História The Personalites - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Bipolaridade, Chanbaek, Chansoo, Dupla Personalidade, Hunhan, Kaisoo, Sebaek, Sekai, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 57
Palavras 2.371
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Opa meus queridos! Tudo bom?

Primeiramente: MUITO OBRIGADO PELOS FAVORITOS NO PRIMEIRO CAPITULO, SENTI FALTA DE ALGUNS COMENTARIOS, MAS FIQUEI SUPER HAPPYZINHA <333
Segundamente: Primeiramente

Agora cês ja podem ler, Beijões....

Ahhhh, esqueci. Irei deixar minha fic ChanBaek nas notas finais, caso queiram ler <3

Capítulo 2 - My Roommate


Fanfic / Fanfiction The Personalites - Capítulo 2 - My Roommate

Seul

2017

 

- Kyungsoo? – A mulher sentada no sofá ao lado do marido caminhou até a escada para chamar o filho, que precisava chegar cedo no primeiro dia na Universidade.

- Acha que ele realmente deve ir para a Universidade? – perguntou o marido.

                Antes que a Sra.Do pudesse responder, o garoto de corpo pequeno e de olhos grandes, desceu as escadas e encarou o pai.

- Por que eu não estaria? – O garoto parecia confuso sobre a pergunta do pai, desde a morte de seu irmão gêmeo o seu pai vinha o tratando diferente, com mais amor – Ja se passaram nove anos desde a morte do Jaesoo, não posso ficar preso em casa para sempre!

                Os pais do garoto se entreolharam tristemente. O Sr.Do se levantou do sofá e foi até o filho, lhe dando um abraço apertado.

- Você está certo! – disse olhando nos olhos do filho e sorrindo para o mesmo, que sentiu uma felicidade que a anos não sentia – Boa sorte no seu primeiro dia!

- Suas malas estão prontas? – perguntou a mulher, ajeitando a camisa um pouco amassada do filho – Não está esquecendo nada?

- Está tudo certo, revisei tudo umas três vezes – o garoto sorriu ao ver a preocupação da mãe, havia um bom tempo que não via um sorriso no rosto dela, na verdade ele nem se lembrava da ultima vez que viu – Irei sentir falta da sua preocupação

                Kyungsoo depositou um beijo na testa de sua mãe, a abraçando logo em seguida. Depois se aproximou do seu pai e com um abraço apertado, se dirigiu até a porta, onde com um aceno se despediu pela ultima vez. O agora, filho único da família Do, estava entrando para a universidade de Seul, onde moraria até o fim do seu curso.

                Ele caminhou até o ponto de ônibus, onde seguiu para o campus. Kyungsoo iria cursar fotografia, este era seu sonho desde a infância, e agora podia torná-lo realidade. Seus melhores amigos, Baekhyun e Luhan, que conheceu quando se mudou para Seul, também iriam ingressar na mesma universidade e aquilo era uma das coisas que Kyungsoo mais gostou.

                Assim que chegou em frente ao portão do campus, o menor foi tomado por um frio na barriga enorme, estava nervoso.

- KYUNG! – o pequeno olhou para o lado ao ouvir a voz de um dos seus melhores amigos – YA! VOCÊ DEMOROU MUITO...

                Baekhyun e Kyungsoo se conheceram na fila do supermercado quando aconteceu um assalto. O filho mais novo da família Byun, agarrou no braço do olhudo e não soltou por nada, eles estava em pânico, depois de toda a confusão os dois viraram grandes amigos.

- Deixe de ser escandaloso Baekhyun! – Luhan se afastou do amigo, assim que percebeu que ele estava chamando atenção de todos

- Está com vergonha de mim Lu? – O chinês balançou a cabeça positivamente, enquanto se aproximava de Kyungsoo

- Há quanto tempo vocês chegaram? – perguntou Kyungsoo par seus dois únicos amigos.

- Faz uns dez minutinhos que chegamos, mas Baekhyun já arrumou um namoradinho – Luhan sorriu sarcasticamente para o amigo, que retribuiu dando um murro em seu braço

- Não mesmo, sabe que não gosto de nerds - Kyungsoo sorriu da expressão de nojo do amigo, enquanto ele encarava um garoto alto e de óculos, sentado no chão a ler um livro – Mereço muito mais do que aquele magrelo orelhudo.

