História The price of Forbidden Love - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Dor, Jungkook, Kookie, Tortura
Exibições 42
Palavras 768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeee pessoinhas do meu core
Voltei com mais um capítulo e estou fazendo meu máximos para traze-las o mais rápido possível.
Espero que gostem

Capítulo 22 - Duvidas e inseguranças


POV- Jin

 

Depois de um tempo no hospital, Jungkook acabou dormindo em meu colo. Imagino que ele tenha passado por um filme de terror nessas últimas horas, provavelmente ele estava muito cansado. Queria levá-lo para casa, mas ele insistiu em ficar no hospital.

Louise também havia sofrido bastante, queria vê-la, então me levantei com cuidado para que não acordasse Jungkook.

Fui até a recepção e perguntei onde ela estava.

Ao chegar em seu quarto a vi em seu leito, seu braços estavam engessados e havia curativos por toda parte de seu corpo. Chego perto dela, e a mesma começa a abrir seus olhos.

-Desculpe. Não queria acordá-la.

-Não tem problema, eu já estava acordada.

-Como você está?

-Bem dolorida ainda. Como está o Jungkook.

-Ele está bem, somente dormindo um pouco.

-E Jimin?

-Parece que ainda está em cirurgia, sua situação é bem ruim, mas ele é bem forte.

Ela abaixou  a cabeça, parecia triste por algo.

-O que foi Lou?

-Tipo, eu quero muito que o Jimin fique bem, mas não quero olhar para ele todos os dias e sabendo que sofre por minha causa ou gosta de meu namorado. - Ela falava em meio às lágrimas. - Tenho medo que um dia eu possa perder Jungkook…

-Não pense assim. - Interrompi ela. - Realmente se você ama Jungkook e Jungkook ama você, Jimin terá que superar isso.

-Eu estou com medo, o Jungkook nem veio me ver, ficar lá somente preocupado com Jimin. - Falou com um sorriso num tom irônico.

-Calma lá...

-CALMA? COMO VOU TER CALMA, TUDO ISSO, O QUE A ACONTECEU COM ELES E COMIGO É TUDO POR MINHA CULPA, SE EU NÃO TIVESSE INTROMETIDO, ISSO NEM TERIA ACONTECIDO, E O JIMIN PODERIA TER FICADO COM O JUNGKOOK. NA VERDADE NINGUÉM ESTARIA SOFRENDO AGORA. - Ela gritava em meio as lágrimas que escorriam sem parar. Em seu olhar, pude ver o ódio que ela sentia de si mesmo.

-Pare de achar que é sua culpa, na verdade tudo isso não é culpa de ninguém, nem de você, nem de Jungkook, nem do Jimin. Você tem que entender que vocês dois só passaram por isso por que vocês se amam. Jungkook poderia muito bem ter te largado lá e ido com a aquela menina, mas ele decidiu enfrentar por você, então pare de se menosprezar tanto e vai lá conversar com ele, mais do que nunca ele precisa de seu apoio, agora. - Falei firme, não queria que ela se culpasse com tudo aquilo.

Ela se manteve calada,porém ainda chorando muito. Eu a abracei, seu lágrimas molhavam meu peito e pude sentir o quanto aquilo estava a machucando.

Após algum tempo ela se afastou um pouco mais aliviada.

-Jin, posso te pedir uma coisa?

-O que precisar.

-Me leve onde o Jungkook estar…

POV-Louise

 

Jin me havia ter feito repensar naquele momento. Precisava muito daquilo, aquele tapa na cara foi muito importante para mim e agora o que eu mais queria era ver Jungkook e ajudá-lo a passar pela suas dificuldades.

Com a ajuda de Jin fui até a sala de espera. Jungkook estava lá sentado e de cabeça baixa, provavelmente estava nervoso, porém ao me ver logo se levantou, correu em minha direção e me abraçou forte, aquilo doeu um pouco, mas foi uma dor necessária, prazerosa.

-Lou, me desculpe. - Ele falou baixo e senti minha blusa molhar, me afastei um pouco e vi seu rosto tomado por lágrimas.

-Kookie não é sua culpa.

-É sim, se Sunny não..

Interrompi ele com um pequeno e doce beijo.

-Jungkook, eu te amo e se eu tiver que passar por tudo isso de novo para ficar com você, eu enfrentarei.

-Lou?

-O que?

-Por favor não me abandone.

Eu olhava em seus pequenos olhos encharcados que, o que eu eu mais queria naquele momento era enxergá-los, porém eu não podia. Via um olhar de uma triste criança que precisava de ajuda, que estava sofrendo muito.

-Kookie. Eu nunca irei te abandonar.

Ali, nossos rostos se aproximavam, podia sentir sua respiração que esquentava o meu rosto. Em um fechar de olhos, nossos lábios se tocaram, e em movimentos quentes e sutis sua passagem logo foi concedida e nossas línguas exploravam um pequeno universo limitado.

Pela primeira vez, em que foi uma eternidade para mim pude, novamente sentir aquele beijo, que nunca foi tão necessitado para mim quanto neste momento de medo e inseguranças.

A falta de ar nos separou, porém nossos pensamentos não nos deixavam nos afastar. Meu mundo novamente clareava.

Fomos interrompidos pelo médico responsável por Jimin que tinha uma resposta para nossa perguntas……..

 


Notas Finais


Podem me xingar, sou chata mesmo por terminar aí
mas logo logo eu trago o próximo capítulo
Espero que tenham gostado
Tipo eu fiz ela bem rápido então não sei ficou tão bom
então...
Até o próximo capítulo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...