História The present-Imagine Jungkook - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Drama, Imagine, Jeon Jungkook, Jungkook, Kookie, Romance
Exibições 105
Palavras 2.833
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a hora :) mas ainda é sábado então ainda tá valendo
Espero que gostem!
Boa leitura <3
PS: se controlem kkkk

Capítulo 9 - Encontro?


Fanfic / Fanfiction The present-Imagine Jungkook - Capítulo 9 - Encontro?

    Por um momento eu havia esquecido desse compromisso e gostei de esquecer. Mas foi só Jungkook me lembrar pra fazer minha cabeça se embaralhar toda. O que eu tava pensando quando aceitei me encontrar com ele a 00:00? Provavelmente não pensei em todas as consequências que isso pode trazer.
    -Tudo bem?- Senti uma mão em meu ombro e assim que virei o rosto pude ver Namjoon com uma expressão preocupada- Por que está parada ai?
    -Nada- Sorri balançando a cabeça- Só fiquei um pouco tonta por causa do sol- Menti descaradamente.
    -Mas não tem sol- Ele apontou sorrindo para o céu- Precisa ir ao médico?
    -Não, eu tô bem- Sorri tentando disfarçar minha vergonha por ter sido desmascarada na mentira- Eu queria dizer que fiquei tonta por causa do mormaço- Tentei corrigir- Isso! Por causa do mormaço. Mas gomawoyo por se preocupar.
    -Sem problemas- ele assentiu sorrindo. Sinceramente acho que minha desculpa não o convenceu mas não estou me importando com isso agora. 
                                                                                                                            ***
    Quando cheguei no apartamento, as meninas vinham logo atrás, fui rapidamente para o quarto. Elas disseram que fariam um jantar especial para comemorar o sucesso no primeiro dia de trabalho mas eu disse que estaria no quarto descansando pois minha cabeça ainda doía.
    Tomei um banho demorado, dessa vez não me importei com nada nem ninguém apenas queria que surgisse um buraco no chão e que ele me puxasse e me jogasse no espaço onde eu poderia ficar apenas aproveitando a falta de gravidade. Mas infelizmente esse buraco não apareceu.
    Eu já queria vestir a roupa que usaria para me encontrar com Jungkook só que não fazia a mínima ideia do que usar. Então fui obrigada a revirar o guarda-roupa em busca de algo que eu achasse adequado para sei lá o que que teríamos, já que ele mesmo deixou claro que não é um encontro.
    -O que tá fazendo?- Sun-Hi perguntou entrando no quarto.
    Levei um susto com sua voz e quando fui me levantar acabei batendo a cabeça em uma das gavetas que estavam abertas.
    -Aish!- Passei a mão sobre a área dolorida- Você me assustou Sun-Hi-unnie​- Caminhei até a cama e me joguei na mesma.
    -Desculpa, mas o que tá fazendo?- Ela perguntou de novo e eu apertei as fitas do roupão que estava vestindo.
    -Nada- Sentei-me passando as mãos sobre os cabelos molhados- Tava só procurando uma blusa, mas acho que não trouxe ela- Sorri e suspirei olhando para as roupas espalhadas no chão. Arregalei os olhos quando vi a jaqueta do Jungkook jogada junto com outras roupas- Vai tomar banho?- Perguntei sorrindo para a garota que me olhava com uma sobrancelha arqueada.
    -Vou- Caminhou até seu armário e depois abrindo o mesmo. Nesse trajeto ela quase pisou na jaqueta e vendo isso eu só pude fechar minhas mãos no colchão- O jantar está quase pronto. Dae disse que virá nos chamar- Entrou no banheiro enquanto eu assentia, trancou a porta e joguei-me novamente na cama totalmente aliviada.
    -Preciso me decidir logo- Levantei-me depois de um tempo- Não é nada especial então vista qualquer coisa- Continuei falando sozinha enquanto recolhia as roupas espalhadas pelo chão- E devolva isso- Peguei a jaqueta e a sacudi um pouco jogando-a sobre a cama.
