História The Personalites - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Bipolaridade, Chanbaek, Chansoo, Dupla Personalidade, Hunhan, Kaisoo, Sebaek, Sekai, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 40
Palavras 3.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Opa meus queridos, tudo bom?!
I'M BACK BABYS <3
Tomará que gostem desse capitulo, que quase não saiu, porque eu não curto casais que comecem a se relacionar
rapidamente, porque acho que que o sentimento bonito cresce aos poucos, mas o relacionamento deles vai ser bem complicado, digo, ao extremo. Eles iram sofrer muito. Acho melhor eu para por aqui ashasuhaushahusauhsu.
Até as notas finais <3

Capítulo 3 - University party


Fanfic / Fanfiction The Personalites - Capítulo 3 - University party

      Jongin olhava para Kyungsoo ainda intrigado, enquanto o menor tentava ligar para os seus pais para lhes avisar que tinha chegado e estava bem, mas eles não estavam atendendo, deixando Kyungsoo preocupado.

- Aconteceu alguma coisa?- perguntou o maior vendo a preocupação estampada no rosto do colega.

- Meus pais não me atendem...- falou tentando mais uma vez se comunicar com os mais, mas como todas as outras vezes, não deu certo - Acho que eles saíram 

- Por que você e o Jaesoo não estudavam na mesma escola? - Jongin ainda tinha curiosidade sobre a historia dos gêmeos, afinal Jaesoo tinha sido alguém bastante presente em sua vida

- Minha mãe achou melhor - Kyungsoo guardou o celular em uma das gavetas da escrivaninha e olhou para o moreno - Ela achava que ele iria acabar aprontando e colocando a culpa sobre mim, fazendo todos me odiarem

- Ela estava certa, seu irmão fazia um inferno a vida de todos na sala...- Kyungsoo riu da expressão que Jongin fez ao lembrar das presepadas de seu irmão

             O moreno fitou alegremente o menor sorrindo de si. Kyungsoo ao perceber o olhar do maior, se conteu.

- O que houve? - perguntou envergonhado, se sentando direito na cama, que ja estava toda bagunçada de tanto ele se mexer.

- Você devia sorrir mais, fica muito mais bonito sorrindo! - Jongin se levantou e foi em direção do banheiro, mas antes de entrar fitou Kyungsoo com um sorriso malicioso nos lábios - Vai ser muito bom te ter como colega de quarto, pequeno.

       Kyungsoo respirou fundo. Agora ele estava assustado. Como em questão de horas ele e Jongin, passaram de inimigos para amigos? Aquilo era confuso, um pouco inesperado talvez.

     Antes que Kyungsoo pudesse pensar mais uma vez no que estava acontecendo, alguém estava batendo na porta. O menor correu para abrir, mas acabou por se espantar.

- Oi, você deve ser o novo colega de quarto do Kai - falou o rapaz alto com um sorriso extremamente largo

- Sou o Kyungsoo, mas você disse Kai? - O menor continuou fitando o rapaz alto de orelhas grandes a sua frente, tentando lembrar da onde o conhecia  - Não tem nenhum Kai nesse quarto.

- Ah é! Você o conhece com Jongin, as vezes esqueço que esse é o verdadeiro nome dele – o rapaz passou a mão pelos cabelos castanhos escuros, sorrindo largamente para o pequeno

- Então Kai é o apelido do Jongin? – o maior balançou a cabeça positivamente, e Kyungsoo sorriu, saindo da frente do orelhudo para que ele entrasse no quarto – Ele está no banho, mas pode ficar a vontade.

- Obrigado! Essa é a cama do Kai? – perguntou o garoto, e após Kyungsoo assentir, ele se jogou na cama do amigo.

- Qual seu nome?

- Park Chanyeol! – Kyungsoo fez uma expressão de surpresa, fazendo Chanyeol rir.

- Quando você arregala os olhos fica engraçado...

- E quando você rir fica assustador  - Chanyeol parou de sorrir, parecia magoado com o comentário de Kyungsoo, o menor percebendo o constrangimento do orelhudo, se arrependeu do que falou – Mas acho que é a única coisa estanha que você tem, na verdade você é bem bonito... mas eu não estou interessado em você... não que você não seja intere...Acho melhor eu ficara quieto.

