História The Price Of Love - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Juugo, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Menma Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Suigetsu Hozuki
Tags Drama, Narusasu, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sasuke, Sasunaru
Exibições 112
Palavras 2.855
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem :3

Nos vemos nos comentários \0/

Boa Leitura!

Capítulo 19 - Guardian Angels


Fanfic / Fanfiction The Price Of Love - Capítulo 19 - Guardian Angels

Eu voltava para casa já bem tarde, não daria para ir ver Naruto essa noite o que me deixou arrasado, mas eu estava muito cansado para qualquer coisa. Cheguei em casa jogando minhas coisas no sofá, passo a mão pelos cabelos e caminho até a cozinha pegando uma latinha de refrigerante, a abri e caminhei para a varanda da sala, o vento estava fresco e o céu estrelado, eu queria poder estar ao lado de Naruto, mas também quero me focar em outras coisas a não ser no estado de Naruto, todas as vezes que o vejo eu sinto que tudo aquilo tenha acontecido com ele por minha causa, suspirei olhando para baixo, fico imaginando como seria se ao invés de ter vindo com Naruto para cá eu tivesse me casado com aquela maluca, talvez Naruto não estivesse passando por tudo isso.

Fechei os olhos encostando minha testa no meu braço que apoiava o parapeito, me sentia carregado todos os dias, vendo Naruto naquela cama de hospital sem conseguir andar, isso me machuca muito, mas talvez eu mereça isso, por eu ter sido um idiota com Naruto a vida toda eu mereço isso, mas Naruto não merecia estar na situação em que está! Olhei para o céu novamente, tudo o que eu queria era poder respirar sem me sentir sufocado, caminhar ao lado de Naruto sem sentir um peso nas costas, só queria paz...

Voltei para dentro de casa após terminar meu refrigerante, peguei minhas coisas que estavam no sofá e levei para dentro do quarto, olhei para a cama e suspiro me lembrando de quando dormia com Naruto ao meu lado, acordava com ele ao meu lado sorrindo, trinco os dentes e cerro os punhos, tudo por culpa daquela maldita ruiva eu não posso nem acordar ao lado dele, segurei a toalha e fui para dentro do banheiro, tomei um banho rápido e deitei na cama em seguida, dormindo rapidamente.

[...]

–Vamos lá Naruto, você consegue dar um passo... - Minha fisioterapeuta dizia em minha frente, eu segurava em duas barras de ferro, minha cadeira de rodas estava atrás de mim sendo segurada por um enfermeiro, eu suava bastante por conta da dor que eu sentia ao tentar forçar minha perna para frente, meus olhos vertiam água, mas nem eu e nem a enfermeira que me ajudava desistia de mim, arrastei minha perna para frente e gritei com uma dor aguda em minha coluna, meus braços perderam a força e eu caí para trás o enfermeiro me segurou me ajudando a sentar na cadeira, eu arfava pesado, não conseguia respirar fundo por conta da dor, era como se doesse meu corpo todo a cada pontada.

–Não...aguento...mais - Falei com um fio de voz, minha fisioterapeuta sorriu e segurou em meus ombros.

–Você está indo muito bem Naruto, foi apenas um passo, mas isso já foi uma grande, não...uma enorme mudança - Ela disse e eu sorri, Layla pegou um lenço e passou por minha testa retirando o suor, no momento seguinte Simon entrou na sala de fisioterapia e logo sorriu.

–Parece que cheguei em uma boa hora...como estamos indo Naruto? - Pergunta ele se aproximando, eu sorri.

–Acho que bem...como estamos indo Layla? - Pergunto olhando para a mulher, essa riu.

–Muito bem Doutor, Naruto conseguiu mover sua perna direita hoje - Disse ela sorrindo para mim, eu me surpreendi quando Simon abriu um grande sorriso o que me deixou sem jeito.

–Isso é ótimo Naruto! Quer dizer que nossos esforços estão valendo a pena! Estou orgulhoso de você Naruto - Ele disse colocando sua mão em meu ombro, sorri corado, Simon era um ótimo amigo, um ótimo médico, ele sabia enxergar meu verdadeiro potencial, minha força, minha alma.

–Obrigado Simon, foi graças a você que não me deixou desistir - Falei segurando em sua mão, ele riu.

–Não foi só eu que não desisti de você, não é Layla? - Ele comenta olhando para a enfermeira que sorriu para mim.

–Eu ainda não desisti de você garoto, como o Simon disse, você sairá desse hospital andando, isso eu tenho certeza! - Ela disse levantando o punho confiante, rimos.

