História The Psychopath and Suicidal (Nemi.) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Nick Jonas
Personagens Demi Lovato, Nick Jonas, Personagens Originais
Tags Demi, Demi Lovato, Nemi, Nick, Nick Jonas
Exibições 98
Palavras 1.116
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei :3

Capítulo 9 - "Não."


Fanfic / Fanfiction The Psychopath and Suicidal (Nemi.) - Capítulo 9 - "Não."



"Nicho?"

"Oi Demi."

"Pode ir na psicóloga comigo?..."

"Claro. Vou passar aí."

"Obrigada Nicho :3"

Nicholas então se levantou da cama e calçou seu tênis.

Ele saiu do quarto e olhou para os lados, percebendo que a festa havia acabado, fazendo ele suspirar aliviado.

Ele foi até a geladeira - que não era muito longe, pois sua casa era pequena e a cozinha era na frente do seu quarto. -, e sentiu um olhar sobre ele.

- O que está fazendo? - Ouviu a voz do seu pai.

- Vendo se tem algo interessante para comer. - Nick falou sem olha-lo.

- Vai sair de novo? - Perguntou e Nick não respondeu. Seu pai deu uma risada sarcástico. - Vai sair com aquela garota de novo não vai?

Nick o olhou rapidamente e voltou a olhar para a geladeira, pegando uma maçã.

- Sim você vai. - Deduziu. - Vai come-la não é? Vai fuder ela de novo.

- Cala a boca. - Nicholas exclamou bravo, fechando a geladeira.

- Só ela para querer alguém como você... - Falou se lamentando. - Ela deve ser uma vagabunda! Ou uma puta mesmo!

Nicholas então soltou tudo, e foi para cima dele que estava no sofá, lhe dando um soco no rosto, com toda a força.

Seu pai o segurou depois do soco e o empurrou, fazendo ele cair no sofá.

Ele riu, e devolveu o soco na Nicholas, fazendo com que ele deitasse a cabeça e não tivesse nenhuma reação.

- REAGE SEU VIADO DO CARALHO! - Seu pai exclamou o provocando, enquanto Nick se recuperava do soco.

Ele respirou fundo, e olhou para a mesa de centro, vendo o canivete do seu pai.

Ele o pegou e colocou no pescoço de seu pai.

- Nossa! Afiado você! - Seu pai falou sarcástico e riu, fazendo um movimento bruto e tirou Nicholas debaixo dele, fazendo com que ele caísse do sofá.

Seu pai se levantou e o olhou, e Nick devolveu o olhar com fúria.

- Afia ele, quem sabe assim você consegue se defender. - Falou e saiu da sala, deixando Nicholas no chão.

[...]

- Nick!

- Eu não tenho culpa! - Exclamou tentando não ficar bravo.

Demi tinha acabado de sair de sua casa e viu Nick, com o canto da boca cortada e que ainda sangrava um pouco.

- Você vai se atrasar para o psicólogo Demetria! - Exclamou enquanto ela puxava Nick para dentro de casa.

- Não vou. - Falou firme, sem olhar para ele.

Demi foi até o banheiro e voltou com um algodão molhado.

- Por que caralhos vocês brigaram de novo? - Perguntou Demetria irritada, passando o algodão no machucado.

Ele exclamou de dor e olhou para ela.

- Ele falou de você. - Disse, e saiu quase em um sussurro, fazendo com que Demi o olhasse.

- Deixasse! Isso não afeta nada!

- Afeta sim! - Interrompeu. - Eu nunca vou deixar que te façam mal, independente de quem for.

Demi parou de limpar o machucado - até porque tinha acabado. - e olhou para Nicholas.

- Ham... Então obrigada... - Falou um pouco sem graça, fazendo Nick dar um sorriso.

Os dois se olharam por algum tempo e Demi lhe deu um beijo na bochecha, que foi mais no canto da boca.

- Acho que hoje não vamos para o nosso cantinho... - Resmungou Nick baixo.

- Acho que dá tempo sim... - Falou ela, dando um sorrisinho. Ela então passou a mão de leve no machucado de Nick. - Se voltar a sangrar, você vai pro médico. - Falou, e ele resmungou. - Vai sim, qualquer coisa, quem vai te levar vai ser eu!

Ele desviou o olhar um pouco bravo.

- Tá. - Falou sem olhar para ela.

Demi riu.

- Você parece uma criança fazendo birra. - Falou e ele a olhou. - Vem, vamos! - Ela pegou na mão dele e saíram.


[...]

Os dois chegaram no consultório e sentaram nas cadeiras, esperando a vez de Demetria.

Enquanto Demi mexia no celular, Nick brincava com o canivete em seu bolso... Abrindo e fechando ele, olhando sua lâmina.

- Daqui a pouco eu entro. - Falou ela baixo - pois o lugar fazia eco -, distraída no celular.

- Hum... - O garoto respondeu sem dar importância, ainda brincando com o canivete, o que fez ela o olhar.

Ela então se levantou, tirando o canivete das mãos de Nick.

- Hey! Me devolve! - Exclamou, porém baixo, para não chamar atenção das pessoas da recepção.

Demi não falou nada, apenas colocou o canivete no bolso.

- Me devolve Demetria!

- Eu não vou devolver! - Falou irritada, também baixo. - Não vou deixar você com um canivete sozinho! Você vai fazer alguma besteira com isso...

Nick então a interrompeu, tirando uma de suas mãos do bolso.

- Sou eu que faço alguma besteira aqui? - Perguntou bravo, sussurro, puxando o moletom de Demi pra cima, mostrando seus cortes recém cicatrizados.

Demi o olhou triste, mas com raiva ao mesmo tempo.

- Devolve... - Pediu mais calmo.

- Não. - Respondeu firme.

A moça então a chamou, falando que ela podia entrar na sala da psicóloga.

- Enquanto eu estiver com você, isso fica comigo. - Falou ela o olhando.

Então ela se soltou dele, arrumou seu moletom, e entrou na sala, com o canivete no bolso.

[...]

- É isso por hoje Demetria. - Falou a psicóloga fechando seu caderninho, olhando para a garota, que estava deitada em seu consultório. - O tempo acabou.

- Okay... - Falou ela sem ânimo. Ela já não gosta de ir a psicóloga, e às vezes ela tocava em assuntos delicados, fazendo Demi gostar menos ainda.

- Hoje a conversa foi melhor, não acha? - Perguntou a psicóloga gentil, enquanto levava Demi até a porta.

A garota deu os ombros, e colocou as mãos nos bolsos, fazendo ela sentir o canivete de Nick nas suas mãos.

- É... - Sussurrou.

Ela então abriu a porta e viu Nick esperando Demi, sentado.

- Olá Nicholas!

- Oi... - Falou também sem muito ânimo.

A psicóloga que Demi consultava, era a mesma que fez o diagnóstico deles do sistema do governo nas escolas, então, ela já sabia como eles eram...

- Vai indo tudo bem? - Perguntou.

- Sim... Está. - Respondeu se levantando, pois Demi foi em sua direção.

- Ainda bem! - Exclamou. - Até a próxima Demetria. - Falou sorrindo.

Demi dá um sorrisinho, dando a entender que estava tudo bem.

Porém quando ela virou as costas, não percebeu que a psicóloga havia visto seus cortes no pulso, e ela devolvendo o canivete para Nick.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...