era apenas uma miragem. Ela olhou em volta e viu que todos os olhavam também, mas continuava com a ideia de Justin ser uma miragem.

      Já Justin tinha certeza que ela não estava ali, ele a olhava com certo medo, tinha a impressão de que ela iria sumir. Medo era o que ele sentia naquele momento, nada mais.
     
      Hanna deu um passo para frente, mas Justin recuou, a cada passo para frente de Hanna Justin ia mais para trás até que ele encostou no balcão atrás de si. Ela viu que Justin não podia mais se afastar da mesma, uma lágrima desceu no mesmo momento que Justin deu um sorriso sem mostrar os dentes. Agora ela tinha certeza que ele não era apenas uma coisa de sua cabeça. Ela correu em sua direção e o abraçou não aguentando mais, ela chorou.

       Justin tinha certeza que ela não era  uma miragem, era ela ali em sua frente delicada, frágil, fraca, triste. Ele a puxou para  mais perto a sentindo. Ele enchugou suas lágrimas e logo depois apertou-a mais contra si.
 
       Enquanto isso todas (quase todas) as pessoas daquela sala olhavam sem entender absolutamente nada, Nolan estava sentado no sofá vendo TV por ser folgado e Chris  junto de Nolan, enquanto Chaz estava desejando ser Justin para estar sendo apertado contra os peitos de hanna, Ryan estava na mesma que Caitlin apenas tentando entender algo, Caitlin olhou para Justin e olhou para Ryan logo depois, sim ela era a Hanna Campbell da qual Justin comentava com eles a alguns anos atrás, pois a exatamente um ano Justin proibiu tocarem no nome dela.

       A sala estava em um silêncio constrangedor, todos pararam para observar os dois. James aparece na sala e fica observando aquela cena de carinho entre os dois, na qual James parecia não estar gostando muito.

       Hanna - Point of view

     Justin me apertava contra si, pela primeira vez em anos me senti segura e completa. Eu chorava em seu peito não me importando em molhar sua camisa. Olho por cima de seu ombro até que percebi todos nós olhando, uma cena um tanto constrangedora mas quando ameacei me afastar Justin me apertou mais. Ficamos ali por um tempo até que meu pai fingiu coçar a garganta fazendo barulho, logo Justin se afastou um pouco, mas logo foi saindo de perto de mim e indo em direção ao meu pai.

    - Olha Hanna, eu realmente preciso ir, mais tarde eu falo com você direito. - Disse Justin meio decepcionado indo em direção ao meu pai de cabeça baixa.

     -Ok. - Falei tão baixo que quase não ouvi minha própria voz. -Caitlin, Nolan vamos? - Falei mais alto tentando me recompor.

     Subi para meu quarto junto com eles, Bia estava vendo desenho então sentamos na cama e ficamos conversando baixo.

     -Nossa Hanna, o que foi aquilo? -Indagou caitlin afobada.

   - Saudades. - Disse deitando.

     Conversamos sobre o acontecido até que eles tiveram que ir embora para fazer algo em casa. Ainda era umas 18h, e eu decidi ir fazer alguma coisa para comer.

     Pão integral queijo e peito de peru foi o que eu comi junto com um suco de limão siciliano maravilhoso. Subi novamente pro quarto e Bia já estava estirada na cama dormindo. Sentei na cama e fiquei mexendo no celular vendo algumas fotos que Caitlin me obrigou a tirar com a mesma até que ouço batidas na porta.

   -Que educação é essa pai? Pode entrar! - Ele entrou, revelando não ser meu pai e sim o Justin. - Desculpa, achei que fosse o meu pai.

  - Eu disse que precisava falar com você, mas vejo que está ocupada né?

  - Não, pode falar! - Quando ele ia abrir a boca meu pai o chamou. Abaixei a cabeça encarando o chão.

  - Desculpa denovo, amanhã eu passo aqui e a gente toma café fora e conversa. - Ele se aproximou de mim e eu não sabendo o que ele pretendia, levantei a cabeça e acabei esbarrando meus lábios  nos lábios dele.

   - Des- desculpa! Foi sem querer! -Disse sentindo meu rosto quente ele apenas deu um sorriso e saiu pela porta.

    Encostei a cabeça na cabeceira da cama  suspirando em alívio eu estava meio desconfortável, faz tempo que não o vejo, não temos mais a mesma intimidade de antes.
Nossa, ainda estava sentindo vergonha do acontecido. Se fosse na época de escola eu não ligaria, pois nossa amizade era dessas, dávamos beijos (selinhos como preferir chamar) um no outro, nada além disso, eu sabia que não tinha nenhum sentimento naqueles beijos inocentes, ou pelo menos eu achava que sabia.

       (...)

