História The Phantom of the Opera - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Avan Jogia, Elizabeth Gillies, Max Schneider, O Fantasma da Ópera, Zoey Deutch
Personagens Ariana Grande, Avan Jogia, Elizabeth Gillies, Max Schneider, Personagens Originais, Zoey Deutch
Tags Ariana, Ariana Grande, Avan, Avan Jogia, Bade, Drama, Elavan, Elizabeth, Elizabeth Gillies, Fantasma, Fantasma Da Ópera, Gillies, Jogia, Liz, Liz Gillies, Max, Opera, Phantom Of The Ópera, Romance, Zoey
Visualizações 20
Palavras 812
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Depois de tanto tempo eu voltei, não me matem, é porque essa história eu preciso estar muito calma pra escrever, e ultimamente não tava rolando kkk mas espero que gostem, porque essa é minha música favorita ❤❤

Capítulo 5 - First Time


Fanfic / Fanfiction The Phantom of the Opera - Capítulo 5 - First Time

Me sinto presa e sufocada, um silêncio forte no quarto, só era possível ouvir o barulho do vento lá fora, foi quando as velas se apagaram e houve uma grande escuridão, o que iluminava o quarto era apenas a luz dá lua.

Sinto meu corpo paralisar até ouvir sua voz rouca é tão doce ecoar no quarto.

- Meu pequeno anjo cante para mim - Sua voz me fazia arrepiar

- Saia dá escuridão e apareça para mim meu anjo dá música - Disse procurando algum vestígio dele, mas nada.

- Criança inocente, eu estou dentro de você, não posso deixar que toquem em você, seja minha meu anjo.

- Eu serei sua quando aparecer para mim

Assim que disse as velas se acenderam em questão de segundos, me deparei com o enorme espelho em minha frente, eu me observava, procurava uma resposta.

Abaixo meu rosto mas algo me faz olhar novamente para o espelho, foi quando vejo um homem, sua estatura mediana, ele usava capa preta e uma máscara branca que impedia de ver seu rosto. Ele me deixava em completo transe, eu não conseguia dizer nada, mas não conseguia deixar de olhar para ele.

- Venha até mim meu anjo - Ele disse estendendo sua mão.

Fui me aproximando do espelho, havia uma passagem por ele, como um pequeno truque. Entrei o seguindo, ele carregava em sua mão um candelabro de ouro reluzente, eu apenas o seguia em silêncio, aqui era mais frio que o normal, sentia um arrepio em minha nuca.

Ele para e me olha, consigo ver seus olhos, são negros como a escuridão, sem brilho como se estivesse triste, ele estende a mão para mim e com a outra ainda segurando o candelabro mostra um pequeno barco.

Seguro sua mão que está envolvida por uma luva grossa e de couro, sinto um frio maior que o normal, entro e me sento no barco.

Aquele silêncio acaba sendo cortado, quando chegamos e ele me auxilia para descer.

- Cante uma canção para mim meu anjo. - Ele diz andando ao meu redor, o lugar era escuro e sombrio.

- Não temos música para isso - Disse olhando para minhas mãos trêmulas e gélidas

Com um estalar de dedos as velas se acendem, um lustre candelabro enorme desce sobre um grande piano, não era um piano normal, ele equivalia a três pianos normais, com diversas velas encima dele, todo feito de madeira escura e maciça.

Ele se aproxima do piano e começa a toca-lo me fazendo arrepiar, mas como um passe de mágica uma pequena voz sai do fundo da minha garganta.

"No sono, ele cantou para mim, Nos sonhos, ele veio ... Essa voz, que me chama e fala meu nome ... E eu sonho de novo? Por enquanto, eu ache o fantasma da ópera está lá - dentro da minha mente"

Me sento ao seu lado e ele me olha, seu olhar frio me atinge rasgando minha alma, então sua voz rouca exala naquele local.

"Cante mais uma vez comigo nosso estranho dueto ... Meu poder sobre a você ainda mais forte, e me consigo visto de relance, Às suas costas O Fantasma da ópera está aqui dentro da sua cabeça"

Eu sentia meu coração acelerar, um arrepio subia minha espinha, mas algo não saia de minha mente, o porquê daquela máscara, o que se escondia? Porque ?

"Aqueles que viram seu rosto, recuaram com medo... Eu sou a máscara que você usa..."

Ele me olhou rapidamente e disse

"Sou eu quem eles ouvem..."

Foi quando nossas vozes se encontraram, eu conseguia ver chamas em volta de nós, ele se levantou e em minha mente a sinfonia dá canção continuava, então ele me conduz para uma dança.

"Seu (Avan)/ meu (Liz) espírito E minha (Liz)/ sua (Avan) voz. Em um só combinados. O Fantasma da Ópera está aqui Dentro da minha (Liz)/sua (Avan) cabeça"

Ele me conduzia para uma pequena valsa, o ambiente estava quente, minha mente estava delirando, eu conseguia ver chamas inflamando o local, mas meu coração estava em chamas.

"Ele está aqui, O Fantasma da Ópera... Cuidado Com o Fantasma da Ópera..."

Ele me roda e me coloca em seus braços e volta a cantar

"Em todas as suas fantasias, Você sempre soube, O homem e o mistério..."

Em um sussurro minha voz sai falha

"...Eram ambos Você..."

Sua voz novamente se encaixa na minha e ele volta a me conduzir

"E nesse labirinto onde a noite é cega, O Fantasma da Ópera está aí (Avan)/ aqui (Liz) Dentro da (Liz/Avan) minha / sua cabeça"

Ele me girava por toda a estenção do local, quando ele me para em seus braços ainda me olhando profundamente e diz

"Cante, meu anjo da música!"

E minha voz como um sussurro sai

"Ele é O Fantasma da Ópera"

Sinto sua respiração em meus lábios, e sua forte mão em meu corpo enquanto canto, mantenho meus olhos fechados enquanto sua respiração fica mais próxima de meus lábios.


Notas Finais


Não deixem de comentar e favoritar ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...