História The price of love - Min Yoongi - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Min Yoongi, Suga, Yoongi
Visualizações 243
Palavras 1.554
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AVISO: Capítulo com cenas de sexo explícito... Se não gosta deste tipo de conteúdo, sugiro que não leia...

Boa Leitura!!! <3

Capítulo 41 - XL - Reward


Fanfic / Fanfiction The price of love - Min Yoongi - Capítulo 41 - XL - Reward

Hana P.O.V’s

     Puxei meu marido para um beijo mais apaixonado, era evidente que meu corpo sentia falta do seu, já estávamos há alguns dias sem sentir um ao outro de fato, ainda havia alguns hematomas por meu corpo, mas nada que me preocupasse. Fiz o maior se sentar encostado na cabeceira da cama, agradeci aos céus pelo quarto ser aquecido, Yoongi se encontrava apenas de boxer, me poupando o trabalho de despi-lo, já eu, antes de me deitar, deixei apenas o conjunto de lingerie em meu corpo, e vesti uma camisa social do mesmo, deixando os dois primeiros botões abertos.

     -Que tal tirar essa blusa, senhora Min? –Yoongi perguntou com a voz rouca, próximo ao meu ouvido, deixando uma pequena mordida no local.

     -Faça as honras, bebê. –Ouvi o mesmo bufar ao ser chamado de bebê, ele odiava isso.

     Suas mãos começaram a desabotoar a camisa, botão por botão. Seus olhos estavam fixamente presos aos meus, assim que a peça foi aberta, suas mãos correram para a pele de minha cintura, me puxando para um contato direto com sua pele e um beijo desesperado. Rebolei em seu colo, ouvindo um gemido sôfrego sair por sua garganta, aquilo era música para meus ouvidos, meu marido vinha se segurando a dias.

     -Hana, isso é sacanagem. –Yoongi resmungou deixando algumas marcas em meu pescoço, levei as mãos aos seus cabelos, os puxando levemente.

     -O que é sacanagem amor? –Usei de inocência apenas para provocá-lo.

     -Vai mesmo me provocar assim? Não tem medo mesmo, não é? –Foi o tempo de ver mais um sorriso malicioso em sua face, antes de meus lábios serem calado novamente.

     A camisa que estava em meu corpo, foi parar no chão no segundo seguinte. Antes que Yoongi trocasse nossas posições, ataquei seu pescoço, nada mais justo que eu também deixar marcas ali, afinal ele tem dona. Arranhava levemente seu abdômen, enquanto deixava marcas dos dois lados de seu pescoço. Desci meus beijos por seu peitoral, seguido pelo abdômen, até chegar meu destino. Arranquei sua boxer, sem lhe dar chance de questionar, e em menos de um minuto o vi pender a cabeça para trás e soltar um gemido arrastado.

     -Amor, não tão alto. Esqueceu que não estamos sozinhos. –Falei me afastando de seu membro, o maior me encarou em reprovação.

     -Que se dane, continua aí, vai. –Ele estava desesperado, então voltei a minha tortura, ainda de forma lenta.

     Os movimentos pareciam enlouquecê-lo, minhas mãos o acariciavam de forma lente enquanto meus lábios completavam a sessão de tortura. Yoongi se remexia em baixo de meu corpo, sua respiração cada vez mais fora do compasso, seus gemidos como uma bela canção. Senti suas mãos em meus cabelos, mas não me forçou a nada, apenas acaricio me fazendo arfar. Logo senti beijos em minhas costas, o mesmo estava fazendo o possível para não gemer tão alto.

     -Hana! Amor! Anda rápido com isso... Por Favor. –Suplicou com a voz falha, então aumentei a velocidade.

     Em menos de um minuto, vi o mesmo puxando os lençóis e jogando a cabeça contra a cabeceira da cama, havia chegado ao seu limite, assim que terminei com seu amiguinho, subi beijando seu abdômen até alcançar sua boca. Rocei nossos lábios, vendo o mesmo puxar o ar com certa dificuldade, seu olhar estava imerso em puro desejo, Yoongi me encarou profundamente, me roubando um beijo arrebatador. No segundo seguinte, senti minhas costas se chocarem contra o colchão.

     -Minha vez. –Ele disse mordendo a ponta de minha orelha.

     Seus beijos desceram por meu maxilar, enquanto suas mãos não tiveram trabalho algum em arrancar a parte superior de minha lingerie. Minhas costas arquearam quando o mesmo começou a trabalhar em meus seios, tive que morder os lábios para segurar um gemido. Yoongi iria me torturar, assim como fiz com ele, a diferença é que meu marido não costuma ter piedade, ainda mais depois de tanto tempo sem nos amarmos desta forma.

     Após me provocar da maneira mais cruel possível, seus beijos voltaram a descer por meu corpo, passando por minha barriga, então o mais velho começou a descer a última peça por meu corpo. Yoongi sorriu ao me ver nua em sua frente, era isso que ele tanto ansiava, então voltou a pender o corpo sobre o meu, roçando nossos lábios, enquanto fixava nossos olhares.

     -Hora de arranhar os lençóis, meu amor. –Selou nossos lábios, mas cortou o beijo ao meio, me deixando ainda mais ansiosa.

