História The Prince - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Namjin, Sulay, Taoris, Vkook, Xiuchen, Yoonmin
Exibições 199
Palavras 1.437
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello pessoas, minha primeira fanfic do tipo abo, espero que vocês gostem!

Vamos a alguns esclarecimentos:
Será uma yoonmin, haverá alguns povs, e não será focado apenas nesse casal, vou trabalhar várias questões envolvendo a psicologia dos personagens, como também o racional e o irracional.

Haverá muitas questões como militares, religião, golpes, tudo que envolve política em geral, e acho que vocês vão gostar bastante!

Enfim, vamos a leitura, nos vemos lá em baixo!
Boa leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Prince - Capítulo 1 - Prólogo

 

Finalmente o tão esperado herdeiro chegou, mesmo que Baekhyun tenha passado por inúmeros riscos durante os meses, a criança, ou melhor, o alfa lúpus , Yoongi e sua omma conseguiram passar bem. Quem estava mais do que feliz era Chanyeol, o atual rei da Coreia do Sul, que sabia que poderia perder ambos naquela noite de março, depois de 24h, ele fez o reino parar, mesmo ambos tendo apenas cerca de 23 anos, aquele filho já era o bastante, principalmente para o estado frágil de Baekhyun.

Aquela criança, nasceu com a saúde perfeita, uma pele muito branca, e forte, um porte grande para um bebê, robusto, parecia um filhote de urso polar, chorava alto, e parecia que sua garganta ia explodir, mas logo, tratou de domar o próprio ar, se acalmando enquanto os pais observavam, fascinados com seu pequeno milagre.

Yoongi logo aprendeu a não bater a cabeça pelos enfeites dourados do palácio, como também aprendeu que não devia ficar sozinho por muito tempo, mesmo que alguns de seus parentes vivessem junto dele no palácio, era um tanto chato ficar sozinho naquele quarto imenso cheio de brinquedos, já não tinha mais graça brincar sozinho. Mesmo que desejasse um irmão ou irmã, não entendia porque Baekhyun e Chanyeol desconversava esse assunto com ele.

Logo chegou aos seus 8 anos, estava na hora de achar um ômega no qual o pequeno alfa se interessasse, por ser um alfa lúpus , não podia casar com quem os pais bem entendessem, tinha de ser alguém no qual Yoongi conseguisse ficar perto. Talvez aquele fosse o dia mais temido por Baekhyun, já que a lei era clara e rígido, aquele que não permitir o filho (a) ômega a um alfa lúpus deve morrer. Essa era a lei mais tradicional do mundo atual, baseada na religiosidade seguida pela sociedade mundial, os deuses, não se agradavam com a recusa de um ômega a um alfa lúpus, aqueles que são especiais, abençoados pelos deuses.

●●●

Naquele dia, Baekhyun tinha se preparado psicologicamente para lidar com qualquer que fosse a situação, iria levar Yoongi dar uma volta pelo parque, pela milésima vez, e ver se ele se aproximava de alguma criança. O problema era a timidez do pequeno alfa, e sua aura antisocial, e naquele momento, tentava fugir de sua omma, correndo em volta de seu quarto.

- Yoongi, eu sei que você não gosta, mas vo… - Baekhyun tentou segurar o menino porém ele corria de um lado para o outro em seu quarto, tentando escapar de sua omma.

- Se você sabe que eu não gosto porque insiste? - Yoongi parou e se sentou no chão. - Me explica omma, porquê?

- Ora meu filho, - Baekhyun caminhou até Yoongi, se sentando no pequeno sofá que havia atrás do menino. - Vem cá!

Yoongi se levantou, mantendo a carranca no rosto, com os braços cruzado, bufou e se sentou ao lado do pai.

- Yoon, quando você crescer vai saber o porque, mas por agora, só precisa saber que precisa se aproximar de alguém. - Baekhyun disse, acariciando os cabelos do filho.

- Mas é sempre tão… - Yoongi tentou definir sua frustração. - Não sei, só é.

Naquele dia Yoongi brincou pouco, mas se colocou a observar todas aquelas crianças, normais, elas podiam ser o que quisessem, brincar com quem quisessem, ele não, ele inconscientemente dava medo aquelas crianças. E não, não foi aos 8, nem aos 9 ou 10 que se encantou por alguém, foi aos 11. Sua família não costumava a fazer grandes festas, eram sempre os mais reservados possíveis, porém, era aniversário de sua omma, e ele estava disposto a dar uma grande festa, Baekhyun convidou todos os seus amigos mais próximos e bem, o reino estava em uma espécie de festa. Um de seus nobres amigos, eram Jongin e Kyungsoo, os condes de Insadong, um alfa e um ômega que eram tão amados quanto a família real, eram grandes contribuidores da educação e da ciência, não só influentes e bons aliados, como também eram pessoas muito próximas de Baekhyun e Chanyeol.