      Tomei meu banho. Já estava vestida para dormir e Bia continuava dormindo, ela dormia tão pesadamente que parecia uma pedra, mal se movia. Apenas me deitei ao seu lado e liguei  a TV baixinho para não acordá-la. Meus olhos pesavam e eu lutava para me manter acordada, mas como eu não sou do tipo que luta muito contra algo, acabei dormindo.

      Justin - Point of view

    Ela se encontrava deitada na cama dormindo pesadamente. E eu? Não estava nem um pouco afim de acordá-la. Ela se remexeu na cama levantando sua bunda para fora do cobertor, dando-me uma bela visão.

    - Justin? - Ela levantou a cabeça e me olhou de cima a baixo.

    - Eu estava esperando você acordar. - Disse me aproximando e sentando na beira da cama, Hanna se levantou e me olhou com a cara toda amassada.

  - Nossa, você está muito tempo aqui? Que horas são? - Ela se levantou e deu a volta na cama parando na minha frente.

   -Eu estou aqui a umas seis horas e já são quatro da tarde! - Ela arregalou os olhos e ficou me encarando. -Na verdade são nove e alguma coisa e eu tô aqui a menos de dez minutos. - Recebi um tapa no meu ombro, ok, talvez eu tenha merecido.

  - Você continua idiota sabia?

  - Nossa me ofendeu - Coloquei uma das minhas mãos sobre meu peito fingindo estar ofendido.

   -Ok, vou tomar um banho e já venho. - Ela saiu de minha vista entrando no banheiro, levando junto algumas roupas.

    
     Me deitei em sua cama esperando ela voltar para irmos na lanchonete. Essa menina não mudou nada no jeito, continua implicante, se irritando fácil, mas também continua linda.

Anos luz depois ela me aparece com uma saia azul escuro de cintura alta e uma blusa curta branca.

    -Estou bem? -Ela perguntou dando uma rodadinha, eu mal tinha prestado atenção no que ela havia dito pois estava olhando suas lindas coxas. - HEY . - Ela gritou estalando os dedos.

    - Você demorou muito. -Falei levantando de sua cama e indo em sua direção.

    - Só saio daqui quando você me responder se eu estou bem! - Ela cruzou os braços e ficou parada esperando eu respondê-la.

    -Tá linda maravilhosa, agora vamos! - Falei a arrastando para fora de casa.

     (...)

    Ela sentou na minha frente e eu fiquei a encarando pensado por onde começar, já fazia anos que não a via, eu tinha tantas perguntas e parecia que ela também tinha. Na hora que ela iria abrir a boca para falar algo a garçonete veio anotar nossos pedidos.
Parece que  o mundo não quer que tenhamos uma conversa.

  -O que o casal deseja? -Perguntou a garçonete e imediatamente eu e Hanna nos olhamos,eu percebi que ela não ficou muito confortável com o que a moça acabara de dizer.

    - Um misto quente e um suco de laranja por favor. - Falei ignorando completamente oque ela havia dito. -Hanna?

   - Eu quero panquecas com mel e canela, e um suco de uva para beber por favor. - Ela falou evitando qualquer contato visual a mim e a garçonete.

    Fiquei a observando por um tempo, ela podia estar rindo ou brincando. Alguma coisa estava errada, seu olhar estava triste, e ela tinha o péssimo hábito de tentar melhorar tudo  sorrindo, mesmo estando péssima por dentro apenas para que todos fiquem felizes.

    - Eu queria saber tanta coisa, nem sei por onde começo. - Ela finalmente olhou nos meus olhos, mas em seguida voltou a olhar para baixo. -Porque me abandonou? - Levantou a cabeça mostrando seus olhos marejados.

    - E-Eu não te abandonei, eu nunca faria isso, meu pai morreu Hanna então minha mãe me mandou para cá com meu tio Arthur, ela disse que depois de tudo o que eu fiz ela passar ela não queria mais olhar na minha cara. Ela praticamente me obrigou.  -Desculpa Hanna, eu não posso te contar a verdade, não agora.

   -Entendo, só não entendi o porquê de não ter me avisado. Eu podia ter falado com ela! - Ela correu com as palavras e acabou se enrolando um pouco. - Eu realmente não acredito que a Pattie seja esse tipo de pessoa. -Ela bufou e bateu a mão em cima da mesa.

    Os pedidos chegaram e nós comemos em silêncio. Um silêncio que doía, ela não estava bem.

    (...)

  - Sobre as cartas, eu nunca as recebi, minha mãe escondeu as de mim, eu descobri sobre essas cartas ontem, me desculpa. Eu só não entendo o porque de ela ter escondido as cartas, e depois sem explicação colocá-las em minha mala. - Fiquei meio desorientado, eu não esperava por essa, eu mal lembrava das cartas, mas isso não fazia mais parte deste momento.- Justin, porque você se drogou? Porque você se envolveu com o Chris? - Ela fez uma caranca esquisita e deu um pulo da cadeira. - Oh meu deus, eu sabia que lembrava daquele garoto, aquele que estava com Caitlin ontem era o chris não era?

