História The Pirate and the Duchess-Second Season - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Orgulho e Preconceito, Para Sempre (The Vow), Piratas do Caribe
Personagens Anjelica, Barba Negra, Capitão Jack Sparrow, Capitão Teague, Personagens Originais
Tags Revelaçoes, Sexo
Exibições 26
Palavras 1.941
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Estamos mais uma vez aqui ,agradeço aos nossos atuais 106 favoritos ,aos 96 comentários e que nessa temporada tenhamos mais 106 além do que já temos e mais 96 comentários .
Obrigado mais uma vez e boa leitura...

Capítulo 1 - The Frist time


Fanfic / Fanfiction The Pirate and the Duchess-Second Season - Capítulo 1 - The Frist time


      Após dois anos de recuperação em uma clínica sendo tratada como um animal ,fui posta novamente ao berço da sociedade , e depois de mais dois anos sendo provocada e demonstrando quem sou, me tornei o que eu realmente sou, uma mulher forte e respeitada. Conhecida em todo o lugar pelo fato de ser mulher ,viúva e não ter mais os pais para ajudar. 
Assim que eu fui "libertada" e voltei a tomar conta dos negócios da família coisa que era de responsabilidade do meu primo,eu não faço mais nada à dois anos,eu não paro de trabalhar para tentar apagar o vexame de ter sido encontrada em uma ilha deserta falando coisas absurdas e sem nexo ,na clínica afirmavam que eu tive a febre que faz a pessoa delirar, e que eu fui assaltada e deixada ali pelos bandidos.
   Algo que eu achei que tinha acabado voltou, minhas tias acham que vou estar mais segura se eu me casar novamente,algumas coisas me fugiram a cabeça durante esses quatro anos ,muita coisa mesmo. Mas uma coisa todos tem em comum,eles não passam da porta de eescolheu
  Os médicos vieram me examinar para ver como estou e acabaram meio que ordenando que eu tire férias. E como as minhas tias fazem questão de irem à todas as consultas já me tiraram do cargo temporariamente.
  Faz apenas uma semana e eu já não aguento mais um minuto. Agora toda manhã Ana Clara me obriga a ir com ela na feira comprar flores e o que ela mais quer,eu apenas vou para respirar ar puro ,mais nada :
-Lucia tá na hora-rolei na cama e olhei para a cara dela
-É sério isso?-ela estava toda arrumada
-Não é para a feira que você tá me chamando não é?-ela riu e cruzou os braços
-Você não presta atenção em nada não é?-ela chegou bem perto da cama e puxou o cobertor
-Nãooooo eu já não posso trabalhar,então me deixa dormir-ela riu
-O Lucas está te esperando lá em baixo com um presente
-Quê presente?
-Tem que descer-levantei,fui ao banheiro fiz as minhas necessidades ,e já sai arrumada.
  Ele estava sentado na sala mexendo na prateleira de livros
-Eu cheguei para a felicidade mundana-ele riu e veio me abraçar.Lucas foi a pessoa que me tirou da ilha e durante muito tempo eu só acreditei nele, ele fingia acreditar nas besteiras que eu falava ,ele sim é um bom amigo
-Eu soube que você está de férias,e eu sei oque isso significa
-O quê?
-Você não presta atenção em nada não é?
-Você não é a primeira pessoa que me diz isso hoje ,mas o que é?
-A nossa aventura ,lembra?
-Sério?
-Sim! A minha surpresa é a gente organizar para onde vamos e quanto tempo vamos ficar no mar -eu estava totalmente desanimada com isso,mas ele estava tão animado que eu não quis atrapalhá-lo .
  Bateram na porta mas foi a Ana Clara que atendeu, porquê eu estava muito ocupada ,uns homens entraram na casa e foram diretamente para o meu escritório com uma caixa enorme de madeira,eles não demoraram nem cinco minutos. Eu e ele fomos para o escritório ver do que se tratava,a caixa estava trancada mas a chave estava em cima com cera a grudando, assim que eu a abri havia muitos pergaminhos fui os retirando e havia uma roupa parecia de homem , era uma bota,calça e uma blusa eu as retirei,havia um desenho de criança e uma carta no fundo fui tentar retirar mas não consegui,abri e li :