    Bom, na noite passada estava fazendo frio então optei por uma calça jeans preta e uma regata preta com detalhes verdes e rosas. A blusa de frio eu pegaria mais tarde assim como os sapatos. Deixei o cabelo solto passando apenas um pouco de creme para que ele seque e fique com ondulações bonitas. A maquiagem foi de a de sempre e eu fiquei realmente na duvida se usava perfume ou não. Resolvi não usar pois iriamos a um lugar onde venta muito então o cheiro do creme faria também papel de perfume, além do mais eu gosto do cheiro do sabonete de ervas.
    Terminando de me arrumar peguei a jaqueta, que ainda estava sobre a cama, e coloquei-a dentro do guarda-roupa. Não quero correr o risco de Sun-Hi se lembrar dela. Peguei meu celular, pois precisava ligar para minha avó e saí do quarto.
    As meninas conversavam na cozinha e vinha um cheiro realmente bom de lá. Parei na porta esperando que elas me notassem.
    -Uau!- Min-Jee comentou- Se vier todo esse frio que você está esperando vamos morrer congeladas- Sorriu e eu sorri um pouco constrangida.
   -Por que não vestiu pijama?- Dae perguntou e eu reparei que a maioria ali vestia pijama.
    -Eu...- Comecei desviando o olhar para o teto- Eu não gosto de comer usando pijama- Ultimamente eu ando péssima pra mentiras.
    -Depois eu sou a fresca- Haneul resmungou mas eu fingi não ter ouvido para não prolongar essa conversa.
    -Se você prefere assim- Dae deu de ombros- O jantar está pronto!- Exclamou batendo palmas.
    -Podem ir comendo sem mim- Eu disse recebendo olhares confusos- Preciso ligar pra casa- Ergui o celular e o balancei no ar. Elas assentiram enquanto eu saia do apartamento permanecendo no corredor.
    Disquei o número que havia decorado a muito tempo e coloquei o celular encostado no ouvido apenas esperando a voz tão conhecida da minha avó atender, o que não demorou muito.
                                                                    ~LIGAÇÃO ON~
    -Alô- Ela atendeu com um tom entediado, acho que atrapalhei sua novela.
    -Oi vovó- Ri quando ouvi ela gritar para meu avô que era eu no telefone.
    -Finalmente! Achei que tivesse se esquecido de nós- Dramatizou.
    -Claro que não- Sorri passando a mão no cabelo- Mas não liguei antes porque o dia foi cheio- Suspirei me lembrando de tudo.
    -Tudo bem querida. Nós entendemos. Só não exagere na quantidade de trabalho- Ela transmitiu tudo ao marido e depois continuou- Mas enfim, como está tudo? As meninas são agradáveis? E seus chefes? Já estragou alguma coisa?- Perguntou me fazendo rir e fechar os olhos encostando-me na parede.

    -Tá tudo bem. As meninas são legais- Pensei na minha resposta- A maioria, melhor dizendo- Reformulei, não precisava mentir- Meus chefes são ótimos, parecem crianças- Sorri novamente lembrando-me da alegria contagiante deles- E pra sua felicidade ainda não quebrei nada- Pude ouvir sua risada do outro lado da linha- Como vocês estão?
    -Muito bem, seu avô está trabalhando em um novo canteiro de flores roxas- Meu avô gritou "VIOLETAS" do outro lado e eu pude ouvir a pequena discussão deles sobre: violeta e roxo serem a mesma coisa- Aigo! Continuando, eu estou fazendo uma nova blusa de lã pra você, provavelmente fica pronta antes do Natal.
    -Ótimo tô precisando mesmo, aqui faz muito frio a noite- Nesse momento a porta ao meu lado se abriu e Hoseok saiu por ela segurando uma sacola que parecia ser de lixo.