- Ele tem seu charme – disparou Kyungsoo, sem pensar talvez

- Então fique com ele você! – Baekhyun sorriu do comentário do amigo.

- Vamos na secretaria,precisamos saber em que quarto ficamos – falou Luhan, ajeitando a mochila em seus ombros.

                Os outros dois assentiram e juntos foram para até a secretaria da Universidade.

                                                                                                      *      *     *

                Lista de quartos

Byun Baekhyun e Park Chanyeol – 21
             Kim Jongdae e Kim Minseok – 22
             Wu Yifan e Zi Tao - 23
             Lu Han e Oh Sehun - 24
             Zhang Yixing e Kim Junmyeon - 25
             Do Kyungsoo e Kim Jongin – 26
             Jeong Soohyun e Kim Hyerin - 27
             Moon SeulBi e Kim Jinhee - 28
             Choi Yuna e Hwang EunBi - 29
             Kim Jihyo e Park Jisoo – 30

 

       Kyungsoo leu atentamente os nomes e os quartos, e ao ver que não ficou com o Baekhyun, e nem com o Luhan fez com ficasse desanimado. Baekhyun suspirou, e se apoiou nos dois amigos.

 

- Tomará que o meu companheiro de quarto seja legal, porque se não irei transformar a estadia dele nessa Universidade em um inferno! – falou Luhan olhando seriamente para os amigos, que se entreolharam e sorriram – O que foi?

- Você só quer que o cara seja gostoso para você dar uns pegas nele – Kyungsoo sorriu da resposta do amigo, mas não tirava da cabeça o medo de dividir o quarto com um completo estranho.

                Kim Jongin

                Leu novamente o nome do seu companheiro de quarto, tentando lembrar onde já tinha escutado esse nome.

- Vamos? – perguntou Baekhyun segurando a mão de Kyungsoo e a de Luhan.

- Vamos! Mais tarde vai ter a festa de Boas vindas, melhor coisa de ser um universitário são as festas!

                Eles caminharam pelos corredores tentando achar os quartos, até encontrarem uma garota totalmente fora do normal, que lhes explicou detalhadamente o caminho. Após andar mais um pouco, eles acharam os seus dormitórios. O Trio se despediu e cada um entrou em seu respectivo quarto.

                Assim que Kyungsoo abriu a porta sentiu um arrepio em sua espinha. Um moreno alto, e de um corpo incrivelmente esbelto, estava apenas de toalha. O menor cobriu os olhos, deixando cair no chão sua grande suas malas.

- Desculpa! E-Eu devia... desculp... depois eu volto

- Não precisa... – Kyungsoo tirou lentamente o sua mão de seus olhos e fitou o moreno que continha no rosto uma expressão de susto – Jaesoo?

                Aquelas palavras fizeram o pequeno paralisar. Kim Jongin conhecia o seu irmão, era amigo dele? Mas ele nunca soube de sua existência.

- Não... Eu sou o Kyungsoo, irmão gemêo do Jaesoo

- Ah! E ele também está estudando aqui? – Kyungsoo abaixou a cabeça, lembrar do seu irmão o fazia mal, fazia com ele se sentisse estranho, dividido.

- Ele morreu faz alguns anos

- Sinto muito... – Jongin pegou sua jaqueta de couro em cima da cama e a vestiu – Tomará que seja diferente do seu irmão, nós não nos dávamos muito bem

- Eu sei como é, nós vivíamos brigando, meu irmão não era alguém difícil – O Moreno assentiu e caminhou até a porta, mas antes de sair, Kyungsoo colocou-se em sua frente – Mas ele não era ruim, e não gosto que falem mal dele.

- Não tem como falar bem de alguém que só fazia o mal, Kyungsoo – Jongin olhou em seus olhos, fazendo com que o pequeno se segurasse para não suspirar com tamanha beleza – Você parece ser uma boa pessoa...

                Ele saiu do cômodo sem olhar para trás.