- Você é um pouco estranho Kyungsoo, mas também é muito bonito!

                Kyungsoo sorriu para Chanyeol, que retribuiu o sorriso gentilmente. Jongin saiu do banheiro, e observou a troca de olhares, e de sorrisos que seu melhor amigo, e o seu colega de quarto estavam dando.

- Tudo bem aqui? – o moreno chamou a atenção dos amigos, fazendo-os se sentirem constrangidos

- Eu só estava conversando um pouco com o Soo...- Jongin olhou surpreso para Chanyeol, que pareceu assustado

- Com quem? – Falou Jongin, colocando a mão nos quadris e olhando curioso para o amigo

- Kyungsoo – Jongin assentiu sorrindo e foi até o armário pegar uma roupa para vestir – Olha que o Sehun iria adorar te ver descoberto desse jeito

- Não brinca com isso – falou Jongin tirando do armário uma camisa e uma calça – Mas o que vocês está fazendo aqui?

- Ah, eu não conseguia ficar naquele quarto vendo aquela criaturinha de box desfilando de um lado para o outro – falou pegando o travesseiro e o abraçando – Não tenho sangue frio

- Devia parar com essa historia de vingança e pegar logo esse baixinho – Kyungsoo olhou intrigado para os dois, mas antes de perguntar quem era o garoto, alguém bateu na porta e o menor correu para atendê-la

                Era Baekhyun e Luhan. Os dois estavam bem arrumados e perfumados, e como um bom amigo eu conhecia bem aquele look, era o famoso “vestir para caçar”.

- Já está pronto? – Perguntou Luhan para o olhudo que assentiu  sem vontade – Então vamos!

- Só vou pegar meu celular... – Kyungsoo deixou a porta aberta, mostrando Chanyeol deitado na cama de Kai

- Você já vai Soo? – perguntou o orelhudo vendo o menor pegando o celular na mesa de cabiceira

- Vocês não vão para a... – Mas Kyungsoo não terminou de explicar, já que Baekhyun ao ouvir a voz do Park abriu ainda mais a porta

- Chanyeol ? – o orelhudo mudou de cor, ao ver que Baekhyun era amigo de Kyungsoo.

                O olhudo fitou o garoto alto deitado na cama e sorriu maliciosamente, agora ele sabia de quem Chanyeol e Jongin falavam.

- Vocês s-são amigos? – perguntou o maior olhando para nós dois assustado.

- Somo sim, e já estamos de saída – Disse Kyungsoo acenando para Chanyeol, que o olhava preocupado – Nos vemos na festa, e sobre aquele assunto, fica tranquilo sou um ótimo amigo.

                O pequeno saiu do quarto fechando a porta.

- Então SOO, você e o Chanyeol são amiguinhos? – perguntou em tom irônico, fazendo Luhan gargalhar

- Somos – respondeu Kyungsoo, sem se importar com o possível ciúme que seu amigo estava sentindo

- Ah! Então por isso que você falou que ele “tinha o seu charme” não foi?

- Eu não conhecia o Chanyeol ainda, nos conhecemos quase agora e ele é uma pessoa incrível, se você quer saber... – Kyungsoo entendia que seu amigo estava com ciumes, mas Baekhyun nunca gostou de ninguém de verdade, aquela só era mais uma paquera passageira do menor – Ele é muito mais interessante do que eu imaginava, agora para de ficar assim e vamos para a festa.

- Perdi a vontade! – Baekhyun virou as costas para o amigo e voltou em direção ao quarto.

- Nossa Kyung, eu nunca te vi assim! Tão malvado – Kyungsoo parou, aquele não era ele, o menor nunca foi assim, aquela atitude era característica de Jaesoo.

- Você está certo, eu fui um idiota – falou olhando para o amigo indo para o quarto e correndo em sua direção

- ESTOU INDO PARA A FESTA! ENCONTRO VOCÊS LA!- gritou Luhan, vendo o amigo correndo atrás do Baekhyun

                Como Baekhyun estava andando normalmente, apenas com muita raiva, Kyungsoo consegui alcançá-lo.