   - Me desculpa, eu realmente não devia ter me envolvido com ele, sei que foi errado, foi um dos motivos pelo qual minha mãe me mandou para meu tio. - Disse tentando organizar minha mente. - Sim. Era o Chris, mas ele não mexe mais com esse tipo de coisas. - Eu juro que estou tentando mais não dá para falar nisso agora Hanna, desculpa.

    - Justin, você me deixou por tanto tempo, não me deu notícias, você realmente sabe o que me fez passar? Você me machucou, feriu aquilo que eu chamo de sentimentos, oh Justin eu te amava tanto não foi fácil perder um irmão, foi como... como perder um pedaço meu! Eu perdi tanto tempo te procurando, passei todos os dias depois da aula indo na casa de Pattie. - Ela estava chorando. E eu? Novamente não sabia como reagir. Eu estava errado e estava assumindo.

You gotta go and get angry At all of my honesty You know I try But I don't do too well with apologies I hope I don't run out of time Could someone call a referee?

Você vai ficar com raiva De toda a minha sinceridade Você sabe que tento Mas não me dou muito bem com desculpas Espero não ficar sem tempo Alguém pode chamar um juiz?

   - Eu... eu não sei o que dizer. - Olhei para todos os lados a procura de uma saída. - Me perdoe, eu estou aqui agora não estou?

    - Agora eu já desperdicei dias chorando, lágrimas, dor, elas não vão embora, você apenas se acostuma. -Respirou fundo. - Você não errou uma vez só, você errou várias, insistiu no erro e eu apenas perdoando cada um deles. - Ela não parava de chorar se quer um minuto.

    Cause I just need one more shot at forgiveness I know you know that I made those mistakes Maybe once or twice By once or twice I mean maybe a couple a hundred times So let me, oh let me redeem, oh redeem, oh myself tonight Cause I just need one more shot At second chances...

Pois eu só preciso de mais uma chance para ser perdoado Sei que você sabe que cometi aqueles erros Talvez uma ou duas vezes Uma ou duas vezes, quero dizer, talvez milhares de vezes Então permita eu me redimir hoje à noite Pois eu só preciso de mais uma tentativa Com segundas chances...

  - Eu só preciso do seu perdão, eu percebi o quanto fui idiota, eu estou arrependido, não vai mudar muita coisa mas, desculpa.

   
  Is it too late now to say sorry?

É muito tarde para pedir desculpas agora?

      (...)

     Hanna - Point of view

Ele me disse o quanto foi difícil para ele, eu sei não deveria, mas eu o perdoei. Eu não sei ficar mal com ele, e eu acho que as pessoas merecem uma segunda chance, ele sempre foi uma parte de mim.

Ele me contou tudo o que aconteceu em sua vida até o momento, e eu contei oque houve na minha. Não tenho nada a esconder dele, ele sempre foi minha caixa de segredos.

     -Vamos? - Perguntou ele.

    -Ok.

    Caminhavamos pela praça em direção a minha casa mas antes ele fez questão de pagar um sorvete para mim, não falei qual eu queria, mas ele sabia nosso sorvete favorito era de algodão doce.

      Sentamos no mesmo banquinho que eu havia estado com Caitlin quando a conheci. Comiamos  o sorvete tranquilamente quando Justin fixou o olhar no outro lado da rua e ele pareceu meio perturbado.

  - Hanna vamos embora por favor. -Ele pegou minha mão e saiu me arrastando.

    - Você não me deu escolha mesmo. - Continuamos até minha casa.

     (...)

- Bom qual quer coisa eu moro ali. -Falou ele apontando para a casa perto da minha.
  
   - Tudo bem.

  -Olha, não saia muito na rua não, aqui é meio perigoso. Vamos vou te levar na sua casa.

     Quando íamos atravessar passou um carro em alta velocidade a meu lado me deixando assustada.


Notas Finais


ATENÇÃO LEIA TUDO POR FAVOR.

Peço que comentem por favor isso nós incentiva a escrever melhor.
   POR FAVOR COMENTEM.

Recomendo essas fanfic's são maravilhosas.

  E uma fanfic maravilhosa de colégial que e muito boa até porque a história é maravilhosa.

https://spiritfanfics.com/historia/forever-6559097

    Essa também é outra fanfic maravilhosa de colégial que a cada capítulo faz você querer outro e outro.

https://spiritfanfics.com/historia/two-faces-6876842

Essa fanfic e a primeira fanfic de zumbi que eu li de twd e é maravilhosa. (Não é do justin mais leiam sim pois é ótima)

https://spiritfanfics.com/historia/extinct-world-5369300

   DEM UMA PASSADA EM CADA UMA DESSAS FANFIC'S POR FAVOR.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...