História The Perfect Submissive - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Boris, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce, Castiel
Visualizações 43
Palavras 500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Perdoar?


Castiel on

Já havia se passado dias que eu não via mais Ryley quer dizer eu a via sim, mas na empresa mas ela nem olhava na minha cara como eu ia provar isso a ela? Como a faria acreditar que ela é a mulher que eu amo…

Vou na empresa pelo menos para vê-la

. . .

Eu estava na porta da empresa estava nervoso era como se eu tivesse matado alguém, esse últimos dias várias vem em cima de mim mas a que eu quero nem olha mais na minha cara

Eu já estava no andar dela saindo do elevador

- Oi

- Oi, ah é você *revira os olhos* seu pai não está

- Eu não vim falar com ele e você sabe que todas essas vezes que eu venho aqui não é por ele

- E daí? Será que você não percebeu que eu não quero papo com você?

- Mas apenas me ouve por favor escuta o que eu tenho a dizer, e depois eu te deixo em paz

Castiel off

Ryley on

O Castiel toda vez ia na empresa e ele sempre pedia pra eu escutar a versão dele

- Certo fale

- Aqui não vai em casa por favor

- Certo sem gracinhas e só vou para escutar o que tens a dizer nada mais

O mesmo assente e sai entra na sala do pai será que eu fiz certo? Eu deveria realmente escutá-lo? Bom seja o que tiver que ser *suspiro*

Já havia se passado umas horas e Castiel já havia ido embora talvez já estivesse a minha espera, bom vamos lá

. . .

Já havia chegado na casa dele que uma vez foi nossa subo e toco a campainha ele abre estava vestido do seu jeito “bad boy”

- Oi

- Oi Castiel vai direto ao assunto

- Bom tá. Olha você foi a primeira mulher que eu realmente me importei e amei você não sabe o quanto eu sofro, o quanto eu choro por você, eu passo noite em claro pensando em você, Ryley eu te amo, naquele dia eu não transei com a Debrah ela veio aqui e eu pensei que era você por isso abri a porta e a mesma entrou eu mandei sair mas ela disse que ia optar pelo lado difícil e eu senti uma pancada na cabeça e depois acordei nu na cama com ela, pequena eu te amo eu fiquei ao teu lado durante os três meses você acha que eu seria capa de te trair? Me perdoa pequena nem eu sei se eu transei com ela

- Castiel olha é muita informação, antes de ela voltar você tava estranho eu preciso pensar

- Eu te dou todo o tempo do mundo pequena, pois estarei aqui te esperando

- Eu já vou indo

Sai da casa dele e fiquei pensando perdoar? Ele acha que é assim? Eu não posso simplesmente perdoar, mas e se ele tiver falando a verdade? E eu vou acabar perdendo ele eu ainda amo esse ruivo eu vou pensar e amanhã falo com ele…


Notas Finais


Eai perdoa???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...