História The prophecy of jewels - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Carlos de Vil, Evie, Jay, Mal, Personagens Originais
Visualizações 15
Palavras 1.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiê gente, mais um capítulo novinho para vocês! E como eu prometi, ele está um pouquinho maior! ;)

Capítulo 2 - Aconteceu o mesmo comigo!


Fanfic / Fanfiction The prophecy of jewels - Capítulo 2 - Aconteceu o mesmo comigo!

   Ilha dos Perdidos, 8:46 am

.: Pov Evie :.

Cheguei na escola ofegante, trêmula, assustada.

Aquela criatura que havia me perseguido mais cedo não saia de minha cabeça.

Fui em direção ao banheiro e para minha sorte a Madame Tremaine não estava fazendo ronda nos corredores hoje.

Adentrei-o encarado meu reflexo no espelho aquelo fato ocorrido anteriormente não saía de minha cabeça.

- Evie? - sou tirada de meus devaneios por uma certa baixinha com óculos

- Dizzy? O que faz aqui?

- Minha avó quis me trazer aqui, não me pergunte o porque.

Sorriu mas ao ver minha feição assustada seu sorriso logo se desfez

- O que aconteceu? Você parece assustada - Indagou a pequena

Contei todo o ocorrido para ela

- Bom, e se eu te contar que aconteceu o mesmo comigo?

- O QUE!? - falei, ou melhor gritei, na minha cabeça estava se passando o que aconteceria se "a coisa" tivesse pego Dizzy - Essa "a coisa" fez algo com você? Ousou encostar um dedo em você?

- Calma Evie, ele ou ela não fizeram nada comigo além do mais, minha avó estava comigo e acredito eu que ela não deixaria que fizessem algo comigo - acalmou-me a pequena

Minha reação não foi outra a não ser a abraça-la.

- Ainda bem - disse em meio às lágrimas - não sei o que eu faria se acontecesse algo com você

Dizzy era como uma irmã mais nova para mim, somos como unha e carne.

- Oh Evie, não se preocupe eu estou aqui, não estou? - perguntou e eu assenti

- Dizzy você está aí? - escutamos uma batida logo em seguida

- Oh não! É a minha avó se ela te ver aqui você tá encrencada - falou - rápido se esconde dentro de uma cabine

Falou e eu obedeci

.: Pov Dizzy :.

- Dizzy você está aí? - somos interrompidas da nossa conversa pela minha avó. Rapidamente falei para Evie se esconder em uma cabine

- Estou sim vovó!

- Dizzy, sua pestinha o que estava fazendo aí!? Te procurei pela escola inteira - disse me puxando para longe

Chegamos então em sua sala - já que a mesma é uma das coordenadoras do Dragon Hall -

- Arrume essas pilhas de papéis para mim, pelo menos até a hora do almoço - disse jogando uma caixa cheia de papéis na mesa que estava a minha frente - até logo

Disse se retirando da sala

Bufei e sentei na cadeira próxima a mesa, aargh queria tanto ter magia como a Evie, arrumaria tudo isso em um piscar de olhos (A/N: Sim, nessa fic a Evie tem magia)

Como não tinha outra opção a não ser servir de escrava para minha avó - como sempre - decidi começar a arrumar logo. Me pergunto como Cinderela conseguiu aguentar tudo isso.

(...)

Já tinha arrumado tudo e para a minha surpresa bem rápido, faltavam ainda cerca de quinze minutos para a hora do almoço e provavelmente Evie deveria estar em aula, entrou provavelmente na troca de aulas.

E como eu não conhecia ninguém nessa escola além da Evie resolvi mexer nas coisas da minha avó. Ela me mataria se me pegasse olhando suas coisas? Claro que sim! Mas ela nunca iria saber.

Não havia nada de interessante por aqui, somente transferências de alunos, contas para pagar etc.

Mas, algo me chamou atenção, era uma foto, com cinco seres encapuzados todos com fisionomias diferentes e um dele se parecia muito com a tal coisa que estava me observando e minha avó

Estava prestes a pegar a foto porém sou interrompida pela mesma.

- Dizzy, terminou de arrumar tudo?

- Sim vovó ...

- Ótimo, agora pode sair - disse apontando para a porta

Tenho que contar para Evie o que descobri!

.: Pov Evie :.

Na aula de artes conheci dois garotos: Carlos Jay filhos da Cruela de Vil e Jafar. Eu sei, também fiquei pasma ao descobrir que Cruela e Jafar tiveram filhos... Mas enfim

E por incrível que pareça, eles também haviam sido perseguidos por a tal "a coisa" mas no caso deles, foram duas.

Contei para eles o que aconteceu comigo e com Dizzy e assim como eu, eles acharam bem esquisito.

Enfim, estávamos indo em direção ao refeitório para almoçar, estava louca pra contar as novidades para Dizzy

Entrei e a vejo sentada em uma mesa almoçando, pegamos nosso almoço e nos juntamos a ela.

- Oi E!

- Oi D! Esses são Carlos é Jay, filhos de Jafar e Cruela

- Oiê meninos!

- Olá - responderam ao mesmo tempo

- Então eu descobri algo muito importante! - Falamos eu e Dizzy ao mesmo tempo

- Pode falar primeiro

- Ok - respondi - Então, Carlos é Jay também foram perseguidos por as tais "coisas"

- Sério!? - perguntou e os dois assentiram - Pois, eu encontrei no escritório da minha avó uma foto com cinco pessoas encapuzadas e uma delas era exatamente parecida com a pessoa que me "seguiu"

- A i m e u d e u s - silibou Carlos - o que será que eles querem com a gente!?

- Não sei

(...)

Eu, os meninos e a Dizzy decidimos após a escola pesquisar um pouco mais sobre essas "a coisa" na biblioteca local da ilha. Sim, havia uma biblioteca na Ilha.

- Tá muito longe? - perguntou Dizzy cansada

- Calma pequena, estamos quase lá - disse acaríciando a bochecha da mesma

- Ei Diz, sobe aqui - disse Jay se agachando e Dizzy subiu em seus ombros - Se segura!

Soltei uma leve gargalhada acompanhada de Carlos

- Vamos, só mais alguns quarteirões - respondi

Após percorrer mais três quarteirões finalmente chegamos

- É aqui

- Oras, o que estamos esperando? Vamos logo entrar! - disse Dizzy saltando dos ombros de Jay adentrando o local

- Espera Dizzy! - falei correndo atrás dela acompanhada dos meninos

- EVIE, MENINOS OLHEM ISSO AQUI! - escutei Dizzy gritando me fazendo aumentar o passo, ao chegarmos onde ela estava damos de cara com uma pintura enorme que cobria quase toda a parede com 5 pessoas encapuzadas

- Foi essa a foto que estava no escritório da minha avó...


Notas Finais


Gostaram do cap? Continuo? E o que será que a avó de Dizzy tem haver com tudo isso?
*Música de suspense*

Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...