História The Princess - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren
Exibições 181
Palavras 1.828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cheguei cheguei!!
Bom bem, antes de mais nada não fiquem aflitas com uma surpresa que vai ter no cap ok, vai ser necessário.
Segundo eu fiquei com essa musica do DNCE na cabeça a semana toda e achei que encaixaria bem no que eu queria fazer em relação a Lauren e a banda, escutem a musica se chama Almost.
E terceiro e porem não mesmo importante quem quiser curiosidade a pessoa que aparece no final se chama Mirella Cardoso e essa linda é a atriz de We Don't Talk Anymore do Charlie Puth com a Selena Gomez, eu peguei uma crush nessa atriz mesmo, e sem mais delongas ao capitulo baby!

Capítulo 33 - Mirella


Lauren POV 

Normani terminava a melodia no violão e fazia algumas mudanças na partitura. 

- Sabe Laur, eu pensei que ficaria bem interessante colocar na Guitarra. - Ela fala já colocando o violão ao seu lado e trazendo a guitarra para seu colo.  

- Claro Mani, vou chamar as meninas e podemos ensaiar ela completa e ver como fica.  

. . .  

Normani começou a introdução e então todas nós acompanhávamos o ritmo da musica  

 Some days i'll admit I was difficult 
Everything that you did, I was critical 
Your holding the car keys, I'm saying: Don't tease me 
If you're leaving, just leave me 

 

Baby, we were good, we were almost perfect 
I'd say it's your fault but you don't deserve it 
You won't get back what we had with no one 
Baby, we were good, it was almost worth it 
We were almost 
Almost, almost 

 

So real, sometimes it was fictional, yeah 
So good, sometimes it was criminal 
So happy without me, or are you just acting? 
Either way is right 

 

Baby, we were good, we were almost perfect 
I'd say it's your fault but you don't deserve it 
You won't get back what we had with no one 
Baby, we were good, it was almost worth it 
We were almost 
Almost, almost 
Almost, almost 
Almost 

Finalizamos a musica, e ouvimos ela depois de gravar.. Eu nunca iria parar de me espantar como Normani sempre tinha a melodia perfeita para as nossas letras... 

- Nem acredito que nosso som voltou, Laur a letra é linda, quem sabe pode ser o próximo single e podemos fazer entrar no álbum. 

- Sabe que é difícil Ally, convencer todos eles e principalmente o Simon. - Falo triste. 

- Bom eu não sei vocês, mas nunca precisei da aprovação de ninguém pra fazer o que eu amo. Vamos gravar um vídeo pra essa musica e soltar, agora que voltamos a ser uma banda de novo não importa se eles vão acabar com o nosso contrato.   

- Vamos mesmo fazer isso? - Todas elas se levantam e começam a gritar "Sim" ao mesmo tempo. Meu celular vibra e vejo um numero desconhecido na tela, mas sem bem que o código desse numero pertencia Genovia, saio da sala para atender.  

- Alô? - Falo receosa. 

Lauren? Aqui é Sofia, eu gostaria de conversar com você... 

- Claro Sofia, nossa sua voz está diferente – Me lembra a dela. 

Eu preciso da sua ajuda em algo que eu venho pensando a bastante tempo, e bom eu gostaria de saber se você está disposta a concertar algumas coisas. - Concertar algumas coisas? Mas o que aquilo queria dizer, Camila não aceitaria... - Lauren, ainda está aí? - A voz de Sofia me liberta de meus pensamentos. 

- Sim, bom pode me explicar melhor. 

- Será um prazer.   

 

Camila POV 

Vamos lá, só mais essa. Solto a flecha de minha mão e ela passa zumbindo pelo arco em direção ao alvo e mais uma vez eu errei. Arremessei meu arco no chão e fiquei olhando pra frente. 

- Ok, você está bem irritada! - Me assusto com a voz de Sofia. 