- Baek me perdoa! – o olhudo agarrou o braço do amigo, o impedindo de continuar

- Você nunca foi assim! Nunca me disse esse tipo de coisas, sempre que eu dizia estar afim de algum garoto, você sempre se afastava, porque com Chanyeol é diferente? Você está apaixonado por ele? – Kyungsoo começou a rir da besteira que o amigo acabou de falar, depois ele o abraçou

- Não! Só realmente achei ele um ótimo amigo... – falei colocando minhas mãos em seu ombro – eu nunca vou tentar da em cima de um garoto que você está afim, me desculpa por insinuar que estava afim do Park.

- Ah tudo bem! Vamos para a festa? – Falou Baekhyun sorrindo para o amigo – Eu iria de toda forma, você vindo atrá de mim ou não, sabe que não perco uma boa festa por nada.        

                Os dois saíram de mãos dadas pelos corredores. Acima de qualquer coisa, eles são amigos.

  *     *     *

                Chanyeol passou longos minutos tentando interpretar o que Kyungsoo lhe disse, mas acabou preferindo crer que o menor estava dizendo que não iria falar para Baekhyun, que o maior se sentia excitado por si, mas que se segurava por causa de uma vingança.

- Chanyeol, ta pegando fogo! – Falou Jongin saindo do banheiro, agora totalmente vestido

- Aonde? – Chanyeol olhou para os lados, mas não viu nem uma fagulha

- Na sua cabeça! Pare de pensar... – O moreno riu da expressão de susto do amigo, por causa de sua brincadeira

- Ele é amigo do soo! – disse Chanyeol encarando a porta

- Quem? – perguntou Jongin

- Baekhyun! – O orelhudo olhou para o amigo assustado

- Sim, mas de quem o Baekhyun é amigo

- Do So.. – antes de falar novamente o apelido carinhoso que deu para o olhudo, ele viu a expressão de Jongin e resolver corrigir-se – Kyungsoo

- Ah sim! – falou colocando perfume em si – Mas o quer que tem?

- Eu estava aqui falando o como Baekhyun é gostoso de Box e como eu me seguro para não agarrá-lo, e levá-lo para a minha cama – Chanyeol afundou seu rosto no travesseiro, fazendo Jongin rir

- Seria bom! Ai você acabava logo com esse plano idiota de criança recalcada que foi rejeitada por garoto popular, e pegava logo o garoto

- Não! Eu gostei muito do Baekhyun, muito mesmo, mas ele me humilhou na frente de todos na escola, merece ser rejeitado pelo menos uma vez na vida

- Você e seus planos idiotas  - Kai caminhou até a porta e a abriu – Vamos?

- Vamos, que pretendo dançar com o so...- Jongin encarou o amigo, que não continuou – Kyungsoo

- Você merece umas tapas, Chanyeol! – o moreno deu um pequeno peteleco na orelha do amigo, que ficou se queixando de dor

- Ya! Ele falou que eu era bonito e interessante, talvez eu consiga algo com ele – Jongin parou de andar e olhou o amigo seriamente

- Você realmente está pedindo por uns tapas! – falou dando um tapa no amigo

  - Por que eu não posso dançar com o Kyungsoo? - Chaneyol olhou curioso para o amigo que continha um olhar mortífero em si

- Porque ele é meu colega de quarto, e acho que ele não está interessado em você...

- Olha, acho que está enganado sobre isso - Um sorriso malicioso brotou nos lábios de Chanyeol, ao lembrar das palavras do menor - Ele me confidenciou que me acha muito bonito e bem interessante

        Jongin parou, tentando digerir as palavras do melhor amigo. Chanyeol podia estar confundindo tudo, ou realmente tinha entendido certo e Kyungsoo flertou consigo. Os pensamentos em seu colega de quarto e seu amigo, estavam deixando o moreno inerte em meio ao caminho.

- Julgando pela musica estrondante, deve ser aqui - gritou Chabyeol. A musica estava tão alta que apenas gritando Jongin poderia escutar, mas o moreno parecia desperso, como se não tivesse escutado o amigo - Kai?

- Oi...- Jongin tinha saído do transe que as palavras de Chanyeol lhe proporcionaram.

          Assim que olhou para  frente, viu a imagem de Kyungsoo dançando com dois garotos. Um deles era o colega de quarto de Chanyeol, que Jongin diferenciou pelas coxas, que o orelhudo sempre falou que eram abundantes.

