História The Price Of Love - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Juugo, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Menma Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Suigetsu Hozuki
Tags Drama, Narusasu, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sasuke, Sasunaru
Exibições 111
Palavras 1.234
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Capítulo novo e o fim da pequena saga Ravi, espero que gostem

Nos vemos nos comentários

Boa Leitura!

Capítulo 18 - Living with her...


Fanfic / Fanfiction The Price Of Love - Capítulo 18 - Living with her...

Eu corria desesperado com meu cavalo pelas ruas da Índia, minha mente estava escura e eu só conseguia pensar em como ela estaria, um desespero surgia em meu peito me fazendo sentir os olhos arderem, eu não podia perde-la depois de tudo, depois de ter finalmente começado a ama-la, isso era injusto.

Depois de apenas dois meses desde a festa de negócios em que eu decidi dizer a Nilima o que sentia, Nilima acabou adoecendo, no começo achamos que era apenas um resfriado ou coisa pequena, mesmo que aqui na Índia fosse algo raro ficar gripado pelo fato de a temperatura quase nunca mudar, mesmo assim achamos que fosse isso, eu a visitava quase todos os dias, levava flores, das quais ela mais gostava, passava horas ao seu lado a fazendo rir e se distrair.

Nilima dizia sentir dores na cabeça, e não importava quantos remédios ela tomava nada mudava, duas semanas de molho decidi levar Nilima ao médico, ela disse que não precisava, disse que já estava melhor, mas eu via, todos percebiam, ela estava cada dia mais magra e pálida, perdia aos poucos sua vivacidade, quando o médico a viu ele logo percebeu do que se tratava, Nilima estava doente, muito doente, fizeram os exames para ter suas certezas e constatou, ela estava com câncer.

Aquilo foi uma bomba para todos nós, menos para ela e sua família, eles já sabiam sobre a doença de Nilima, sabiam que cedo ou tarde ela iria perder suas forças e que os remédios que ela tomava não mais surtiria efeito, eu fiquei furioso com todos, eu não podia acreditar que esconderam aquilo de nós, de mim, não podia acreditar que Nilima estava morrendo e eu não podia fazer nada para impedir, naquele dia eu saí do hospital em disparada, eu me sentia traído por não ter sido avisado sobre isso, e agora que eu sabia o quanto eu amava Nilima queria tê-la por perto, queria tê-la junto a mim para sempre e não podia, pois ela já estava em seu estado final.

Lembro-me de suas palavras, de suas desculpas por não ter dito nada a mim sobre aquela doença, ela disse com lágrimas nos olhos que não queria morrer, que queria tomar sorvete comigo mais vezes, que queria viver.

-Se eu pudesse reverter isso eu reverteria Ravi, acha que eu queria estar morrendo? Antes de conhecer você eu não me importava em morrer, achava que era isso que tinha que acontecer e que eu apenas precisava fazer o máximo de coisas possíveis antes de partir..., mas depois que conheci você eu comecei a querer viver mais, eu ainda quero viver muito mais, quero poder cavalgar com você, tomar sorvete em baixo da “nossa” árvore no parque, quero poder ir ao nosso paraíso particular onde nos encontramos, quero poder viajar ao seu lado como combinamos, quero viver ao seu lado...., mas não posso negar que isso não vai acontecer, eu só queria viver o máximo possível com você, sem que você se preocupasse comigo...queria ter um amigo de verdade, por inteiro, não queria ter mais um par de olhos me olhando com pena só porque estou morrendo, eu só queria viver uma vida normal...sinto muito Ravi, por ter mentido esse tempo todo...

Foram suas palavras, eu já tinha sonhado com um futuro que jamais iria ter, sonhei com uma família que não teria, sonhei com tantas e tantas coisas que não teríamos, o pior era que eu não teria o que mais queria, Nilima, não teria mais sua companhia, não poderia ver mais seus sorrisos, não poderia mais brincar com a mesma e fazê-la corar, ou dizer aos quatro ventos que a amo, não iria poder mais viver sem ela.