    -Oiii!- Ele quase gritou acenando para mim que apenas acenei de volta e sorri.
    -(S/N), quem está ai com você?- Minha avó perguntou e eu me lembrei que ainda falava com ela.
    -Ah! É só...- Olhei para J-Hope que me encarava curioso- Só um amigo- Sorri para ele que me devolveu aquele sorriso iluminado de sempre.
    -Amigo, sei- Ela dizia com uma voz desconfiada que me fez revirar os olhos- A mocinha está é de namorado e não quer me contar- Arregalei os olhos e olhei o garoto que me olhava com um sorriso brincalhão. Acho que ele não escutou, ufa!
    -Aish! Não é nada disso vó- Bati a mão na testa querendo que aquele assunto acabasse- Eu tenho que ir agora ou vou ficar sem jantar. Boa noite- Comecei a me despedir.
    -Tentando fugir do assunto, né?- Ela deu uma risadinha- Saiba que não vai conseguir, pois quando voltar pra casa vai me contar tudo. Agora vai aproveitar o jantar com seu namoradinho. Boa noite e amamos você- Terminou.
    -Também amo vocês- Encerrei a ligação com um aperto no peito. Virei para o lado e vi que Hoseok ainda estava lá.
                                                                  ~LIGAÇÃO OFF~ 
    -Bonita sua relação com eles- Ele disse apontando o celular em minhas mãos. 
    -Gomawoyo- Agradeci abaixando a cabeça- Mas o que faz aqui?- Perguntei tentando mudar de assunto.
    -Vou apenas jogar o lixo fora- Deu de ombros- Melhor você entrar ou vai ficar sem jantar- Lembrou-se do telefonema.
    -Claro- Ri soprado- Bom, então até amanhã- Assenti uma ultima vez e virei-me para a porta.
    -Até- Ele passou por mim indo em direção a lixeira perto do elevador. Entrei indo para a mesa onde todas as garotas se encontravam sentadas e comendo.
                                                                          ***
    O jantar foi demorado e a comida estava deliciosa, melhor que o cheiro. Eu até me permiti conversar sobre a apresentação de hoje, mas mantive-me neutra quando o assunto era escolher o mais bonito. Elas estavam animadas e isso fez com que fossem dormir tarde. 23:00 na verdade, mas eu tinha medo que não desse tempo delas caírem em sono profundo antes da minha hora de sair.
    Quando vi no relógio da parede que já era 00:00 olhei para a cama ao meu lado onde Sun-Hi dormia tranquilamente e levantei-me devagar.
    Caminhei até o guarda-roupa e o abri pegando um moletom azul escuro e a jaqueta. Abaixei pegando o converse preto que tinha usado no dia anterior e antes de sair do quarto me olhei uma ultima vez no espelho apenas para conferir se o cabelo não tinha se transformado em um ninho nos minutos que passei deitada.
    Chegando na sala vesti o moletom e calcei o tênis pegando a jaqueta e meu celular, que havia deixado sobre a mesa. Saí e tranquei a porta tentando não fazer barulho. Novamente os corredores estavam vazios, então não tive problema em chegar até o térreo. Essa calma acabou quando vi na porta do prédio o mesmo guarda de antes, meu sangue gelou. Suspirei fundo e decidi passar por ele sem ao menos olhar para o mesmo.
    -Saindo de novo?- Ele perguntou me causando arrepios e fazendo-me parar.
    -Sim- Virei-me e o encarei- Vai ser rápido- Dou um sorriso falso e volto a caminhar revirando os olhos.
    Quando estava quase chegando no jardim notei como estava nervosa. Minhas mãos suavam frio e eu estava arrepiada mesmo não fazendo frio. Parei e respirei fundo fechando os olhos.
