História The Proposal - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Proposta, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Exibições 309
Palavras 2.049
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Lírica, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ei Ei ei, não é uma miragem, eu realmente postei rápido assim. Vai eu mereço vários comentários, favoritos e palmas por isso hauhauahuaha
Enfim, eu estava relendo the proposal e senti muita falta de algumas pessoas que comentavam bastante. Cadê vocês meus amores???

Capítulo 27 - Bunny


Fanfic / Fanfiction The Proposal - Capítulo 27 - Bunny


—Justin, vou descer para almoçar.- aviso terminando de colocar a blusa.
—Calma ai, eu já vou também.- ele sai do banheiro somente de cueca. Rapidamente coloca uma blusa e uma bermuda. —Vamos.- ele fala pronto.
—Boa tarde dorminhocos.- Leah diz e vou abraçá-la.
—Ei você não apareceu esses dias.- digo para ela. A futura Bieber estava meia sumida. Ela suspira.
—Agora que a faculdade voltou meu tempo diminuiu.- ela sorri fraco.
—Sei como é.- digo.
—Ah, tenho um convite para te fazer.- ela diz e a olho curiosa. —Preciso fazer umas comprinhas, está afim?- pergunta.
—Não precisa perguntar duas vezes.- digo.
—Filho fiz aquele escondidinho de carne que você adora.- Pattie diz.
—Oba.- Justin comemora.
—Do que vocês querem o suco?- Pattie pergunta.
—Abacaxi.
—Maracujá.- eu e Justin falamos ao mesmo tempo.
—Justin eu não gosto de maracujá.- digo.
—Mas é o meu preferido.- ele diz.
—Custa você concordar comigo um minuto da sua vida.- falo.
—Eu não posso ter os meus próprios gostos mais?- ele fala.
—Você é tão egoísta.- digo. E ele ri sarcasticamente.
—Faz essa porra de abacaxi logo.- ele diz irritado.
—Obrigada.- falo irônica.
—Crianças, sem brigas.- Pattie diz e nós bufamos. Sirvo-me e rapidamente começo a comer, eu estava faminta! Após alguns minutos degustando o meu escondidinho sinto algo na minha perna. Justin havia colocado sua mão ali. Olho de relance para ele, mas Bieber estava concentrado no seu prato, dou um sorrisinho quase imperceptível e volto a comer. Ah, sua mão permanece ali até o final do almoço.

 


—Vamos Katie!- Leah me chama.
—Estou indo.- falo. Pego minha bolsa e coloco a carteira e o celular, percorro meu olhar pelo quarto e encontro Justin sem camisa em frente o guarda roupa e de costa para mim. Vou até ele e planto um beijo na sua nuca.
—Divirta-se.- ele diz um pouco de eu sair do quarto.


—Marquei um salão para nós.- Leah diz assim que entro no carro.
—Ah?- falo.
—Precisamos de uma repaginada.- diz.
—Ok.- falo rindo.
—Olá Leah querida.- uma moça vem até nós assim que entramos no salão.
—Oi Megan, essa aqui é minha cunhada Katie.- Leah diz.
—Prazer.- digo e ela me da dois beijinhos no rosto.
—Venha querida, hoje você estará nas melhores mãos da cidade.- ela diz.
—Ok.- falo rindo.


Eu estava pronta, apenas esperando Leah para sairmos do salão. Eu não havia feito muita coisa, apenas cortado as pontas do cabelo e feito uma hidratação. Mas para nós mulheres fazia uma diferença tremenda.
—Depois tenho que te ligar e contar algumas ideias de penteado para o casamente. Falta oito meses apenas.- Leah diz.
—Ok querida.- Megan responde.
—Tchau.- me despeço.
—E para onde vamos agora?- pergunto.
—Preciso ir nessa loja comprar um vestido.- ela diz.
—Tudo bem.- concordo.

 


—Hmm... preciso muito comprar lingeries.- ela diz me puxando para a Victoria's Secrets. 
—Não precisa correr.- digo rindo.
—O que você acha desse para a minha lua de mel?- pergunta.
—Bonito, mas olha esse aqui.- digo mostrando um branco de renda.
—Perfeito.- fala. —Katie você não vai pegar um para você?- pergunta.
—Ahh..- falo e ela me olha revirando os olhos. —Ok.- digo. Acabo escolhendo uma vermelha. Enquanto Leah vai ao caixa pagar reparo em uma loja de fantasias.
—Volto já.- digo para ela. Vou até lá e rapidamente acho o que eu estava procurando.
—Posso ajudar?- uma moça vem me atender.
—Quero levar este.- digo.
—Mais alguma coisa?- pergunta.
—Não, obrigada .- falo.
—Aqui, volte sempre.- ela diz e eu agradeço.
—Você vai fazer mais alguma coisa?- pergunto para Leah.
—Não, pensei em tomar um sorvete e irmos embora.- fala.
—Por mim tudo bem.- digo.

