História The Princess and Kitty Knight - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Miraculous Ladybug
Exibições 674
Palavras 2.808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ola, minhas delicias <3

Muito obrigado a todos que comentaram no ultimo capitulo e muto obrigado pelos 440favoritos.

Boa leitura! \o

Capítulo 34 - Vamos encontrar a Mari!


Fanfic / Fanfiction The Princess and Kitty Knight - Capítulo 34 - Vamos encontrar a Mari!

Chat pulava pelos telhados das casas enquanto seguia Nathanael. Ele corria desesperadamente para manter-se na mesma velocidade do cavalo do ruivo. Não estava sendo fácil, mas Chat não pretendia desistir, ele precisava encontrar Marinette a qualquer custo.

Nathanael cavalgava em seu cavalo louco de raiva. Ele estava furioso. Adrien mais uma vez conseguiu o que queria e, atrapalhou os planos do ruivo e, agora Tom o odiava.

Enquanto isso, Chat pulava de um telhado para o outro sem perder o ritmo, mas uma coisa o vez perder sua concentração: seu anel. Chat olhou para sua mão e viu que só tinha mais uma patinha, ele se desesperou.  

- Não, Plagg, aguente mais um pouco. – Chat disse e voltou a olhar para frete, Nathanael havia ganhando vantagem e estava muito a frente. Chat voltou a correr como antes e, quando estava quase alcançando Nathanael, o seu anel apita mais uma vez e, ele volta a ser Adrien. Por sorte, ele estava em cima de um telhando e, não correu o risco de desabar entre um telhado e outro. Adrien correu ate a beirada do telhado onde estava e, viu a distancia para o outro telhando. Como Adrien, ele conseguiria pular de alguns telhados para outros, mas nunca conseguiria correr na velocidade de Chat Noir. Ele se agachou e socou o telhado. – Droga!

- Adrien. – Plagg disse se aproximando do amigo. – Me desculpe, eu tentei ficar transformando, mas eu estava exausto. – Adrien não respondeu, continuou de cabeça baixa. Ele sentia lagrimas ameaçando cair, mas ele as segurou, não era hora para isso, ele precisava voltar e, com a ajuda de seus amigos, encontrar Marinette.

Enquanto isso, Tom estava furioso em sua mansão. Ele já havia mandado seus guardas a procura de Nathanael e Marinette, mas, ele ainda estava com muito medo de que algo de ruim acontecesse a sua filha antes que os guardas os encontrassem. Sabine não estava muito diferente e, também não estava muito contente com o marido. Ela sabia que por Tom não ter a ouvido e, por ele ser tão teimoso, isso tudo estava acontecendo.

Lilian estava parada perto da porta do escritório de Tom, junto com Nino, Alya e Lila. Ela também estava nervosa, assim como todos que estavam presentes naquele escritório. Ela olhou para Nino e chamou o rapaz para fora do escritório.

- Nino, precisamos sair daqui e ir encontrar Adrien. Eu conheço o meu filho e, tenho medo de que ele possa fazer alguma loucura. – Nino confirmou com a cabeça e, quando ia dizer alguma coisa, ele foi interrompido por Tom.

- E o que eles ainda fazem aqui? Vocês não são bem vindos nessa casa!  Saiam daqui imediatamente! - Tom disse furioso para Lilian e Nino.

- Não fale assim com eles. Eles ajudaram a nossa filha quando ela mais precisou! A Marinette tem sofrido nas mãos daquele desgraçado por muito tempo e, Adrien e Nino sempre a ajudaram e, se não fosse por Lilian, eu jamais ficaria sabendo das coisas terríveis que o Nathanael fazia a Marinette. – Sabine disse furiosa.

- Mas ela é uma Agreste e, esse rapaz e amigo daquele desgraçado que estava tendo um caso com a nossa filha.

- Não fale assim do meu filho! Se não fosse por ele a pobre da sua filha teria sido abusada e teria sofrido muito mais nas mãos do Nathanael! – Lilian disse furiosa.

- O seu filho se aproveitou da minha filha! – Tom disse se aproximando de Lilian.

- Ninguém se aproveitou de ninguém, Tom!  - Sabine gritou. – A nossa filha estava com o Adrien por que eles se amam! A Marinette sempre amou o Adrien, ele nunca forçou a nossa filha a nada. Ela escolheu ter um  romance com ele e, ele escolheu ter um romance com ela. Eles se amam! – Sabine disse e Tom arregalou os olhos.

- Minha filha nunca amaria um Agreste. – Tom disse com a voz baixa.

