História The Punk Princess - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas dos Kane
Personagens Carter Kane, Personagens Originais, Sadie Kane, Walt
Tags Sanúbis
Visualizações 25
Palavras 976
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura! :)

Capítulo 5 - Bad Liar - Selena Gomez


Fanfic / Fanfiction The Punk Princess - Capítulo 5 - Bad Liar - Selena Gomez

♕ ♚ ♛

Anúbis foi a minha casa por três dias seguidos para trabalharmos na composição que havíamos iniciado durante o festival no Brasil. Quando se tratava do seu trabalho, ou seja, música, ele era dedicado e perfeccionista. Tinha que ficar perfeito, e nós dois tínhamos que gostar, não só ele ou só eu. Toda essa dedicação era fofa, mas os costumes dele não. Anúbis não trabalhava seriamente em compor sem:

1. Muito café.

2. Uma lata de Coca-Cola.

3. Balas de canela.

4. Um canivete pra ficar brincando (não me pergunte por que ele gosta de brincar com canivetes).

5. Seu moleskine de composições e de versos aleatórios que lhe vinham à mente.

Nós ficávamos no meu quarto, ora na cama, ora no chão. Ás vezes, quando cansávamos do ambiente, saíamos um pouco pra passear (levando o moleskine, claro). Numa dessas vezes, fomos comer sorvete no parque da cidade. Eu gostava de ir lá por que as pessoas que frequentavam o lugar eram 90% idosos que gostavam de jogar dama ou qualquer outro jogo que velhos gostam. Eu só fui reconhecida lá uma vez. Duas agora, por que, no dia em que fui com Anúbis, duas adolescentes de quinze anos estavam lá com uma criança pequena, provavelmente irmão de uma delas, e vieram até nós com seus sorrisos enormes e olhos deslumbrados.

- Com licença – disse uma de cabelo castanho. – Você... você é Sadie Kane, certo?

- E você Anúbis – disse a outra de cabelo ruivo. – Vocalista dos AntiHeroes.

- Somos. – dissemos em uníssono.

As duas deram um gritinho esganiçado. O garotinho olhou pras duas como se fossem malucas e depois com vergonha para mim.

- Eu posso... – a ruiva falou. – Eu posso abraçar você?

- Claro...

Anúbis levantou e abraçou a garota. A amiga dela me olhou com uma cara que dizia “o mesmo”, então sorri e a abracei. Senti algo molhado no ombro e tomei um susto. A garota tinha babado?

- Desculpa – ela falou, enxugando os olhos. – É que eu sou muito sua fã. Eu sei cantar todas as suas músicas. Eu sempre me identifico com elas. Será que nós podemos... tirar uma foto com vocês?

- Hã... comigo ou com todos juntos?

- Bom – ela sorriu entre lágrimas. – Primeiro com você, e depois de todos juntos.

Olhei pra Anúbis em dúvida. Ele sorriu de lábios fechados, e tirou a primeira foto pra gente por que ambas as garotas estavam tremendo demais pra conseguir tirar uma foto boa. Depois, bati uma dele com sua fã, e tiramos uma de todos nós juntos.

- Será que elas já postaram? – ele perguntou.

Estávamos sentados na grama, e eu observava formas nas nuvens.

- Não sei. Acho que vão esperar chegar em casa.

Ele deitou na grama com a cabeça sobre minha perna. Olhei pra ele e não falei nada, voltei a fitar o céu.

- Está imaginando formas nas nuvens?

Senti minhas bochechas corarem um pouco, mas continuei olhando pro céu. Não queria que ele visse.

- Sim.

Anúbis riu de leve. – E o que você está vendo?

- Um dragão brigando com um dinossauro.

- Onde?

- Ali, olha... – apontei. – Aquela parte é o rabo do dragão, e aquelas coisas estranhas são as asas. Elas estão se desfazendo.

- Pra mim parece uma árvore e um barco.

Continuamos a discutir sobre as formas. Assistimos ao por do sol ali. Não por que fosse romântico ou tal, mas por que estava escurecendo e quando percebemos o sol já estava se pondo. Observamos em silêncio. Minha mão brincava com o cabelo dele já fazia um tempo, e quando parei de repente, ele me encarou.

- O que foi?

Olhei pra ele sem entender. – O que foi o que?

Anúbis franziu as sobrancelhas por um momento, não disse nada e voltou a olhar pro sol. – Isso demora.

- É um saco.

- Completamente.

Levantamos e começamos a caminhar até o estacionamento. Ligamos o rádio e fomos descobrindo o gosto musical de cada um.  Se Anúbis gostava de Oasis, que queria ouvir Rolling Stones. Então ele queria Arctic Monkeys, mas eu preferia The Offspring. Por fim chegamos a um acordo e deixamos Foo Fighters tocar. Fomos conversando enquanto ouvíamos as músicas, e quando chegamos no meu quarto, tínhamos algo bom pra adicionar a canção.

- O que você acha? – Anúbis perguntou.

Ele criara dois versos sobre clichês.

- Gostei.

Gosling sorriu, e continuamos. No dia seguinte, terminamos a música. Terminamos não, por que ainda precisávamos ver a parte instrumental. Tínhamos uma melodia incrível e agitada no violão, mas ela ia ficar melhor com bateria, guitarras e baixo. Então a The Punk Princesses e o vocalista dos Anti-Heroes se reuniram no estúdio pra ver essa parte. Só saímos de lá dez horas da noite, mas tínhamos conseguido algo bom. Algo muito bom. No dia seguinte, voltamos pra gravá-la. Perry assistia do outro lado, segurando o queixo com as mãos, o meu dueto com Anúbis.

***

- Peço pra vocês saírem um pouco juntos e vocês me dão algo ainda melhor: um dueto!

Dou de ombros, cansada, porém sorrindo. - O que posso fazer se vou incrível?

Anúbis estava virando uma garrafa d’água. Ele jogou-a na lata de lixo, abriu um sorriso alegre e passou um braço por cima de meus ombros.

- Ficou muito foda.

Em momentos assim não era difícil saber por que suas fãs eram tão loucas.

- Obrigada. – Me virei para ele, abraçando-o. – Foi muito bom compor com você.

Bamboleamos um pouco, rindo. Quase não ouvimos o barulho da foto.

- Ficou ótima! – disse Perry. – Essa aqui vocês vão deixar pra postar só depois que assumirem namoro. E quem vai postar será o Anúbis.

Todo aquele sentimento bom de orgulho e felicidade foi substituído por desconforto. Nós nos soltamos e não houve mais toques ou sorrisos. Perry havia nos lembrado o porquê de tudo aquilo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...