História The Proposal - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Proposta, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Exibições 391
Palavras 2.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Lírica, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi amores, eu sei vocês querem me bater pela demora né. Mas vocês sabiam o quanto eu estava enrolada.

Muito muito obrigada mesmo pelos favoritos e comentários! Vocês são demais <3

Capítulo 26 - Coffee


Fanfic / Fanfiction The Proposal - Capítulo 26 - Coffee


—Eu juro que foi sem querer.- Chris diz.
—Puta que pariu, vocês bateram meu carro!- Justin eleva a voz. Ele estava bem bravo.
—Duas vezes.- Chaz diz e Bieber o fuzila com o olhar lhe calando.
—Quero matar vocês.- Justin diz nervoso.
—Mas o que aconteceu?- pergunto.
—Nós cansamos de jogar e fomos dar uma volta.. - Ryan começa a dizer.
—Com o meu carro.- Justin interrompe Ryan.
—É.. bem.. quando vimos o carro estava desse jeito.- ele tenta se explicar, não que tenha dado muito certo.  Justin solta uma risada descrente.
—Pelo menos ninguém se machucou.- digo. —Espera aí... cade a Caitlin?- digo preocupada.
—Ai meu Deus, perdemos a minha irmã.- Chris diz.
—Não, ela não saiu com a gente. Ela ficou.- Chaz diz.
—Aqui em casa?- casa? Casa dos Bieber's.
—É.- ele responde.
— E as gêmeas?- pergunto vendo que elas não estavam aqui.
—Deixei na casa delas, disso eu tenho certeza.- Chris responde.
—Vamos procurar a Caitlin então.- digo mas assim que entramos em casa Jazzie aparece.
—Tia Katie, por que a tia Caitlin está dormindo no chão do meu quarto?- ela pergunta.
—Achamos.- digo. —Querida por que você não acorda ela para a gente.- peço.
—Ta.- ela diz.
—Que bom que ela está bem.- Chris fala aliviado.

 


—Que dor de cabeça que eu estou.- ela diz descendo. —O que aconteceu?- pergunta.
—Você não se lembra de nada?- Ryan pergunta.
—Mais ou menos.. a última coisa que eu me lembro foi quando..- ela começa dizer e olha para Chaz ficando vermelha. —Esquece.- diz. —Por que Justin está com essa cara de enterro?- pergunta.
—Eles bateram meu carro! E vocês vão pagar pelo conserto.- ele diz, os meninos reclamam um pouco mas acabam concordando.
—Bem, agora que tudo está resolvido vocês podem almoçar conosco.- digo para Chris e Caitlin.
—Estou com fome hein.- Chaz diz.
—E quando você não está?- Caitlin revira os olhos.
—Vamos tomar café da manhã fora?- pergunto para Justin sorrindo.
—Ta.- ele sorri concordando.
—Vou me trocar.- falo puxando Caitlin.
—Você está um marica.- escuto Ryan sussurrando para Justin.
—Cala a boca.- ele responde.


..


—Então..- digo pegando minha roupa para Caitlin.
—O que?- ela pergunta sentada na minha cama.
—Pode contar.- falo.
—C-contar o que?- ela gagueja. Olho para ela e reviro os olhos.
—Você e Chaz.- digo e ela suspira. —Vocês vivem se provocando e ontem se beijaram.- falo.
—Não foi a primeira vez.- ela confessa.
—O que?- falo e ela da uma risadinha constrangida.
—Bem.. nós sempre nos provocamos mesmo, ele me irritava muito.- ela diz e ri. —E no meu baile de formatura Justin já havia se mudado do Canadá e Chaz e meu irmão foram. Eu já estava desencana do Bieber e no baile meu parceiro mal ligava para mim e só ficava com os amigos. Chaz percebeu isso e me chamou para dançar, depois me chamou para dar uma volta e eu aceitei. Nós ficamos.- diz. —Depois do baile ainda mantivemos contato, mas sem tocar naquela noite, ele me provocava mas acho que era só amizade. E não dava para ser nada mais, eu logo fui aceita na faculdade de medicina e me mudei, perdemos o contato.- diz.
—Uau.- falo. —Mas você gosta dele?- pergunto.
—Não.. quer dizer.. não sei. O beijo de ontem me confundiu.- ela diz e eu rio.
—Deixa rolar.- falo e ela concorda.
—Obrigada.- ela diz e eu sorrio.
—Posso te confessar algo?- pergunto e ela concorda.—Eu pensei que ia te odiar.- falo e ela ri.
—É, eu me odiaria se fosse você.- ela diz e ri.
—Mas eu gostei de você.- digo.
—E isso se deve ao fato de eu não gostar mais do Justin.- ela ri.
—A maior parte.- rio. —Você pode nos visitar em Nova Iorque.- digo.
—Bem, na verdade tenho algo para falar.- ela diz e fico curiosa. —Vou me mudar para Nova Iorque.
—O que?- pergunto surpresa.
—Bem, para o estado de Nova Iorque, não para a cidade onde você e os meninos moram. Vou para Manhattan.
—Mas é trinta minutos apenas.- digo.
—Sim, consegui um estágio no hospital de lá.- ela sorri.
—Que bom, Parabéns, da até para você engatar um romance com o Chaz.- digo e ela fica vermelha.
—Cala a boca.- ela diz e eu rio.
—Vamos descer.- falo.
..