–Obrigado a todos vocês...fico feliz de encontrar pessoas maravilhosas como vocês por aqui... - Falei sincero, Simon nega.

–Você que é um grande garoto, desde que chegou no hospital trouxe junto uma grande luz para nosso coração, você se tornou nossa força Naruto - Fala ele me olhando nos olhos, senti um frio na barriga com aquele olhar, sorri.

–Assim você me deixa sem jeito Simon... - comento desviando os olhos, os dois riram.

–De qualquer forma, por hoje você já terminou seu tratamento, irei leva-lo para seu quarto... - Fala Layla ficando atrás de mim e segurando minha cadeira, Simon me olhando e riu.

–Se importa se eu dessa vez leva-lo para o quarto? - Pergunta Simon me fazendo olha-lo surpreso.

–Simon...você não tem outros pacientes agora? - Perguntei, ele deu de ombros.

–Até tenho, mas estão com seus familiares, por enquanto deixarei eles sozinhos por um tempo com sua família...se importa de eu levá-lo para o quarto? - Pergunta ele, eu sorri.

–Imagina, se você quiser... - Ele tomou o lugar de Layla-san e saiu comigo da sala, já estava perto do meio dia e eu não sabia, ele passou pelos corredores indo para o restaurante do hospital - Para onde está me levando? - Pergunto olhando para cima, ele riu.

–Estou com fome, você não está? - Pergunta ele de volta, eu sorri.

–Achei que eu não pudesse comer outra comida a não ser aquela sopa do hospital... - Falei olhando para o caminho.

–Eu não conto se você não contar... - Simon fala me fazendo rir alto, ele me ajudou a ficar de frente para a mesa e em seguida se sentou em uma cadeira de frente para mim.

–Me diga Simon...faz muito tempo que trabalha aqui? - Perguntei olhando para ele, o mesmo, que olhava o cardápio, olhou para mim.

–Faz alguns anos... - Murmura simpático.

–Por que você quis se formar em medicina? - Perguntei novamente, já fazia um tempo que queria saber mais sobre ele, algo em seu olhar me fazia ansiar em querer saber mais sobre ele, Simon parou por um tempo olhando distante, em seguida sorriu.

–Me desculpe, saí um pouco de orbita... - Ele disse rindo - Quando eu era menor, acho que tinha uns treze anos, meu irmão mais novo sofreu um grave acidente, ele tinha nove para dez anos na época... - Ele parou e cerrou de leve os punhos, sorri calmo e estiquei minha mão até a dele, ele me olhou e sorriu, percebi que seus olhos estavam cheios de lágrimas.

–Se não quiser falar sobre isso eu entendo Simon-san... - Murmuro, ele nega respirando fundo.

–Não, está tudo bem...meu irmão e eu estávamos voltando para casa, voltando da escola, quando ele viu um gato no meio da rua, o carro estava vindo, mas ele não viu e correu para pegar o gato, eu tentei segura-lo, mas nossas mãos se soltaram e ele caiu perto do gato, o gato assustou e correu para o outro lado da rua, eu gritei, mas foi tarde de mais, o carro pegou ele em cheio....meu irmão ficou em coma durante dois meses, os médicos disseram que ele não viveria sem os aparelhos de respiração...eu ia todos os dias visita-lo e os médicos diziam a mesma coisa...., mas então um dia qualquer, eu tinha ido visita-lo como todos os dias, e enquanto eu estava o observando na cama, eu segurei sua mão e disse que iria cuidar dele, nesse momento o aparelho que marcava os batimentos cardíacos dele aumentou de leve e ele segurou mais firme em minha mão, olhei para seu rosto e ele me olhava sorrindo...murmurou um obrigado mudo e fechou os olhos novamente...e nunca mais abriu...ele faleceu na mesma madrugada - Simon levou uma de suas mãos aos olhos secando uma lágrima - Desde então eu disse a mim mesmo que iria ajudar o máximo de pessoas que eu conseguia, por isso decidi fazer medicina... - Ele terminou de falar e se recostou na cadeira, sorri.

–Tenho certeza que seu irmãozinho deve estar muito orgulhoso de você Simon-san...se fosse eu, eu estaria, com certeza - Falei sorrindo em seguida, ele suspirou.

–Obrigado Naruto...devo dizer que você realmente me lembra dele...por isso quero fazer o possível para que você volte a andar - Comenta com confiança, eu ri.

–Pois eu darei tudo de mim para poder ajuda-lo a me ajudar, vamos me ajudar juntos...eu com certeza voltarei a andar Simon-san! - Exclamei levantando minha mão, ele segurou minha mão como se concordasse comigo.