- A nossa filha ama um Agreste, Tom, e você terá que aceitar. Você e o único aqui que supre esse ódio pelos Agrestes. Marinette e eu nunca ligamos para nada disso, sempre achamos essa briga desnecessária, assim como Lilian e Adrien. Marinette e Adrien se apaixonaram antes mesmo de saber que suas famílias eram inimigas e, quando descobriram, nada disso os impediu de continuar vivendo o amor que eles sentiam um pelo outro. Você tem que entender e aceitar que a nossa filha ama um Agreste e que eles estão juntos e, que iram continuar pela vida toda. – Sabine disse com a voz calma.

- Eles nunca iram ficar juntos. Isso eu não vou permitir! – Tom disse e Sabine o olhou furioso.

- Você permitiu que um doente fosse noivo da nossa filha por meses!

- Eu não sabia que o Nathanael era assim!

- Agora que sabe e, sabe como a Marinette sofreu, por que não deixa a nossa filha ser feliz com quem ela ama? – Sabine perguntou e Tom a olhou nervoso.

- Por quem ela ama é um Agreste! – Sabine o olhou decepcionada, ela não disse nada, apenas se dirigiu para a porta do escritório e, depois, sem olhar para Tom disse:

- Você pode dizer o que quiser, Tom, mas eu juro que farei de tudo para que Marinette seja feliz com quem ela ama. – Sabine disse e saiu do escritório de Tom.

 Já do lado de fora da mansão, Sabine e Lilian se despediam uma da outra, Nino, Alya e Lila estavam parados perto da carruagem que levaria Lilian para a sua mansão e observavam as duas mulheres se despedindo uma da outra.

- Eu sinto muito pelo o que o Tom disse. – Sabine disse e Lilian sorriu.

- Não se preocupe com isso. Agora temos que nos preocupar com Marinette e, tentar encontroa-la. – Sabine sorriu e depois voltou a chorar novamente. Lilian a abraçou e tentou tranquiliza-la. – Olha, vamos fazer de tudo para encontra-la. Vou pedir aos meus guardas que ajudem na busca, eu também tentarei ajudar de alguma forma e, prometo que não irei descansar ate que Marinette esteja salva. – Sabine se separou do abraço e sorriu, ela agradeceu Lilian e, as duas se despediram mais uma vez. Nino se aproximou de Lilian e Sabine e disse:

- Eu irei ficar aqui, tenho certeza que Adrien voltara para cá. – Nino disse e Lilian concordou.

- Não deixe que ele faça nenhuma besteira. – Lilian disse sorrindo e Nino concordou. Logo depois, Lilian já estava seguindo para a sua mansão.

 

Enquanto isso, Nathanael havia acabado de chegar ao seu esconderijo, ele estava furioso, entrou e jogou seu palito em um lugar qualquer da sala, ele se deitou no sofá e, ficou olhando para o teto.

- Isso não vai ficar assim, eu juro que irei me vingar de cada um deles, principalmente daquele maldito Agreste! – Nathanael disse e socou o sofá. Ele se acomodou no sofá e, logo depois havia pegado no sono.

Já no quarto, Marientte andava de um lado para o outro, tentando pensar em um modo de sair de lá, mas nada vinha em sua mente. A garota escuta um barulho na porta e se posiciona para o caso de se Nathnael ou um de seus capangas, mas para a sua surpresa, era Chloe.

- Chloe?!  - Marinette disse com receio.

- Como vai a piranha que tentou roubar o meu noivo? – Chloe disse entrando no quarto.

- O que você quer? – Marinette disse nervosa.

- Nada, apenas queria ver como estava. Espero que mal. – Chloe disse e soltou uma gargalhada.

- Por que esta fazendo isso? Por que esta ajudando o Nathanael?

- Como se já não soubesse. – Chloe disse nervosa. – Você tentou roubar o meu noivo, o que você queria? – Chloe disse gritando.

- Eu não roubei o Adrien de ninguém, nos estamos juntos a meses. Mesmo antes de ficarmos noivos de outras pessoas, Adrien e eu já tínhamos um relacionamento. 

- Por que ficou com ele quando descobriu que ele estava noivo de outra pessoa? – Chloe perguntou nervosa.

- Por que nós nos amamos! Eu amo o Adrien e ele me ama e, nem você, nem o Nathanael, nem o meu pai ou o do Adrien ira mudar isso. Nós nos amamos e vamos ficar juntos, mesmo que você ou qualquer outra pessoa tente nós separar! – Chloe da um tapa bem forte no rosto de Marinette. A garota se assusta e coloca a mão no local do tapa. Chloe ria e encarava Marinette, a garota levantou o rosto e encarou Chloe, antes da loira poder dizer alguma coisa, Marinette deu um tapa ainda mais forte em seu rosto.