           Kyungsoo olhou para Jongin e sorriu. O moreno andou em direção do menor, para dançar com ele, antes de Chanyeol, mas em sua frente surgiu um garoto alto.

- Sehun! - o magrelo sorriu, e pulou nos braços do amigo

- Vocês demoraram! - falou soltando Jongin, e dando um puxão de orelha em Chanyeol.

- Kai que ficou demorando no banho... - o orelhudo acenou para o baixinho atrás de Sehun - Eu vou dar uma volta!

        Chanyeol iria até Kyungsoo, mas Kai agarrou seu braço, o impedindo de ir.

- Você fica! Depois vamos dar uma volta...

      O Park bufou, não acreditava que Jongin estava o empatando de paquerar o Kyungsoo.

- Vou pegar uma bebida! – Chanyeol sorriu, indo em direção á uma mesa com umas bebidas

- Por que não deixou o orelhudo investir no... – Sehun virou-se para olhar o garoto, mas ao  perceber quem era, se assustou – Jaesoo?

- Não! Esse é Kyungsoo, irmão gêmeo do Jaesoo

- irmão gêmeo? Claro que não! – Sehun estava exaltado, Jaesoo também tinha ferrado a vida dele – Ele deve estar fingindo para abaixarmos a guarda.

- Você está viajando! O Kyungsoo é totalmente o oposto do irmão – falou olhando para o menor, que dançava loucamente junto dos amigos – Ele é gentil, fofo, delicado

- Você está apaixonado por ele? – Agora o motivo tinha mudado, ele não estava mais ligando para a historia dos gêmeos

- Claro que não! Sabe que não acredito em paixão a primeira vista!

- Mas parece, você nunca falou de mim, como acabou de falar dele!

- Olha Sehun, eu nunca te dei esperanças sobre eu e você! E não irei ficar aqui discutindom eu vou dançar! – Ele avistou Chanyeol se aproximando com três copos, e ajudou o amigoa a pegar.

- Eu não estou me sentindo bem! Estou indo para o quarto – Jongin assentiu sem jeito, e Chanyeol ficou parado sem saber o que estava acontecendo

                Kai puxou o amigo para onde estava Kyungsoo e os amigos. O menor sorriu ao ver os dois mais altos chegarem.

- O amigo de vocês não quis vir? – Perguntou Kyungsoo, procurando o amigo de seu colega de quarto

- Ele não estava se sentindo bem! – Jongin respondeu desconcertado e o olhudo percebeu.

- É melhor eu ver como ele está... – Luhan se pronunciou, interrompendo os olhares do moreno e o do seu amigo – Já volto!

                Jongin sorriu surpreso. Como ele queria que Luhan conseguisse conquistar Sehun, desde pequeno ele alimentava esse sentimento torto por si, mas que nunca foi conrrespondido.

- Chanyeol! Até quando você vai me ignorar? – perguntou Baekhyun, tentando chamar a atenção do Park, que o rejeitava de todos jeitos

- Quando você deixar de ser egoísta, metido! – O maior falou seriamente e saiu andando no meio da multidão, deixando Baekhyun parado, tentando digerir as palavras duras que lhe foram ditas

- Baek... – Kyungsoo tentou ajudar o baixinho, mas ele apenas sorriu fracamente, com lagrimas nos olhos e se dirigiu até a mesa de bebidas, desaparecendo entre as pessoas

- Chanyeol é um crianção, mas ele tem uma certa razão – Jongin se aproximou um pouco mais de Kyungsoo, colocando a mão em seus ombros – Baekhyun o humilhou muito.

- O Byun é muito maluquinho, mas é uma boa pessoa – falou se virando para o maior

      Hey, I was doing just fine before I met you. I drink too much and that's an issue. But I'm okay. Hey, you tell your friends it was nice to meet them. But I hope I never see them again

- EU QUERO VER TODOS DANÇANDO EM PARES, HEIN? – O homem que trabalhava como DJ gritou no microfone, e todos acabaram fazendo pares.

                Jongin e Kyungsoo se entreolharam, constrangidos por serem os únicos ali que ainda não estavam abraçados. Kai tossiu sutilmente e olhou para o olhudo, estendendo a mão.

- Será que você aceita dançar comigo?