–Com toda certeza... - Disse ele, rimos.

[...]

Havia pouco tempo que eu havia chegado no hospital onde Naruto estava, e como sabia que ele deveria estar terminando sua fisioterapia decidi ir direto para o restaurante, havia voltado do colégio e estava morrendo de fome, por isso iria almoçar primeiro enquanto esperava Naruto terminar seu tratamento.

Caminhei pelos corredores entrando na ala do restaurante, estava um pouco cheio naquele dia, olhei para todo o restaurante procurando um lugar para me sentar, foi quando vi uma cabeleira loira estranhamente familiar em uma cadeira de rodas, sorri de lado e fui me aproximando, quando percebi que Simon estava junto de Naruto, os dois conversavam e riam, mas do nada, Naruto segura a mão de Simon e com um carinho que me deixou irritado, com um brilho nos olhos disse algo para ele, Simon negou e começou a dizer algo para Naruto, em seguida secou um dos olhos, ele parecia chorar, aquilo me intrigou, me sentei em uma mesa próxima tentando escutar alguma coisa, mas não consegui.

Em seguida Naruto disse algo como, ter orgulho dele ou algo assim, franzi o cenho, em seguida os dois sorriram confiante e Simon segurou a mão de Naruto, aquilo me fez sentir o sangue ferver dentro de mim, estava com ciúmes? Estava, é claro que estava, aqueles dois estavam em uma intimidade estranha a algum tempo, eu achei que não fosse nada, mas agora, vendo-os daquele jeito, tenho minhas dúvidas sobre essa “amizade” entre eles.

Cerrei meus punhos e dei meia volta, não estava pronto para falar com Naruto naquele momento, eu poderia explodir e não estava com vontade de ter a atenção de todo mundo para mim.

Saí do hospital chutando tudo que aparecia em minha frente, eu estava realmente com raiva, nem mesmo passar um dia todo com aquele idiota do Assad tinha me deixado tão irritado como naquele momento, maldito Usuratonkachi...

–Ora, Ora, Ora...por que não estou surpresa em ver você tão irado assim Sasuke-kun? - Olhei para minha frente e tudo piora.

–Ótimo, agora a desgraça está perfeita...o que diabos faz aqui Karin? - Perguntei já mais irado do que antes, ela sorriu.

–Vim ver como estava indo o processo de melhora do meu primo... - Ela disse sorrindo em seguida.

–Não ouse chegar perto do Naruto sua maldita, ou eu juro que... - Comecei, mas a mesma coloca um dedo nos meus lábios.

–Não gaste sua saliva dizendo coisas do tipo Sasuke-kun, sabe muito bem porque estou aqui...achou mesmo que eu não viria saber sua resposta? - Ela pergunta cruzando os braços - Será que eu preciso dizer tudo novamente para você se lembrar qual resposta me dar? - Comenta ela me olhando, trinco os dentes.

–Não me esqueci sua cobra peçonhenta... - Comento e ela sorri.

–Pois então...preciso saber Sasuke...qual a sua resposta...vai dar um basta em tudo isso ou vai querer continuar experimentando do inferno? Por que você sabe....quem irá sofrer ainda mais com isso será Naruto... - Ela disse simplesmente, senti um aperto no peito.

Algum tempo atrás, quando Karin havia aparecido na entrada do hospital, ela havia me encurralado com suas palavras...

“-Ola Sasuke-kun... - Olhei para cima e logo fechei a cara, aquilo só podia ser brincadeira.

–Karin?! O que está fazendo aqui? - Pergunto irado, sentindo uma enorme raiva subir dentro de mim, ela sorriu arrumando seus óculos.

–Bem, fiquei sabendo que meu primo está de volta, e queria saber como estava...talvez trazer algumas flores... - Fala ela sorrindo, fiz uma careta.

–Pare com essas malditas piadinhas, diga logo o que você quer aqui?! Ou eu terei de chamar a polícia?! - Exclamo quase explodindo, ela se aproximou de mim.

–Se eu fosse você não iria querer a polícia no meio disso Sasuke-kun..., mas você tem razão, vou direto ao ponto Sasuke... - Ela passa seu indicador no meu rosto o que me fez estapear sua mão, ela sorriu - Quero que se distancie de Naruto... - Ela começa, sorri com escárnio.

–O que? Acha que tem algum poder sobre mim sua puta? - Eu começo e ela sorri ainda mais.