    -O que eu tô fazendo?- Perguntei-me abrindo os olhos e encarando o chão- Só posso tá ficando louca- Ri soprado- Onde eu tava com a cabeça de aceitar isso?!- Continuei- No desemprego eu tenho certeza que não era. Quer saber? Vou embora- Virei-me indo em direção ao meu apartamento, mas parei voltando a falar sozinha- Mas e se ele estiver me esperando? Não, ele não vem- Disse confiante- E se vier? Não posso deixa-lo me esperando. Só se eu disser que acabei dormindo. Isso! Eu dormi e acabei esquecendo- Continuei caminhando- Mas não é verdade. Aish, como odeio ser indecisa desse jeito- Cruzei os braços- Aigo! Já tô aqui mesmo, eu vou!- Voltei a andar para a direção que seguia antes.
    Chegando lá não vi ninguém, estava escuro e a única luz que tinha era a da lua, não ventava e eu estava começando a ficar com calor.
    -Jungkook-sunbae?- Chamei um pouco baixo. "Viu ele não veio, vai embora" minha consciência gritava mas eu tentava ignorar.
    -Aish, não acredito que ele não veio- Virei-me para ir embora mas no mesmo instante alguém segurou meu pulso e me puxou fortemente. Minhas costas bateram na grande árvore que havia no jardim e meus pulsos estavam sendo segurados em cima da minha cabeça. Aquilo foi tão rápido que quando eu ia começar a gritar desesperada fui interrompida.
    -Bu!- Jungkook sussurrou- Dessa vez eu queria te assustar- Ele me encarava intensamente, estava tão perto que eu podia sentir sua respiração bater em minha face.
    -Idiota- Eu xinguei mordendo os lábios para conseguir segurar todos os palavrões que me vinham a cabeça- Queria me matar?- Perguntei com a voz um pouco alterada por causa do medo que se transformava em raiva.
    -Não- Ele ria da minha cara, que eu aposto estar mais vermelha que um pimentão- Foi só um susto inofensivo- Ele voltou a ficar sério e por um segundo seu olhar desceu até meus lábios. Engoli em seco.
    -Mas não teve graça- Sacudi tentando me soltar de suas mãos- Agora me solta porque tá doendo já- Um pouco relutante ele me soltou e deu-me as costas sentando-se na grama e olhando para a lua.
    Eu peguei a jaqueta, que com toda essa confusão tinha ido parar no chão, e me sentei ao lado do garoto.
    -Toma- Entreguei-a para ele que pegou e deixou ao seu lado- Gomawoyo de novo, por ter me emprestado aquele dia.
    -Não foi nada- Deu de ombros- Não tá com calor?- ele apontou para meu moletom e franziu as sobrancelhas como se eu estivesse vestindo algo repugnante.
    -Pra falar a verdade tô- Sorri constrangida- Aquele dia estava fazendo frio e quando eu venho preparada faz calor- Reviro os olhos.
    -Eu disse que faz frio as vezes- Ele riu- Hoje não é um dia desses.
    -Entendi- Comecei a tirar o moletom torcendo para ele não entalar na cabeça. Graças a Deus dessa vez ocorreu tudo bem- Então, o que quer conversar comigo?- Coloquei as mãos sobre as pernas e olhei o garoto que ainda encarava a lua.
    -Nada- Respondeu normalmente.
    -Como assim nada?- O Encarei indignada- Sabia que eu corro um grande risco vindo te ver?- Falei sentindo a raiva voltar.
    -Você faz drama demais- Ele riu e eu o fuzilei com o olhar. Respirei fundo tentando me acalmar.
    -Claro, não é você que vai perder o emprego- Sussurrei abraçando minhas pernas e virando a cabeça para o outro lado.
    -O que disse?- Perguntou e senti seu olhar em mim.
    -Nada- Olhei novamente para ele esboçando um sorriso falso e revirando os olhos em seguida- Apenas aquele guarda que fica me olhando desconfiado- Não era isso que eu estava me referindo antes, mas esse guarda também me deixa irritada.
    - Concordou- As vezes ele é bem enxerido.