        Kyungsoo sorriu e balançou a cabeça positivamente, segurando a mão do maior e o abraçando em seguida. Os dois dançavam juntos, tão colados que até pareciam um casala de namorados. Seus corpos se encaixavam perfeitamente, nem parecia que essa era a primeira vez que suas peles se tocavam, pois pareciam tão íntimos um com outro.


      I know it breaks your heart. Moved to the city in a broke down car and.Four years, no calls. Now you're looking pretty in a hotel bar and. I can't stop. No, I can't stop.

 

            Longe de la, Baekhyun chorava calmamente sentado em um banco. De repente ele sentiu alguém segurar fortemente o seu braço.

- O que você quer seu idiota?! Solta o meu braço! – O garoto sorriu, com certeza estava bêbado, Baekhyun tentou se livrar do aperto, mas ele continuava a agarrá-lo

 

- Venha, vamos dançar! – Baekhyun tentou se soltar, mas ele continuava a aperta-lo – Tenho uma idéia melhor, vamos ali nas árvore!

 

- Por favor... Me deixa! – O homem riu, deixando Baekhyun cada vez mais nervoso e com medo – EU TE IMPLORO!

 

- Não adianta implorar bonequinha! – a musica estava alta e as pessoas envolta pensavam que era uma briga de casal, fazendo a cena parecer algo inútil.

 

                O choro de Baekhyun se tonarva cada vez mais alto, mas mesmo assim ninguém prestava atenção. O pequeno pensou que estava perdido, por causa de sua petulância seria violentado. Chanyeol estava certo, pensava o Byun, ele realmente merecia sofrer.

 

- Ei, Idiota! – O homem virou-se para ver quem o chamava e foi acertado por um soco no rosto, e logo em seguida por um chute no estomago, caindo no chão de dor – Da próxima vez que você chegar perto de Baekhyun, eu mato você!

 

                Chanyeol estendeu a mão para Baekhyun, que segurou receoso.

 

- Chanyeol eu...

 

- Não precisa me agradecer, ninguém merece ser tratado daquele jeito – Chanyeol virou o rosto e iria voltar para onde estava, mas Baekhyun segurou seu braço

 

- Mesmo assim! Obrigado! – falou se curvando, seus olhos estavam cheios de água, mas ele segurou firme as lagrimas – Amanhã irei pedir para trocar de quarto, você não precisa conviver com alguém como eu.

 

- Baek... – O pequeno Byun deu de costas e saiu a procura do amigo, para avisar-lhe que já estava indo.

 

       Ele avistou Jongin e Kyungsoo abraçados, e pensou em ir embora sem avisa-lo, apenas para o menor continuar daquele jeito com o moreno. Mas ao passar pelos dois, Kyungsoo segurou seu braço.

 

- Baek? Você já vai? – o baixinho assentiu triste – Aconteceu alguma coisa?

 

- Um babaca tentou me assediar, mas o Chanyeol chegou e o impediu – Jongin se assustou e tentou procurar o amiga na multidão, Kyungsoo abraçou fortemente o seu amigo preocupado – Nãos se preocupe Kyung, estou bem, só preciso dormir.

 

- Eu vou com você... – Baekhyun tentou argumentar, mas Kyungsoo arqueou uma de suas sobrancelha, sinal para que não argumentasse – Jongin, será que podia dormir no Chanyeol hoje?

 

- C-Claro! – falou sem jeito, era obvio que ele não queria passar sua primeira noite ao lado do orelhudo, mas entendia que Baekhyun precisava de Kyungsoo e por isso aceitou – Vou procurar o Chanyeol.

 

- Ok! Até amanhã Jongin – O moreno acenou para o pequeno, e se virou para procurar o orelhudo – Jongin!  Eu adorei a nossa dança!

 

                Kai sorriu para Kyungsoo, que estava abraçado a Baekhyun. Os dois agora eram amigos, talvez grandes amigos.

 

         So baby pull me closer.In the back seat of your Rover. That I know you can't afford. Bite that tattoo on your shoulder. Pull the sheets right off the corner. Of the mattress that you stole. From your roommate back in Boulder. We ain't ever getting older.


Notas Finais


PESSOAS LINDAS DO MEU CORE, COMENTEM, EU GOSTO PAKAS DE COMENTARIOS
NEM QUE SEJA PARA DIZER "COCÔ"
Até o proximo babys, XOXO'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...