 


—Podemos ir?- fala para os meninos que estavam sentados no sofá.
—Aleluia, estou com fome.- Ryan diz.
—Vamos então.- Justin diz. Tivemos que ir de táxi, já que estávamos sem carro né. 
Logo paramos em uma cafeteria, era pequena mas muito aconchegante. Juntamos duas mesas e logo uma atendente veio anotar os nossos pedidos.
—Vou querer panquecas e um cappuccino.- peço.
—O mesmo.- Caitlin diz.
—Para mim também.- Justin concorda.
—Vou querer ovos e bacon- Ryan diz. —E um leite quente.- completa.
—Eu também.- Chaz diz.
—Quero um misto com um suco de abacaxi.- diz Chris.
—Só?- a garçonete pergunta.
—Por enquanto sim.- digo e ficamos em silêncio por alguns segundos. —Vocês já sabem da novidade?- digo.
—Que novidade?- Ryan pergunta.
—Vamos ter mais uma Nova Iorquina. Caitlin vai se mudar para Manhattan.- falo entusiasmada.
—Sério?- Chaz pergunta.
—Aham.- ela diz. —Consegui um estágio.
—Parabéns.- ele diz, dava para perceber o clima entre eles.
—Oh parabéns baixinha.- Ryan e Justin a parabenizam e ela sorri para eles.
—Então você vai ficar apenas a meia hora de New York city.- Chaz diz.
—Pois é.- ela sorri para ele.
—Nós vamos.- Chris diz.
—O que?- ela pergunta.
—Vou abrir uma filial em Manhattan, vou para lá também.- ele diz e os garotos comemoram e eu o parabenizo.
—Você vai só para ficar de olho em mim né.- Caitlin diz bufando.
—Lógico.- ele diz alternando o olhar entre ela e Chaz e os dois ficam vermelhos.
—Mereço.- ela fala  e ela manda um beijo para a irmã que ri. Logo nossos pedidos chegam e nós comemos comentamos sobre assuntos aleatórios.

..


—O que vamos fazer?- Chaz pergunta,estávamos todos sentados no sofá após almoçarmos.
—Podíamos ver um filme. - Caitlin diz e todos concordam. Os meninos escolheram um filme de suspense qualquer e eu deitei minha cabeça no ombro de Justin e estiquei minha perna no seu colo. Após alguns minutos do filme Chaz e Caitlin desaparecem e apenas voltam no final do filme  com os cabelos bagunçados e as bocas vermelhas. Safadinhos.
—Temos que ir Caitlin.- Chris diz.
—Ok.- ela fala.
—Vamos marcar alguma coisa.- digo e ela concorda, me despeço de Chris e logo eles vão embora.

 



                                                               ~''~ ~''~ ~''~
Hoje era o dia que Chaz e Ryan iam embora, eu realmente ia sentir falta deles, eu havia me acostumado com suas gracinhas e loucuras. Apesar de tudo eles eram bons garotos, mas a empresa precisava deles.
—Tchau meninos.- aceno para o táxi que estava levando eles.
—Vou sentir falta deles.- digo virando para Justin.
—Logo veremos eles.- Justin diz. E isso me preocupava muito, faltava apenas um mês para irmos embora e eu estava preocupada com o que ia acontecer depois. Eu e Justin íamos ficar assim ou ele fingiria que nada aconteceu. Suspiro.
—Vou ligar para a minha mãe.- digo e ele concorda.
—Oi filha.- ela diz assim que atende.
—Oi mãe, como estão as coisas?- pergunto.
—Ah bem... sua tia ainda não queimou a casa e nem perdeu o emprego.. então acho que está tudo bem.- ela diz e eu rio.
—E a Kristen?- pergunto.
—A quimeoterapia está deixando ela fraquinha, mas não houve nenhuma piora no seu caso.
—Ainda bem- suspiro. —E doador?- questiono.
—Nada ainda.- ela diz triste.
—Vamos achar.- falo.
—Eu sei que vamos.- minha mãe diz.
—Tenho que desligar mãe, mande um beijo para todos. Amo vocês.- digo.
—Nós também querida. Beijo.- ela diz e eu desligo. Ainda com o meu celular na mão ligo para Holly.
—Como vai minha mamãe favorita?- pergunto assim que ela atende.
—Com fome e sono.- ela diz. —Deve ser um menino por que o tanto de fome que eu tenho é surreal.- ela diz e eu rio.
 —E Josh como está?- pergunto.
—Me aguentando.- ela diz.
—No final tenho que dar um prêmio a ele.- digo.
—Não tenho como discordar.- ela diz e rimos.
—Sinto sua falta loira.- falo.
—Ai.. eu também.. não fica falando essas coisas que eu estou sensível.- digo e ela ri. —E as coisas aí?- pergunta.
—Estão bem.- falo.
—E o Bieber?- pergunta.
—Não brigamos há três dias, o que já é uma evolução.- ela ri e logo boceja.
—Bem.. tenho que ir.- fala.
—Ok, vai descansar.- digo para ela que suspira.
—Beijo.- ela diz e desliga. Jogo-me na cama e fecho meus olhos caindo no sono.