    -As vezes?- Perguntei arqueando uma sobrancelha- Sempre que saio ele me para- Digo revirando os olhos.
    -Era assim comigo também- Ele sorri- Mas depois ele para de incomodar- Dei de ombros.
    -Aish- Continuou- Você gosta do Japão?- Passou a mão na nuca e depois bagunçou a franja.
    -Nunca fui lá- Franzi o cenho. Onde ele está querendo chegar?
    -Ah- Ele disse e depois voltou a me olhar- Temos uma fanmeeting lá semana que vem- Ele terminou.
    -Nunca fui no Japão- Voltei a sentar na posição de índio- Mas deve ser legal lá- Sorri para ele.
    -É sim- Ele sorriu- De todo nós Taehyung é quem mais gosta de lá.
    -Por que?- A menção de V fez meu sorriso diminuir um pouco, por causa do acontecimento estranho de mais cedo, mesmo assim acho que Jungkook não percebeu.
    -Não sei- Ele deu de ombros- Acho que pelo fato dele gostar da cultura deles.
    -Ah- Respondi e olhei a tela do meu celular, a mesma mostrava que já eram 00:40- Jungkook-sunbae, eu tenho que ir já tá tarde e caso vejam que eu não tô dormindo posso acabar levando uma broca.
    -Tudo bem então- Ele me lançou um sorriso triste- Vou ficar aqui mais um tempo- Eu assenti e comecei a me levantar mas antes de terminar ele segurou meu pulso novamente e eu o olhei confusa- Pode me chamar de "oppa" somos amigos, não somos?-Perguntou com um sorriso pequeno.
    -Claro- Sorri em resposta- Então até amanhã, oppa- Completei sorrindo vendo o sorriso dele aumentar.
    -Até amanhã- Ele se levantou e me deu um beijo na testa. Tudo bem, por essa eu não esperava- Não se preocupe com o guarda ele não vai mais te incomodar- Terminou se afastando um pouco mas ainda era possível sentir seu perfume. 
    Assenti e me virei para ir embora sem falar mais nada, estava confusa demais para isso. No caminho para o prédio eu ia repassando todo meu dia em minha cabeça. A barriga do Hoseok, o abraço do V e depois a caricia do mesmo, as brincadeiras da minha avó e por ultimo esse "encontro" com Jungkook. É incrível como a maioria das coisas que me fizeram sorrir ou me deixaram confusa hoje tem haver com esses meninos. E hoje foi só o primeiro dia! Meu Deus, eu vou enlouquecer.
    Passei pelo guarda sem encara-lo novamente, mas dessa vez ele não me parou e eu sou eternamente grata por isso. Também não encontrei com nenhuma das meninas enquanto entrava no apartamento. No quarto Sun-Hi ainda dormia então eu apenas joguei o moletom em cima das outras roupas dentro do armário e peguei um pijama qualquer vestindo o mesmo e deitando-me em seguida.
    Era estranho o fato de eu ainda conseguir sentir os olhos de Jungkook sobre mim e seus lábios na minha testa. Mas também sinto a mão de Taehyung em minha bochecha e só de lembrar sinto a mesma esquentar. O que eu tô fazendo?!
    Suspirei frustrada e virei-me para o outro lado. Eu tenho que me controlar, controlar minha cabeça e meus desejos, mas não agora. Agora eu só quero dormir lembrando dos olhares, dos toques e dos perfumes daqueles garotos.
    Talvez eu me controle amanhã (risos).
   
   


Notas Finais


Desculpem, de novo pelo horário
Mas eu acabei de escrever AGORA nem revisei direito, minha cabeça tá explodindo mas ainda vou votar no MAMA ou seja TÔ ÓTIMA
O nosso querido biscoito decidiu entrar numa fase de sustos, mas eu sinceramente adoraria um susto desses kkkk
Não vou enrolar muito porque tô realmente acabada
Espero que tenham gostado
E até o próximo capítulo <3
PS: se controlem, de novo kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...