- Sua vadia! – Chloe parte para cima de Marinette, o que foi um erro da parte da loira, pois Marinette havia adquirido pequenos músculos e bastante habilidade de luta nos seus dias como Ladybug. Marinette desvia de Chloe e a segura por trás, ela empurra a loira sobre a cama e depois fica por cima da mesma. Marinette da outro tapa no rosto de Chloe que se debatia e tentava acertar a garota com socos. Chloe segura o cabelo de Marinette e o puxa com força, a garota se desequilibra e cai para o lado, Chloe sobe em cima de Marinette e tenta socar o seu rosto, mas Marinette desvia e da um soco em Chloe. A loira cai para trás com o nariz sangrando e, enquanto tentava se recuperar, Marinette aproveitou a chance e se levantou do chão, ela correu ate a porta e a abriu, ela saiu do quarto e olhou para trás, para ver se não estava sendo seguida por Chloe, nesse momento ela sente duas mãos fortes segurando os seus braços, ela olha para frente e ver o peitoral de Nathanael.

 - Aonde pensa que vai? – Nathanel diz com a voz calma e cheia de ódio. Ele vira Marinette e a empurra para dentro do quarto, a garota se desiquilibra e cai sentada no chão. Nathanael olha para Chloe e vê a mesma tentando se levantar com dificuldades enquanto limpava o seu nariz.  Nathanael furioso, vai ate Chloe e a ajuda com brutalidade a se levantar do chão, ele olha com ódio para a loira e a manda sair de lá. Chloe não diz nada e o obedece, saído do quarto em silencio. Nathanael vai ate Marinette que estava em pé em um canto observando tudo. Nthanael chega perto de Marinette e lhe da um tapa com toda a sua força. Marinette cai no chão e coloca a mão sobre o local do tapa, lagrimas caem de seus olhos e ela fica parada em silencio fitando o chão. Nathanael sai do quarto em silencio e tranca a porta, ele desce ate a sala e encontra Chloe com um lenço em seu nariz.

- Nathanael! – Chloe disse nervosa e vai ate o ruivo. – Eu não gostei nem um pouco de como você falou comigo!  Quem você pensa que é? Eu sou uma dama e não admito que... – Chloe é interrompida por um tapa que recebeu de Nathanael. A loira caiu sentada no sofá com a mão no local da batida, ela encarou Nathanael assustada.

- Eu estava dormindo quando acordei com os seus gritos. Quando cheguei lá em cima peguei Marinette com o rosto vermelho enquanto tentava escapar. Qual o seu problema? Me fala! – Nathanael segurou com força o braço de Chloe e grunhiu baixinho. – Marinette quase fugiu por sua causa e, você ainda bateu nela! Qual o seu problema? – Nathanael gritou enquanto sacudia Chloe. – Eu sou o único que pode tocar na Marinette! Eu sou o único que posso fazer com ela o que quiser! Só eu posso agredi-la, corrigi-la e fazer dela uma mulher! Então eu não quero mais que você encoste na minha Marinette! Você ouviu bem? – Nathanael gritou. Chloe concordou com a cabeça enquanto encarava Nathanael assustada. Ela sabia desse lado agressivo do ruivo, mas nunca havia o presenciado. – Aqueles desgraçados descobriram o meu plano. – Nathanael disse soltando Chloe e indo em direção a cozinha. Chloe estranhou a repentina mudança no rapaz, mas ignorou, pois sua curiosidade era maior.

- Quem descobriu o que? – Chloe perguntou seguindo o rapaz ate a cozinha.

- Aquele desgraçado do Adrien, ele invadiu a mansão da família da Marinette e, depois a mãe dela apareceu e contou tudo ao idiota do Tom. Agora aquele imbecil me odeia e, não vai mais permitir que eu me case com a Marinette. – Nathanael disse enchendo um copo com whisky e bebendo tudo de uma só vez.

- Espera. Adrien invadiu a mansão? Mas por que ele fez isso? E ele conseguiu sair bem de lá?

- Ele descobriu que a Marinette foi sequestrada e, foi ate lá me obrigar a dizer onde ela estava. Se ele saiu bem eu não sei, mas que ele levou muitos socos meus e um do Tom, ele levou. – Nathanael disse rindo. Chloe o encarou e se sentou a sua frete.

- Me conte o que aconteceu.

 

Depois que Sabine entrou, Nino, Alya e Lila tentavam pensar em alguma coisa que poderia ajudar na busca de Marinette, ate que eles veem Adrien vindo do caminha que dava para a cidade.

