História The Price of Love ~Seokjin~ - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Park Jimin
Visualizações 5
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente, vim aqui postar né 🌚.

Gente tô neuvolser não sei o que escrever KKKKKKK

É isso ;-;

Boa leitura ❤

Capítulo 1 - Capítulo 01


Kim SeokJin, meu melhor amigo e a pessoa mais doce que eu conheço. Nos conhecemos quando eu tinha 14 e ele 16, eu estava no meio de uma quimioterapia e ele estava fazendo uma visita a sua mãe que também estava no meio de uma luta contra o câncer, que a venceria dois anos depois.

Eu estava brincando com algumas crianças também em tratamento, até que Jin veio ver como era, aí nos conhecemos. E foi nesse dia que conheci a pessoa que se tornaria mais importante pra mim. Ele esteve no meu lado quando eu ainda estava tratando do meu câncer nos ossos. E outros problemas, talvez fale disso mais tarde.

Como eu descobri que tinha?

Boa pergunta, sempre perguntam isso nos grupos de apoio, depois daremos uma passadinha nesse assunto também. Enfim, voltando ao assunto, quando eu nasci, o médico falou pra minha mãe que eu, sua primeira primogênita, tinha uma doença que deixava meus ossos mais fracos que o normal, não chegava a ser extremamente frágil, mas era mais frágil do que os das outras crianças, tive que tomar remédios para isso, mas isso não impediu que eu crescesse como uma criança normal, fora o fato de que eu poderia me quebrar mais facilmente do que outras crianças. 

Em um belo e fatídico dia eu estava brincando em um escorrega, tinha uns nove anos, quando uma miniatura de filha da puta me empurrou e eu quebrei minha linda perninha. Resultado? Fui parar no hospital, essa parte é meio óbvia, e na hora de fazer o Raio X, o médico viu que havia algo errado, fora uma perna quebrada né. Então eu fui mandada a outros médicos, após meio ano nisso, foi descoberto meu câncer que estava no começo ainda. Fiz quimioterapia, inclusive perdi meu cabelo por que era forte, eles tinham​ a intenção de matar o câncer de vez. E ao que parece ele realmente morreu.

Então... Ia falar sobre o grupo de apoio né? Eu aos 13 anos comecei a fazer o bendito grupo de apoio, lá era chato, tipo extremamente chato, enfim, lá todos os "encontros" a gente fala o encarregado de nos levar lá, se já havia melhorado e blá blá blá, no final havia uma oração que no fim da mesma mencionava o nome dos que já foram, eu sempre me imaginava ali no fim da lista, acho que eu só esperava o dia. Mas uma coisa boa eu ganhei nisso, na terapia, eu conheci o açúcar mais azedo que você vai ouvir falar. Lembro de todos os detalhes.

Flashback On

Era mais um dia de chatisse, já havia sentado e tudo mais. Até um garoto branco, tipo muito branco mesmo e tinha uma cara de bunda, se sentou ao meu lado. Com o passar do tempo percebo que ele estava dormindo, eu entendo que isso dá sono e te deixa horrível, mas dormi sentado é meio demais. Tento prestar atenção, mas como sempre viajo em um mundo paralelo, sou tirada dessa "viagem" com um peso no ombro, sim ele tava dormindo no meu ombro. Cutuco ele

- Psiu, você tá babando em mim

   

Ele me olha meio desnorteado

- Desculpa - ele coça os olhos e limpa a baba no canto da boca, já que ele realmente estava babando

Sorrio olhando ele. Passa o tempo, hora das apresentações, ele levanta.

- Sou Min Yoongi, mas meu apelido é Suga, eu perdi essa beleza aqui em um acidente - ele mostra a prótese na perna esquerda - Graças a esse acidente eu descobri o câncer no cérebro, ainda estou em tratamento, é isso. - ele senta e me olha

Bom, depois de tudo isso, saímos, eu fiquei esperando meu pai chegar, ele parou ao meu lado e tirou um maço de cigarros do bolso. Como não pude sentir o cheiro? Olho ele.

- Sério isso? Você já tá aí com câncer e ainda quer mais um? - Reviro os olhos indignada

- Isso? Já tô com o pé na cova, só para acelerar o processo - ele coloca um na boca e me olha

- Sério isso? Você tá em tratamento você pode muito bem melhorar, mas não claro que não, você não tem nem 18 - bufo

- Você fica fofa brava - ele sorri ainda me olhando - Você tem razão, eu tenho15. Se é esse o problema então...

Ele coloca o cigarro da boca de volta no maço e logo em seguida joga o mesmo no chão e pisa nele.

- Pronto - Ele sorri, sorrio de volta - Então Park Jae Yoon...

- O que Min Yoongi? - Não consigo parar de sorrir

- Bom eu já fiz um favor pra você, agora... - ele diz ensinuando

- Vai o que você vai querer - rio

- Que tal você sair comigo, sei lá, um piquenique, cinema.

- Hummmm, vou pensar no seu caso - Meu pai chega - Até a próxima sessão - sorrio e o deixo plantado lá.

Flashback Off

E essa foi a história do meu primeiro amor... Sim, Min Yoongi a pessoa mais azedamente doce, mas isso foi mais uma das coisas tristes em minha vida, um ano atrás ele morreu, o câncer o venceu, eu poderia ter o deixado fumando, talvez nem um de nós dois teríamos​ sofrido tanto. E com essa bela história, eu volto o assunto para SeokJin, ele me ajudou na morte de Suga, essa foi uma das barras que ele me ajudou, agora eu tenho 18 e ele 20. Ele está na faculdade de Culinária, ele é ótimo em tudo que faz , e eu? Eu tô tentando descobrir o que eu vou fazer.


Notas Finais


Espero que gostem da minha briza 🌚❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...