Não costumavam a visitar o castelo, apenas visitas ocasionais, eles tinham um filho, um ômega, geralmente estava na escola, ou em casa com seus tutores, era a primeira vez que o pequeno ômega ia ao palácio, acompanhado pelos pais, Jimin era pequeno, cheinho, bochechudo o que mais encantava a todos eram as orelhas, uma raposa, e tom avermelhado dos pelos combinavam com o tom gradiente entre o castanho ruivo da raiz criando uma gradientes e harmoniosos tons por suas madeixas. Yoongi se perdeu na beleza dele, não fazia sentido não olhar para ele, era simplesmente impossível não se perder em Jimin.

Quando o pequeno ômega e sua família se aproximou para cumprimenta-los e dar os presentes ao aniversariante, Yoongi se concentrou no ômega, não era apenas beleza, era a voz e o cheiro também, a voz dele era mais fina e calma, parecia algo eterno e sereno, já o cheiro incomum, o pequeno alfa notou que não eram flores, nem frutas convencionais como de seu omma, era suave, porém presente e memorável, era cravo, talvez um pouco mais adocicado e parecia, bem no fundo, ter um toque de acidez como laranjas. O príncipe chegou à conclusão de que tudo nele combinava e se complementava.

- Yoongi! - Chanyeol o chamou pela quarta vez, notando que o filho estava em outro mundo.

- Hm… - Yoongi rapidamente disfarçou sua confusão.

- Cumprimente Jongin, Kyungsoo e Jimin. - Chanyeol ordenou. O alfa assentiu e educadamente os cumprimentou.

Em meio a leve confusão de todos, o único que notou o que estava acontecendo foi Baekhyun, ele viu como o filho havia olhado para o ômega. Um leve sorriso se formou nos lábios de Baekhyun, finalmente, o dia que ela pensou que nunca iria chegar chegou, e bem, foi muito melhor do que ele esperava. Conforme a festa passava, Baekhyun sabia que precisava avisar seu marido, como também o casal de amigos, precisava urgentemente, antes que seus nervos explodissem, porém, Jimin não saia de perto dos pais, como também Yoongi, que se recusava a ir brincar.

Em meio ao salão de festas, ricamente decorado, todas as mesas, espalhadas pelo grande recinto prestavam atenção em uma, a mesa do anfitrião e dos condes de Insadong (Kyungsoo e Jongin). Chanyeol notava a agitação de seu esposo, ele queria falar algo, mas não na frente de Yoongi e Jimin, aos poucos convenceu o filho a ir dar uma volta pelo palácio a fim de encontrar uma surpresa, mal sabia o pequeno alfa que não havia surpresa, ainda sim, o príncipe foi, Jongin disse a Jimin para ir descobrir o castelo, era apenas um ano mais novo que Yoongi, o que poderia dar errado?

Assim que as duas crianças saíram do salão, Baekhyun se colocou a falar sobre a situação de Yoongi. A alguns bons metros da li Yoongi rodava pelo castelo, e sabia que o pequeno Jimin estava lhe seguindo, virava os corredores, corria, se escondia, e o ômega não parava de segui-lo, quando chegou perto do jardim, pensou em correr e se esconder na escuridão do local e da noite, porém ele sabia que isso lhe traria problemas, o ômega poderia chorar e causar problemas, mas Yoongi apenas parou, e se virou para olhar Jimin, que estava deu um pulo de susto.

- Oi! - Yoongi falou animadamente, notando que Jimin começou a ficar com vergonha.

- É… E-eu q-q-queria… - Jimin tentou se explicar, mas foi cortado pelo mais velho.

- Ver os jardins? - O príncipe tentava ser amigável ao máximo. - Você quer ver os jardins?

- Quero! - Jimin soltou um leve sorriso, que logo se desfez quando percebeu a falta de iluminação no local a céu aberto. - Mas está sem luz…

- Oh! Sim, é verdade… - Yoongi pensou sobre o pequeno conde ter medo do escuro. - Você pode ver da sacada lá em cima! Vem. - Yoongi foi animadamente em direção a escada, mas notou que Jimin parecia receoso.

- Omma disse que é feio ficar explorando a casa dos outros. - Jimin disse colocando a uma das mãos gordinhas na bochecha, era a mania dele, acariciar as próprias bochechas.

- Mas você está comigo, e a casa é minha, então não tem problema. - Yoongi estendeu a mão para Jimin, que a pegou hesitante. - Vamos!

Aquela foi a primeira vez que Yoongi se aproximava de alguém, e não era alguém de sua família ou algum nobre alfa de sua idade, era Jimin, o ômega por qual o príncipe cedeu aos encantos e vontades.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem o que acharam e se tiverem sugestões, estarei aceitando, e dúvidas também!
Até o próximo!
XXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...