     No segundo seguinte, foi difícil segurar o gemido, agarrei o lençol com força, e arqueei as costas em busca de mais contato. Me penetrar com dois de seus dedos, e usar seus lábios era sacanagem, isso sim é tortura. Yoongi continuou de forma lenta, me fazendo choramingar por mais contato, mas ele parecia rir de minha situação. Minha respiração estava falha, então o mais velho se aproveitou para aumentar a velocidade, meus músculos se apertaram, e antes que eu pudesse gritar me liberando em seus dedos, minha boca foi coberta pela sua.

     -Agüenta continuar, senhora Min? –Meu marido perguntou entre meus lábios.

     -Não sei... Não sei o que está esperando. –Levei minhas mãos ao seu pescoço, o prendendo em outro beijo.

     Ainda estávamos necessitados, isso era fato. O mais velho agarrou meus quadris, se afundando de vez dentro de meu corpo. Ambos não seguramos os gemidos com esse contato mais direto, Yoongi escondeu o rosto em meu pescoço, respirando com certa dificuldade, ainda estava parado, enquanto eu acariciava seus cabelos. Me mexi um pouco, dando indícios para o mesmo continuar. Ele fez o primeiro movimento, lento e intenso, me arrancando mais um gemido arrastado.

     -Como eu sentia falta disso. –Yoongi dizia de forma sôfrega.

     Selei seus lábios novamente, não estávamos a fim de algo rápido, então os primeiros movimentos foram lentos, cheios de carinho e romance. Trocávamos beijos apaixonados, palavras carinhosas, Yoongi fazia questão de olhar no fundo de meus olhos, meu marido é realmente a pessoa mais romântica que conheço. Seus beijos desceram para meu pescoço, então o prendi em um abraço, enquanto puxava levemente seus cabelos. Passei minhas pernas por sua cintura, enlaçando as mesmas a sua volta.

     Senti o mais velho acertar um ponto que me arrancou um gemido mais forte, então sua velocidade aumentou, acertando sempre a mesma área. Minha voz já estava falhando, uma camada de suor se formou entre nossos corpos, só podia se ouvir o barulho de nossos corpos se chocando, pois abafávamos o maior numero de gemidos que conseguíamos, para evitar piadas no dia seguinte. Encarei Yoongi, estava adorável com os cabelos colados em sua testa, sorrindo de forma apaixonada.

     -Vamos juntos? –Ele perguntou de forma rouca, então apenas afirmei antes de ser beijada.

     A velocidade aumentou, assim como a intensidade de seus movimentos. Não demorou para sentir meus músculos o apertarem, os músculos de seu corpo também tencionaram, então no segundo seguinte, o mais velhos colocou a cabeça em meu pescoço, se despejando dentro de mim, enquanto eu arranhava suas costas, o apertando contra meu corpo. Antes que o mesmo caísse ao meu lado, beijei seu maxilar, e seus lábios.

     Ficamos deitados por um tempo, tentando recobrar a respiração. Logo em seguida, ele me pegou no colo, me levando até o banheiro. Fiz companhia ao meu marido por alguns minutos, depois o deixei no banho, enquanto voltei ao quarto para arrumar a cama novamente. Me troquei, colocando um conjunto novo, e uma blusa de lã. Coloquei lençóis limpos na cama, e o edredom de volta no lugar. Yoongi apareceu em menos de um segundo, trajando apenas uma calça de moletom.

     O mais velho se aproximou, me puxando pela cintura e selando nossos lábios de forma apaixonada. Logo ele bocejou, estava tão cansado quanto eu, estávamos exaustos, o puxei para a cama, nos ajeitando embaixo dos edredons. Me posicionei de frente para o mesmo, que permanecia em silencio enquanto eu acariciava uma de suas bochechas. Me aproximei apenas para deixar um selar em seus lábios, afastei logo em seguida com um sorriso bobo.

     -Você é muito lindo sabia? –Um sorriso brotou nos lábios do maior.

     -É, eu sei. –Sua risada foi contagiante.

     -Meu convencido. –Me aconcheguei ainda mais ao seu peito.

     -Se sente bem? Alguma dor? –Ouvi sua voz próxima ao meu ouvido.

     -Estou bem, não se preocupe. –Escondi o rosto em seu pescoço.

     -Eu te amo. –O mais velho beijou meu cabelo, apertando levemente minhas costas.

      -Eu também te amo, Yoongi. –Sorri com minhas próprias palavras.

     Aprendi a amar de fato o homem com quem fui obrigada a casar. Por mais difícil que tudo tenha sido, durante esses oito meses, passei por tudo com ele ao meu lado. Yoongi é mais que meu marido, se tornou meu anjo, uma pessoa ao qual consigo encontrar segurança. Tenho medo que tudo isso acabe com o fim do contrato, não sei como será viver longe do homem que amo, talvez não resista ser abandonada novamente, ainda mais agora que meu irmão também encontrou outra responsabilidade.

     -Hana, está chorando. –Yoongi segurou meu rosto entre as mãos, secando as lágrimas que escorriam em minhas bochechas. –O que houve?

     -Não é nada, eu só... –Selei os lábios do mais velho. –Só descobri que te amo demais.

     Yoongi pareceu ficar surpreso, mas em menos de um segundo, aproximou nossos lábios novamente, e me puxou para um beijo calmo e apaixonado, tudo que eu precisava no momento. 


Notas Finais


Beijos e até o próximo capítulo!!! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...