–Sasuke-kun, se eu fosse você pensava duas vezes antes de me desafiar, digamos que da última vez que vocês fizeram isso, Naruto foi o que mais sofreu, não é? - Ela diz dando um passo para trás, trinquei os dentes - Acredito que não queira que algo desse nível aconteça novamente...por isso, sugiro que se distancie de Naruto o mais breve possível...ou terá que prometer proteger Naruto de tudo...até mesmo da morte - Karin murmura me olhando por cima dos óculos com uma expressão que demonstrava estar falando sério, ela realmente teria coragem de matar seu próprio primo? - Mas não se preocupe...irei dar um tempo para pensar sobre isso, até lá, acho melhor cuidar de Naruto, afinal pode ser que ele não tenha tanta sorte da próxima vez...claro, se você não souber dizer a resposta certa para mim, caso contrário aí sim, Naruto não teria tanta sorte quanto antes... - Ela diz ficando séria, um brilho estranho cintila em seus olhos, como se ela estivesse...temerosa, dando as costas para mim Karin entra em um carro escuro e vai embora novamente, olhei para o prédio onde Naruto estava e cerro minha mão que segurava o celular, quando eu teria paz?”

–Então Sasuke-kun...preciso saber...o que vai ser? - Pergunta novamente estendendo sua mão para mim, engulo em seco e olho para trás, se eu recusar o que ela disse, Naruto poderia estar em perigo ainda mais, mas se eu aceitar me distanciar de Naruto eu estaria jogando nossos sentimentos novamente para o alto, eu não queria cometer o mesmo erro duas vezes, Naruto mesmo me disse que não voltaria para mim caso eu decidisse lutar sozinho, mesmo assim...mesmo assim eu...não quero que ele sofra ainda mais...não quero correr o risco de tirar sua vida...não posso fazer isso, Naruto não tem nada a ver com os problemas em minha família, muito menos merece o que está passando....droga, o que eu faço?!!

–A resposta é não... - Me assusto quando escuto aquela voz, olhamos para o lado e me surpreendi.

–E se fosse você cairia na real...eles não estão sozinhos...Naruto e Sasuke tem amigos!! - Meu coração parecia que iria sair pela boca ao vê-los ali.

–Acho que alguém precisa de uns tapas na cara?! - Exclama estralando os dedos, sorri.

–O que estão fazendo aqui? - Pergunto vendo todos os nossos amigos ali, com olhares potentes para cima de Karin, que se distancia.

–O que você acha? Viemos proteger nossos amigos queridos...não digo isso por você Sasuke, mas por Naruto claro... - Kiba diz saindo de trás dos demais, estavam todos ali, Kiba, Menma, Itachi, Sakura, Gaara, Sasori e Deidara, estavam todos ali.

–A quanto tempo Otouto... - Murmura Itachi caminhando até mim, ele olha para Karin e sorri - Acho que essa é sua deixa...Sasuke não irá se distanciar de Naruto, não com todos nós aqui..., não é Otouto? - Ele pergunta me olhando, sorri.

–Com toda certeza...cai fora Karin...se quiser fazer alguma coisa, que faça, mas nunca vou me permitir sair de perto de Naruto uma segunda vez! - Falei firme contra ela, Karin faz uma expressão de ódio e olha para todos.

–Se é assim que querem, ótimo! Se prepare Uchiha Sasuke, pois agora, as coisas vão ficar feias! - Ela exclama e entra no carro novamente, senti alguém dar tapa em minhas costas, olhei para o lado e vi ser Menma.

–Não se preocupe Sasuke, agora que estamos aqui, nada vai chegar perto de vocês! - Ele disse sorrindo grande, idêntico a Naruto.

–Isso mesmo, vamos ajudar no que for preciso, graças a Naruto eu pude ter minha própria felicidade, por isso vou ajudar no que for preciso, Shannaro! - Exclama Sakura com o punho levantado, sorri.

–Obrigado...a todos vocês...acredito que Naruto irá ficar muito feliz em saber que estão aqui... - Falei e em seguida me irrito - Se é que ele vai notar, já que agora ficou amiguinho daquele médico medito! - Falei alto sem perceber, todos me olharam e começaram a rir alto, me fazendo corar sem jeito.

–Parece que você está tendo problemas de mais por aqui em Sasuke.... - Disse meu irmão rindo ainda mais, estalo a língua desviando os olhos de todos, que ótimo, agora meu irmão e Menma terão mais um motivo para tirar sarro de mim, afinal de contas o que todo mundo veio fazer aqui?!


Notas Finais


Abraço Da Uzuu Neko-chan :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...