- Me acostumei, esses velhos não me deixam em paz. Você tem sorte de não ser com você. - Recolho meu arco do chão e caminhamos até um banco. - Alias do jeito que eles são talvez me tirem e coloquem você para ser a próxima Rainha. - Falo rindo e rosto de Sofia é tomado por uma careta. 

- Eu não conseguiria, não sou você e nem consigo falar com o publico direito. Sabe que eu puxei a mamãe e você ao papai.  

- Por isso mesmo, mesmo com aquele primeiro discurso dela sobre vomitar nos repórteres todos sabemos que a nossa linhagem nasceu pra isso, e não é diferente com você.  

- Mesmo assim, não vejo uma Rainha melhor do que você Mila – Sofi me abraça - Você transformou o nosso orfanato num centro de formação, e criou vários pelos pais inteiro. Conhece todos que trabalham aqui pelo nome e não são poucos. 

- Assim você vai me fazer acreditar que eu sou uma pessoa incrível pequena Sofia.  

- E você é Mila, eu só quero que você seja feliz. - Respiro fundo e penso um pouco. 

- Eu sou feliz Sofi.  

- Amanha a professora de fotografia vai vim aqui, você me ajudaria a entrevistar ela?  

- Claro pequena! 

. . .  

Eu já havia perdido as contas de quantos relatórios havia feito nessa manha, eu simplesmente não poderia ver mais nenhuma letra. Mas o quanto antes eu fizesse mais tempo livre eu teria, e sem falar que eram problemas simples de serem resolvidos que trariam benefícios para muitas pessoas. Logo batem na porta do meu escritório. 

- Pode entrar! - Minha mãe e senta na minha frente, olho em sua direção e logo volto a prestar atenção nos relatórios. 

- Sofia está a sua procura, parece que você ia ajuda-la em algo e ela não estava conseguindo te achar. 

- Tudo bem, só irei terminar esse relatório sobre as exportações de Pêra. Mandamos uma boa demanda pra França. - Sorrio vendo os resultados. 

- Você realmente gosta dessas coisas não é? Eu não suporto todos esses documentos. - Mamãe fala, e enquanto eu começo a recolher tudo o que estava em minha mesa. - Camila você pode dar atenção ao o que eu falo?  

- Porque deveria? - continuo de costas mas consigo ouvir minha mãe suspirar.  

- Eu errei tudo bem, mas aquilo já passou.  

- Já passou? Eu precisava do seu apoio e o que você fez? Falar 'Eu te avisei' pra mostrar que estava certa e que todo o tempo que eu passei nos Estados Unidos tinham sido perda de tempo não era o que eu esperava da mãe que eu conhecia, mas sim da Rainha Mia não é mesmo? Então por favor continue sendo essa figura pra mim. Se me der licença.  

Saio de minha sala com tanta raiva nem ao menos percebo aonde estou. Sinto meu celular vibrar e vejo o nome de Sofia na tela, ótimo ela deve estar furiosa comigo. Continuo andando quando de repente bato em algo, ou melhor em alguém, uma moça está na minha frente tentando juntar peças de uma câmera fotográfica.  

- Espera me deixe ajuda-la. - Falo e finalmente ela olha em minha direção. 

-  Ah meu Deus eu derrubei a Princesa de Genovia – Ela fala nervosa. 

- Na verdade a Princesa derrubou você. - Falo pegando em suas mãos e a ajudando a levantar.  

- Eu me perdi e aquele senhor na porta lá embaixo disse que eu estava indo pelo caminho certo, mas eram muito corredores e eu acabei me perdendo... - Ela não parava de falar então eu decidi intervir. 

- Está tudo bem, nós estamos no terceiro andar e a julgar pelos restos da sua câmera aqui, eu acho que você tinha uma entrevista com a minha irmã, correto? - Ela acena positivamente com a cabeça. 

- Merda, como vou fazer a entrevista agora? - Ela parecia falar pra si mesma.  