 


—Amor, vem me ajudar com as sacolas.- Leah diz assim que entramos em casa. Justin e Jaxon estavam assistindo um jogo de basquete. 
—Ok.- Jaxon fala bufando e eu rio. Vou até Justin e sento ao seu lado no sofá deixando a sacola no chão.
—Comprou muita coisa?- ele fala.
—Não muita.- digo dando de ombros.
—Pipoca.- ele me oferece.
—Ah não, obrigada.- falo.
—Uau, o que deu em você para estar recusando pipoca?- ele fala e eu rio,
—Acabei de tomar sorvete.- digo.
—É do que? Espera eu descubro.- ele diz se aproximando e beijando meus lábios. Dou passagem para a sua língua que rapidamente explora a minha boca me fazendo gemer e arranhar sua nuca. —Hmm, creme.- fala e eu sorrio um pouco envergonhada.
—Vou guardar essas coisas, termina o seu jogo.- digo e beijo sua bochecha  saindo para o quarto.

 


..
—Você quer jantar agora?- Justin pergunta colocando a cabeça no carro. —Vamos pedir umas esfirras.
—Pode  pedir para mim. Quero doce e salgada.- falo.
—Ok.- Justin responde.

—Tia Katie, as esfirras chegaram.- Jazzie me avisa.
—Ok meu amor já estou descendo.- aviso. Sento ao lado de Justin e logo Leah e Jaxon chegam à mesa.
—Cade meu pai?- Jaxon pergunta.
—Saiu.- Pattie diz.
—Vocês podem me passar uma esfirra?- peço. Justin rapidamente me entrega uma de queijo.
—Obrigada.- falo.
—Isso está muito bom.- digo.
—Está mesmo.- Leah concorda.
—Quero mais mamãe.- Jazzy pedi.
—Da o seu prato querida.- Pattie pedi.
—Pega uma doce para mim.- peço ao Justin que concorda. O jantar permanece assim tranquilo e logo cada um vai para o seu canto.
Era quase dez para meia noite e os meninos estavam jogando video game. Leah estava pingando de sono e pedindo para ir embora.
—Só espera essa partida amor.- Jaxon diz e ela bufa.
—Justin depois que acabar você sobe para o quarto.- digo e ele concorda sem nem me olhar.

 


Eu estava em frente ao espelho do banheiro me olhando e tentando tomar coragem de sair daí. Eu havia comprado a fantasia de coelhinha da playboy para o Bieber e estava me sentindo meia insegura com isso. Será que ele vai gostar? E se eu estiver muito vulgar? Escuto a porta do quarto ser aberta e fechada, isso denunciava a chegada do Justin. Suspiro. Tinha que ser agora, olho para o espelho tomando coragem e abro a porta saindo do banheiro.
—Eu estou meio elétrico hoje- Justin diz sem olhar para mim.—Sem um pingo de s..-assim que me olha para de falar e fica petrificado.
—Gostou?- pergunto insegura e me olha da cabeça aos pés.
—Se eu gostei?- ele ri. —Você está linda, linda.- ele diz se aproximando e rodeando minha cintura. —Porra, você está muito gostosa.- ele fala passando a mão pelo meu corpo. —Mas estou com um problema. -olho para ele não entendendo. —Não sei se vou conseguir deixar você com essa roupa por muito tempo.- ele diz beijando meu pescoço. —Como você é deliciosa.- ele diz apertando minha bunda. Bieber me prensa na parede assim que eu pule no seu colo. —Desculpa.- ele diz e eu o olho confusa.
—Por que?- pergunto ofegando.
—Eu realmente queria ficar te apreciando vestida assim, mas eu preciso muito de foder.- ele diz. Desço do colo dele e me jogo na cama. Justin me olha com desejo e parecendo que vai me devorar.
—Estou esperando lobo mau.- falo e ele ri agachando e beijando minha perna.
—Senta.- manda. Obedeço-o e ele rapidamente tira minha roupa de coelhinha me deixando nua e somente de orelhinhas. Ele deita em cima de mim e cheira meu pescoço. Passo minhas mãos na extensão da sua costa arrepiando-o, tiro sua blusa e admiro seu corpo definido. Beijo seu ombro e grudo nossos corpos fazendo ele gemer. 
—Eu não vou aguentar por muito tempo.- ele diz. Levo a mão para o seu moletom e sinto o seu membro, estava completamente duro, quase explodindo. Saio da cama e ele me olha sem entender. Tiro sua calça e massageio seu pênis e Justin suspira aliviado.
—Quero ir por cima.- falo e ele passa a língua pelos lábios.
—Está esperando o que?- diz maroto e eu me posiciono descendo no seu membro e fazendo ele me preencher.
—Hmm...- gemo jogando a cabeça para trás.
—Rebola para mim Katie.- Justin pedi deliciosamente. Começo a subir e descer no seu pau em ato agoniante mas muito gostoso. —Mais rápido.- ele pedi me fazendo quicar e Justin gemer. —Isso!- diz fechando os olhos. —Você é tão gostosa.- ele fala.
—Awn Justin.- geme seu nome aumentando ainda mais o ritmo.
—Não para.- ele fala colocando a mão na minha cintura e me ajudando meus movimentos. —Estou chegando.- ele diz ofegante, começo a rebolar no seu colo e ele revira os olhos de prazer. —Porra.- ele diz e sinto seu líquido me preencher me fazendo gemer, mas mesmo assim não paro, aumento meu ritmo e jogo minha cabeça para trás sentindo que o orgasmo estava para chegar. —Goza para mim Katie.- é a minha deixa, sinto meu corpo desfalecer e um prazer imenso me atingir. Meu corpo cai sobre o de Justin. Ele sai de dentro de mim e me ajuda a deitar do seu lado.
—Como se sente?- ele pergunta.
—Bem, muito bem.- digo e ele sorri.
—Obrigado.- fala e eu o olho curiosa. —Por satisfazer o meu fetiche.- diz.
—Não há de que.- falo e bocejo. Ele acaricia meu rosto e beija minha testa.
—Boa noite.- ele diz.
—Boa noite.- respondo e rapidamente pego no sono.
..