   " Olá coração,
Se quiser tirar alguma dúvida é me procurar em Totuga, sei todas as respostas que você tiver,você sabe que não era uma simples febre "
   A dei para o Lucas e fui botando as roupas na caixa , quando um papel saiu
      "Se for, use isso "
-Lucia..já sabemos que a nossa rota mudou
-Lucas..não-ele estava com o olhar de decidido dele-você vai fazer oque eles querem?
-Lucia,você acredita que você foi roubada? -fiquei quieta-nem eu, e outra...
-O quê?-ele ficou me encarando muito sério
-Eu vou estar com você o tempo todo,como sempre estive e sempre vou estar-ele se aproximou mexeu na minha cabeça e a puxou para perto da dele e me beijou,no começo era só um selinho,mas estava tão bom que passou para um beijo de verdade,eu tinha esperado isso por tanto tempo, e agora isso finalmente estava acontecendo,ele passou a mão para o meu ombro e começou a abaixar de vagar a manga
-Lucas!Lucia!-nos separamos rapidamente,a boca dele estava toda manchada de batom,eu peguei um pano e limpei
-Estamos indo
-Tudo bem ,suas tias estão aqui
-Eu gosto muito dela mas eu gostaria que ela não tivesse aqui-eu ri e continuei arrumando as coisas -amanhã vamos ver quanto tempo demora e como vamos para lá,vou te deixar se divertindo com as suas tias,falando sobre assuntos deliciosos-ele riu
   Assim que chegamos na sala minhas tias estranham nós sairmos juntos , ele as cumprimentou,quando eu o estava levando para a porta ele as gritou ,quando elas foram ver ele me beijou novamente e saiu,eu fiquei parada sem reação,ouvi gritinhos e gargalhadas ,Ana Clara saiu correndo e veio me abraçar,junto das minhas tias . Eu fiquei a tarde toda de uma da tarde até as sete ,elas falando sobre como elas vão organizar o meu casamento e como será o meu vestido e tudo mais . Quando deu umas oito elas decidiram ir embora mas a Ana Clara também quis falar,ela fez doce , e eu fiquei comendo enquanto ela falava o que ela iria fazer o buffet e como seria o bolo
-Ana
-Quê?eu estava planejando na minha cabeça
-O.k.... Só pra te lembrar que eu vou viajar
-Desde quando você viaja?
-A partir do momento em que a tia Flávia disse que vai me visitar diariamente até eu me casar -eu amo elas,mas tem vezes que eu gostaria que os meus pais fossem filhos únicos.
   Depois de ouvir tudo eu fui tentar dormir,mas aquela caixa me intrigou,o quê faria uma pessoa me mandar aquilo sem remetente,sem nada? Fui até o escritório e abri a caixa,peguei o máximo de cartas que eu pude e levei para o meu quarto,as cartas estavam rabiscadas nos nomes ,mas pelo que deu para ler era uma carta de uma mulher para um homem,ela contava seu dia a dia para ele , eu não aguentei e durmi.
   Senti alguma coisa no meu pé quando eu acordei era o Lucas fazendo massagem no meu pé,sentei na cama e fiquei olhando para a cara dele
-Você tem muitos problemas
-Sim,por isso você gosta de mim-sorri-eu gosto de você-fiquei sem graça
-Por sua causa ontem eu quase morri
-Por isso hoje eu vou te obecer o máximo -ele se aproximou e me deu um selinho
-Começou bem
-Obrigado,eu tento -ele ficou me contando que conseguiu falar com o amigo dele ,que tem um navio levando bebidas para um bar de lá, que vão embarcar na madrugada de hoje-posso te confessar uma coisa
-O quê?
-Ter te beijando foi a melhor decisão da minha vida-nós rimos, e ele foi em direção da porta -te espero lá em baixo para separar o material
   Fui para o banheiro me arrumei , e desci,ele estava muito concentrado ,fazendo cálculos e tudo mais , fui ver as horas ,eram nove da manhã, fui a cozinha e levei café e biscoitos que a Ana Clara havia feito ,coloquei em cima da mesa é ficamos resolvendo das coisas,deixei a roupa separada , ele havia pego uma roupa velha com o amigo dele,demoraremos duas semanas para chegar em Tortuga ,sendo que pararmos em uma ilha antes,na ilha que eu cresci para reabastecer ,ainda bem que é o Lucas que vai comigo, o navio do amigo dele não é grande, sou eu que cuida da contabilidade dele , e não tem muitos marinheiros,só tem os filhos deles que são uns amores ,vai ser tranquilo ir de vestido,só terei que trocar quando eu chegar . Ana Clara passou pela sala indo para as escadas