- Bom podemos sair e comprar uma nova o que me diz. - Sorrio pra ela, ela me olha bem e parece pensar no assunto, depois de um tempo ela começa a negar com a cabeça. - Algo errado em sair comigo? - Ela parece receosa. 

- Não me leve a mal mas todo mundo conhece a sua reputação e você esta sorrindo desse jeito assim pra mim e... - Começo a rir.  

- Oh eu juro que não é nada disso, eu só queria consertar algo que foi minha culpa. Mas se isso lhe faz sentir melhor – Saco meu celular do bolso e finalmente alguém atende. - Aqui é a Camila eu preciso que você me traga uma Câmera Nikon Dslr D5200 24.1 Megapixels Com Lente 18-55mm Vr em 15 minutos por favor, ok obrigada! - Ela ainda parece estar espantada. 

- Como você sabe tudo isso sobre câmeras? Alias essa é muito cara eu não vou ter como pagar e... 

- Olha... Qual é o seu nome mesmo?  

- É Mirella!  

- Mirella, eu quebrei sua câmera, então eu vou lhe dar outra e não importa o que diga é a minha palavra final.  

- Tudo bem então - Ela fala a contra gosto. Então um silencio estranho surgiu a nossa volta, e de vez em quando ela olhava pra mim de uma maneira estranha. 

- Certo, minha "reputação" é tão horrível assim? -  

- Minhas amigas dizem que você conhece bem o mundo da moda. - Solto uma risada involuntária e ela também me acompanha.  

- É tenho boas amigas lá, ei que tal se fossemos em direção a Sofia, ela deve estar pirando nesse momento. - Enquanto caminhávamos pude conhecer Mirella melhor e ela finalmente parecia estar confortável em minha presença.  

Chegamos rindo na sala principal e Sofia nos olha de forma estranha. Mas logo se levanta e vem em nossa direção.  

- Olá você deve ser a Mirella, eu sou Sofia e vejo que já conheceu minha irmãzinha, por favor não caia nas baboseiras que ela disse! - Reviro os olhos e Mirella sorri. - Bom vamos começar a entrevista. Mila você inicia? - Sorrio em direção a morena na minha frente. 

- Claro! Então Mirella, jantar as 20:00 aqui no castelo e você ganha a vaga de fotografa. - Sofia começa a tossir, e o rosto de Mirella ganha uma coloração vermelha. - Brincadeira meninas, nossa sair comigo não é tão ruim assim. 

- Kaki eu vou ter que pedir pra você sair daqui? Você deveria me ajudar!  

- Ok ok, pode mostrar o seu trabalho para nós Mirella.  

- Claro Camila – Trocamos sorrisos e ela começa a falar, Sofia parecia prestar mais atenção na interação entre Mirella e eu do que no trabalho dela, mas resolvi deixar isso de lado.  

- Bom, você é realmente tudo aquilo que me recomendaram senhorita Mirella. - Sofia falava de maneira contida como uma boa Princesa. - A vaga é sua, começa amanha e poderemos acertar melhor depois da sua primeira aula. - O sorriso de Mirella era contagiante. 

A morena saiu da sala e eu continuei olhando na direção em que ela foi, inventei uma desculpa qualquer para Sofia e fui atrás de Mirella. Finalmente a vejo descendo as escadas do Palácio 

- Hey, que tal uma carona? - Ela arqueia uma sobrancelha pra mim, eu rio e levanto as mãos. - Eu juro que é só uma carona. - Ela continua com a mesma cara – Vamos lá, eu juro que é só isso. É interessante conversar com alguém que gosta de fotografia tanto quanto eu.  

- Tudo bem, mas se você tentar algo será uma Princesa morta. 

- Sabia que é proibido ameaçar a realeza?  

- Sabia que eu não me importo. 

- Eu juro que só vou ser uma boa amiga.  

- Tudo bem então, vamos. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...