 


—Oi.- Justin diz assim que eu abro meus olhos.
—Bom dia.- falo.
—Eu preciso sair, não sei o que do Jaxon quebrou e vou com ele trocar.- fala. —Volto antes do almoço.- avisa.
—Tudo bem.- digo. Assim que Justin sai vou até o banheiro e jogo uma água no rosto. Tiro meu pijama e coloco um vestido soltinho. Desço e vejo Pattie na cozinha preparando o almoço.
—Quer ajuda?- falo mas ela não me responde. —Pattie?- insisto e reparo nela. Estava chorando. —Pattie está tudo bem?- pergunto e ela vira para mim me abraçando e chorando nos meus braços.
—Ah Katie.- diz.
—O que aconteceu?- digo e ela funga negando com a cabeça.
—Não quero te encher com os meus problemas.- digo.
—Pattie, pode me contar.- falo.
—Jeremy está me traindo com a sua nova secretária.- ela diz.
—O que?- falo.
—Já faz dois meses. Normalmente ele somente me trai com uma desconhecida, um lance de uma noite. Algo passageiro, e eu tenho aguentado isso. Mas agora eu estou farta Katie, farta.- ela fala e eu suspiro. O Jeremy é um idiota, só pode.
—Pattie, você não precisa aguentar isso. Você é uma mulher incrível e linda! Ele não te merece.- digo.
—Mas eu o amo.- ela fala.
—E ele, te ama?- pergunto. —Você tem certeza que trair é uma forma de amar.- digo e ela começa a chorar. —Amor não é isso Pattie, é confiança, respeito e fidelidade.
—Eu não sei o que fazer.- ela diz.
—Você precisa preservar o que te faz bem.- digo. —E isso está te fazendo bem?- pergunto.
—Eu vou conversar com ele.- ela diz. —Obrigada Katie, e por favor, não conte nada disso para o Justin.- diz.
—Mas..- começo a dizer, eu não podia esconder algo assim dele.
—Por favor.- pedi e eu suspiro.
—Tudo bem.- digo.
—Obrigada, obrigada por tudo.- ela diz me abraçando.
—Vai ficar tudo bem.- falo e ela agradece. —Por que você não descansa um pouco, eu faço o almoço.- digo e ela concorda.


..


—Hey- sinto uma mão na minha cintura e um beijo plantado no meu cabelo. Justin.
—Oi- falo. —Deu certo?- pergunto enquanto termino de cortar o tomate.
—Deu, sorte do Jaxon que estava no prazo de validade.- diz. —Não sei como ele tem a capacidade de quebrar tudo que toca.- Justin diz e eu rio.
—Tadinho Justin.- falo lavando a mão.
—Você que fez o almoço?- pergunta estranhando.
—Aham, por que? Eu cozinho mal?- pergunto virando para ele.
—Claro que não.- ele ri. —Só achei estranho minha mãe não estar aqui. Você cozinha muito bem.- ele diz. —Mas por que minha mãe não está aqui? Está tudo bem?- ele pergunta e eu mordo o meu lábio pensativa.
—Está sim, ela só estava com um pouco de dor de cabeça. Então pedi para ela deitar que eu ia terminar o almoço.- minto. Justin me olha desconfiado, eu não gostava de mentir para ele. Olho para baixo para que ele não olhe nos meus olhos e me faça falar.
—Tem certeza?- ele pergunta e eu o olho. Suspiro. Será que era melhor contar para ele ou não?
 


Notas Finais


E aí, a Katie deve contar ou não?

Obrigada e até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...