—Katie.. Katherine...- escuto alguém me chamar e abro os olhos dando de cara com Bieber.
—Hm.- falo ainda sonolenta.
—Vamos jantar.- ele diz e eu sento na cama.
—Nossa eu dormi tudo isso?- falo ele concorda.
—Aham.- diz.
—Caramba.- digo surpresa.
—Vem vamos comer.- diz.
—Boa noite.- eu sento à mesa.
—Oi querida.- Pattie diz para mim.
—Tia Katie depois você assiste um filme comigo?- Jazzie pedi.
—Claro que sim.- digo para ela.
—Podem se servir.- Pattie fala. —Querido, o jantar está pronto. - Pattie diz assim que Jeremy chega em casa.
—Estou faminto.- ele diz.
—O que é isso?- Pattie pergunta.
—Acabou de chegar.- ele fala entregando para Pattie. Ela abri, parecia um convite.
—Ah... -ela diz.
—O que é?- Justin pergunta.
—Chá de bebê da Melody e da Layla.- ela diz e Justin fica calado.
—Quer que eu te sirva?- pergunto para Justin mudando de assunto e ele me entrega o prato.


..
Fecho a porta do quarto de Jazzie, após o filme ter acabado eu fiquei mais um tempo no quarto até ela dormir.  Entro no quarto e encontro Justin na mesa com vários papéis.
—O que é isso?- pergunto.
—Uns papéis da empresa que eu preciso resolver.- ele diz.
—Quer ajuda?- pergunto.
—Não precisa, eu vou acabar tarde e não posso tirar o seu descanso.- ele diz.
—Justin, eu sou sua secretária. Você não conseguiria fazer isso sozinho de qualquer jeito.- digo e ele ri convencido.
—Verdade.- concorda.
—Vai me da uns papéis.- digo e ele me entrega, começo a arrumar tudo e ajudar Justin.



Abro os olhos e sinto uma grande dor nas costas, Justin ainda estava na mesa com alguns papéis nas mãos. Sento e esfrego os meus olhos.
—Justin.- digo e ele vira me olhando.
—Hey.- ele fala.
—Eu dormi?- pergunto e ele amontoa todos os papéis no canto da mesa.
—Aham.- ele responde.
—Desculpa.- falo e ele ri.
—Não precisa se desculpar, você me ajudou muito.- ele diz bocejando.
—Que horas são?- pergunto.
—Seis e vinte.- ele diz.
—Você não dormiu nada?- pergunto e ele nega dando de ombros. —Seu louco.- falo repreensiva.
—Precisava terminar isso.- ele suspira. —Pelo menos já está tudo certo.
—Então agora vem dormir.- estico minha mão para ele e ele da um pequeno sorrisinho pegando minha mão e vindo para cama. Ele deita ao meu lado e enlaça a minha cintura. Logo adormecemos.


..
—Bom dia.- falo para Justin e entrego uma caneca de leite quente.
—Bom dia - ele senta e geme.
—Tudo bem?- pergunto.
—Estou com muita dor nas costas.- ele diz.
—Hmm.. -falo. — Posso preparar a banheira para você.- ofereço.
—Por favor.- ele pedi.
Vou até o banheiro e esquento a água para depois colocar alguns sais.
—Justin!- o chamo. Ele entra no banheiro tirando a roupa, dou um bela encarada no seu corpo enquanto ele entra na banheira.
—O que você está fazendo ai?- ele pergunta.
—Ah?- digo não entendendo.
—É para você entrar comigo.- diz. Sorrio para ele e começo a tirar minhas roupas. Entro na banheira com a sua ajuda e deito encontada no seu peito.
—Se eu não estivesse tão cansado nós estaríamos transando agora.- ele diz e eu gargalho. Tão Justin.
—Mas nós só vamos relaxar.- digo mexendo meus braços na espuma.
—Fazer o que né.-  ele diz. Pego suas mãos e abraço meu corpo com elas, Justin beija meu pescoço e fecho meus olhos apreciando o momento.
 


Notas Finais


Eu sei que as coisas estão meio água com açúcar, mas logo terá uma reviravolta!

Obrigada e até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...