“Otimo! Já não me dei bem com o meu colega de quarto”

                Pensou Kyungsoo, se jogando em uma das duas camas. Seu irmão era implicante consigo, mas nunca quis sua morte, o que mais queria era ter uma amizade saudável, que talvez tivesse conseguido se não fosse o acidente. Ele não lembrava de nada do acidente, talvez tenha batido a cabeça em alguma pedra, a ultima cena em sua mente é a de seus pais brigando.

O celular do menor, que estava no bolso traseiro de sua calça, vibrou. Kyungsoo apanhou o celular de seu bolso e olhou com atenção a mensagem de Luhan.

 

Lu

Dei sorte! Meu companheiro de quarto é muito lindo

Baek

VOCÊS NÃO SABEM QUEM É O MEU!!!!!!!!

Baek

ESTOU INDGNADO COM TAMANHA MÁ SORTE

Lu

Quem?

Baek

O Nerd que estava sentado perto da árvore...

Baek

E o pior não é isso

Baek

Ele não é Nerd e é muito gostoso

Lu

Ué! Então você também teve sorte...

Baek

Não tive! Porque eu já o conhecia

Baek

Ele era um Magrelo feioso que estudo comigo no 1º ano do médio e ele gostava de mim, só que eu só fazia despresa-lo e agora ele ta lindo e gostoso

Baek

Só que não quer nada comigo!

Baek

NINGUÉM NUNCA ME REGEITOU DESSE MODO!

Lu

Deixa de drama Baekhyun

Lu

Kyungsoo! Para de visualizar as mensagens e fala como é seu colega de quarto!

Kyung

Só posso falar isso pessoalmente, venham aqui!

 

 

                Os dois visualizaram, e não demorou menos que dois minutos para os dois estarem batendo na esmurrando a porta do dormitório de Kyungsoo. O pequeno abriu a porta para os dois, que entraram afobados, com certeza correram o mais rápido possível, para saber o que tinha acontecido.

- Vamos Kyungsoo, diz logo o que aconteceu...

- Temos que nos arrumar para irmos á festa

                Baekhyun e Luhan se jogaram na cama, como se aquele fosse o quarto deles.

- Primeiro, quando entrei ele estava apenas de toalha e rapidamente ele trocou de roupa...

- Ele tinha um corpo bonito? – perguntou Luham empolgado

- Sim... mas isso não interessa – Kyungsoo fez uma cara feia para Luhan e depois se sentou ao lado dos amigos – Ele me chamou de Jaesoo

- O seu gêmeo que morreu?

- Sim, e ele disse “Tomará que você não seja igual ao seu irmão” – Kyungsoo tentou imitar a voz do moreno, mas não conseguiu.

- Mas que idiota...

- Existem varias pessoas nesse campus e acabei dividindo dormitório com um garoto que conheci o meu irmão e o odeia.

- Baek, você sempre falou que todos odiavam o seu irmão – falou Baekhyun, tentando de alguma forma não falar o que Kyungsoo já sabia  - Então não devia ficar tão surpreso ou com raiva desse garoto, porque talvez ele nem saiba que ele morreu

- Eu falei para ele! Sei Baek, que o meu irmão era um tanto implicante, mas ele morreu, merece respeito

- Tudo bem, eu sei! – Kyungsoo respirou fundo, lembrar de Jaesoo o deixava muito nervoso e agitado – Acho que temos que nos arrumar...

                Luhan e Baekhyun levantaram e foram em direção a porta.

- Daqui a pouco batemos na sua porta para irmos – Luhan sorriu e girou a maçaneta abrindo a porta

- E se o seu colega de quarto resolver tirar a roupa novamente, tira uma foto para nos mostrar – Baekhyun piscou um de seus olhos e com um sorrisinho malicioso saiu junto ao chinês.

   Mas esse Baekhyun é uma vadia mesmo

                Kyungsoo sorriu com o seu pensamento, depois encarou sua mala e pensou no trabalho que daria para arrumar suas coisas agora, iria acabar se atrasando para a tal festa e seus amigos acabariam por agredi-lo. Ele então abriu a mala e tirou a roupa que usaria, depois a fechou e a colocou ao lado de sua cama.