-Oi....-ela me olhou estranho
-O quê você está fazendo acordada?
-Ele bateu na porta até eu acordar-ele estava vermelho
-Estranho eu não ouvi -fiz sinal como se pra mim também fosse estranho-tudo bem...vamos?
-Sério?
-Onde vocês vão?
-Todo dia nós duas vamos comprar flores
-Parece ser divertido
-Quer ir conosco?-ele olhou para mim e eu fazia sinais que não
-Claro-Ana Clara foi na frente
-Eu vou te matar
-Por que?eu tenho que a mostrar para as pessoas a minha bela namorada
-Não lembro de nenhum pedido-ele olhou para mim
-É sério isso?
-Sim-ele se ajoelhou na minha frente
-Você Lucia Foster aceita namorar comigo?
-Sim...mas poderia ter dito isso em pé
-Se disso eu não seria clássico-nós rimos e eu o abracei
Ele estendeu o braço e fomos andando de braços dados,as pessoas olhavam e meio que ficavam surpresos,comigo ele é um palhaço,mas com os outros ele é super sério,e eu sou muito centrada , então eles imaginavam que nós morreríamos solteiros
-Lucas se alguém me falasse que o cara que me beijaria e no dia seguinte fosse o meu namorado eu mandaria a pessoa a merda-ele riu
-Eu não diria nada apenas encararia a pessoa
-Olha mais que homem super concentrado-nós rimos,ele deu um beijo na minha testa-vou te falar uma coisa,eu achei que depois que eu te beijasse você eu levaria um tapa e eu não te veria novamente
-Você me conhece muito bem,mas eu gosto de você ou seja eu espero você tomar essa iniciativa a muito tempo
-Olha que bom
  Estávamos voltando quando eu vi a mãe do August,dei meia volta esperando para que ela não me veja ,eu fui indo em direção ao início da feira
-Foster?!-ela me viu
-Senhora Ferrais?-ela veio na minha direção e me abraçou e ficou falando sobre a missa que ela estava planejando,ela parecia não perceber que o Lucas não estava lá,ele soltou a minha mão e foi para outro canto
-Lucia,desculpa interromper mas temos que voltar para casa,sua tia deve estar te esperando
-Tudo bem minha querida continuaremos esse papo outro dia-fomos embora
  Assim que cheguei perto de casa minha tia estava falando com um homem
-Lucia!-ela me puxou-minha querida agora que você é muito importante na Inglaterra é bom todos saberem que você vai se casar novamente 
-Importante?
-Sim! É um prazer conhecer a senhora-ele fez um monte de perguntas eu tive que pedi-lo para entrar, passou mais de duas horas e ele fazia perguntas tudo sobre mim e sobre o Lucas -então o senhor Lucas Francisco Alexander -deu uma vontade de rir,mas me controlei.
   Ele foi embora e fomos almoçar,minha tia ficou falando sobre que o jornal rodaria o mundo todo e que em dois dias ele seria publicado e em quatro dias o mundo saberia .
   Todo mundo já havia ido embora,já passava das dez e nada do Lucas ,eu estava com o coração na mão,eu havia posto tudo daquela caixa em uma mala que é possível andar,a carta eu dobrei e puz em uma outra mala junto da roupa
-Lucia?-era ele,todo vermelho
-Por que demorou? O quê houve?
-Eu passei a tarde falando "obrigado" "vou falar com ela", as pessoas gostam muito de você e para piorar eu tive que dar uma entrevista para um jornal
-Eu também Francisco...
-Sim,antes de mais nada foi a minha mãe que escolheu.                                                             Pegamos tudo e fomos pondo na carroça ,escrevi uma carta para Ana Clara e fui .
   Assim que cheguei no barco eles ficaram quietos ,não disseram uma palavra eles me encaminharam para um quarto onde eu e o Lucas ficaríamos 
-Agora não tem volta
-Eu não quero voltar


Notas Finais


Passem logo em em doente...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...