Apeei do meu cavalo e corri para dentro do hospital, as pessoas me olhavam correndo pelos corredores, havia sido chamado as pressas pelo meu pai, ele tinha recebido uma ligação, achavam que Nilima não resistiria por mais tempo, desesperado saí de casa vindo para cá, abri a porta do quarto onde ela estava e a mesma estava sentada na cama olhando para a janela, quando me viu, sorriu calma.

–Me desculpe por ter chamado você assim..., mas tinha algo a lhe dizer - Ela começa se levantando da cama, estava fraca mas conseguia caminhar devagar, fui até ela.

–Nilima fique na cama...eu estou aqui... - Eu disse a segurando, a mesma se sentou de volta na cama e me olhou.

–Queria saber de você...você ainda sente algo por mim? - Pergunta ela com o rosto pálido levemente corado.

–É claro que sim, eu disse a você...eu me apaixonei por você, não é? Por que pergunta? - Pergunto de volta e olhando para seus olhos, ela desvia o olhar.

–Como pode ver não tenho muito tempo... - Ela sorriu para mim e uma lágrima rolou em seus olhos, senti uma forte dor em meu peito, algo me dizia que o que ela iria dizer iria me ferir ainda mais - Obrigado por ter estado ao meu lado...por ter feito de tudo para me conquistar...Eu Te Amo, Ravi - Ela disse olhando em meus olhos, aquilo me fez sofregar e as lágrimas vieram, é, aquilo tinha mesmo me ferido ainda mais, em pensar que seria uma das últimas vezes que ouviria ela dizer aquilo, Nilima chorando segurou meu rosto e selou nossos lábios em um beijo tímido e sincero, enlacei sua cintura e a ergui da cama, como eu a amava, meu coração pulsava em meu peito com fúria, eu não queria perdê-la, não podia perdê-la!

[…]

Nilima sofreu por mais um mês, depois disso ela dormiu para sempre, ao meu lado, ela sabia que sua hora estava chegando e por isso a levei correndo para nosso paraíso especial, onde nos conhecemos, lá, ela disse que me amava e que eu fui seu primeiro amor, fechou seus olhos e nunca mais abriu, seu enterro fora no mesmo lugar, até hoje seu túmulo está de frente para a grande cachoeira em nosso paraíso.

Um mês mais tarde meu tio mandou um e-mail para mim me mandando ir para o Estados Unidos, ele sabia que eu tinha que mudar minha vida, esquecer-se da dor, ser forte como ela havia sido até o fim, aguentou sua dor até o último suspiro, decidi seguir seu caminho, aceitei a proposta de meu tio, meu pai não contestou, ele achava que eu estava fazendo a coisa certa dando um tempo da Índia, afinal tudo por lá me lembrava Nilima, peguei o primeiro avião para fora e não olhei para trás...

{História OFF}

Assad entra para dentro do estabelecimento com um pequeno sorriso no rosto, seu peito se contraia a cada memória de sua amada Nilima, mas ele aguentava, olhava para frente e nunca para trás, ele viveria sua vida, assim como ela lutou para poder viver o máximo da dela, como ela mesma dissera, passou por Sasuke e deu um leve tapa em sua cabeça fazendo o moreno fazer uma careta e lhe mostrar o dedo do meio, Ravi ri alto e caminha para a próxima mesa, seu trabalho ainda não havia terminado.

Ao longe, Cecil sorri suspirando, tinha orgulho da força de seu sobrinho, e jamais queria imaginar passar a mesma coisa que ele, o Indiano olha para a cozinha vendo Eli sorrindo enquanto fazia mais um de seus famosos doces, ele sorri de lado, jamais iria aguentar se perdesse sua preciosa companheira....


Notas Finais


Abraço Da Uzuu Neko-chan :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...