História The presence - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Invocação do Mal
Personagens Ed Warren, Judy Warren, Lorraine Warren
Visualizações 76
Palavras 887
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Recebi uns feedbacks positivos que me deixaram inspirada a escrever mais um capítulo, espero que gostem.

Capítulo 2 - Dois


Ed dirigia até a escola de Judy enquanto a menina mexia no chaveiro da mochila.

- Falei com sua mãe, ela disse que talvez possamos ir para a o litoral durante uns dias - o homem comentou a olhando pelo espelho retrovisor.

- Sério? - ela logo soltou a mochila sobre o banco.

- Sim, é sério.

- Vou poder pegar um monte de conchinhas para fazer cordão.

- Vai, só estou esperando sua mãe falar com a sua vó e podemos aproveitar suas férias por uns dias e a gente volta para o seu aniversário, vai querer passar seus 12 anos com seus amigos né?

- Claro - ela sorriu animada.

Ele a deixou na escola e se despediu da menina com um beijo no rosto.


(...)


- Vamos? - Lorraine disse se aproximando do carro.

- Vamos sim - ele abriu a porta para que a morena entrasse, ela ajeitou a longa saia negra e esperou que seu marido desse a partida.

- Falei com a Judy ela ta animada em ir ao litoral, falou com sua mãe?

- Falei sim, ela disse que pode ficar tomando conta da casa pra gente...

- Vai te fazer bem também, tenho certeza - ele disse olhando para a mulher e em seguida voltando sua atenção a direção.

- Você sempre sabe o que é melhor para mim - ela sorriu e acariciou o seu braço.

Chegaram na faculdade para da a palestra sobre o último caso deles, enquanto estavam sentados na primeira fileira esperando o reitor arrumar os slides.

Ed segurou firme a mão de sua esposa que sempre ficava nervosa por falar em público.

- Eu nunca vou me acostumar a falar em público mesmo - Lorraine sorriu timida e apertou a mão do marido.

- Fizemos isso milhares de vezes, somos bons, eles nos amam - ele brincou fazendo-a sorrir mais abertamente.

Ela respirou fundo e observou a enorme quantidade de estudantes enquanto alguns vídeos passavam, mexia nos anéis em seus dedos rapidamente como uma forma de se acalmar.

- No vídeo vemos essa jovem de 15 anos que ficou possuída por dias e tivemos o exorcismo mais longo da nossa carreira, 6 horas para conseguimos expulsá-lo - Ed comentava com as duas mãos sobre um pupito central.

- E por qual motivo esse demônio se apegou tanto nessa menina? - uma jovem de cabelos negros levantou o braço.

- Essa presença maligna tentou levar a mãe dela quando tinha a idade da filha atualmente - Lorraine respondeu - como não havia conseguido tentou levar a sua filha...

- Tudo para conseguir atingi-la - Ed completou.

- Ver quem amamos se machucar é duas vezes mais doloroso, essa presença demoníaca sabia disso, fez a mãe da sofrer muito mas o amor dela pela filha a fez ser forte, conseguimos expulsá-lo de vez.

- Como vocês se recuperam depois de um exorcismo desses? Deve ser cansativo - um rapaz perguntou.

- Sim é cansativo, nos recuperamos como qualquer um de vocês... Com a família, amigos, música - Ed respondeu.

- Uma boa noite de sono - Lorraine o completou sorrindo - somos pessoas quase normais.

- Também, é importante - ele sorriu - normais na maior parte do tempo.


(...)


A casa dos Warren era em frente a praia Coast Guard no litoral da cidade de Massachusetts, casa qual havia sido presente de casamento da família de Ed a eles.

Lorraine amarrava o cabelo de Judy em um rabo de cavalo.

Foi com a menina até a praia onde buscaram por conchas, o dia estava ensolarado e Ed sentado na areia observava as duas correndo e rindo perto da beira do mar.

Lorraine aproximou-se sorrindo e sentou ao lado do homem.

- Pensativo querido? - ela o indagou

- Estava lembrando da primeira vez que te vi nessa praia - ele sussurrou.

- Na nossa lua de mel, o tempo passa senhor Warren, estamos ficando velhos - ela observava a filha que desenterrava conchas na areia não muito longe deles - nossa menina está virando uma mulher.

- O tempo passa mesmo, não seria a hora de termos outro?

- Outro Ed? Não temos tempo nem para a Judy direito.

- Verdade, acho que só senti falta de te ver com um barrigão...

- Por que não damos uma pausa? Falamos na igreja que não vamos pegar casos e ficamos mais tempo com a Judy, podemos reunir nossas anotações para escrever o livro... Ai você fica menos carente - ela sorriu docemente acariciando o ombro dele por cima da camiseta branca.

- Me acha carente? - ele se aproximou dela e a morena segurou o seu rosto dele e acariou ate a altura de suas costeletas.

- Sim é muito carente - ela sorriu e colou os lábios no dele - mas eu te amo carente assim mesmo.

- É porque só você tem o remédio pra me curar - ele disse entre pequenos selinhos e a puxou mais pra sí, segurou a nuca dela e pediu passagem pelos seus lábios, sentindo a brisa sobre ambos e o sol de verão sobre suas peles.

- Olha o que eu achei - Judy se aproximou com uma estrela do mar nas mãos.

- Acho que o remédio ficará para mais tarde - Lorraine sussurrou perto de Ed e voltou a atenção a sua filha.


Notas Finais


Até...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...