                Enquanto o pequeno analisava o quarto, encontrou em cima da escrivaninha de Jongin, um porta-retrato onde dez crianças foram fotografas brincando em um parque. Kyungsoo não queria ser desagradável, ou enxerido, mas sua curiosidade falou mais alto. O menor pegou o retrato e analisou as crianças com um sorriso no rosto. Ele conseguiu achar o seu colega de quarto, na verdade nem foi tão difícil, seu rosto era inconfundível, com certeza ele era o mais belo da foto. Todas as crianças pareciam felizes, até mesmo Jongin, que lhe pareceu um pouco serio, estava sorrindo. Porém um garoto parecia triste, zangado e mal-humorado, características essas que Kyungsoo conhecia muito bem.

    Jaesoo...

                Agora Kyungsoo sabia de onde Jongin conhecia seu irmão, os dois estudaram juntos, e julgando pelo tamanho, aquela foto foi tirada dias antes da morte dele. Algo naquela foto me perturbou, tanto que sua cabeça começou a girar e sua visão se tornou escura. Kyungsoo perdeu o equilíbrio e iria cair no chão, se alguém não o segurasse fortemente, impedindo sua queda.

 

                                                                                                             *     *    *

 

                - Jaesoo!- o garoto corria pelo parque atrás do irmão, que estava mais uma vez se escondendo propositalmente para que o gêmeo o procurasse – Jaesoo! Temos que ir para casa, já está anoitecendo

                Sem olhar para frente, Kyungsoo esbarrou em uma criança que junto aos amigos brincava com a bola.

- Desculpa... f-foi sem querer – Mas o garoto não o pedoôu o empurrando, fazendo o pequeno cair no chão

- Estou cansado das sua brincadeiras idiotas, Jaesoo! – gritou o garoto rindo de Kyungsoo

- Vamos embora Jongin! Sabe que não vale a pena – falou o magrelo com cara de porta, puxando o amigo para longe

                Escondido atrás de uma árvore, Jaesoo observava a cena.

 

                                                                                                     *    *    *

 

- Kyungsoo?! Ei olhudo – com dificuldade o menor abriu os olhos, se deparando com o rosto do moreno tão próximo ao seu – Você está bem?

- Era você! – Jongin fitou curioso o pequeno, que pensava o moreno, estar alucinando – Você me derrubou enquanto eu procurava o Jaesoo no parque.

- Não! Eu empurrei o seu irmão...

- NÃO! Você me empurrou! – Kyungsoo depositou suas mãos no peito do maior, que estava sobre seu corpo, o empurrando – Eu te pedi desculpas, mesmo assim você me derrubou

- Eu pensei que fosse o seu irmão... – tentou explicar Jongin, enquanto Kyungsoo se encolhia na cama – Não sabia que ele era gêmeo.

- Ele nunca falou sobre mim? – O moreno se colocou a pensar, então lembrou de algo

- Naquele dia, ele me bateu... – falou se sentando em sua cama e observando com atenção o retrato em sua escrivaninha – Ele disse que eu iria pagar por implicar com o irmão dele, mas eu pensei que ele só estava arrumando desculpas para me bater.

- Jaesoo me defendeu? – Jongin assentiu, ele se sentia mal por ter empurrado Kyungsoo no chão naquele dia, mas como iria saber que era o irmão gêmeo do garoto que só fazia persegui-lo.

- Desculpa Kyungsoo... – falou um pouco desconcertado – Eu não sabia

                O pequeno olhou nos olhos do moreno, vendo que realmente ele estava arrependido.

- Tudo bem, isso já faz tempo! – Falou se levantando da cama e caminhado até o colega – Vamos começar de novo?

                Kyungsoo estendeu a mão para Jongin, que o olhou surpreso. Realmente ele era diferente do garoto que ele conheceu. Eles com certeza não são a mesma pessoa. O moreno apertou a mão do olhudo, sorrindo em seguida. Talvez o convívio dos dois não será tão complicado como eles pensavam. 


Notas Finais


E ENTÃO PESSOINHAS O QUE ACHARAM? ME CONTEM NOS COMENTÁRIOS PORFA <3
Aqui ta o link da minha fic ---> https://spiritfanfics.com/historia/two-moons-5579161
Até o proximo capitulo Babes, XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...