 - Adrien! – Os três amigos disseram juntos e foram em direção ao amigo.

- E então? Conseguiu descobrir onde a Marinette esta? – Alya perguntou aflita.

- Acha que se eu tivesse descoberto pra onde aquele desgraçado levou a Marinette eu estaria aqui? – Adrien disse nervoso.

- Ei! Calma, Adrien, não precisa falar desse jeito com ela. Ela só esta preocupada com a amiga. – Nino disse um pouco nervoso pela maneira em que Adrien falou com Alya, mas ele sabia que Adrien nunca falaria daquele jeito com sua amiga em seu estado normal, então ele respirou fundo e continuou. – Olha, você precisa ficar calmo, desse jeito não vamos conseguir nada. – Adrien respirou fundo e abaixou a cabeça, Nino estava certo e, ele precisava se acalmar.

- Eu sei... Me desculpa, Alya, é que eu estou com muita raiva daquele desgraçado e, com muito medo de que ele faça algo ruim com a Marinette. – Adrien disse e se encostou nas grades do portão. Os quatro amigos ficaram em silencio por um tempo, nenhum deles sabia o que dizer, ate que Plagg sai do palito de Adrien e quebra esse silencio.

- Alguem poderia me dar queijo? Eu estou muito, muito cansado. – Plagg disse e se deitou no ombro de Adrien, que o pegou em suas mãos e encarou o amigo.

- Me desculpe por isso, Plagg.

- Esta tudo bem garoto. – Plagg disse com a voz fraca.

- Eu vou pegar queijo pra você. – Lila disse e foi correndo para a cozinha, poucos minutos depois Lila chega uma enorme fatia de queijo.

- Obrigado. – Plagg diz se sentando na mão de Adrien e pegando a fatia de queijo que Lila havia lhe dado.

- Pessoal, eu preciso muito da ajuda de vocês. Eu sei que fui um idiota, tratei vocês mal e não quis ouvir seus conselhos, mas eu peço desculpas e, imploro que me ajudem a encontrar a Marinette.– Adrien disse encarando os amigos.

- Sabemos e, nos te desculpamos.  – Nino disse sorrindo.

- Você estava nervoso, era normal que agisse daquele jeito. – Alya disse também sorrindo.

- Nos vamos te ajudar, afinal, Marinette também é nossa amiga. – Lila sorriu e colocou a mão no ombro de Adrien.

- Por que você acha que ficamos te esperando aqui do lado de fora? Sabíamos que você ira vir pra cá e, estamos dispostos a te ajudar a encontrar a Marinette. – Nino disse.

- Vamos fazer de tudo para encontrar a Marinette! – Tikki disse saindo do bolso do vestido de Alya. Adrien sorriu e se aproximou dos amigos.

- Nos vamos ter a nossa amiga de volta! – Alya disse e esticou sua mão, todos a olharam com um sorriso no rosto.

- Não vamos deixar o Nathanael vencer essa! – Nino disse e colocou sua mão sobre a de Alya.

- Vamos achar a Marinette e acabar com o ruivo desgraçado! – Lila disse e colocou sua mão sobre a de Nino.

- Vamos encontrar a Marinette, acabar com o Nathanael e, depois  Marinette e eu vamos nos casar, nem que para isso eu tenha que fugir daqui com ela! – Adrien disse sorrindo e colocou soa mão sobre a de Lila.

- Vou precisar de mais queijo para ajudar a encontrar a Marinette e acabar com o ruivo demente, mas prometo que vou dar o meu melhor. – Plagg disse e colocou sua patinha sobre a mão de Adrien.

- Eu também vou dar o meu melhor para encontrar a Marinette, afinal, Paris não pode ficar sem a sua heroína e, nem nos podemos ficar sem a nossa amiga! – Tikki disse e colocou sua patinha sobre a de Plagg. Todos se olharam sorrindo.

- Vamos te encontrar Mari, é uma promessa! – Adrien disse e todos se olharam confiantes. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo de hoje eheheh... O próximo deve sair quarta.

Façam pedidos para o próximo capitulo.

Quem quiser me add no whatzapp, ficarei feliz em aceita-los ^_^ Pretendo fazer um grupo e, assim avisar quando terá novos capítulos da fic, quando eu não puder postar e, dar alguns spoilers e dicas dos próximos capítulos.
Meu numero: 3.1.9.8.5.1.1.3.7.2.3. (coloquem sem os pontos kkkkk...)
Minha outra fic: https://spiritfanfics.com/historia/love-miraculous-5781480


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...